Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2015

Quatro erros na Vida de um Ministro. Sup. André Queiróz - Culto de Celebração - 21/06/15

Quatro erros na Vida de um Ministro.
1 Veio a palavra do SENHOR, segunda vez, a Jonas, dizendo: 2 Dispõe-te, vai à grande cidade de Nínive e proclama contra ela a mensagem que eu te digo. 3 Levantou-se, pois, Jonas e foi a Nínive, segundo a palavra do SENHOR. Ora, Nínive era cidade mui importante diante de Deus e de três dias para percorrê-la. 4 Começou Jonas a percorrer a cidade caminho de um dia, e pregava, e dizia: Ainda quarenta dias, e Nínive será subvertida. 5 Os ninivitas creram em Deus, e proclamaram um jejum, e vestiram-se de panos de saco, desde o maior até o menor. 6 Chegou esta notícia ao rei de Nínive; ele levantou-se do seu trono, tirou de si as vestes reais, cobriu-se de pano de saco e assentou-se sobre cinza. 7 E fez-se proclamar e divulgar em Nínive: Por mandado do rei e seus grandes, nem homens, nem animais, nem bois, nem ovelhas provem coisa alguma, nem os levem ao pasto, nem bebam água; 8 mas sejam cobertos de pano de saco, tanto os homens como os animais, e clamarão fort…

O poder de uma confissão. Parte 2. As quatro confissões que nos conduzem a vitória. Rm 10:9; 1Jo 1:9; Tg 5:16; 2C0 4:13-14. Pr. Edenir Araujo - Culto de Celebração - 14/06/15

“Se, com a tua boca, confessares Jesus como Senhor e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo.” Rm 10:9 “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.” 1Jo 1:9 Confessai, pois, os vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros, para serdes curados. Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo.” Tg 5:16 “13Tendo, porém, o mesmo espírito da fé, como está escrito: Eu cri; por isso, é que falei. Também nós cremos; por isso, também falamos, 14sabendo que aquele que ressuscitou o Senhor Jesus também nos ressuscitará com Jesus e nos apresentará convosco.” 2Co 4:13-14
Introdução
Deus sempre trabalha para nos levar ao arrependimento e confissão. Todo trabalhar de Deus inicia com arrependimento e confissão. O Espírito Santo é um agente de convencimento e encorajamento para a confissão. Isso deve ser assim porque palavras são sementes e nunca são neutras. Quando falamos, revelamos o…

O poder de uma confissão. Parte 1. As quatro confissões que nos conduzem a vitória. Rm 10:9; 1Jo 1:9; Tg 5:16; 2Co 4:13-14. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 07/06/15

“Se, com a tua boca, confessares Jesus como Senhor e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo.” Rm 10:9 “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.” 1Jo 1:9 Confessai, pois, os vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros, para serdes curados. Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo.” Tg 5:16 “13Tendo, porém, o mesmo espírito da fé, como está escrito: Eu cri; por isso, é que falei. Também nós cremos; por isso, também falamos, 14sabendo que aquele que ressuscitou o Senhor Jesus também nos ressuscitará com Jesus e nos apresentará convosco.” 2Co 4:13-14
Introdução                     Nós brasileiros estamos todos perplexos com os tantos escândalos de corrupção envolvendo estatais como a Petrobras. Eu não sei precisar a quanto tempo os noticiários estão promovendo matérias a respeito, mesmo porque são tantos casos de corrupção que se tornou algo diário e corriqueiro…

Atos, uma história inacabada! Parte 10. Deus quer fazer paralíticos andarem. Texto At 3: 1-11. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 31/05/15

Deus quer fazer paralíticos andarem.Texto At 3: 1-11.
“1Pedro e João subiam ao templo para a oração da hora nona.2 Era levado um homem, coxo de nascença, o qual punham diariamente à porta do templo chamada Formosa, para pedir esmola aos que entravam.3Vendo ele a Pedro e João, que iam entrar no templo, implorava que lhe dessem uma esmola. 4Pedro, fitando-o, juntamente com João, disse: Olha para nós.5Ele os olhava atentamente, esperando receber alguma coisa.6Pedro, porém, lhe disse: Não possuo nem prata nem ouro, mas o que tenho, isso te dou: em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, anda!7 E, tomando-o pela mão direita, o levantou; imediatamente, os seus pés e tornozelos se firmaram; 8de um salto se pôs em pé, passou a andar e entrou com eles no templo, saltando e louvando a Deus.9Viu-o todo o povo a andar e a louvar a Deus,10e reconheceram ser ele o mesmo que esmolava, assentado à Porta Formosa do templo; e se encheram de admiração e assombro por isso que lhe acontecera.11Apegando-se ele a …