Total de visualizações de página

Acesse o site da GERAÇÃO DE ADORADORES IGREJA DE VENCEDORES

20150312

Sorria! Você foi chamado para ser feliz. Dt 28:47-48. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 08/03/15

“Porquanto não serviste ao SENHOR, teu Deus, com alegria e bondade de coração, não obstante a abundância de tudo. Assim, com fome, com sede, com nudez e com falta de tudo, servirás aos inimigos que o SENHOR enviará contra ti; sobre o teu pescoço porá um jugo de ferro, até que te haja destruído.” Dt 28:47-48 (RA)

“Se vocês não servirem ao Eterno, o seu Deus, com alegria e dedicação total na prosperidade, terão de servir aos inimigos que o Eterno enviar contra vocês. A vida será fome e seca, trapos e miséria, e, depois, ele porá uma canga de ferro sobre vocês e acabará de destruí- los.” Dt 28:47-48 (A Mensagem)

Introdução

A vida cristã sem dúvida é um chamado a felicidade. Posso afirmar que sou feliz por ter Jesus em meu coração. E se alguém me perguntar qual o segredo para se alcançar sucesso na vida cristã, eu responderei: Decida ser feliz. No casamento por exemplo, eu e minha esposa decidimos não ter razão pra sermos felizes.
Viver a vida feliz é a chave para progredir e prosperar em todas as áreas.
Considere como verdade minhas seguintes afirmações: Sou feliz quando prego, sou feliz quando oro e jejuo, sou feliz quando ensino, sou feliz quando discipulo e também quando aconselho. Sou feliz escrevendo, sou feliz viajando. Sou feliz ao lado de minha esposa e filhos, sou feliz quando estou com meus pastores, sou feliz até mesmo quando enfrento dificuldades e aflições. Mesmo aquelas coisas que me parecem sacrificais me trazem profunda alegria e felicidade. O sacrifício ou esforço que envolve prazer, deixa de ser sacrifício e esforço pra se tornar alegria.
Se para receber o galardão for preciso viver sofrer sendo infeliz, então não mereço receber recompensa nenhuma no céu, simplesmente porque tenho sido feliz o tempo todo.
Aprendemos no texto de Deuteronômio 28 que há um juízo quando não servimos a Deus com alegria.
Muitos servem a Deus, mas fazem isso sem alegria. Não são felizes. Encaram tudo como um peso, um grande fardo que aceitam levar apenas por obediência.
Eu acredito que aquele que faz não será recompensado, mas aquele que é feliz enquanto faz. Ser feliz é um exercício. Podemos aprender a felicidade. Os bem-aventurados felizes homens e mulheres de Deus certamente serão recompensados.
A orientação do Salmista é “Servi ao SENHOR com alegria...” Sl 100:2
E a sua oração é: “Sacia-nos de manhã com a tua benignidade, para que cantemos de júbilo e nos alegremos todos os nossos dias.” Sl 90:14

Você deve ser feliz todos os dias, servindo ao Senhor com justiça, paz e alegria; qualquer coisa menos do que isso é satânico. Não se contente com menos do que ser feliz sempre! Todavia, não busque a sua felicidade fora do Senhor, não pense que o pecado pode te fazer feliz. O prazer do pecado que é mundano e passageiro, e é um gerador de infelicidade.

Você não é desse mundo, é do céu! A nossa alegria não é de origem terrena, é celestial. C. S. Lewis disse que “se existe em nós um anseio que não pode ser satisfeito por nada nesse mundo, essa é a prova de que nós não somos desse mundo”. Nosso prazer e a nossa felicidade estão no Senhor, em servi-lo todos os dias, fazendo a sua vontade, cumprindo seu propósito eterno.
Gostaria de fazer uma afirmação ousada sobre a sua felicidade.

A felicidade é um mandamento!

Chico Buarque certa vez escreveu uma canção que dizia: “Agora eu era o rei, era o bedel e era também juiz. E pela minha lei a gente era obrigado a ser feliz”. O que Chico Buarque não sabia, é que o nosso Rei já havia decretado isso: é pecado ser infeliz.
Você está destinado à felicidade. Ser feliz é um mandamento!

“Alegrai-vos no SENHOR e regozijai-vos, ó justos; exultai, vós todos que sois retos de coração.” Sl 32:11

“Agrada-te do SENHOR, e ele satisfará os desejos do teu coração.” Sl 37:4

Que a sua felicidade esteja no Senhor! Ele lhe dará o que o seu coração deseja.
“Alegrai-vos sempre no Senhor; outra vez digo: alegrai-vos.” Fp 4:4

As pessoas dizem: obedeça e você será feliz! Mas eu ouso dizer o contrário: Seja feliz em Deus e você o obedecerá espontaneamente! Tenha prazer no Senhor e você obedecerá!
O grande problema é a mentira que o pecado trará mais prazer que a vontade de Deus.

Se uma esposa pergunta: “eu devo beijar meu marido?”. Imediatamente respondemos que sim. Mas não podemos dizer que depois de obedecer e beijá-lo, ela se sentirá feliz se não o ama. Mas o inverso é verdadeiro, se ela está feliz e o ama, ela espontaneamente o beijará e esse beijo será um prazer antes de ser um dever. Da mesma forma cumprir os mandamentos de Deus sem amá-lo e sem ter prazer na obediência, torna a obediência sem valor. Quem nasce de novo, nasce para a felicidade e deseja muito fazer a vontade de Deus. Se não há prazer no beijo, o dever do beijo não foi cumprido.

Você está aqui para buscar a sua felicidade pessoal e isso é normal, pois todo homem busca o tempo todo a felicidade. Todos os nossos atos são feitos visando nos tornar mais felizes. Eu creio que isso é ainda mais verdadeiro no cristianismo. Você compra um IPhone 6 para ser mais feliz. Você pinta o cabelo de outra cor para ser mais feliz. Você quer ir para a praia para ser feliz. Quer um emprego melhor para ser feliz. Quer casar para ser feliz. Assim é a vida de todo ser humano.

Eu quero todas essas coisas, mas não para ser feliz. A regra é: Eu posso ser feliz sem essas coisas, por isso eu as tenho como um bônus que a felicidade e alegria do Senhor me proporciona. Por isso mesmo, eu não sirvo a Deus como uma alma penada, obrigada a fazer todos os dias coisas que não gosta. Eu encontrei meu prazer no Senhor. O que nos torna fariseus, é obedecer meramente pela obrigatoriedade, e não pelo prazer e alegria de obedecer. Muitos ímpios dizem, que os crentes são infelizes. É verdade: só obedecem pelo medo e nem sempre ou nunca pela alegria de fazer a vontade de Deus.

Tenho prazer em fazer a sua vontade. Tenho prazer em obedecer. Tenho prazer na sua presença. O meu prazer tem sido a minha felicidade. O problema do mundo não é a sua busca por felicidade, o problema do mundo é que buscam a felicidade mas não com a devida intensidade. Se realmente desejassem ser felizes não parariam até encontrar a felicidade. Mas eles se contentam com o pouco desse mundo, presumindo que a felicidade não existe, C. S. Lewis disse que “se as pessoas buscassem a felicidade intensamente e devidamente até o fim chegariam a Deus.”

Deus jamais colocaria sede na sua boca e depois o impediria de saciar essa sede!!!

“Oh! Provai e vede que o SENHOR é bom ; bem-aventurado o homem que nele se refugia.” Sl 34:8

Obedecer sem ter prazer é pecado!
A glória de Deus é nos fazer felizes. Deus somente é glorificado quando somos felizes nele. Se isso é verdade então a nossa infelicidade é um obstáculo para a glória de Deus. De nada adianta fazer a obra e ser infeliz. É preciso ter prazer e felicidade na obra. Várias pessoas já me perguntaram: “pastor, eu devo obedecer mesmo quando não sinto alegria?” É claro que a resposta para essa pergunta é: obedeça mesmo sem sentir prazer. Mas essa resposta não é o alvo final de Deus. É muito importante sentir prazer em obedecer. Não sentir prazer no Senhor é pecado! Assim a primeira coisa que essas pessoas devem fazer é confessar os seus pecados. Precisam reconhecer que estão pecando se vivem infelizes no casamento, no trabalho, na igreja, na célula. Decida-se hoje dizendo: Eu quero ser feliz!!!

Se você não tem prazer em obedecer você está em pecado; e o problema está na natureza rebelde que luta contra Deus.
A felicidade não é apenas riso. Muitas vezes, estaremos sendo crucificados, mas dentro de nós haverá alegria permanente. Nossa visão de alegria, não pode estar atrelada a uma festa permanente e constante. Dentro de mim, há uma vontade: fazer a vontade de Deus, e fora de mim está a tentação da carne onde não existe bem nenhum. A felicidade jamais pode ser circunstancial. 2Co 6:10

Devemos afirmar para termos o coração ativado pelo Senhor. O Salmo 40:8 diz:

“Agrada-me fazer a tua vontade, ó Deus meu; dentro do meu coração, está a tua lei.” Sl 40:8

A versão King James diz: “Tenho imensa alegria em fazer a tua vontade, ó meu Deus; a tua Lei está no íntimo do meu ser.” Sl 40:8
Deus ama a todos, mas expressa sua aprovação para com os felizes!
Deus ama a quem dá com alegria e também ama a quem obedece com alegria. Somente posso vencer o pecado quando sinto verdadeiro prazer e alegria em obedecer a Deus.

“Cada um contribua segundo tiver proposto no coração, não com tristeza ou por necessidade ; porque Deus ama a quem dá com alegria.” 2 Co 9:7

I Coríntios 13 diz que se eu falar em línguas sem sentir nada, estou apenas fazendo barulho. Se eu entregar meus bens aos pobres por mera obrigação, Deus não aceitará. Se eu me dispor a morrer por alguém apenas porque mandaram, isso não procede do amor e será visto como hipocrisia diante de Deus. O amor é o transbordar do prazer em Deus. Não é o dever pelo dever, nem é fazer o certo porque é certo. Mas é o completo prazer na graça de Deus e em ser canal dessa graça. Hoje eu estou aqui para desafiar você a ser realmente feliz.

Como viver a vida com prazer e felicidade?

1. Reconheça a sua necessidade d’Ele.

Muitos se sentem infelizes porque pensam que precisam de tantas coisas que não possuem. Mas apenas uma coisa é necessária. O orgulho é que nos impede de desfrutar do Senhor completamente. O orgulho tem dois lados: a arrogância e a autocomiseração.
O arrogante se orgulha do sucesso.
A autocomiseração é a resposta do orgulho ao sofrimento.
O arrogante diz: eu mereço admiração pelo que alcancei.
A autocomiseração diz: eu mereço admiração porque sofro tanto.
O arrogante soa auto-suficiente.
A autocomiseração soa sacrificial.
O arrogante simplesmente acredita que pode ir sem Deus. Acredita que pode trabalhar sem depender, ter um ministério sem orar por exemplo.
O que está cheio de autocomiseração também é orgulhoso. A autocomiseração é a resposta do orgulho que não foi aplaudido.
“De nossos pecados o último a ser vencido é o orgulho, e de nossos inimigos o último a cair será o orgulho.” Watchman Nee

2. Desfrute realmente do Senhor ansiando por seu prazer.

Aquele que chega diante de Deus sem deseja-lo está dizendo em outras palavras: “Estou aqui, Senhor! Está feliz agora? Como o Senhor exige tanto que eu ore, penso que é porque gosta da minha presença!”. Essa pessoa está colocando o Senhor como o beneficiário da sua presença. Isso certamente é orgulho e dessa forma ninguém tocará em Deus. A pessoa que é genuinamente abençoada é aquela que é profundamente carente e necessitada por Deus e sempre se achega a Deus dizendo: “Senhor, não há nada em mim para o Senhor se agradar, mas eu estou aqui para desfrutar do Senhor, porque a Tua presença é o prazer da minha alma.”
Todo desejo genuíno pela presença e desfrute resulta em louvor. Quando o homem ama, ele espontaneamente louva a sua amada e, enquanto desfruta dela, ele a louva e o seu louvor torna o seu desfrute ainda mais prazeroso. A evidência de uma adoração ou oração fraca é quando tudo o que fazemos não tem o recheio do desejo, da fome e da sede pelo Senhor. O Senhor é profundamente honrado quando as pessoas sabem que não podem viver sem a manifestação da sua presença e alegria. É preciso que todos venham como a corça suspirando pelas correntes das águas.
“Como suspira a corça pelas correntes das águas, assim, por ti, ó Deus, suspira a minha alma.” Sl 42:1
Se o nosso foco está em oferecer algo a Deus logo a nossa preocupação será com a qualidade e com a técnica. Isso parece zeloso, mas no final deixamos de vir para desfrutar do Senhor. Quero muito oferecer algo a Deus, mas a minha motivação suprema é a imensa fome que tenho d’Ele. Meu desespero pela sua presença é que o honra. A adoração antes de ser uma oferta, é um ato de busca ardente pelo Senhor. Não faça da adoração um meio para outras coisas. Embora, adoremos para levantar recursos, para atrair as multidões, para sarar as feridas das pessoas, para liberar a palavra, precisamos da adoração pelo simples fato de que não conseguimos viver sem ele. Muitos dizem: “vamos adorar, pois a adoração quebra as cadeias, adorar atrai a bênção, etc. Todavia, quem adora com esses propósitos, destrói o propósito primeiro da adoração que é beber e comer do Senhor para dentro, para sermos cheios da alegria e felicidade.

3. Disponha-se a servir!

Pessoas felizes servem espontaneamente. O contra ponto disso é que gente indisposta para o serviço tem cara de diabo. Repare nas pessoas que estão à sua volta e você verá quem é feliz. Aliás, por que será que há tanta gente de cara amarrada nas igrejas? Igreja é lugar de alegria, de paz, de felicidade. E naturalmente falando, é muito melhor rir e alegrar-se. Sabem o por quê disso? Porque para rir nós movemos 19 músculos da face, mas para “fechar a cara” e ficar emburrado, precisamos movimentar quarenta e sete músculos. Sorria e alegre-se nem que seja por economia!!!
Outro dia alguém insistiu em me servir. Como eu relutava muito em deixar, ele me disse: “deixa eu aumentar a minha bênção. A Bíblia diz que se eu servir isso me trará grande alegria”. Ele queria ser feliz e tinha descoberto um caminho para ter mais felicidade ainda. Quem serve é feliz e vence o orgulho, vence a arrogância e a autocomiseração. Você pode achar a atitude dele egoísta, mas não é. Há recompensa para o que serve, e a recompensa primeira é a bênção da felicidade.

4. Não se apegue ao dinheiro!

Se o seu desejo de ser feliz pode ser satisfeito com o dinheiro, essa é a prova de que você é terreno e não procede de outro mundo. Mas aqueles que procedem de outro mundo possuem um anseio que somente pode ser satisfeito em Deus. “Se alguém ensina outra doutrina e não concorda com as sãs palavras de nosso Senhor Jesus Cristo e com o ensino segundo a piedade, 4 é enfatuado, nada entende, mas tem mania por questões e contendas de palavras, de que nascem inveja, provocação, difamações, suspeitas malignas, 5 altercações sem fim, por homens cuja mente é pervertida e privados da verdade, supondo que a piedade é fonte de lucro. 6 De fato, grande fonte de lucro é a piedade com o contentamento. 7 Porque nada temos trazido para o mundo, nem coisa alguma podemos levar dele. 8 Tendo sustento e com que nos vestir, estejamos contentes. 9 Ora, os que querem ficar ricos caem em tentação, e cilada, e em muitas concupiscências insensatas e perniciosas, as quais afogam os homens na ruína e perdição. 10 Porque o amor do dinheiro é raiz de todos os males; e alguns, nessa cobiça, se desviaram da fé e a si mesmos se atormentaram com muitas dores.” 1Tm 6:4-10

“Você quer ser verdadeiramente rico? Você já é, se for feliz e bondoso.” 1Tm 6:6 (Bíblia Viva)

Provavelmente a maior causa de infelicidade nesse mundo é a falta de dinheiro. Paulo nos mostra três razões para não buscar riqueza e nem felicidade no dinheiro.

Primeiro ele diz no verso 7: “Porque nada temos trazido para o mundo, nem coisa alguma podemos levar dele.” Não teremos um caminhão de mudança no dia do nosso enterro. Alegre-se exclusivamente com aquilo que você já possui. Seja feliz e viva sua alegria com a chance de pregar para 15 pessoas. Por outro lado, não seja feliz apenas depois do êxito da pregação, alegre-se também em cada minuto do processo da preparação da pregação. Gastar toda a vida e dar tudo de si para ficar rico é tolice.

A segunda razão está no verso 8: “Tendo sustento e com que nos vestir, estejamos contentes (felizes).”
“A felicidade não depende do que nos falta, mas do bom uso que fazemos do que temos”.  Thomas Hardy
Quando temos o Senhor não precisamos de mais dinheiro para trazer paz e segurança. A felicidade é o contentamento na presença de Deus.

A terceira razão para não buscarmos riquezas é que isso destruirá a nossa vida. No verso 9 lemos que “os que querem ficar ricos caem em tentação, e cilada, e em muitas concupiscências insensatas e perniciosas, as quais afogam os homens na ruína e perdição.” Quem deseja ser feliz não quer encher a sua vida de tentações, ciladas, ruínas e perdição.

Conclusão

A nossa felicidade nesse mundo sempre será confrontada pela dor e pelo choro. Paulo nos disse que podemos ser entristecidos, mas ainda assim sempre alegres. “Entristecidos, mas sempre alegres; pobres, mas enriquecendo a muitos; nada tendo, mas possuindo tudo.” 2Co 6:10
O próprio fato de sermos movidos pela misericórdia significa que sofremos a dor do outro. Mas a Bíblia diz que devemos amar a misericórdia e não apenas praticá-la.
Mas o centro da nossa felicidade está na nossa esperança da recompensa eterna, “Se a nossa esperança em Cristo se limita apenas a esta vida, somos os mais infelizes de todos os homens. I Cor. 15:19
A verdadeira felicidade está nas pequenas coisas... um pequeno iate, um pequeno Rolex, uma pequena mansão, uma pequena fortuna...
A felicidade depende de quem você é no Senhor, e não do que você tem

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Senhor Cara Legal - Evangelismo com o livrete 11ª Questão

O poder da oração no Espírito