Total de visualizações de página

Acesse o site da GERAÇÃO DE ADORADORES IGREJA DE VENCEDORES

20110711

3 razões porque é pecado ficar ofendido. Rm 13:8; Hb 12:1. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 10/07/11

“A ninguém devais coisa alguma, senão o amor recíproco; pois quem ama ao próximo tem cumprido a lei.” Rm 13:8

“Tendo cuidado de que ninguém se prive da graça de Deus, e de que nenhuma raiz de amargura, brotando, vos perturbe, e por ela muitos se contaminem...” Hb 12:15

A ofensa é algo com o qual nós vamos ter que lidar durante toda a nossa vida até Jesus voltar. O próprio Jesus diz que: É impossível que não venham tropeços (escândalos), mas ai daquele por quem vierem!” Lucas 17:1

Ou seja, Jesus está dizendo que tanto a pessoa que se deixa ofender como aquele que ofende, os dois estão agindo de maneira errada. O que se deixa ofender ficou amarrado pelo diabo, e aquele que ofende fez o papel do verdugo ou carrasco do diabo.

As ofensas fazem parte da vida de todo homem e a questão não é se você foi ofendido ou se não foi ofendido, se uns foram mais ou menos ofendidos que outros, a questão não está ai, a questão é: O que é que você vai fazer numa situação dessas.

Porque todos sofrem esse tipo de ataque, todos enfrentam mal entendidos, emoções feridas acontecem com toda a gente, mas a questão é: O que é que você vai fazer num momento desses. Sua atitude fará a diferença entre a vitória e o fracasso, entre ficar amargurado ou ficar livre das ataduras de satanás. Porque a ofensa é uma armadilha de satanás para nos amarrar.

Quando as nossas emoções são feridas, a ofensa vem bater à porta e nunca vem sozinha, traz toda a sua trupe. Traz a mágoa, traz o rancor o ressentimento e a murmuração. Murmuração por quê? Porque a pessoa ofendida não fica calada; a pessoa ofendida perde o controle da sua língua; a pessoa ofendida fica privada da graça de Deus; a pessoa ofendida fica impedida de receber de Deus e é ai que o diabo a quer colocar. A pessoa ofendida geralmente é uma pessoa que ainda não perdoou. E se ainda não perdoou não pode receber perdão, não está em posição de receber de Deus.

“Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós;

se, porém, não perdoardes aos homens, tampouco vosso Pai perdoará vossas ofensas.” Mt 6:14-15

Existem muitas situações que nos ofendem ou nos fazem sentir ofendidos. Uma delas é quando somos exortados. Um exemplo disso é o que nos escreve o escritor aos Hebreus. Na verdade, nenhuma correção parece no momento ser motivo de gozo, porém de tristeza...” Hb 12:11ª

Outra situação é quando somos caluniados, difamados, perseguidos. Quanto a essas situações, Jesus disse que elas devem nos alegrar, pois nos servem para o nosso crescimento.

A falta de reconhecimento, também nos soa como ofensa. Às vezes pensamos... “Porque minha esposa não me comunicou sobre tal decisão?”, “Como ele pode decidir sem falar nada comigo?”, “depois de tudo o que eu fiz...”

Independente das razões que você tenha guarde essa verdade: Ficar ofendido é pecado!

Americanos abrem mão da ofensa

Nos Estados Unidos é uma virtude muito grande perdoar e não ficar ofendido. No meio dos americanos ficar ofendido é uma atitude reprovada, e os que assim se comportam são vistos como pessoas imaturas. Aqui no Brasil parece que é ao contrário, as pessoas enxergam como virtude ficar ofendido. Os adeptos do “ofendismo” dizem: “Eu não posso aceitar isso!”, “Isso não vai ficar assim!”.

Precisamos aprender que a cultura certa é a cultura Bíblica.

Outras razões porque as pessoas se ofendem?

· Por não serem ouvidas;

· Por não serem reconhecidas;

· Por não serem participadas;

· Por se sentirem injustiçadas;

· Por se sentirem humilhadas;

· Por serem traídas;

· Por não serem valorizadas;

· Por não serem consultadas;

Mas principalmente por serem ingratas. Deixe-me explicar: Se você for ofendido por um estranho, isso vai te deixar triste? Dificilmente. Quando alguém que você nunca viu ou ouviu falar te calunia, você fica chateado? Claro que não. Agora veja que as pessoas que nos conseguem chatear e ofender são os mais íntimos, geralmente são as pessoas com quem caminhamos, e veja bem; quantas alegrias essa pessoa já te proporcionou? Quantos momentos de bênção você já viveu com essa pessoa? Agora os praticantes do ofendismo são ingratos e apagam tudo de bom que já aconteceu. A ingratidão é uma arma contra as nossas vidas. Precisamos aprender com Jesus a lidar com a ofensa.

Dois amigos viajavam pelo deserto e, em um determinado ponto da viagem, discutiram e um deu uma bofetada no outro. O outro, ofendido, sem nada poder fazer, escreveu na areia: "Hoje, meu melhor amigo me deu uma bofetada no rosto." Seguiram adiante, e chegaram a um oásis onde resolveram banhar-se. O que havia sido esbofeteado e ofendido começou a afogar-se, sendo salvo pelo amigo. Ao recuperar-se, pegou um canivete e escreveu em uma pedra: "Hoje, meu melhor amigo salvou minha vida." Intrigado, o amigo perguntou: Por que, depois que te ofendi, escreveu na areia, e agora, que te salvei, escreve na pedra? Sorrindo, o amigo respondeu: Quando um grande amigo nos ofende, devemos escrever onde o vento do esquecimento e o perdão se encarreguem de apagar. Quando nos acontece algo grandioso, devemos gravar isso na pedra da memória do coração onde vento nenhum, em todo o mundo, poderá sequer borrá-lo. Onde você tem gravado as suas frases?

O comportamento errado ou as ofensas dos outros não devem ficar retidas em nosso coração. Aquilo que o ofende somente o enfraquece. Se estiver procurando ocasiões para ficar ofendido, você as encontrará a cada oportunidade. Este é o seu ego operando, convencendo-o de que o mundo não deveria ser assim.

Ofensa retida, contamina outros!

Quando nós somos ofendidos, geralmente levamos essa ofensa a mais alguém, não queremos carregá-la sozinho. Queremos que os outros sejam solidários com o nosso ponto de vista. E procuramos agregar adeptos ao “ofendismo”, associados do nosso lado que nos defendam, que nos dêem as pancadinhas nas costas e digam: "Pois é, realmente o outro foi injusto, malvado... você é que tem razão...”

Mas olhe o que eu lhe vou dizer: As pancadinhas nas costas e a concordância dos outros com a nossa ofensa não curam as nossas feridas.

É muito importante compartilhar suas dores para oração e cura, mas publicar isso com espírito de melindre a auto-comiseração é uma grande armadilha.

“O que perdoa a transgressão busca a amizade; mas o que renova a questão, afastam amigos íntimos.” Pv 17:9

A ofensa nos coloca em uma Prisão

Continua...


20110701

O diabo como guia turístico. Disc. Vinicius Cano - Culto de Celebração - 26/06/11


O diabo o levou a um monte muito alto e lhe mostrou todos os reinos do mundo e seu esplendor” (Mateus 4:8)

Introdução

Se há um guia turístico que não merece a menor confiança, este não é outro senão o diabo.

Ele mostra o que quer mostrar. O que é de seu interesse. O que lhe traz vantagem pessoal. O diabo sabe desconversar, sabe despistar, sabe desnortear.

Segundo a palavra ele é até capaz de cegar “o entendimento dos incrédulos, para que não vejam a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus” (2Co 4.4).

Gostaria de compartilhar algumas coisas que o diabo faz questão de nos apresentar e esconder as conseqüências das nossas decisões.

1. O enganador mostra a árvore do conhecimento do bem e do mal.

· Aponta para o seu fruto, mas tira da memória a palavra anteriormente proferida por Deus, de que se o homem comesse aquele fruto certamente morreria (Gn 2.16-17; 3.1-7).

· Talvez Deus te falou algo e você entrou por outro caminho.

2. O enganador mostra a Davi, num relance, a esposa de um general.

· Ele mostra ela nuazinha, tomando banho, e desperta nele uma vontade incontrolável de se deitar com ela, mas esconde do pobre homem o grande sofrimento e o arrependimento que o rei teria em seguida (2Sm 11.1-12.25).

· O enganador mostra ao jovem carente de juízo, a cama arrumada e perfumada da linda mulher adúltera cujo o marido está viajando, mas não deixa o rapaz saber que ele é “como o boi que vai para o matadouro” ou “como a corsa que corre para a rede até que a flecha lhe atravesse o coração” (Pv 7.1-27).

3. O enganador mostra o argueiro que está no olho do outro.

· Mas não deixa você ver a trave que está em seu próprio olho (Mt 7.3).

4. O enganador mostra a porta larga e o caminho espaçoso.

· A quantidade enorme de pessoas que entram por ela e a pesquisa de opinião pública que é favorável a esta via, de forma esmagadoramente contrária à porta estreita e ao caminho apertado, mas não revela que o caminho espaçoso conduz à perdição total e irreversível (Mt 7.13-14).

5. O enganador mostra que não compensa guardar puro o coração.

· Porque os maus prosperam mais do que os bons, mas faz segredo da justiça de Deus que, se não galardoa o justo nesta vida, há de dar-lhe salvação eterna e galardão eterno (Sl 73 1-28).

6. O enganador mostra a leve e momentânea tribulação a que estão sujeitos os seguidores de Jesus.

· Mas nem sequer faz referência ao eterno peso de glória, acima de toda a comparação que lhes há de acompanhar (2Co 4.17).

Conclusão

Jesus disse a esse guia maligno:

“Retira-te satanás,” Mateus 4:10

Em sua peregrinação por este mundo, tome cuidado para não contratar o pior guia turístico de todos os tempos. Jesus mandou que ele se retirasse de sua frente.

Faça você o mesmo!

Senhor Cara Legal - Evangelismo com o livrete 11ª Questão

O poder da oração no Espírito