Total de visualizações de página

Acesse o site da GERAÇÃO DE ADORADORES IGREJA DE VENCEDORES

20161130

Contribuição, uma graça pouco apreciada. 2Co 8:1-15. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 27/11/16

1 Também, irmãos, vos fazemos conhecer a graça de Deus concedida às igrejas da Macedônia; 2 porque, no meio de muita prova de tribulação, manifestaram abundância de alegria, e a profunda pobreza deles superabundou em grande riqueza da sua generosidade. 3 Porque eles, testemunho eu, na medida de suas posses e mesmo acima delas, se mostraram voluntários, 4 pedindo-nos, com muitos rogos, a graça de participarem da assistência aos santos. 5 E não somente fizeram como nós esperávamos, mas também deram-se a si mesmos primeiro ao Senhor, depois a nós, pela vontade de Deus; 6 o que nos levou a recomendar a Tito que, como começou, assim também complete esta graça entre vós. 7 Como, porém, em tudo, manifestais superabundância, tanto na fé e na palavra como no saber, e em todo cuidado, e em nosso amor para convosco, assim também abundeis nesta graça. 8 Não vos falo na forma de mandamento, mas para provar, pela diligência de outros, a sinceridade do vosso amor; 9 pois conheceis a graça de nosso Senhor Jesus Cristo, que, sendo rico, se fez pobre por amor de vós, para que, pela sua pobreza, vos tornásseis ricos.10 E nisto dou minha opinião; pois a vós outros, que, desde o ano passado, principiastes não só a prática, mas também o querer, convém isto. 11 Completai, agora, a obra começada, para que, assim como revelastes prontidão no querer, assim a leveis a termo, segundo as vossas posses.12 Porque, se há boa vontade, será aceita conforme o que o homem tem e não segundo o que ele não tem.13 Porque não é para que os outros tenham alívio, e vós, sobrecarga; mas para que haja igualdade, 14 suprindo a vossa abundância, no presente, a falta daqueles, de modo que a abundância daqueles venha a suprir a vossa falta, e, assim, haja igualdade, 15 como está escrito: O que muito colheu não teve demais; e o que pouco, não teve falta. 2Co 8:1-15

Introduçao

“Um dos primeiros sinais de alguém alcançado pela Graça é a disposição para dar sem limites.” Pr. Edenir Araújo
"O caminho da graça é uma via de mão dupla. Quando somos abençoados por tão maravilhosa graça, somos capacitados para abençoar outros. A Graça que nos acrescenta bênçãos sem medidas, é a mesma que nos impulsiona a abençoar outros sem limites." Pr. Edenir Araújo

Graça é sinônimo de felicidade?

A maior parte dos crentes que conheço, sabe exatamente que Graça significa “favor imerecido”. Jamais conseguiríamos pagar pela Graça, por isso é favor imerecido. Todavia, na cabeça de muitos crentes, facilidade, bênçãos sem medidas, prosperidade; apenas isso. Nunca imaginamos que Graça possa implicar em sofrimento, aflições ou angústias. Nunca pensamos em graça como uma oportunidade de padecer por Cristo, um meio sofrer pela causa do evangelho de Jesus.
Quero apresentar nessa palavra, um outro lado da Graça, que muitos pastores ocultam em suas plataformas. “Não convêm dizer que Graça produza sofrimento”, dizem muitos desses pastores e líderes.

Vamos ler o que Paulo escreveu aos Filipenses e fazer algumas considerações que acredito serem necessárias para avançarmos no entendimento e desfrute da Graça de Deus.
“Por que vos foi concedida a graça de padecerdes por Cristo, e não somente crerdes nele...”. Fp 1:29

Além da graça que recebemos para substituir-nos na cruz para recebermos salvação, temos uma graça que se manifesta após a conversão, que nos dá o privilégio de sofrer por amor ao nosso Senhor. Sim! Graça para padecermos por Cristo, foi exatamente o que disse Paulo aos Filipenses. 
Poucos querem essa graça, ela não é muito atrativa, pois tudo o que esperamos da Graça é provisão, conforto, descanso, alívio, etc. No entanto, embora saibamos destes benefícios que a Graça nos possibilita receber, há ainda, outra manifestação da graça não tão desejável. Poucos crentes a veem como privilégio, como favor imerecido. Estou me referindo a graça de contribuir.

A disposição para contribuir é uma das principais marcas da Graça de Deus operando no crente.

A atitude de contribuir na igreja cristã é uma graça de Deus concedida aos cristãos. O Reverendo Hernandes Dias Lopes escreveu: “A contribuição cristã é uma prática bíblica, legítima e contemporânea.

O homem é julgado pelo seu dinheiro tanto no reino deste mundo quanto no reino dos céus.

O mundo pergunta: Quanto este indivíduo possui? Cristo pergunta: Como este homem usa o que tem? O mundo pensa, sobretudo, em ganhar dinheiro; Cristo fala da forma de dá-lo. E quando um homem doa, o mundo ainda pergunta: Quanto doou? Cristo pergunta: Como doou? O mundo leva em conta o dinheiro e sua quantidade; Cristo leva em conta o homem e os seus motivos. Nós perguntamos quanto um indivíduo doa. Cristo pergunta o que lhe resta. Nós olhamos a oferta. Cristo pergunta se a oferta foi um sacrifício”.

A graça de contribuir é ensinada aos corintios
Podemos perceber a contribuição como graça, na ocasião em que Paulo leva ao conhecimento da igreja de Corinto a atitude generosa e singular de amor que permeava os irmãos da igreja da Macedônia. Essas igrejas se solidarizaram com a comunidade cristã da Judéia, enviando-lhes muitas contribuições financeiras. O volume dessa oferta deve ter sido grande, uma vez que o próprio rei Félix esperava receber algum dinheiro de Paulo (At 24:25,26). O gesto generoso dos crentes da Macedônia inspirou e motivou Paulo a enviar Tito a Corinto a fim de promover a mesma compreensão, desencadeadora da mesma atitude.
"o que nos levou a recomendar a Tito que, como começou, assim também complete esta graça entre vós." 2Co 8:6

Paulo apresentou a igreja dos macedônios como um padrão de generosidade

Paulo enxergou no gesto dos macedônios, um padrão mais elevado de igreja. A igreja de corinto que se julgava madura, superabundando em fé, teologia, sabedoria e serviço social, no mínimo, deveria agir de maneira semelhante à dos irmãos macedônios.
Por essa razão Paulo lhes diz:
"7 Como, porém, em tudo, manifestais superabundância, tanto na fé e na palavra como no saber, e em todo cuidado, e em nosso amor para convosco, assim também abundeis nesta graça. 8 Não vos falo na forma de mandamento, mas para provar, pela diligência de outros, a sinceridade do vosso amor..." 2Co 8:7,8
Nas palavras acima, podemos observar com clareza a posição do apóstolo Paulo relacionado à questão da contribuição. A conclusão é que, ofertar para a obra do Senhor é um privilégio, bem como é um privilégio ser curado, restaurado, transformado pelo poder de Deus. Nós não merecemos, mas Deus nos favoreceu de maneira incondicional. Quanto a oportunidade de contribuir, também podemos entender que é graça, pois nenhum de nós merece.

A oportunidade de ofertar e dizimar é uma concessão de Deus

Em seu livro, “Uma graça que poucos desejam”, o pastor Caio Fábio escreve: “Nossa contribuição é uma concessão de Deus. A santidade absoluta de Deus, se praticada sobre nós, não nos permitiria “nem contribuir”; mas na sua graça, Ele santifica nosso dinheiro, quando a grande motivação que nos leva a adquiri-lo é poder viver com dignidade e promover a causa do reino de Deus. Se não for essa a propulsão secreta de nossos corações, a nossa contribuição não passará de uma abominação. De uma atitude semelhante a aquela que norteou a oferta de Caim (Gn. 4:1-7; Jd. 11).”
Nossa oferta ou contribuição ao Senhor não é de fato uma oferta para Deus. É, antes de tudo, uma oferta de Deus a nós. Quem oferta a Deus, oferta a si mesmo, na medida em que dar, antes de ser uma graça de nós a outros, é uma graça de Deus a nós. Se alguém é impelido a dar, humilde e alegremente, é porque já foi tocado pela graça de Deus (Rm. 7:18; Fp. 2:13).
Mas poucos querem essa graça. Poucos abriram seus olhos para essa maravilhosa revelação, de termos sido escolhidos para participar de tão excelente obra.

Quando contribuímos, com que coração o fazemos?

O medo é um dos tantos equivocados fatores de motivação para a devolução de dízimos e contribuição nas igrejas. Muitos pensam, “se eu não dizimar, serei chamado de ladrão”. Fica claro que estes não estão debaixo da graça, mas debaixo da lei. O Sentimento é carnal. É como atrazar uma conta de luz ou água e ficar com medo de ser protestado no S.P.C. ou SERASA. Isso é muito triste. Tudo na graça é um produto do amor, mas na lei tudo funciona na base do medo e intimidação. O ato de contribuir sob a graça é consequência de temor e não medo, amor a Deus e sua obra. Os cativos do medo, não se sentem movidos pela graça. Não percebem que não teriam direito algum de investir em tão nobre projeto.
Fomos privilegiados com a graça de contribuir e não podemos deixar escapar a oportunidade de parecer com os macedônios, pois quem apenas dá o dízimo ou se deixa motivar a contribuir pelos mesmos sentimentos daqueles que pagam suas despesas mensais para não serem protestados legalmente, ainda não passaram da Velha Aliança para a Nova Aliança, ainda não pensam com a mente de Cristo, mas relacionam com Deus na base de sua justiça própria.
O Novo Testamento estabelece um padrão mais elevado de relacionamento com Deus e vai além do Velho Testamento também na questão da contribuição. Em Cristo, o dízimo não é a mensalidade dos crentes na entidade religiosa da igreja ou no filantropo clube da fé e muito menos na pessoa jurídica do pastor presidente.

Quais sinais evidenciam que alguém de fato está vivendo regido pela graça???

A prática do dízimo e das ofertas é um dos primeiros sinais de conversão na vida de um cristão, são valores de referência mínima para estabelecer o piso de nossas contribuições, entendidas não como cobrança, mas como graça, como privilégio.

A seguir alistei alguns princípios de contribuição provenientes da graça de Deus.

1. A boa situação financeira não deve ser pré-requisito para alguém contribuir.

"porque, no meio de muita prova de tribulação, manifestaram abundância de alegria, e a profunda pobreza deles superabundou em grande riqueza da sua generosidade." 2Co 8:2

2. Alegria, generosidade, voluntariedade e boa-vontade são motivações indispensáveis a quem quer contribuir.

 "Porque eles, testemunho eu, na medida de suas posses e mesmo acima delas, se mostraram voluntários," 2Co 8:3

3. A contribuição deve ser extra-ordinária (Que foge do usual ou previsto) e não ordinária (Que repete regularmente)

"e a profunda pobreza deles superabundou em grande riqueza da sua generosidade. 2Co 8:2b
 "Porque eles, testemunho eu, na medida de suas posses e mesmo acima delas, se mostraram voluntários..." 2Co 8:3

4. A contribuição deve ser uma extensão do compromisso que se tem com o louvor a Deus, com a maturidade espiritual e com a propagação do Reino de Deus.

"E não somente fizeram como nós esperávamos, mas também deram-se a si mesmos primeiro ao Senhor, depois a nós, pela vontade de Deus..." 2Co 8:5
”7 Como, porém, em tudo, manifestais superabundância, tanto na fé e na palavra como no saber, e em todo cuidado, e em nosso amor para convosco, assim também abundeis nesta graça.2Co 8:7
"10 E nisto dou minha opinião; pois a vós outros, que, desde o ano passado, principiastes não só a prática, mas também o querer, convém isto. 11 Completai, agora, a obra começada, para que, assim como revelastes prontidão no querer, assim a leveis a termo, segundo as vossas posses." 2Co 8:10-11

5. A contribuição tem que ter uma motivação correta.

"pedindo-nos, com muitos rogos, a graça de participarem da assistência aos santos." 2Co 8:4
 "Não vos falo na forma de mandamento, mas para provar, pela diligência de outros, a sinceridade do vosso amor..." 2Co 8:8
"16 Mas graças a Deus, que pôs no coração de Tito a mesma solicitude por amor de vós; 17 porque atendeu ao nosso apelo e, mostrando-se mais cuidadoso, partiu voluntariamente para vós outros. 18 E, com ele, enviamos o irmão cujo louvor no evangelho está espalhado por todas as igrejas. 19 E não só isto, mas foi também eleito pelas igrejas para ser nosso companheiro no desempenho desta graça ministrada por nós, para a glória do próprio Senhor e para mostrar a nossa boa vontade; 20 evitando, assim, que alguém nos acuse em face desta generosa dádiva administrada por nós; 21 pois o que nos preocupa é procedermos honestamente, não só perante o Senhor, como também diante dos homens." 2Co 8:16-21

6. A contribuição só é efetiva mediante diligência, presteza, zelo e aprovação!

 "Não vos falo na forma de mandamento, mas para provar, pela diligência de outros, a sinceridade do vosso amor..." 2Co 8:8
"porque bem reconheço a vossa presteza, da qual me glorio junto aos macedônios, dizendo que a Acaia está preparada desde o ano passado; e o vosso zelo (nas ofertas) tem estimulado a muitíssimos." 2 Co 9:2

7. A contribuição tem que ser feita ainda que ela signifique um auto-empobrecimento.

"pois conheceis a graça de nosso Senhor Jesus Cristo, que, sendo rico, se fez pobre por amor de vós, para que, pela sua pobreza, vos tornásseis ricos." 2Co 8:9
"Melhor é o pouco, havendo o temor do SENHOR, do que grande tesouro onde há inquietação." Pv 15:16
"Melhor é o pouco, havendo justiça, do que grandes rendimentos com injustiça." Pv 16:8

8. A contribuição deve ser o resultado da compreensão de que no ciclo da solidariedade toda abundância é dada para suprir a pobreza.

"13 Porque não é para que os outros tenham alívio, e vós, sobrecarga; mas para que haja igualdade, 14 suprindo a vossa abundância, no presente, a falta daqueles, de modo que a abundância daqueles venha a suprir a vossa falta, e, assim, haja igualdade, 15 como está escrito: O que muito colheu não teve demais; e o que pouco, não teve falta." 2Co 8:13-15

9. O espírito de contribuição deve estar alerta em todos os crentes afim de que não haja necessitados despercebidos.

"Contudo, enviei os irmãos, para que o nosso louvor a vosso respeito, neste particular, não se desminta, a fim de que, como venho dizendo, estivésseis preparados, 4 para que, caso alguns macedônios forem comigo e vos encontrem desapercebidos, não fiquemos nós envergonhados (para não dizer, vós) quanto a esta confiança. 5 Portanto, julguei conveniente recomendar aos irmãos que me precedessem entre vós e preparassem de antemão a vossa dádiva já anunciada, para que esteja pronta como expressão de generosidade e não de avareza." 2 Co 9:3-5

10. A contribuição alegre e voluntária é desencadeadora de um ciclo de bênçãos.

"6 E isto afirmo: aquele que semeia pouco pouco também ceifará; e o que semeia com fartura com abundância também ceifará. 7 Cada um contribua segundo tiver proposto no coração, não com tristeza ou por necessidade; porque Deus ama a quem dá com alegria. 8 Deus pode fazer- vos abundar em toda graça, a fim de que, tendo sempre, em tudo, ampla suficiência, superabundeis em toda boa obra, 9 como está escrito:Distribuiu, deu aos pobres, a sua justiça permanece para sempre. 10 Ora, aquele que dá semente ao que semeia e pão para alimento também suprirá e aumentará a vossa sementeira e multiplicará os frutos da vossa justiça, 11 enriquecendo- vos, em tudo, para toda generosidade, a qual faz que, por nosso intermédio, sejam tributadas graças a Deus." 2 Co 9:6-11
“9 É por isso que também nos esforçamos, quer presentes, quer ausentes, para lhe sermos agradáveis. 10 Porque importa que todos nós compareçamos perante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o bem ou o mal que tiver feito por meio do corpo.” 2Co 5:9-10

20161115

Quando um crente é amaldiçoado? Gl 1:6-10. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 13/11/16

Um crente pode ser amaldiçoado? Um crente pode perder a bênção e ser acometido por maldições diversas?
Existem muitos livros sobre quebra de maldição.
  
Paulo escreveu aos Gálatas dizendo que todos os que estão misturando o evangelho de Cristo estão entrando por um caminho de maldição. Um crente pode ser amaldiçoado se decair da graça voltando para a Lei. 10 Todos quantos, pois, são das obras da lei estão debaixo de maldição; porque está escrito: Maldito todo aquele que não permanece em todas as coisas escritas no Livro da lei, para praticá-las. Gl 3:10

Tiago diz que os que querem viver cumprindo a lei devem cumprir todos os 613 mandamentos. Se falhar no cumprimento de 1 dos 613 mandamentos, se torna maldito de toda lei. Aprendemos que nenhum homem é suficiente para cumprir a lei. Ninguém consegue se justificar pelo esforço próprio.

Os que confiam em seus esforços para justificação, estão entrando em maldição. “5 Assim diz o SENHOR: Maldito o homem que confia no homem, faz da carne mortal o seu braço e aparta o seu coração do SENHOR! 6 Porque será como o arbusto solitário no deserto e não verá quando vier o bem; antes, morará nos lugares secos do deserto, na terra salgada e inabitável.” Jr 17:5-6

NÓS FOMOS CHAMADOS PARA RECEBER AS BÊNÇÃOS DE ABRAÃO!

8 Ora, tendo a Escritura previsto que Deus justificaria pela fé os gentios, preanunciou o evangelho a Abraão: Em ti, serão abençoados todos os povos. 9 De modo que os da fé são abençoados com o crente Abraão.

As bênçãos de Abraão foram muitas Ele foi prospero, teve muita riqueza, e longevidade de dias. Mesmo depois de Sara morrer, Abraão ainda demonstrou vigor para se casar com uma mulher chamada Quetura. Ele era muito vigoroso. Abraão tinha unção de cura, pois orou pelas esposas de Elimeleque e elas tiveram filhos.

Da mesma forma, Sara teve um filho na sua “velhice”. Com 90 anos ela era muito atraente e tinha rei querendo casar com Sara. Quando estamos debaixo do favor manifestado pela fé, inevitavelmente somos muito abençoados.

Exemplos de pessoas que viveram pela fé:

Todas as pessoas que foram a Jesus foram curadas e será que eles eram totalmente santos? Será que não tinham pecados??? Claro que tinham!!! Eles não mereciam, mas Jesus os agraciou pela fé!!!

Os dois cegos que foram curados pela fé - 27 Partindo Jesus dali, seguiram-no dois cegos, clamando: Tem compaixão de nós, Filho de Davi! 28 Tendo ele entrado em casa, aproximaram-se os cegos, e Jesus lhes perguntou: Credes que eu posso fazer isso? Responderam-lhe: Sim, Senhor! 29 Então, lhes tocou os olhos, dizendo: Faça-se-vos conforme a vossa fé.” Mt 9:27-29

A fé da mulher Cananéia - “28 Então, lhe disse Jesus: Ó mulher, grande é a tua fé! Faça-se contigo como queres. E, desde aquele momento, sua filha ficou sã.” Mt 15:28

A cura de dez leprosos - 19 E disse-lhe: Levanta-te e vai; a tua fé te salvou.” Lc 17:11-19
Os discípulos queriam ter uma grande fé

Os discípulos pediram mais fé -5 Então, disseram os apóstolos ao Senhor: Aumenta-nos a fé. 6 Respondeu-lhes o Senhor: Se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a esta amoreira: Arranca-te e transplanta-te no mar; e ela vos obedecerá.” Lc 17:5

Todas as pessoas receberam suas bênçãos pela fé. Jesus não pediu para eles fazerem coisas para serem abençoados. Jesus procurou apenas fé e isso foi sufuciente.

O importante é que tenhamos fé para receber nosso milagre

20161106

Sinais de alguém que passou da morte para a vida. Ef 2:1:5; Jo 5:24. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 06/11/16

“1 Ele vos deu vida, estando vós mortos nos vossos delitos e pecados, 2 nos quais andastes outrora, segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe da potestade do ar, do espírito que agora atua nos filhos da desobediência; 3 entre os quais também todos nós andamos outrora, segundo as inclinações da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos, por natureza, filhos da ira, como também os demais. 4, Mas Deus, sendo rico em misericórdia, por causa do grande amor com que nos amou, 5 e estando nós mortos em nossos delitos, nos deu vida juntamente com Cristo, – pela graça sois salvos.” Ef 2:1-5
Introdução
Irmãos, eu acredito no passado, todos aqui já brincamos daquela brincadeira de vivo ou morto. Essa brincadeira acontecia assim...
A pessoa que estava na direção da brincadeira dizia: Vivo... Então todos deveriam ficar em pé. Quando a pessoa gritasse morto, todos deveriam sentar. Isso acontecia até que a pessoa fazia uma pegadinha para confundir os participantes a sentarem quando deveriam ficar em pé.
Deixe-me dizer algo importante: Você sabia que existem muitas pessoas que pensam que estão vivas, mas na verdade estão mortas. Deve ser horrível alguém pensar que está vivo espiritualmente quando na realidade está morto.
O Apostolo Paulo escreveu aos Efésios que todos nós estávamos mortos em nossos delitos e pecados até o momento em que Deus no deu vida.
Ele vos deu vida, estando vós mortos nos vossos delitos e pecados...”. Ef 5:1
Nós estávamos dominados pelo sono da morte, mas o Senhor veio e nos trouxe vida pelo seu sopro, pelo seu Espírito. Por essa razão passamos a viver!
Nós estávamos mortos e passamos a viver pelo poder da graça que nos alcançou.
Nós não podemos definir quem está vivo ou morto por uma questão de aparência exterior como fazemos na brincadeira, mas podemos usar alguns exemplos bíblicos de pessoas que estavam mortas e passaram a viver manifestando sinais de alguém que foi despertado da morte para a vida.
Em verdade, em verdade vos digo: quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou tem a vida eterna, não entra em juízo, mas passou da morte para a vida.” Jo 5:24
Alguém que nasceu de novo, que passou da morte para a vida, precisa manifestar alguns sinais.  
Todas as pessoas que tiveram uma experiência co Cristo e passaram da morte para a vida, de imediato, manifestaram sinais que evidenciaram a vida de Deus.
Vamos então observar alguns sinais na pessoa que passou da morte para a vida:
Quero compartilhar o primeiro sinal de alguém que foi despertado pelo senhor
1.     O primeiro sinal de quem passou da morte para vida é que ele fala. Lc 7:11-15
O texto a seguir fala da viúva de Naim (Cidade de Naim e não era viúva do seu Naim)
O filho da viúva de Naim
“11 Em dia subsequente, dirigia-se Jesus a uma cidade chamada Naim, e iam com ele os seus discípulos e numerosa multidão. 12 Como se aproximasse da porta da cidade, eis que saía o enterro do filho único de uma viúva; e grande multidão da cidade ia com ela. 13 Vendo-a, o Senhor se compadeceu dela e lhe disse: Não chores! 14 chegando-se, tocou o esquife e, parando os que o conduziam, disse: Jovem, eu te mando: levanta-te! 15 Sentou-se o que estivera morto e passou a falar; e Jesus o restituiu a sua mãe.” Lc 7:11-15
Este é o primeiro texto de milagre de ressurreição de Jesus.
Jesus estava entrando na cidade enquanto que o cortejo fúnebre estava saindo porque nesta época nenhum cemitério ficava dentro da cidade. As pessoas estavam ali para sepultar o filho desta mulher que a pouco tempo havia perdido o marido e agora esta mulher estava enterrando seu filho. Certamente ela estava desesperada, e Jesus vendo seu sofrimento e compadecendo-se dela, decidiu consola-la. O Senhor disse a ela: Mulher não chores... Em seguida se dirigiu ao esquife, e ordenou que o jovem levanta-se.
Incrivelmente o jovem se sentou e passou a falar. A primeira reação que este jovem teve ao ser despertado para a vida foi que ele imediatamente passou a falar.
Isso é algo tremendo! Isso nos mostra que é impossível alguém receber a vida de Deus dentro de si e ainda  ficar calado.
Alguém diz pastor como vou saber se alguém recebeu a vida, como vou saber se eu mesmo estou cheio desta vida.
É simples! Se você sente vontade de falar de Deus, se você sente vontade de testemunhar o que Deus fez na sua vida, então esse é um sinal de que você está despertado, de fato está vivo. Isto é uma regra para toda pessoa que já foi alvo deste despertamento do Senhor.
Na igreja primitiva os cristãos eram tagarelas
Sobre o que nós falamos hoje?
Mas eu olho a igreja hoje os irmãos se sentam eles falam de futebol eles falam de filmes eles falam de novelas eles falam de tantas coisas, mas eles falam pouco de Cristo isso mostra que a igreja precisa de um despertamento da parte de Deus.
O primeiro sinal de alguém que está vivo é que ele fala. O homem foi feito para se comunicar através da fala.
Quem está vivo tem esse sinal, ele fala!!! Dá glória Deus, aleluia, amém!!!
Na igreja primitiva, o primeiro sinal visto no dia do pentecostes foi o de línguas de fogo. Por que eles não viram pés ou mãos de fogo? Porque eles foram chamados para testemunhar sobre Cristo. Foram chamados para falar.  
Jesus para muitos é como se fosse um segredo, pois nunca é compartilhado.
Mulheres guardam segredo por no máximo 32 minutos
Pesquisadores ingleses descobriram que 85% das mulheres gostam de ouvir segredos. No entanto, não conseguem passar mais do que 32 minutos sem contá-los a alguém. Por que você acha que Jesus após a ressurreição escolheu aparecer primeiro para duas mulheres? Certamente porque elas espalham a notícia mais rápido.
Descobriu-se também que quem não guarda dinheiro não guarda segredo!!!
Se você quiser contar um segredo para a pessoa, procure saber se ela se ela guarda dinheiro!
Voltando ao primeiro sinal de quem está vivo, podemos dizer que quem está vivo fala porque Jesus é a palavra.
No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.” Jo 1:1

Jesus á a palavra e por isso quem está vivo fala. Jo 1:1
Os evangelhos estão cheios de exemplos de pessoas que tiveram uma experiência com o Senhor e saíram para contar da experiência que tiveram, mesmo o Senhor pedindo para não falarem.
Jesus operou muitas curas e em alguns casos pediu segredo. Todavia, algumas pessoas não conseguiram guardar segredo chegando a colocar Jesus em difíceis situações.
A cura de um leproso
“40 aproximou-se dele um leproso rogando-lhe, de joelhos: Se quiseres, podes purificar-me. 41 Jesus, profundamente compadecido, estendeu a mão, tocou-o e disse-lhe: Quero, fica limpo! 42 no mesmo instante, lhe desapareceu a lepra, e ficou limpo. 43 fazendo-lhe, então, veemente advertência, logo o despediu 44 e lhe disse: Olha, não diz nada a ninguém; mas vai, mostra-te ao sacerdote e oferece pela tua purificação o que Moisés determinou, para servir de testemunho ao povo. 45 Mas, tendo ele saído, entrou a propalar muitas coisas e a divulgar a notícia, a ponto de não mais poder Jesus entrar publicamente em qualquer cidade, mas permanecia fora, em lugares ermos; e de toda parte vinham ter com ele.” Mc 1:40-45
Propalar (Tornar público, divulgar, espalhar)
Jesus disse para aquele homem não contar nada pra ninguém, mas foi o mesmo que dizer: Sai e conta para todo mundo o que eu fiz!!!
Quem foi alvo da vida de Deus, não consegue ficar calado.
A cura de um surdo e gago
Dizem os historiadores que este gago era surdo e quase não falava.
“31 De novo, se retirou das terras de Tiro e foi por Sidom até ao mar da Galiléia, através do território de Decápolis. 32 então, lhe trouxeram um surdo e gago e lhe suplicaram que impusesse as mãos sobre ele. 33 Jesus, tirando-o da multidão, à parte, pôs-lhe os dedos nos ouvidos e lhe tocou a língua com saliva; 34 depois, erguendo os olhos ao céu, suspirou e disse: Efatá! Que quer dizer: Abre-te! 35 abriram-se lhe os ouvidos, e logo se lhe soltou o empecilho da língua, e falava desembaraçadamente 36, mas lhes ordenou que a ninguém o dissessem; contudo, quanto mais recomendava, tanto mais eles o divulgavam.” Mc 7:31-36
O surdo e gago após ter sido curado passou a falar sobre a sua experiência.
Irmãos, você já imaginou o que poderia acontecer se todo mundo aqui saísse falando do que o Senhor fez em nossas vidas?
Você já pensou se no seu trabalho você falasse? Se na sua escola você falasse? Na sua casa você falasse?
A Bíblia está dizendo que quem está cheio da vida de Deus vai falar irmãos. Nossas células crescerão muito mais rapidamente se nós todos falarmos do que Jesus tem feito.
Você foi criado para falar, para emitir um som. É por isso que ao nascer, o sinal da vida fluindo em um bebê é o som do choro.
O que você vai fazer após sair deste culto? O que vai fazer amanhã?
Quem foi alvo da graça do amor do poder e da vida de Deus não consegue ficar calado!!! Desperta meu irmão conta o que o senhor fez por você!!!
A Mulher Samaritana
O filho da viúva falou... O leproso falou... O gaguinho falou... Mas ninguém venceu dessa mulher...
“28 quanto à mulher, deixou o seu cântaro, foi à cidade e disse àqueles homens: 29 vinde comigo e vede um homem que me disse tudo quanto tenho feito. Será este, porventura, o Cristo?! 30 saíram, pois, da cidade e vieram ter com ele. Jo 4:28-30
A Bíblia diz que após a mulher samaritana ter tido um encontro com Cristo, decidiu pregar o evangelho para uma cidade inteira. O homem pode divulgar, mas ninguém supera as mulheres no marketing na boca a boca. Não quero parecer um perseguidor das mulheres, mas a Bíblia é que diz isso.
Você fala do que está no seu coração
Se Jesus está em seu coração, você não vai conseguir ficar calado. A Bíblia diz que a boca fala do que o coração está cheio.
Se o coração está cheio de novela, e de novela que a boca vai falar... Se coração está cheio de futebol e de futebol que a boca vai falar... Se o coração estiver cheio de fofoca é de fofoca que o coração vai falar... Mas se o coração está cheio de Deus é Deus que a boca vai falar...
Os Discípulos de Jesus foram mandados se calar...
“13 Ao verem a intrepidez de Pedro e João, sabendo que eram homens iletrados e incultos, admiraram-se; e reconheceram que haviam eles estado com Jesus. 14 vendo com eles o homem que fora curado, nada tinham que dizer em contrário. 15 E, mandando-os sair do Sinédrio, consultavam entre si, 16 dizendo: Que faremos com estes homens? Pois, na verdade, é manifesto a todos os habitantes de Jerusalém que um sinal notório foi feito por eles, e não o podemos negar; 17 mas, para que não haja maior divulgação entre o povo, ameacemo-los para não mais falarem neste nome a quem quer que seja. 18 Chamando-os, ordenaram-lhes que absolutamente não falassem, nem ensinassem em o nome de Jesus. 19 Mas Pedro e João lhes responderam: Julgai se é justo diante de Deus ouvir-vos antes a vós outros do que a Deus; 20 pois nós não podemos deixar de falar das coisas que vimos e ouvimos.” At 4:13-20
2.     O segundo sinal de quem passou da morte para vida é que ele sente fome.
“49 falava ele ainda, quando veio uma pessoa da casa do chefe da sinagoga, dizendo: Tua filha já está morta, não incomodes mais o Mestre. 50 Mas Jesus, ouvindo isto, lhe disse: Não temas, crê somente, e ela será salva. 51 tendo chegado à casa, a ninguém permitiu que entrasse com ele, senão Pedro, João, Tiago e bem assim o pai e a mãe da menina. 52 E todos choravam e a pranteavam. Mas ele disse: Não choreis; ela não está morta, mas dorme. 53 E riam-se dele, porque sabiam que ela estava morta. 54 entretanto, ele, tomando-a pela mão, disse-lhe, em voz alta: Menina, levanta-te! 55 Voltou-lhe o espírito, ela imediatamente se levantou, e ele mandou que lhe dessem de comer. 56 seus pais ficaram maravilhados, mas ele lhes advertiu que a ninguém contassem o que havia acontecido.” Lc 8:49-56
Olha Jesus novamente pedindo sigilo sobre o episódio... Quanto tempo você acha que as mulheres ali presentes guardaram segredo???
A primeira coisa que o filho da viúva fez foi falar!  A primeira coisa que a filha de Jairo fez foi comer . Certamente a menina estava com fome. Quando uma pessoa está adoecida, seu apetite ou fome fica comprometido. Pessoas doentes geralmente perdem o apetite e o desejo de se alimentarem.
Eu percebo pessoas doentes espiritualmente falando quando não os vejo orando ou participando dos cultos ou células. Quando não os vejo nos cursos e nem nos eventos da igreja. A indisposição para os eventos onde está sendo servido alimento espiritual é sinal de morte.
Ninguém que está vivo e sadio consegue ficar muito tempo sem se alimentar!
Exame de sangue
Quando você vai fazer um exame de sangue tem que fazer jejum de 12 horas e você vai lá, e quando termina de fazer você já está liberado e lá tem uma tia com cafezinho e biscoitinho... quem passa direto por ali?
Ninguém passa direito, todos vão lá toma um cafezinho um biscoitinho tem gente que vai fazer os exames só para comer os biscoitinhos.
Quando se é submetido a um processo cirúrgico, se faz necessário jejuar. Todavia quando se reestabelece a consciência, o paciente volta a sentir fome e precisa se alimentar.
Quem está vivo sente fome!!!
Quando Jesus foi tentado pelo diabo a transformar pedras em pão, Ele deu respondeu ao diabo trechos do livro de deuteronômio. Este foi o livro que Jesus mais citou no seu ministério. Deuteronômio era o livro predileto de Jesus. Na resposta de Jesus ao Diabo, Ele disse que o verdadeiro alimento é a palavra de Deus. Jesus se alimentava da palavra, pois toda argumentação contra o diabo foi baseada na palavra.
Na ocasião em que Jesus foi questionado pelos discípulos se estava com fome (Jo 4) ele respondeu que tinha fome da vontade de Deus.
O homem que está vivo para Deus, não se alimenta apenas do pão natural, mas tem fome pela palavra do Senhor. A palavra e vontade de Deus é o nosso alimento. Aí vem a evidencia de uma pessoa que foi despertada para a vida.
O jejum é um processo de morte! E muitos estão jejuando a vida de Deus quando não comem o verdadeiro alimento, o maná que vem do céu.
Esses dias alguém me disse: Eu me esqueci de ler a Bíblia e também de orar. Isso é u equívoco! Quem está saudável não se esquece de comer. Já aconteceu com você passar 3 dias sem comer por esquecimento? Nunca!!!
 “desejai ardentemente, como crianças recém-nascidas, o genuíno leite espiritual, para que, por ele, vos seja dado crescimento para salvação...”.  1 Pedro 2.2
Alguém aqui já viu um bebê quando quer mamar? Ele não dá uma piscadinha para a mãe, ele chora e grita até ser atendido! Bebês mamam de 3 em 3 horas.
Uma reação interessante do organismo de alguém que come é sentir sono, isso também pode ser visto nos bebês. Eles mamam e dormem. Sabe por que isso acontece? Porque o alimento nos aquieta.
Assim como uma criança deseja o leite... assim temos que desejar o verdadeiro alimento...a palavra de Deus. 
3.      O terceiro sinal de quem passou da morte para vida é que ele anda livremente.
O filho da viúva falou, a filha de Jairo teve fome.
“32 Quando Maria chegou ao lugar onde estava Jesus, ao vê-lo, lançou-se lhe aos pés, dizendo: Senhor, se estiveras aqui, meu irmão não teria morrido. 33 Jesus, vendo-a chorar, e bem assim os judeus que a acompanhavam, agitou-se no espírito e comoveu-se. 34 E perguntou: Onde o sepultastes? Eles lhe responderam: Senhor, vem e vê! 35 Jesus chorou. 36 então, disseram os judeus: Vede quanto o amava. 37 Mas alguns objetaram: Não podia ele, que abriu os olhos ao cego, fazer que este não morresse? 38 Jesus, agitando-se novamente em si mesmo, encaminhou-se para o túmulo; era este uma gruta a cuja entrada tinham posto uma pedra. 39 Então, ordenou Jesus: Tirai a pedra. Disse-lhe Marta, irmã do morto: Senhor, já cheira mal, porque já é de quatro dias. 40 Respondeu-lhe Jesus: Não te disse eu que, se creres, verás a glória de Deus? 41 tiraram, então, a pedra. E Jesus, levantando os olhos para o céu, disse: Pai, graças te dou porque me ouviste. 42 aliás, eu sabia que sempre me ouves, mas assim falei por causa da multidão presente, para que creiam que tu me enviaste. 43 E, tendo dito isto, clamou em alta voz: Lázaro, vem para fora! 44 saiu aquele que estivera morto, tendo os pés e as mãos ligados com ataduras e o rosto envolto num lenço. Então, lhes ordenou Jesus: Desatai-o e deixai-o ir.” Jo 11:32-44
O filho da viúva de Naim recebeu vida e falou. A filha de Jairo recebeu vida e teve fome. Na ressureição de Lazaro vemos uma coisa importante, logo que ele recebe a vida de Deus, a Bíblia diz que ele sai totalmente atado dos pés à cabeça.
44 saiu aquele que estivera morto, tendo os pés e as mãos ligados com ataduras e o rosto envolto num lenço. Então, lhes ordenou Jesus: Desatai-o e deixai-o ir.
Quando uma pessoa recebe a vida de Deus, ela recebe liberdade. Não deve haver prisão quando se experimenta a vida de Deus. Não podemos ter mais ataduras em nossas vidas! Não podemos estar mais presos a nada se temos a vida de Deus. Uma pessoa que recebeu a vida de Deus, não fica mais atada a um trabalho, a um time de futebol, a um costume, a um estilo de vida que contradiga o evangelho e vontade de Deus.
Antes eu falava palavrão. Minha boca estava atada e presa às palavras torpes. Hoje eu sou livre!!!
O pecado não faz mais parte na vida do crente...
João 8.36
36. Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.
Sinais de quem foi tocado pelo Senhor
1. Quem foi tocado pelo Senhor ele fala...
2. Quem foi tocado pelo Senhor ele tem fome...
3. Quem foi tocado pelo Senhor ele é livre das amarras.










Senhor Cara Legal - Evangelismo com o livrete 11ª Questão

O poder da oração no Espírito