Total de visualizações de página

Acesse o site da GERAÇÃO DE ADORADORES IGREJA DE VENCEDORES

20160328

Vencendo a maldição da DEGENERAÇÃO! Jr 2:21; Pv 27:23-24. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 27/03/16

“Eu mesmo te plantei como vide excelente, da semente mais pura; como, pois, te tornaste uma planta degenerada, como de vide brava?” Jr 2:21
23 Procura conhecer o estado das tuas ovelhas e cuida dos teus rebanhos, 24 porque as riquezas não duram para sempre, nem a coroa, de geração em geração.” Pv 27:23-24
 “23 As riquezas não duram para sempre. A coroa do rei não permanece eternamente na família real. Por isso, cuide sempre de seus negócios, procure saber como andam suas ovelhas e em que condição estão os seus rebanhos.” Pv 27:23-24 (Bíblia VIVA)

Introdução

Ao longo da vida cristã precisamos aprender a lidar com certas leis estabelecidas na terra hoje. Por exemplo, a lei da semeadura e da colheita. Tudo o que o homem semear certamente irá colher. Essa é uma lei universal.
Outra lei é a lei dos instintos básicos que sustentam a vida de todo ser humano. Três instintos básicos nos fazem viver nessa terra, são eles:
1.      Instinto de defesa.
2.      Instinto sexual.
3.      instinto de sobrevivência.
Uma outra lei é a lei da DEGENERAÇÃO, e quer gostemos ou não, ela está agindo na terra. Toda natureza está debaixo dessa lei da degeneração.
O que é e como funciona a lei da degeneração?
Degenerar significa tornar-se gradualmente, paulatinamente decaído. É cair gradualmente em uma forma inferior de desenvolvimento. Mudar para um estado pior, decair, declinar.
Tudo que nasce, tudo que criamos começa a decair por causa da degeneração logo em seguida. É uma Lei inexorável, que não cede ou se abala diante de súplicas e rogos. É uma lei inflexível e implacável, cujo rigor e severidade não pode ser amenizado.
Essa lei funciona assim: Nós nascemos, crescemos, ficamos maduros, envelhecemos e morremos. Essa é uma Lei Imutável.
Todo ser humano nasce cresce e se desenvolve até os 25 ou 30 anos, a partir desse momento as pessoas envelhessem. Isso é degenerar
Com as coisas que criamos, edificamos, realizamos não é diferente, pois todas as coisas estão sujeitas à Lei da Degeneração!
Casamento
A degeneração acontece no casamento quando não existe mais entusiasmo em estar com o cônjuge. Quando não há mais prazer em conversar e expressar carinho como foi um dia no início do relacionamento.
Profissão
No trabalho ou na vida profissional, a degeneração acontece quando não há mais disposição para aprender. Quando os sonhos de empreender já não existem mais ou a disposição se vai por conta das dificuldades.
Condicionamento físico
Escola de música
Ministério
Com a Igreja e a nossa fé não é diferente porque todos estamos sob a Lei da Degeneração! Jesus disse que chegaria um tempo onde o amor de muitos se esfriaria. É triste saber que muitos começaram entusiasmados e motivados, mas desanimaram no meio caminho. A degeneração ministerial é evidenciada quando já não há um esforço pra estarmos juntos. Quando as reuniões já não são mais importantes ou quando as atividades dos trabalhos da igreja local já não são mais tão importantes.
Na semana passada, nós fomos tomados por uma poderosa unção e entusiasmo, entretanto, quantos ainda estão firmados nessa unção? A degeneração está ativa fazendo diminuir a sua intensidade até a acabar.
Minha decisão diária é escolher “...o caminho da fidelidade (Lealdade); coloquei tuas ordenanças diante de mim” Sl 119:30 (Almeida XXI)
Esse é o meu grande desafio!!! Amar a igreja todos os dias, amar e respeitar minha esposa, meus filhos, meus discípulos, etc.
Não há remédio para evitar a degeneração física!
Não há remédio que possa conter ou sanar o problema da degeneração física, essa é uma sentença que nos foi dada por causa do pecado original. O salário do pecado é a morte.
Todavia, não podemos decair espiritualmente. A Lei da Degeneração está tornando os zelosos, menos zelosos, está trabalhando nos cristãos que oram fazendo com que percam o interesse pela oração. Essa lei maldita está fazendo com que líderes aplicados desanimem de sua célula. Talvez algumas pessoas que me ouvem estão aos poucos desistindo de seus sonhos. Deus plantou um desejo santo de você ser um empreendedor, mas parece que aos poucos isso está morrendo. 
Com certeza, a Lei da Degeneração está em plena atividade e funcionamento no nosso meio. Veja que de alguma forma ela afeta a todos nós. Então a pergunta que nos cabe fazer é: Como lutar para não degenerar na vida cristã? O que fazer para não desistir da vida e dos sonhos que o Senhor plantou no nosso coração?
Antes de falar sobre como evitar a degeneração espiritual, deixe-me dizer por quê você não pode esfriar...
11 De caminho para Jerusalém, passava Jesus pelo meio de Samaria e da Galileia. 12 Ao entrar numa aldeia, saíram-lhe ao encontro dez leprosos, 13 que ficaram de longe e lhe gritaram, dizendo: Jesus, Mestre, compadece-te de nós! 14 Ao vê-los, disse-lhes Jesus: Ide e mostrai-vos aos sacerdotes. Aconteceu que, indo eles, foram purificados.” Lucas 17:11-14 (Almeida Revista e Atualizada)
O texto diz que os leprosos foram curados enquanto caminhavam.
Outro exemplo que nos motiva a continuar é o texto de
“Disse o SENHOR a Moisés: Por que clamas a mim? Dize aos filhos de Israel que marchem.” Ex 14:15
Neste contexto, Israel estava sendo perseguido pelo exército de Faraó e os hebreus estavam precionando Moisés. Então quando Moisés ora, o Senhor responde dizendo para que o povo continuasse caminhando.
Agora sim, vejamos o que fazer para não degenerar sua vida espiritual...

1. Evite as más companhias

Não vos enganeis. As más companhias corrompem os bons costumes.” 1Co 15:33 (RC)

Os estudiosos modernos da área da educação dizem que tanto a formação do nosso caráter quanto a expressão da nossa personalidade ocorrem por meio da socialização. Eles ensinam que uma pessoa aprende atitudes, emoções e valores sendo socializada em uma cultura. Porém, muito antes dos estudiosos, a Bíblia já ensinava que a aprendizagem se dá por meio de contato e convivência com os outros “andando pelo caminho” (Dt 6.7; Pv 4.3-4). Mas ela vai além, quando afirma que a influência das pessoas umas sobre as outras é uma força poderosa, que atinge a todos. Uma mente forte pode tornar-se impotente diante dessa pressão. Até mesmo o individualista mais convicto, em alguns casos, ajusta-se ao estilo de vida dos outros.

A exortação de Paulo é para não tomarmos a forma do mundo (Rm 12:2)

É isso o que as Escrituras nos dizem. Ou como J.B. Philips parafraseia: “Não deixe o mundo à sua volta moldá-lo, e, sim, que Deus transforme você de tal modo que toda a sua atitude mental seja modificada”.

Nossos relacionamentos podem cooperar ou atrapalhar nosso compromisso com Deus e sua igreja. Dependendo das pessoas ou ambiente onde você passa o seu tempo, sua espiritualidade pode ser diminuída.

No Salmo de número 1, podemos ler que: 1 Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. 2 Antes, o seu prazer está na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite. 3 Ele é como árvore plantada junto a corrente de águas, que, no devido tempo, dá o seu fruto, e cuja folhagem não murcha; e tudo quanto ele faz será bem sucedido. 4 Os ímpios não são assim; são, porém, como a palha que o vento dispersa. 5 Por isso, os perversos não prevalecerão no juízo, nem os pecadores, na congregação dos justos. 6 Pois o SENHOR conhece o caminho dos justos, mas o caminho dos ímpios perecerá.” Sl 1:1-6

Bem-aventurado o homem que:

1.      Não anda no conselho dos ímpios... Isso fala de termos um comportamento diferente dos ímpios.
2.      Não se detém no caminho dos pecadores... Isso fala de termos um comportamento diferente dos ímpios. Se o ímpio fala palavrão, o crente não fala. Se o ímpio não respeita o seu próximo, o crente respeita.  
3.      Nem se assenta na roda dos escarnecedores... Esse alerta é para termos vigilância redobrada com o que falamos e principalmente com o que ouvimos. Nós devemos tomar muito cuidado com as palavras que conversamos. As nossas conversas expressam o que vai no coração. Devemos sempre estar atentos com o que falamos e principalmente com o que ouvimos, porque a fé vem pelo ouvir a palavra de Deus (Rm 10:17). Nossa boca precisa ser manancial de vida para aqueles que nos ouvem e nossos ouvidos precisam de filtros para discernirmos o que pode nos fazer mal.

Bem-aventurado aquele que teme ao SENHOR e anda no seu caminho. Sl 128:1

2. Comprometa-se com a edificação da igreja

“18 Também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela. 19 Dar-te-ei as chaves do reino dos céus; o que ligares na terra terá sido ligado nos céus; e o que desligares na terra terá sido desligado nos céus.” Mt 16:18-19
“Se não fosse a igreja local, Satanás já teria transformado este mundo em um inferno”. Paul Bilheimar
Existem bênçãos que só virão dos céus para nos alcançar quando estivermos ativos e participantes nos trabalhos da igreja. Quando a igreja está se movendo, a vida de Deus está sendo liberada e os membros ativos estão se beneficiando dessa vida em comum.
As obras do diabo só podem ser desfeitas pela igreja!
Jesus se manifestou para desfazer as obras do Diabo e assim Ele o fez. Hoje, os seus discípulos devem fazer o mesmo através da igreja. Cristãos autênticos vencem o poder do diabo e de seus demônios através da igreja. O próprio Jesus disse que as portas do inferno não prevaleceriam contra a igreja (MT 16:18). Individualmente, no nome de Jesus, podemos resistir aos demônios e até principados, mas para destruir as obras do inferno, precisamos fazer isso através da igreja. Por essa razão Jesus consagrou-se totalmente à obra de edificar a sua igreja. Foi pela Igreja que Jesus derramou seu sangue na cruz do calvário, para santificá-la. Jesus viveu uma vida sem pecado, tornando-se exemplo e modelo para seus discípulos fazerem o mesmo pela igreja. Na grande comissão, Jesus envia seus discípulos para irem e plantarem igrejas em todo o mundo. E como sabemos, Jesus em breve arrebatará a sua igreja, Ele voltará para buscar a sua noiva.
Não podemos perder a oportunidade de estarmos envolvidos com a igreja e com a célula
ESTAR ENVOLVIDO COM A IGREJA E A CÉLULA É ESTAR ENVOLVIDO COM PESSOAS!!!
Relacionar com os irmãos é a chave para a manifestação poderosa de Deus
A igreja é uma cerca que te protege dos ataques da degeneração espiritual. A vida está se manifestando no corpo

3. Sirva mais o seu próximo

“Pois nem mesmo o Filho do Homem veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos.” Mt 10:45
Hoje em dia está na moda dizer que somos servos de Deus.
Uma coisa é alguém dizer que é servo, outra é se dispor a servir. Jesus Cristo, o homem mais poderoso que já andou na face da terra, foi também o mais humilde servo que aqui viveu. Sua filosofia de trabalho nunca foi promover a si mesmo, mas agradar ao Pai por meio do amor e do serviço prestado aos outros. A encarnação de Jesus foi, em si mesma, um ato tremendo de humildade, e mais ainda podemos dizer de sua morte na cruz.
“1 Desta maneira, que um homem nos conte como servidores de Cristo e servos distribuidores dos mistérios de Deus. 2 Além disso, é requerido nos servos distribuidores que cada um deles seja achado fiel.” 1Co 4:1-2 (LTTA)
Devemos ser encontrados fieis no serviço!
Existem 25 mandamentos da mutualidade no novo testamento. São ordenanças que devemos praticar uns para com os outros.

4.Seja cheio do Espírito Santo em todo o tempo.
18 E não vos embriagueis com vinho, no qual há dissolução, mas enchei-vos do Espírito, 19 falando entre vós com salmos, entoando e louvando de coração ao Senhor com hinos e cânticos espirituais, 20 dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo...” Ef 5:18-20
É importante saber que você é instruído pela Palavra de Deus a se “deixar encher” pelo Espírito – isto é, ser cheio do Espírito o tempo todo.
Para fazer isso, é necessário dar a Ele o primeiro lugar em nossa vida. Em geral isso requer disciplina, porque muitas outras coisas exigem nosso tempo e atenção. Há muitas coisas que queremos e precisamos, mas nada é mais importante do que Deus. Buscar a Deus diariamente através de Sua Palavra e passar tempo com Ele é a chave para permanecer cheio com Sua presença. Uma atitude de gratidão também é muito útil, assim como proteger os nossos pensamentos com cuidado.
O Espírito Santo nunca vai embora; quando fixa residência, Ele se instala e recusa a sair. Mas é importante nos mantermos inflamados pelas coisas espirituais. Qualquer coisa que esteja quente pode esfriar se o fogo apagar.
Certa vez, durante um período de seis meses, Deus me proibiu de pedir qualquer coisa a não ser mais Dele. Foi uma ótima disciplina para me aproximar mais de Deus em um nível profundo de intimidade que eu jamais havia conhecido. Eu começava dizendo: “Deus, preciso de ___”, então parava ao me lembrar das Suas instruções. Eu terminava a frase com “mais do Senhor”.
Deus nos dá tudo que precisamos; e Ele sabe o que precisamos antes de pedirmos. Se tivermos prazer Nele e tivermos um ardente anseio por Ele, Deus também nos dará o que o nosso coração deseja. Eu o encorajo, hoje e todos os dias, a se manter cheio do Espírito Santo e a querer mais de Deus do que qualquer outra coisa. Ele cuidará do resto.

Assegure-se de estar sempre “cheio” do Espírito Santo.

20160321

A unção de ANAGKAZO. Lc 14:15-23. Pr. Edenir Araújo. Culto de Celebração - 20/03/16

“15 Ora, ouvindo tais palavras, um dos que estavam com ele à mesa, disse-lhe: Bem-aventurado aquele que comer pão no reino de Deus. 16 Ele, porém, respondeu: Certo homem deu uma grande ceia e convidou muitos. 17 À hora da ceia, enviou o seu servo para avisar aos convidados: Vinde, porque tudo já está preparado. 18 Não obstante, todos, à uma, começaram a escusar-se (dar desculpas). Disse o primeiro: Comprei um campo e preciso ir vê-lo; rogo-te que me tenhas por escusado. 19 Outro disse: Comprei cinco juntas de bois e vou experimentá-las; rogo-te que me tenhas por escusado. 20 E outro disse: Casei-me e, por isso, não posso ir. 21 Voltando o servo, tudo contou ao seu senhor. Então, irado, o dono da casa disse ao seu servo: Sai depressa para as ruas e becos da cidade e traze para aqui os pobres, os aleijados, os cegos e os coxos. 22 Depois, lhe disse o servo: Senhor, feito está como mandaste, e ainda há lugar. 23 Respondeu-lhe o senhor: Sai pelos caminhos e atalhos e OBRIGA (anagkazo) a todos a entrar, para que fique cheia a minha casa.” Lc 14:15-23
Introdução
Muitas coisas me chamam a atenção nesse texto, por exemplo:
Primeiro
V. 16. Certo homem deu uma grande ceia e convidou muitos. Esse texto nos fala sobre o Senhor e Sua bondade de nos convidar para essa grande festa.
Segundo
V. 17. Vinde, porque tudo já está preparado.  Deus já preparou todas as coisas! Tudo já está consumado, concluído e finalizado pela graça de Deus.
Terceiro
As desculpas esfarrapadas que os convidados deram para se ausentarem.
V. 18. Comprei um campo e preciso ir vê-lo...
V. 19. Comprei cinco juntas de bois e vou experimentá-las...
V. 20. Casei-me e, por isso, não posso ir...
Quarto
O desejo incontido e a perseverança da parte de Deus de salvar os homens através do Ide.
V. 21. Sai depressa para as ruas e becos da cidade e traze para aqui os pobres, os aleijados, os cegos e os coxos...
Quinto
Essas são algumas coisas que me chamam a atenção nesse texto, mas o que realmente me cativou o coração e mente é a expressão “OBRIGA” no verso 23.
V. 23. Sai pelos caminhos e atalhos e OBRIGA (anagkazo) a todos a entrar, para que fique cheia a minha casa.

A palavra grega para “OBRIGA” é ANAGKAZO.
“ANAGKAZO” palavra grega que significa:
Forçar – Obrigar – Ameaçar – Compelir – Influênciar – Empenho total – Um comportamento diferenciado – Um incrível poder de convencimento.
– No texto referido, Jesus usa a palavra “ANAGKAZO” para influenciar através do evangelismo. É como se o senhor daquela festa dissesse: Eu estou te dando uma autoridade especial para convencer todas as pessoas com quem você conversar. Estou te dando sabedoria para convencer todas as pessoas com quem você relacionar. Estou te dando intrepidez, ousadia, coragem, força, vigor, disposição física e mental para conquistar o coração das pessoas e também para conquistar coisas e riquezas. Ou seja, não haverá limites que impedirão a realização da minha vontade se você se apoderar do ANAGKAZO!
ANAGKAZO é convencimento a qualquer custo.
Jesus não aceita a sua casa vazia! É essa unção que precisamos para trazer visitantes para as nossas células, para os nossos cultos de celebração e encontros.
ANAGKAZO:
1) É uma visão sobrenatural!
2) Um comportamento forte!
3) Um comportamento determinante!
4) Uma atitude decisiva!
5) Uma unção que produz resultados!
6) Uma capacidade de realização sobrenatural!
7) Uma forma de chegar aos objetivos!
8) Um poder de realização inexplicável!
9) Uma arrancada violenta!
10) Uma forma de agir diferenciada!
11) Determinação plena no que faz!
12) Poder para resolver casos difíceis!
13) Poder de exercer influência!
14) Capacidade de influênciar pessoas!
15) Poder de convencer pessoas a te ajudar nos seus projetos!
16) “não perder vendas”!

Essa unção de conquista é uma consequência de perseverança e constância. Sim! Só os que persistem focados em seus objetivos focados são de fato os ungidos com ANAGKAZO!
Isso não significa que não vamos fracassar em alguns projetos, mas sim que não vamos desistir em meio às resistências.

Veja o que aconteceu no caso do Senhor de Lucas.
Primeira tentativa: Fracasso total. Convidados deram uma desculpa. (NÃO FOI NINGUÉM) V. 18-20
Segunda tentativa: Fracasso médio. Convida os mendigos, cegos e coxos. (SÓ ALGUNS VÃO) V. 22
Terceira tentativa: Sucesso total. ANAGKAZO, ou seja, ele chama os discípulos e determina que eles obrigassem as pessoas a entrar na casa dele PARA QUE ELA FICASSE CHEIA. V. 23
ANAGKAZO é uma unção – É uma força divina que entra dentro de você e faz você perseverar até o fim.
Resumo da historia de Abraham Lincoln
Abraham Lincoln nasceu pobre ,em 1809,e ao logo de toda a vida se defrontou com dificuldades e derrotas. Fracassou duas vezes nos negócios, perdeu oito eleições e sofreu um colapso nervoso.
A derrota e o fracasso o convidavam a desistir, mas ele recusou o convite. Sua historia é a de um espírito extraordinariamente perseverante, como deixa claro o seguinte resumo da sua vida:
Em 1819, a família de Lincoln foi despejada da casa onde morava e ele foi obrigado a trabalhar para sustentá-la.
Em 1831 fracassou nos negócios.
Em 1832 concorreu à câmara de deputados de Illinois e perdeu.
Em 1832 perdeu o emprego. Mais tarde, nesse mesmo ano, decidiu estudar direito, mais teve sua inscrição rejeitada.
Em 1833 pediu dinheiro emprestado a um amigo para comercializar um negócio, mas no fim do ano foi à bancarrota. Passou os 17 anos seguinte pagando a divida.
Em 1834 concorreu novamente à câmara estadual e perdeu.
Em 1835 ficou noivo, mas a morte da noiva o deixou desconsolado.
Em 1836 sofreu um colapso nervoso total que o deixou preso à cama por seis meses.
Em 1838 concorreu à presidência da câmara e foi derrotado.
Em 1840 tentou uma vaga no colégio eleitoral e perdeu.
Em 1843 concorreu ao congresso e perdeu.
Em 1846 concorreu ao congresso outra vez; desta vez venceu, abrindo finalmente o caminho para Washington.
Em 1848 disputou a reeleição para o congresso e perdeu.
Em 1849 tentou um emprego no cadastro público de terras e foi recusado.
Em 1854 concorreu ao senado dos Estados Unidos e perdeu.
Em 1856 candidatou-se à indicação para vice-presidente na convenção nacional de seu partido e perdeu, tendo recebido menos de 100 votos.
Em 1860 decidiu disputar a presidência... Lincoln venceu e se tornou um dos maiores presidentes da historia dos Estados Unidos e um dos mais extraordinários lideres dos tempos modernos.
Num discurso, após a sua posse como presidente dos Estados Unidos, ele disse: “O caminho foi irregular e acidentado. Escorreguei, atrapalhei-me com minhas próprias pernas, mas me equilibrei e disse a mim mesmo: ‘Isso foi um escorregão, não uma queda’.”
É preciso sonhar. O mundo, a igreja está carente de homens, mulheres, jovens que sonham. Vamos começar a sonhar a partir de hoje?Eu quero e você? Não tenha medo de sonhar.

Exemplos bíblicos da manifestação do “ANAGKAZO” para alcançar seus objetivos.
1) “Jacó disse:  EU NÃO TE LARGO ENQUANTO NÃO ME ABENÇOARES” – Gênesis 32:26
2) “O reino dos céus é tomando por esforço, e os que se esforçam, se apoderam dele.” – Mateus 11:12

UNIVERSIDADE DE CHICAGO:
Pesquisa: 5 anos –  Quem foram as pessoas que mais atingiram seus alvos, fizeram mais sucesso:
1) Pessoas determinadas e obstinadas!
2) Pessoas que exerceram empenho total no que faziam!
3) Pessoas que tinham desejos, objetivos, sonhos!
4) Pessoas que focaram em seus objetivos!
MILHARES DE PESSOAS ESTÃO CONFORMADAS COM A DESGRAÇA, COM O FRACASSO, COM A POBREZA E COM A MISÉRIA.

Deus sempre encorajou seus filhos para a conquista
“5 Ninguém poderá te resistir todos os dias da tua vida. Como estive com Moisés, assim estarei contigo; não te deixarei, nem te desampararei. 6 Esforça-te e sê corajoso, porque farás este povo herdar a terra que jurei dar a seus pais. 7 Apenas esforça-te e sê corajoso, cuidando de obedecer a toda a lei que meu servo Moisés te ordenou; não te desvies dela, nem para a direita nem para a esquerda; assim serás bem-sucedido por onde quer que andares.” Jo 1:5-7
E, desde os dias de João Batista até agora, o reino do céu é tomado à força, e os que se utilizam da força apoderam-se dele.” Mt 11:12


35 Não abandoneis, portanto, a vossa confiança; ela tem grande galardão. 36 Com efeito, tendes necessidade de perseverança, para que, havendo feito a vontade de Deus, alcanceis a promessa. 37 Porque, ainda dentro de pouco tempo, aquele que vem virá e não tardará; 38 todavia, o meu justo viverá pela fé; e: Se retroceder, nele não se compraz a minha alma. 39 Nós, porém, não somos dos que retrocedem para a perdição; somos, entretanto, da fé, para a conservação da alma..” Hebreus 10:35-39

Apelo:

Que hoje seja o seu dia de receber a unção do ANAGKAZO!!!

20160315

Os benefícios espirituais da ceia do Senhor. Jo 6:49-58. Pr. Edenir Araújo. Culto de celebração - 13/03/16

“49 Vossos pais comeram o maná no deserto e morreram. 50 Este é o pão que desce do céu, para que todo o que dele comer não pereça. 51 Eu sou o pão vivo que desceu do céu; se alguém dele comer, viverá eternamente; e o pão que eu darei pela vida do mundo é a minha carne. 52 Disputavam, pois, os judeus entre si, dizendo: Como pode este dar-nos a comer a sua própria carne? 53 Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo: se não comerdes a carne do Filho do Homem e não beberdes o seu sangue, não tendes vida em vós mesmos. 54 Quem comer a minha carne e beber o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia. 55 Pois a minha carne é verdadeira comida, e o meu sangue é verdadeira bebida. 56 Quem comer a minha carne e beber o meu sangue permanece em mim, e eu, nele. 57 Assim como o Pai, que vive, me enviou, e igualmente eu vivo pelo Pai, também quem de mim se alimenta por mim viverá. 58 Este é o pão que desceu do céu, em nada semelhante àquele que os vossos pais comeram e, contudo, morreram; quem comer este pão viverá eternamente. 59 Estas coisas disse Jesus, quando ensinava na sinagoga de Cafarnaum.” Jo 6:49-58

Introdução
Deus é bom, ele o ama e deseja o melhor para você. A vontade dele é que você tenha:
·         Um coração cheio de paixão e vida.
·         Um espírito renovado para adorá-lo e ter comunhão com ele.
·         Uma alma cheia de paz e alegria.
·         Uma mente santa, clara cheia do conhecimento da glória de Deus.
·         Um corpo saudável cheio de vitalidade.

Nunca foi intenção de Deus que tivéssemos um corpo cheio de enfermidades e uma alma deprimida e angustiada incapaz de cumprir o seu propósito. Deus não nos criou para vivermos uma breve existência atribulada e pobre. Não fomos feitos nem mesmo para morrer. Todas essas coisas são inimigas de Deus. O Senhor Jesus veio para nos redimir da maldição que entrou no mundo por conta da queda do homem.

Os milagres nos evangelhos
Existem 33 milagres do Senhor relatados nos evangelhos. Desses, 28 estão relacionados com o nosso corpo, incluindo comida, pão e peixes sendo multiplicados e água transformada em vinho. Mas desses 33 milagres, 24 são curas físicas, e aí incluímos expulsão de demônios e ressurreição dos mortos. Veja que o poder do Senhor esta disponível para suprir todas as nossas necessidades, mas principalmente as necessidades físicas.

O Senhor raramente repreendia seus discípulos, mas quando o fazia era por causa da pequenez da fé.

Em outras palavras, é como se Jesus dissesse aos discípulos: “por que vocês recebem tão pouco de mim? Meu poder pode lhes dar muito mais, por que vocês não recebem?”.

A maior bênção que podemos receber depois da salvação é a cura para o nosso corpo. Saúde é a maior riqueza que podemos ter.
Fomos criados para viver eternamente, então a doença não faz parte do plano de Deus. Muitos acreditam que Deus lhes mandou uma enfermidade para lhes ensinar uma lição, no entanto elas vão ao médico para desfazer o que Deus mandou. Jesus nunca fez pessoa alguma adoecer para lhe ensinar uma lição espiritual, para trazê-la mais perto d'Ele, ou para ela aprender sobre o quebrantamento.

Jesus nunca castigou ninguém com enfermidades
Jesus nunca castigou ninguém com enfermidades, em ocasião alguma. Ele é o mesmo ontem, hoje e eternamente. Ele não fez isso no passado e não vai fazer isso hoje. Existem crentes que têm medo que a ira de Deus os atinja nessa área. Mas os filhos de Deus não estão mais debaixo da sua ira, mas do seu favor, da sua bondade.

“10 O ladrão vem somente para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância. 11 Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a vida pelas ovelhas.” Jo 10:10-11

Hoje gostaria de ministrar sobre o plano de Deus de nos dar salvação eterna, mas também saúde e vitalidade através da ceia.

1. A ceia nos dá saúde e vida
Em 1 Coríntios 11 o Senhor diz que ele não deseja que sejamos condenados com o mundo.
“Mas, quando julgados, somos disciplinados pelo Senhor, para não sermos condenados com o mundo.” 1Co 11:32
O contexto desse capítulo é a Ceia do Senhor, portanto ser condenado aqui não significa ir para o inferno, mas sofrer como o mundo sofre. Nós estamos no mundo mas não pertencemos ao mundo.

Muitos erram quando tomam a ceio indignamente...
Muito embora tomar a ceia de forma indigna seja errado, não pode condenar ninguém ao inferno.

Dentre os tantos benefícios da ceia, está o de sermos sarados fisicamente
O Senhor está dizendo que a igreja deve receber os benefícios da Ceia para que não sofra o mesmo tipo de condenação que o mundo sofre. Baseado no contexto o que eles estavam sofrendo era fraqueza, doença e morte prematura.

“29 pois quem come e bebe sem discernir o corpo, come e bebe juízo para si. 30 Eis a razão por que há entre vós muitos fracos e doentes e não poucos que dormem.” 1Co 11:30

“Se vocês não pensam no corpo partido do Senhor quando comem e bebem, correm o risco de enfrentar sérias consequências. É por isso que muitos de vocês estão doentes e apáticos, enquanto outros morreram antes do tempo.” 1Co 11:29-30

Desde que Adão caiu o mundo está debaixo da condenação e por isso sofre debaixo de doenças, fraquezas e morte antes da hora. A vontade de Deus é que não mais vivamos assim. O Senhor veio para remover tais coisas na vida dos que creem.

Paulo estava surpreso com tanta gente doente em Corinto
Paulo estava surpreso que houvesse tantos fracos, doentes e gente que morria jovem dentro da Igreja de Corinto. A razão desse problema era que eles não discerniam o corpo de Cristo na Ceia.

A diferença de ser indignos e tomar a ceia de forma indigna
Eles estavam tomando a ceia de forma irreverente e indigna. Não significa que eles eram indignos, mas estavam participando de forma indigna. Muitos interpretam de forma errada esse texto e dizem que se alguém participa da ceia em pecado sofrerá juízo, mas não é isso que Paulo está dizendo. Não é a pessoa que é indigna, mas a maneira como ela está tomando a ceia.
Jesus morreu por gente indigna e não existe ninguém digno na presença de Deus. Ap 5:2-3
27 Por isso, aquele que comer o pão ou beber o cálice do Senhor, indignamente, será réu do corpo e do sangue do Senhor. 28 Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e, assim, coma do pão, e beba do cálice; 29 pois quem come e bebe sem discernir o corpo, come e bebe juízo para si. 30 Eis a razão por que há entre vós muitos fracos e doentes e não poucos que dormem.” 1Co 11:27-30
O resultado disso era fraqueza e doença. Alguns interpretam que a fraqueza, doença e morte prematura eram a disciplina de Deus sobre eles por causa da irreverência com a Ceia. Mas eu creio que devemos entender isso como o resultado de não estarem participando dos efeitos maravilhosos da Ceia por não terem entendimento do seu significado.
O ato de tomar a ceia indignamente é apenas o sinal de que eles não discerniam o corpo de Cristo. O verdadeiro problema é a falta de discernimento. Isso significa que quando tomamos a Ceia sem discernir o significado do Corpo de Cristo deixamos de usufruir da bênção de cura, força e vida longa. Paulo diz claramente: “eis a razão...”. Ele diz que há somente uma razão porque os crentes de Corinto viviam doentes, era porque não discerniam o significado do corpo de Cristo. Quando eles pegavam o pão eles não entendiam porque o corpo tinha sido dado.

2. A importância de descernir o corpo
pois quem come e bebe sem discernir o corpo, come e bebe juízo para si.” 1Co 11:29

Explicar a importância da Igreja Local. O Corpo é a igreja.

A palavra discernir é “diacrino” no grego. Essa palavra significa fazer diferença, separar, distinguir.
1. Em primeiro lugar precisamos distinguir o pão da ceia dos outros pães comuns.
Jesus disse que o pão da Ceia é o Seu corpo que foi entregue por nós.
2. Segundo devemos distinguir a diferença entre o sangue e o corpo.
Precisamos saber para quê o sangue foi derramado e porque o corpo foi partido.

O significado do sangue é bem conhecido, mas quanto ao corpo, este é quase sempre ignorado.
Os irmãos entendem mais rapidamente o significado do sangue. Eles sabem que os seus pecados foram perdoados e eles agora participam da Nova Aliança. Muitos, porém, não entendem o significado do pão.
É interessante que nos três evangelhos onde é descrita a última ceia (que na verdade é a primeira), o Senhor diz sobre o pão: Tomai, comei; isto é o meu corpo.... Nada diz sobre o seu significado. Mas sobre o cálice ele diz: este é o meu sangue, dado para a remissão dos pecados.
“26 Enquanto comiam, tomou Jesus um pão, e, abençoando-o, o partiu, e o deu aos discípulos, dizendo: Tomai, comei; isto é o meu corpo. 27 A seguir, tomou um cálice e, tendo dado graças, o deu aos discípulos, dizendo: Bebei dele todos; 28 porque isto é o meu sangue, o sangue da nova aliança, derramado em favor de muitos, para remissão de pecados.” Mt 26:26-28
Qual o significado do pão? Por que o corpo foi partido? Nós sabemos que o sangue é para a remissão de pecados, mas e o corpo partido?

Creio que o corpo foi partido para cura de nosso corpo.
Paulo não disse que o problema dos coríntios era porque não discerniam o sangue, ele disse que o problema era não discernir o corpo. Porque não discerniam o corpo estavam fracos e doentes (V. 29-30). Existem dois elementos na Ceia porque existem duas aplicações diferentes.
O vinho é para o perdão, mas o pão é para cura.

3. O sangue é para perdão
“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.” 1Jo 1:9
Quanto ao sangue não há nenhuma confusão ou problema para entender o seu significado. O Senhor mesmo tornou o seu significado claro. 13 Ele nos libertou do império das trevas e nos transportou para o reino do Filho do seu amor, 14 no qual temos a redenção, a remissão dos pecados.”Cl 1:13-14
No qual temos a redenção, pelo seu sangue, a remissão dos pecados, segundo a riqueza da sua graça. Ef 1:7
Quando você tomar o vinho creia que os seus pecados foram perdoados e você foi feito justo diante de Deus por causa do sangue de Jesus.

4. O corpo é para cura
Embora todo cristão tenha discernimento do vinho, nem todos entendem o sentido do pão. Quando o Senhor falou com a mulher siro-fenícia ele disse que não era bom tirar o pão dos filhos e dá-los aos cachorrinhos.

O que significa o pão dos filhos?
“26 Esta mulher era grega, de origem siro-fenícia, e rogava-lhe que expelisse de sua filha o demônio. 27 Mas Jesus lhe disse: Deixa primeiro que se fartem os filhos, porque não é bom tomar o pão dos filhos e lançá-lo aos cachorrinhos. 28 Ela, porém, lhe respondeu: Sim, Senhor; mas os cachorrinhos, debaixo da mesa, comem das migalhas das crianças.” Mc 7:26-28
· O pão dos filhos se refere à cura da filha da mulher.
· Os filhos são aqueles que participam da aliança.
· E os cachorrinhos são os gentios que estavam fora da aliança.

Assim a cura estava incluída na aliança de Deus com os seus filhos. Mas ali o texto fala de libertação e não de cura, como explicar isso? A verdade é que a Bíblia trata a doença e a possessão demoníaca como sendo a mesma coisa, pois ambas procedem do diabo.
“como Deus ungiu a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e com poder, o qual andou por toda parte, fazendo o bem e curando a todos os oprimidos do diabo, porque Deus era com ele...”. At 10:38
A cura e a libertação é o pão dos filhos. A mulher creu no poder das migalhas e recebeu o milagre, mas hoje nós participamos do pão inteiro, então podemos desfrutar de muito maior poder. Portanto quando você comer do pão lembre-se que o corpo de Jesus foi partido para que o seu corpo pudesse ser restaurado. Ele tomou as nossas doenças e pelas suas pisaduras fomos sarados.
“4 Certamente, ele tomou sobre si as nossas enfermidades e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus e oprimido. 5 Mas ele foi traspassado pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.” Is 53:4-5

No Egito o Sangue deveria ser aspergido nos Umbrais, mas o cordeiro deveria ser comido.

O sangue nos umbrais representa o livramento da morte. O anjo da morte foi vencido pelo poder do sangue. Isso é a salvação que está no sangue de Cristo.

No dia da Páscoa no Egito o povo deveria matar o cordeiro e aplicar o sangue nos umbrais das portas. Isso é para nos livrar da condenação da morte. Pelo sangue somos salvos. Mas o cordeiro deveria ser comido dentro da casa. Esse ato de comer o cordeiro nada mais é que o pão que partimos na mesa do Senhor hoje (Êx 12:8).

7 Tomarão do sangue e o porão em ambas as ombreiras e na verga da porta, nas casas em que o comerem; 8 naquela noite, comerão a carne assada no fogo...” Ex 12:7-8a

O Resultado disso foi nenhum enfermo dentre os Israelitas
O resultado disso foi que não havia nenhum enfermo ou inválido em Israel. Havia cerca de 2,5 milhões de pessoas saindo do Egito e nenhum doente entre eles. Isso é um quadro do que a igreja pode experimentar hoje.
“Então, fez sair o seu povo, com prata e ouro, e entre as suas tribos não havia um só inválido.” Sl 105:37
No Salmo 103, Davi também coloca o perdão dos pecados junto com a cura das enfermidades.
2 Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e não te esqueças de nem um só de seus benefícios. 3 Ele é quem perdoa todas as tuas iniqüidades; quem sara todas as tuas enfermidades...” Sl 103:2-3
Na cruz o Senhor não apenas nos deu o perdão, mas também a cura para todas as enfermidades. Esse é o sentido de discernir o corpo. Uma vez que discernimos o significado do corpo, podemos desfrutar de força, saúde e vida longa, o exato oposto daqueles que não discernem. Não estou dizendo que as pessoas ficam doentes porque não discernem o corpo ou não participam da ceia, estou dizendo que elas não precisam permanecer doentes se participarem da mesa do Senhor com discernimento.
Infelizmente muitos não tomam a ceia do Senhor seriamente e não atribuem a ela saúde e vida. Mas estão errados. Quando comemos do Senhor através do pão, recebemos força, saúde e vida.

A comida errada e seus resultados negativos
Todo pecado, maldição, enfermidade, miséria e mesmo a morte vieram ao homem pelo único e simples de ato de comer. A árvore do conhecimento do bem e do mal trouxe morte.

A comida certa e seus resultados positivos
Hoje Deus colocou por meio do último Adão, um simples ato de comer para termos perdão, vida e saúde. Se você crê nas consequências do primeiro ato de comer precisa crer na poder do segundo também.

5. O corpo de cristo é a verdadeira comida
O Senhor Jesus disse que ele é o pão que desceu do céu. Isso certamente está associado também à Ceia do Senhor. Nós comemos do Senhor na Ceia.
“49 Vossos pais comeram o maná no deserto e morreram. 50 Este é o pão que desce do céu, para que todo o que dele comer não pereça. 51 Eu sou o pão vivo que desceu do céu; se alguém dele comer, viverá eternamente; e o pão que eu darei pela vida do mundo é a minha carne. 52 Disputavam, pois, os judeus entre si, dizendo: Como pode este dar-nos a comer a sua própria carne? 53 Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo: se não comerdes a carne do Filho do Homem e não beberdes o seu sangue, não tendes vida em vós mesmos. 54 Quem comer a minha carne e beber o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia. 55 Pois a minha carne é verdadeira comida, e o meu sangue é verdadeira bebida. 56 Quem comer a minha carne e beber o meu sangue permanece em mim, e eu, nele. 57 Assim como o Pai, que vive, me enviou, e igualmente eu vivo pelo Pai, também quem de mim se alimenta por mim viverá. 58 Este é o pão que desceu do céu, em nada semelhante àquele que os vossos pais comeram e, contudo, morreram; quem comer este pão viverá eternamente.” Jo 6:49-58

O medo da transubstanciação leva a outro erro
Muito ficam tão atemorizados de cair no erro da transubstanciação que preferem crer que se trata apenas de um símbolo. O Reformador João Calvino não concordou com a interpretação memorial (Zwínglio). Nem concordou com o realismo católico (transubstanciação) e luterano (consubstanciação). Jesus está presente espiritualmente no pão e no vinho. Esta presença espiritual é tão clara como o pão e o vinho. Por isto, ao participar do pão e do vinho, o crente participa espiritualmente do corpo e do sangue de Jesus. E assim como pão e vinho alimentam o corpo, a presença espiritual de Jesus na Ceia alimenta espiritualmente o participante. Mas é apenas uma cerimônia, um ritual, dizem alguns. Não deveria ser assim, deveria ser um desfrutar genuíno de Cristo.

O pão adquire um poder espiritual porque é o corpo do Senhor
Mas precisamos crer que é algo espiritual. É o corpo do Senhor naquele pão. É claro que o pão continua sendo um pão, mas naquele momento adquire um poder espiritual. Pela fé você come de Cristo.

Testemunho da irmã Lurdes

Nesse texto de João, primeiramente o Senhor usa a palavra grega “phago” traduzida como comer. Mas o interessante é que a palavra usada no grego para comer a partir do verso 54 é “trogo” que significa mastigar, ruminar, triturar.
Podemos até usar o verbo comer no sentido metafórico, mas mastigar-nos fala de uma experiência bem física. Certamente o Senhor está aqui se referindo ao pão da Ceia. Jesus disse que a maneira de permanecermos nele participando da sua carne e do seu sangue. Nisso vemos a importância de participarmos da ceia, ruminamos um ritual, mas como uma experiência de vida.

Nós comemos do Senhor ao comermos do pão pela fé.
Em todo o texto de João o verbo comer está no tempo particípio presente ativo no grego. Isso significa que não é algo que fazemos uma única vez, mas é uma ação contínua. Nós devemos comer do Senhor continuamente. Isso significa que na medida em que participamos da mesa do Senhor vez após vez, nós recebemos gradualmente vida, saúde e força. Não é um ato mágico, mas um alimento de fé.
Tudo isso me tem levado a concluir que precisamos ser mais sérios com a Ceia do Senhor. O melhor seria termos a Ceia semanalmente, mas como isso ainda não é possível, deveríamos ter a Ceia no prédio na segunda semana do mês e depois na célula, ou seja, pelo menos duas vezes por mês.
Creio que todo irmão que for internado num hospital precisa receber a Ceia no seu leito de enfermidade. Essa é uma forma deles receberem cura. Isso não precisa obrigatoriamente ser feito por um pastor, qualquer membro pode compartilhar o pão e o vinho. Na verdade a igreja acontece de forma prática quando dois ou três se reúnem no nome do Senhor. Eles não se reúnem para brincar e se divertir, mas se reúnem deliberadamente para adorar o Senhor. Quando isso acontece ele podem partir o pão e tomar o vinho.

Na igreja de Atos eles partiam o pão de casa em casa diariamente (At 2:46). Esse partir o pão nada mais é que participar da mesa do Senhor.
“Diariamente perseveravam unânimes no templo, partiam pão de casa em casa e tomavam as suas refeições com alegria e singeleza de coração.” At 2:46

Conclusão
Precisamos ter cuidado para que a Ceia não se torne apenas um ritual. Frequentemente encontro pessoas que ficam meses sem participar da ceia porque estavam doentes. Pergunto por que não pediram para alguém lhes levar o pão e o vinho, mas elas dizem que nem lhes ocorreu a ideia. Isso acontece porque para elas a Ceia é apenas um ritual. Não sentem que precisam comer do corpo do Senhor. Muitos irmãos não sentem necessidade da Ceia porque ainda participam da mesa do Senhor de forma ritualística. Para eles não é uma experiência, mas apenas algo simbólico.
Jesus disse: “esse pão é o meu corpo”. Ele não disse: “esse pão é um símbolo do meu corpo”. Ele disse: “esse é o sangue da Nova Aliança”. Ele não disse: “isso é o vinho simbólico da Nova Aliança”.
Não exagere nessa questão de simbolização. Há uma grande realidade espiritual na Ceia do Senhor. Na verdade há poder na Ceia, poder de cura.
O Senhor odeia a religião. Ele não iria nos mandar celebrar um ritual simbólico vazio. O Senhor ama o relacionamento. Se ele ordenou a Ceia é porque o seu poder e a sua vida estarão disponíveis cada vez que participarmos dela.



Senhor Cara Legal - Evangelismo com o livrete 11ª Questão

O poder da oração no Espírito