Pular para o conteúdo principal

Atos, uma história inacabada! Parte 10. Deus quer fazer paralíticos andarem. Texto At 3: 1-11. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 31/05/15

Deus quer fazer paralíticos andarem. Texto At 3: 1-11.

“1 Pedro e João subiam ao templo para a oração da hora nona. 2 Era levado um homem, coxo de nascença, o qual punham diariamente à porta do templo chamada Formosa, para pedir esmola aos que entravam. 3 Vendo ele a Pedro e João, que iam entrar no templo, implorava que lhe dessem uma esmola.  4 Pedro, fitando-o, juntamente com João, disse: Olha para nós. 5 Ele os olhava atentamente, esperando receber alguma coisa. 6 Pedro, porém, lhe disse: Não possuo nem prata nem ouro, mas o que tenho, isso te dou: em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, anda! 7 E, tomando-o pela mão direita, o levantou; imediatamente, os seus pés e tornozelos se firmaram;  8 de um salto se pôs em pé, passou a andar e entrou com eles no templo, saltando e louvando a Deus. 9 Viu-o todo o povo a andar e a louvar a Deus, 10 e reconheceram ser ele o mesmo que esmolava, assentado à Porta Formosa do templo; e se encheram de admiração e assombro por isso que lhe acontecera. 11 Apegando-se ele a Pedro e a João, todo o povo correu atônito para junto deles no pórtico chamado de Salomão.” At 3:1-11

Introdução

O livro de Atos é o único livro da Bíblia que não foi completamente terminado. Como já falamos outras vezes nessa série de palavras sobre o livro de Atos, nós estamos dando continuidade nesse mesmo livro.

Conhecer este livro é imprescindível para aqueles que querem viver como Cristo viveu, pois cada um de nós como discípulos, estamos escrevendo um capítulo à parte deste livro. O texto de Atos 3:3-11 mostra-nos Pedro e João dando seqüência ao ministério de Jesus, pois João 14:12 diz:

“Em verdade, em verdade vos digo, que aquele que crê em mim fará também as obras que eu faço e outras maiores fará, porque eu vou para junto ao Pai.” Jo 14:12   

Os milagres de Atos dos apóstolos podem ser experimentados hoje!

 

Amados vamos avaliar as pessoas envolvidas nessa história de Atos 3, pois elas são exemplos de vida que apontam para muitos de nós nos dias de hoje, e esta é a razão de compararmos nossas experiências com muitos relatos bíblicos.

 

1.      Avaliando a vida do coxo


Aquele homem coxo, diz o texto, era levado todos os dias para aquele lugar para mendigar. V. 2

 

Ele não precisava de dinheiro, e sim da bênção de Deus. Sua vida estava naquela mesmice desde sempre. O Dr. Scroggie diz que este homem tinha aproximadamente 40 anos. Provavelmente desde criança aquele homem era levado para a porta do templo para mendigar. Quão difícil deveria ser para aquele homem não ter uma perspectiva de mudança. Não ter alguém para dizer: Você pode mudar de vida.

Muitos como aquele homem, desconhecem a sua real necessidade, pois também pensam que precisam de dinheiro, mas precisam mesmo é da bênção de Deus. Outros pensam que precisam de um casamento para serem felizes, mas precisam mesmo é da bênção de Deus. Outros ainda, creem que precisam de outra igreja, um namorado novo, um novo trabalho, mas essas coisas são consequências da bênção de Deus.

 

O homem coxo estava sendo manipulado pelo próprio diabo! Alguns homens levavam o homem para a porta do templo para mendigar.


QUEM ESTÁ NOS CONDUZINDO???

Muitos hoje estão à como aquele paralítico, “à porta do templo”, vivendo de migalhas, dependendo da ajuda dos outros apenas. Estão condicionados a viver como sempre viveram! Converter-se significa mudar o rumo, a rota, a direção, não mais ser o mesmo, mas ser diferente. Mudança é sair do lugar onde se encontra, muitas vezes é sair da zona de conforto. Uma pessoa paralítica hoje, pode ser aquela em que desde a sua conversão, é a mesma, está no mesmo lugar, não cresceu, não avançou, não experimentou mudanças em sua vida. Gl 4:1 diz que aqueles que não crescem, ainda que sejam herdeiros, em nada é diferente do escravo.    

A maioria das pessoas não querem se esforçar para receber vitória! Os 6:3; Hb 10:35-38. Ex: Número 13 nos fala que os homens separados para tomar posse da terra prometida temeram os inimigos!
  
DEUS ESTÁ QUEBRANDO TODA MALDIÇÃO DE PARALISIA HOJE!!!

2.      Avaliando a vida de Pedro e João

 

2. a. Pedro e João decidiram seguir pelo caminho da oração, pelo caminho da bênção.

“Pedro e João subiam ao templo para a oração da hora nona.” v.1

 

Após a morte e ressurreição de Jesus os judeus adquiriram a prática de oração às 9 da manhã, 3 da tarde e por do sol.


“Por mais erudito que um homem seja, por mais perfeita que seja sua capacidade de expressão, mais ampla sua visão das coisas, mais grandiosa sua eloqüência, mais simpática sua aparência, nada disso toma o lugar do fervor espiritual. É pelo fogo que a oração sobe aos céus. O fogo empresta asas à oração, dando-lhe acesso a Deus; comunica-lhe energias e torna-a aceitável diante do Senhor. Sem fogo não há incenso; sem fervor não há oração.” (E.M. Bounds)

“Pela fé e pela oração, fortaleça as mãos frouxas e firme os joelhos vacilantes. Você ora e jejua? Importune o trono da graça e seja persistente em oração. Só assim receberá a misericórdia de Deus.” (John Wesley)

O caminho da oração é um caminho de vitória!!! Fl 4:6-7; 2Cr 7:14.

2. b. No caminho da oração somos confrontados com os problemas! V 2 e 3.

É bom lembrar-mos que o êxito de Pedro e João nesse texto é uma conseqüência de uma posição de santidade em submissão e oração. “Todos eles tinham os mesmos sentimentos e eram assíduos na oração...”. (At 1:14)  “Quando chegou o dia de Pentecostes, todos eles estavam reunidos no mesmo lugar.” At 2:1

Baseados na vida de Pedro e João, vejamos 4 atitudes que fizeram a diferença na vida daquele homem coxo.

2.c. Quando viram o homem coxo não fizeram vista grossa. V. 4


Pedro, fitando-o, juntamente com João, disse: Olha para nós.” V. 4


Dezenas, centenas de pessoas passavam por aquele lugar, e ninguém fazia nada com relação àquele homem. Pedro e João não se esquivaram da responsabilidade de ajudar aquele homem! Enquanto a maioria dos homens se conformam com tanta desgraça, o crentes vencedores enfrentam os problemas de frente, em nome de Jesus.

2.c. Demonstraram convicção de que eram servos do Deus altíssimo. V. 4

Chamaram a atenção do homem coxo dizendo: “olhe para nós!”. V. 4

Será que temos um bom testemunho, ou um estilo de vida reto para podermos dizer aos necessitados “olhe para mim!”. O que acontece muitas vezes é o contrário, alguns dizem: “Não olha para mim não irmão, olhe para Jesus”. Mas como alguém pode ver Jesus sem olhar para um homem? Os discípulos pediram: Mostra-nos o Pai. Jesus disse quem me vê, vê o Pai, pois eu sou um com ele. Você pode dizer: “Olhe para mim pois eu sou um com Jesus e quem me vê, vê Jesus”.

Podemos ser vistos como referência de vitória e bênção pelo nosso próximo? 1Co 11:1

Precisamos chamar a atenção das pessoas para nós, não porque queremos glória, mas porque o Espírito Santo está em nós! O homem ficou tão surpreso com a atitude de Pedro que esperou receber dele “alguma coisa”.

2.d. Pedro e João estavam cheios da presença de Deus, por isto ofereceram Jesus para aquele homem. V. 6

“não possuo nem prata nem ouro, mas o que tenho, isso te dou: em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, anda!” V.6

Se de fato temos a preciosa presença de Deus em nós, estaremos sempre dispostos a oferecer.  

2.e. Pedro e João não somente oraram mas também agiram. V. 7

Por último gostaria de dizer a respeito da atitude de Pedro após orar, leiamos o verso 7

E, tomando-o pela mão direita, o levantou; imediatamente, os seus pés e tornozelos se firmaram.V. 7

Ler Tiago 2:17-26


PRECISAMOS AGIR A NOSSA FÉ!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O poder de crer e confessar. Parte 2. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 04/09/16

Entendendo a fé...
1. A fé é um espírito (2Co 4:13)
“Tendo, porém, o mesmo espírito da fé, como está escrito: Eu cri; por isso, é que falei. Também nós cremos; por isso, também falamos...”. 2Co 4:13
Veja que a fé não é questão de fórmula, mas de espírito. Paulo diz que temos o mesmo espírito de fé de Abraão, Moisés ou Davi. Sendo a fé um espírito, ela é contagiosa e por isso pode se espalhar. Você deve se lembrar do dia em que os doze espias foram enviados para espiar a terra de Canaã. Depois de quarenta dias, eles voltaram e dez deles disseram:
“Não podemos conquistar essa terra. As muralhas são muito largas, os gigantes, muito altos, e nós somos muito pequenos”. Mas dois deles, Josué e Calebe, disseram: “Vamos conquistar a terra, como pão, os podemos devorar; retirou-se deles o seu amparo; o SENHOR é conosco; não os temais”. Nm 14:9
Toda a nação acreditou nos dez espias e, por causa disso, morreram no deserto; mas, a respeito de Calebe, o Senhor disse que nele havia um espírito difer…

Destruindo os inimigos das nossas orações. Dn 10:12-13. Parte 2. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 13/08/16

"12 Então, me disse: Não temas, Daniel, porque, desde o primeiro dia em que aplicaste o coração a compreender e a humilhar-te perante o teu Deus, foram ouvidas as tuas palavras; e, por causa das tuas palavras, é que eu vim. 13 Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu por vinte e um dias; porém Miguel, um dos primeiros príncipes, veio para ajudar-me, e eu obtive vitória sobre os reis da Pérsia.” Dn 10:12-13
Por que temos tanta dificuldade para orar?
Eu creio que todos temos ideia de quanto a oração é importante pelo grau de dificuldade que sempre enfrentamos para orar. O nosso inimigo vai lutar de todas as formas para impedir que nossas orações cheguem ao trono do Pai. Ele vai tentar colocar barreiras que vão tentar invalidar nossas orações, para que a nossa oração não seja ouvida pelo Senhor. Precisamos remover então essas barreiras para o êxito na nossa oração.
Guarde essa verdade: O diabo e os demônios não querem que você ore! Eles sempre se oporão a você, pois sabem melhor d…

Ore até que algo aconteça! Is 62:6-7. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 24/07/16

“6 Sobre os teus muros, ó Jerusalém, pus guardas, que todo o dia e toda a noite jamais se calarão; vós, os que fareis lembrado o Senhor, não descanseis, 7 nem deis a ele descanso até que restabeleça Jerusalém e a ponha por objeto de louvor na terra.”  Is 62:6,7
Introdução
Toda ação sobrenatural de Deus é precedida de oração. As chuvas de bênçãos não caem sem que antes nossos joelhos se dobrem. Deus não sarará a nossa terra sem que primeiro seu povo se humilhe e ore fervorosa e perseverantemente. (2Cro 7:14)
Jonathan Edwards, o clássico teólogo do avivamento disse: “Quando Deus tem algo muito grande para realizar em favor da igreja, o desejo dele é que esse seu ato seja precedido por orações extraordinárias do seu povo.”
Muitos cristãos estão vivendo tempos de estiagem e sequidão, porque não oram. Alguém me disse: Pastor Edenir, em minha igreja a reunião de oração está em estado de coma, está na UTI prestes a morrer. Os irmãos andam muito ocupados para ocupar-se com Deus em oração.
Não pode…