Total de visualizações de página

Acesse o site da GERAÇÃO DE ADORADORES IGREJA DE VENCEDORES

20101227

Finanças à luz da Bíblia. Ml 3:6-10 - Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 26/12/2010

6.Porque eu, o SENHOR, não mudo; por isso vós, ó filhos de Jacó, não sois consumidos. 7.Desde os dias de vossos pais vos desviastes dos meus estatutos, e não os guardastes; tornai-vos para mim, e eu me tornarei para vós, diz o SENHOR dos Exércitos; mas vós dizeis: Em que havemos de tornar? 8.Roubará o homem a Deus? Todavia vós me roubais, e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas. 9.Com maldição sois amaldiçoados, porque a mim me roubais, sim, toda esta nação. 10.Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o SENHOR dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes. 11.E por causa de vós repreenderei o devorador, e ele não destruirá os frutos da vossa terra; e a vossa vide no campo não será estéril, diz o SENHOR dos Exércitos. 12.E todas as nações vos chamarão bem-aventurados; porque vós sereis uma terra deleitosa, diz o SENHOR dos Exércitos. Ml 3:6-10

Existem muitos irmãos novos entre nós e por isso precisamos sempre falar e reciclar alguns assuntos. No mês de Dezembro estamos ministrando sobre finanças à luz da Bíblia. Alguém pode pensar: “Se os pastores estão falando sobre dinheiro, certamente irão pedir oferta, Dízimo, ou algum voto especial.” Veja bem, quando um pastor prega sobre o Espírito Santo, é normal que se faça um apelo para as pessoas receberem o Espírito Santo. Se alguém prega sobre salvação, faz-se o apelo para que as pessoas sejam salvas.

Sendo assim, queremos fazer um apelo a você que crê na palavra viva de Deus, para que você faça uma oferta especial de início de ano. No segundo domingo de Janeiro, dia 08, nós estaremos entregando a nossa oferta sacrificial. Essa oferta será uma semeadura oferta baseada em Mc 4:20 que diz:

“Os que foram semeados em boa terra são aqueles que ouvem a palavra e a recebem, frutificando a trinta, a sessenta e a cem por um.” Mc 4:20

Por que falar sobre dinheiro agora?

Devemos falar sobre o assunto dinheiro pois é uma necessidade coletiva. Precisamos falar de finanças à luz da Bíblia pois precisamos de resposta nessa área. Precisamos falar de finanças também porque pra fazer a obra do Senhor precisamos de recursos e os recursos estão nas nossas mãos.

Por isso Deus disse a Moisés:

“Então falou o SENHOR a Moisés, dizendo: Fala aos filhos de Israel, que me tragam uma oferta alçada; de todo o homem cujo coração se mover voluntariamente, dele tomareis a minha oferta alçada.” Ex 25:1-2

Ao ministrar pra você hoje eu me sinto a vontade, pois a vontade de Deus tem se manifestado aqui.

Alguns ainda não tiveram entendimento sobre sua responsabilidade. A maior parte da igreja não tem encargo financeiro, pois em média 1/3 dos irmãos são cooperadores de fato no que diz respeito a dinheiro.

A maior parte das pessoas está com seus olhos fechados e ouvidos tapados para a verdade da palavra a respeito de suas finanças. Pra você ter uma idéia, um de nossos líderes esse dias me procurou para perguntar se o dízimo é do líquido ou do bruto.

O Dízimo (10%), é de tudo, é deve ser devolvido ao Senhor. Não é dar e nem pagar, mas sim devolver. No tocante a todas as dízimas do gado e do rebanho, tudo o que passar debaixo da vara, o dízimo será santo ao SENHOR.” Lv 27:32

“Honra ao SENHOR com os teus bens, e com a primeira parte de todos os teus ganhos.”Pv 3:9

Eu devolvo 10% para Deus e Ele me confia os outros 90% para que eu administre.

Quando fazemos isso, a bênção de Deus vem sobre nós. Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o SENHOR dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes.

Bênção é aquilo que vem de Deus para nós. É Deus trabalhando em nosso favor. Quando não agimos assim somos amaldiçoados, “Com maldição sois amaldiçoados” e por mais que você trabalhe, ganhe dinheiro, sempre estará apertado. “Se o Senhor não edificar a casa em vão vigia a sentinela.” Sl 127

A vontade de Deus é que seus filhos sejam abençoados. E eu pergunto a você: todos os Crentes são abençoados financeiramente? Seguramente todos crentes são abençoados financeiramente. O problema é que alguns crentes saem da posição da bênção e entram na posição da maldição.

10% nas mãos de Deus é bênção sobre os outros 90%.

10% na mão do infiel é maldição sobre os outros 90%.

Alguns dizem: Se eu der esses 10% vai me faltar, mas continuam apertados, com restrição no nome, comprando e financiando em nome de terceiros.

Para você que não tem dizimado, o dízimo não é um pedido e sim um mandamento. Se você crer nessa palavra você verá um milagre de Deus nas suas finanças.

Se estiver disposto a obedecer, não importa qual a missão que o Senhor lhe confiar, você conhecerá no dia-a-dia a sua provisão. Sua vida terá um novo "gerente financeiro", o mais leal e competente que se poderia desejar.

Se você crer em Deus e tornar-se fiel, saiba que Deus nos dará experiências tremendas.

O dízimo é diferente da oferta.

Dízimo é proteção contra o devorador, é um seguro do céu. Todavia, isso não significa que você não sofrerá ataques do diabo. Caso isso aconteça, fique tranqüilo pois o Salmista disse: Fui moço, e agora sou velho; mas nunca vi desamparado o justo, nem a sua semente a mendigar o pão.” Sl 37:25

Se o dízimo é para proteção, a oferta é para prosperidade. Quem devolve o dízimo não da nada, pois o dízimo é do Senhor, mas quem oferta dá ou investe de si mesmo para colheita.

Dízimo é lei, temor e mandamento, oferta é graça, amor e relacionamento.

O dízimo mostra a nossa fidelidade, mas nossa oferta manifesta o nosso amor. O dizimo é lei a oferta é amor

O dízimo é responsabilidade e oferta semeadura (2Co 9:6), por tanto a oferta deveria ser maior do que o dizimo.

Não podemos semear dízimo e nem devolver oferta. Alguns têm colhido pouco porque só dizimam.

Porque devemos devolver o dízimo.

1º Porque Deus ordena. No tocante a todas as dízimas do gado e do rebanho, tudo o que passar debaixo da vara, o dízimo será santo ao SENHOR.” Lv 27:32

Na época do velho e novo testamento a sociedade vivia basicamente da agricultura e pecuária. Hoje somos uma sociedade industrial e comercial. Porque somos obedientes devolvemos o dízimo do Senhor.

2º Jesus era dizimista. Não penseis que vim revogar a Lei ou os Profetas; não vim para revogar, vim para cumprir. Mt 5:17

Ele veio para cumprir a lei e cumpriu toda a lei, então ele dizimou.

Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que dizimais a hortelã, o endro e o cominho, e desprezais o mais importante da lei, o juízo, a misericórdia e a fé; deveis, porém, fazer estas coisas, e não omitir aquelas.Mt 23:23

Jesus não reprime o dizimista mas repreende a omissão misericórdia. É estranho dizer que o dizimo não é do Novo Testamento.

3º O dízimo me lembra que tudo que tenho foi dado por Deus. “Antes te lembrarás do SENHOR teu Deus, que ele é o que te dá força para adquirires riqueza; para confirmar a sua aliança, que jurou a teus pais, como se vê neste dia. Dt 8:18”

Deus é quem nos dá força para adquirir riquezas. Antes de fazer algo é Deus quem prepara.

4º O dízimo expressa gratidão a Deus. “Cada um oferecerá na proporção em que possa dar, segundo a bênção que o SENHOR, seu Deus, lhe houver concedido.” Dt 16:17

“Que darei ao SENHOR por todos os seus benefícios para comigo?” Sl 116:12.

5º Deixar de dar o dizimo é roubar a Deus. Roubará o homem a Deus? Todavia vós me roubais, e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas.” Ml 3:8

Se alguém pede oração por sua empresa, mas não dizima, prefiro orar para que esse empresário se converta. Não adianta orar pelo ladrão, pois quanto mais ele enriquece mais a margem do agir de Deus ele estará. Sempre será um marginal na fé. O verbo roubar conjugado em Ml 3:8 é o mesmo de Jo 10:10 (O ladrão veio para roubar...)

6º o dízimo libera bênção sem medida. Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o SENHOR dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes. Ml 3:10

7º o dizimo é proteção contra o diabo. E por causa de vós repreenderei o devorador, e ele não destruirá os frutos da vossa terra; e a vossa vide no campo não será estéril, diz o SENHOR dos Exércitos. Ml 3:11

Não adianta orar para o espírito devorador sair de sua vida, ele só sairá quando você dizimar.

Joel profetizou numa época de grande devastação em toda a terra de Judá. Uma enorme praga de gafanhotos havia arruinado a zona rural de toda a vegetação, destruindo até as pastagens tanto das ovelhas como do gado, até mesmo tirando a casca das árvores de figo. “O que deixou o gafanhoto cortador, comeu-o o gafanhoto migrador; o que deixou o migrador, comeu-o o gafanhoto devorador; o que deixou o devorador, comeu-o o gafanhoto destruidor.” Jl 1:4

Essa praga de gafanhotos são tipos de demônios divididos em quatro 4 grupos: Cortadores, Migradores, Devoradores, Destruidores.

Agora veja duas coisas interessantes:

1º Deus enviou a praga de gafanhotos. “Restituir-vos-ei os anos que foram consumidos pelo gafanhoto migrador, pelo destruidor e pelo cortador, o meu grande exército que enviei contra vós outros.” Jl 2:25

2º Na promessa de restituição, Deus não impede a ação do devorador, pois ele só sairá com a devolução do dízimo.

Desculpas pra não entregar o dízimo.

1ª O dinheiro é meu. “Ao SENHOR pertence a terra e tudo o que nela se contém, o mundo e os que nele habitam.” Sl 24:1

2ª Dizimo do meu jeito. Essa é a desculpa de alguns irmãos que gostam de dizimo no anonimato. Nossa vida tem de ser testemunhal. Quem quer privacidade demais tem coisa pra esconder. Jesus orou com discípulos e orou em secreto. Se você quer crescer não se esconda, não faça nada anonimamente, pois o anônimo não exerce influência e fomos chamados para influênciar. Ex: Quando compramos um carro ou uma casa estamos investindo em bens e queremos mostrar o que Deus está fazendo, porque em relação ao dízimo queremos ficar escondidos.

Por isso temos uma lista de dizimistas no quadro de avisos e também envelopes identificados com os nomes dos dizimistas.

3ª Deus ama quem dá com alegria, como eu não me sinto alegre prefiro não dar.

A obediência não está relacionada a sentimentos emocionais, mas a decisão decorrente de fé. Quem age assim é do tipo: Se estou chateado não vou pro culto. Se me frustrei com determinada pessoa não lidero mais a célula. Se meu líder pisou na bola, não ando mais com ele.

4ª Eu não confio na honestidade dos pastores por isso eu não contribuo.

Existem muitas pessoas fazendo coisas erradas, estamos cientes disso. Os governantes por exemplo, muitos são desonestos, mas ainda assim você continua pagando seus impostos. Isso não tem haver com a autoridade e sim com a consciência. Você não dá pra homem e sim para Deus.

Outra coisa, quem é desconfiado não é confiável. Você sempre julga os outros tomando a si próprio por base. Os justos são mais facilmente enganados, enquanto que ímpios são mais prudentes. Lembre-se é melhor ser vítima do que vilão. Ande com coração desarmado e seja abençoado.

5ª Eu gostaria de ofertar mas eu não tenho dinheiro.

Ofertar é luxo pro rico mas é previlégio para o pobre. Para o rico dar uma oferta é coisa pouca, mas para o pobre é sacrifício e isso atrai os céus. São os pobres que tem oportunidade de manifestar a é. É mais fácio um camelo passar no fundo de uma agulha...

Muitos dizem que não podem dar, mas isso é que eles não conseguem dar confortavelmente. Oferta genuína implica em algum desconforto. Quanto mais dolorida a oferta maior a recompensa. Se você está no nível de suar sangue na hora de ofertar, tenha certeza grande é o vosso galardão. A medida da glória depende da medida do desconforto.

6ª Eu estou cheio de dívidas por isso não posso dizimar ou ofertar.

Eu sei que você está acostumado a dizer: É melhor dever pra Deus do que pra homens. Mas a verdade é que os homens não tem muitos meios para cobrar mas Deus sempre recebe aquilo que lhe pertence. O dízimo que você não devolve, é subtraído no acidente de carro, aumento de contas de luz ou água, enfermidades etc.

7ª Eu quero ofertar mas meu orçamento está apertado. 2Co 8 Irmãos da macedônia.

Eu sou jovem e não trabalho. Mas é privilégio de todo filho de Deus não depende de idade e renda. O jovem entregou cinco Paes e dois peixes. Os maiores exemplos de generosidade é de ente pobre

8ª O dízimo é para os judeus porque faz parte da lei.

Abraão entregou o dízimo a melquizedeque, isso foi antes da lei (Hb 7:8). Jesus disse que não veio revogar alei mas para cumpri-la.

O padrão da graça é mais excelente doq eu o da lei.

Lc 3:11 – João batista requereu 50% “Respondeu-lhes: Quem tiver duas túnicas, reparta com quem não tem; e quem tiver comida, faça o mesmo.” Lc 3:11

Jesus requereu 100% do jovem rico. “E Jesus, fitando-o, o amou e disse: Só uma coisa te falta: Vai, vende tudo o que tens, dá-o aos pobres e terás um tesouro no céu; então, vem e segue-me. “ Mc 10:21

Os cristão estão debaixo da graça e não da lei. A graça existe para nos capacitar a cumprir a lei. Graça não é provisão para desobedecer

9ª Deus não precisa de dinheiro.

É verdade, mas sua obra aqui na terra, sua igreja e ministros sim. Além do mais, Deus te da oportunidade de ser abençoado.

10ª Cada um deve cumprir segundo propôs no coração

Isso não dá margem para a negligência, avareza e egoísmo.

Algumas orientações

1º Não guarde o seu dízimo.

2º Não administre o seu dizimo devolvendo em qualquer lugar. Devolva seu dízimo em sua igreja local. Fazer parte de uma congregação e não dizimar na mesma, é como um homem casado que da dinheiro para outras mulheres.

3º Dê o dizimo antes de fazer qualquer pagamento.

4º O dízimo tem de ser de tudo.

5º Se você parou de dar o dízimo acerte a sua vida.

6º Nunca venha de mão vazias diante de Deus.

20101207

Dinheiro, um assunto espiritual. 2Co 9:6-11 - Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 05/12/10

6 Mas digo isto: Aquele que semeia pouco, pouco também ceifará; e aquele que semeia em abundância, em abundância também ceifará, 7 Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, nem por constrangimento; porque Deus ama ao que dá com alegria. 8 E Deus é poderoso para fazer abundar em vós toda a graça, a fim de que, tendo sempre, em tudo, toda a suficiência, abundeis em toda boa obra; 9 conforme está escrito: Espalhou, deu aos pobres; a sua justiça permanece para sempre. 10 Ora, aquele que dá a semente ao que semeia, e pão para comer, também dará e multiplicará a vossa sementeira, e aumentará os frutos da vossa justiça. 11 enquanto em tudo enriqueceis para toda a liberalidade, a qual por nós reverte em ações de graças a Deus. 2Co 9:6

Dinheiro é um assunto espiritual, extremamente espiritual. Se estivermos debaixo dos princípios e direção de Deus no que se refere ao dinheiro estaremos debaixo da bênção, mas se não seguirmos a direção de Deus estaremos debaixo de maldição, debaixo da regência e governo de um suposto Deus chamado Mamom.

Nós crentes sempre tratamos a oração, a palavra, o louvor e adoração como assuntos espirituais, mas erramos quando não tratamos o dinheiro, os dízimos e ofertas como assuntos espirituais. O dinheiro é um assunto altamente espiritual.

A BÍBLIA É UM LIVRO DE FINANÇAS.

Muitos acreditam que a Bíblia trata pouco sobre dinheiro, isso não é verdade.

Preste atenção! Há no novo testamento 7957 versículos, dos quais:

· 215 versículos relacionados a fé

· 218 versículos relacionados a salvação

· 2084 versículos tratando de finanças

Porque Jesus ministrou 10 vezes mais sobre dinheiro do que salvação e fé, será que ele era um avarento?

Logo no seu primeiro sermão, Jesus buscou conscientizar o homem sobre a importância de se guardar o coração dos males conseqüentes do amor ao dinheiro. Saiba que o único espírito que diretamente disputa com Deus o coração do homem é Mamom. Mt 6:24

“Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar a um e amar o outro, ou há de dedicar-se a um e desprezar o outro. Não podeis servir a Deus e às riquezas.” Mt 6:24

"Pois o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males". 1Tm 6:10

Muitos irmãos não gostam de falar ou serem tratados sobre dinheiro. Este sustentam uma vida oculta nas finanças. Quando isso acontece, há um indício de que o dinheiro pode ter se tornado um deus na vida desses irmãos.

Exemplos:

Pessoas que não aceitam cobrança, mesmo quando estão devendo?

Pessoas que estão devendo e não se importam em dar conta de seus débitos?

Maridos ou esposas que não compartilham com seus cônjuges o quanto ganham.

Você sabia que o dinheiro é a causa de boa parte das discussões entre casais?

Você sabia que o dinheiro é a causa de boa parte de brigas e separações entre amigos?

Esse assunto é muito importante e precisa ser tratado e conversado mesmo porque é nesta área onde mais temos problemas.

Enquete junto aos irmãos:

· Quantos estão enfermos aqui nessa noite?

· Quantos estão tristes com alguém porque foram magoados?

· Quantos estão desanimados?

· Quantos estão com problemas de ordem financeira???

Veja com seus próprios olhos que quase todos no nosso meio precisam de respostas na área financeira.

Nós crentes devemos tratar o dinheiro como assunto espiritual, não devemos ter receio de tratar sobre o mesmo. Como eu já disse no início dessa palavra, se estivermos debaixo da direção de Deus na administração do dinheiro, estaremos na bênção. Agora se mamom reinar nas nossas finanças e amarmos o dinheiro, estaremos fadados ao fracasso e maldição.

É por isso que antes de qualquer coisa, nós como crentes, precisamos saber que o dinheiro do crente no altar gera poder.

Por isso mamom está tão preocupado em desviar seu foco e roubar sua bênção. Por isso as casas Bahia, marabras, os grandes magazines, shoppings, agências de viagens, investem pesado nessa época do ano para desviar seus recursos.

Muito se fala em antecipar as compras de fim de ano. Assim, o consumidor consegue se planejar melhor, pois tem mais tempo para pesquisar preços e ainda escapa das lojas lotadas. Mas que tal ´atrasar` essas compras? Não dá para adiar a ceia de Natal. Mas o sonho da TV de LCD, do carro novo, da mobília nova sim. Televisores, videogames, computadores, automóveis e até roupas estão entre os produtos com maior queda de preços verificada nos meses de janeiro. Até 40% de desconto à vista.

A oferta do crente, colocada no altar segundo o texto de 2Co 9 gera poder!

Essa oferta gera poder de multiplicação e poder econômico na vida dos irmãos.

O mundo grita pelo seu dinheiro no fim ano, mas Deus grita pelo seu coração em todo o tempo!

Quando nós, aqui no culto de celebração, ou na célula pedimos uma oferta, não estamos tirando nada de ninguém, mas estamos dando para os irmãos a possibilidade de crescer economicamente. Pastores e líderes que tem medo de tirar oferta em suas igrejas ou células são egoístas. É muito importante mudar a nossa mente com relação a isso, pois aquilo que temos na mente pode estabelecer limites ou abrir caminhos novos no que se refere às suas finanças.

Precisamos ter plena certeza que se administramos as nossas finanças segundo o que nos ensina a Bíblia, teremos poder proveniente das nossas ofertas.

Hoje eu quero ser profeta de Deus sobre você e suas finanças! Pois você também hoje será levantado como profeta nessa área também!!!

Quando nos falta essa convicção, nós nos afastamos da condição de profeta. O crente que se parece com Jesus precisa ser profeta. A mulher samaritana disse a Jesus: “Senhor, vejo que és profeta.” Jo 4:19, o centurião romano disse: “Senhor, não sou digno de que entres debaixo do meu telhado; mas somente dize uma palavra, e o meu criado há de sarar.” Mt 8:8 Reconhecidamente Jesus era profeta.

Nós precisamos reassumir a nossa condição profética no que diz respeito às nossas finanças. Profetizamos salvação, multiplicação, metas, etc.

O profeta precisa liberar a palavra de Deus. At 4:29-30

29 Agora pois, ó Senhor, olha para as suas ameaças, e concede aos teus servos que falem com toda a intrepidez a tua palavra, 30 enquanto estendes a mão para curar e para que se façam sinais e prodígios pelo nome de teu santo filho Jesus. At 4:29-30

Nós precisamos resgatar isso principalmente na área financeira em nossa igreja.

Hb 1:1 fala da palavra de Deus se manifestando, gerando vida.

No princípio a palavra profética estava na boca de Deus, por que Deus dizia: “Haja luz” e assim se fazia. Depois passou pra boca dos profetas, estes diziam: Assim diz o Senhor... e assim a palavra de Deus se cumpria. Depois ela foi para a boca de Jesus, e o Senhor anunciou as boas novas do Reino de Deus. Após a morte e ressurreição de Cristo, essa palavra foi para boca dos apóstolos e depois dos apóstolos essa mesma palavra está na nossa boca. Nós precisamos ter consciência disso. Quando liberamos palavra de Deus para semear e colher, Deus tomará essa palavra e fará aquilo para o qual ela for liberada.

Quando liberarmos a palavra de Deus sobre a semeadura e a colheita, a vida de Deus vai se manifestar.

Os profetas precisam falar com ousadia!!!

Vamos ler sobre o profeta Elias.

9 Levanta-te, vai para Sarepta, que pertence a Sidom, e habita ali; eis que eu ordenei a uma mulher viúva ali que te sustente. 10 Levantou-se, pois, e foi para Sarepta. Chegando ele à porta da cidade, eis que estava ali uma mulher viúva apanhando lenha; ele a chamou e lhe disse: Traze-me, peço-te, num vaso um pouco d'água, para eu beber. 11 Quando ela ia buscá-la, ele a chamou e lhe disse: Traze-me também um bocado de pão contigo. 12 Ela, porém, respondeu: Vive o Senhor teu Deus, que não tenho nem um bolo, senão somente um punhado de farinha na vasilha, e um pouco de azeite na botija; e eis que estou apanhando uns dois gravetos, para ir prepará-lo para mim e para meu filho, a fim de que o comamos, e morramos. 13 Ao que lhe disse Elias: Não temas; vai, faze como disseste; porém, faze disso primeiro para mim um bolo pequeno, e traze-mo aqui; depois o farás para ti e para teu filho. 14 Pois assim diz o Senhor Deus de Israel: A farinha da vasilha não se acabará, e o azeite da botija não faltará, até o dia em que o Senhor dê chuva sobre a terra. 15 Ela foi e fez conforme a palavra de Elias; e assim comeram, ele, e ela e a sua casa, durante muitos dias. 1Re 17:9-20

1Re 17 Essa história nos fala de três anos de escassez sem chover na terra. Deus então envia Elias para ser sustentado por uma viúva em sarepta de sidom. Veja que coisa, as viúvas é que deveriam ser sustentadas mas aqui Deus contraria o entendimento comum. Elias então se encontra com essa viúva e pede a ela água e pão. Ela então diz que não tinha pão, mas só tinha um pouco de farinha e azeite para preparar sua última refeição após a morte. Esse é o mesmo espírito que nos ronda hoje. As pessoas estão extremamente desanimadas e sem esperança. Estão se perguntando o que eu vou fazer para pagar minhas dívidas amanhã?

Então, Elias vira pra ela e diz, vai e pega essa farinha e esse azeite e faça um bolo primeiro para mim. Elias estava dizendo: Primeiro você precisa dar honra ao profeta! Se você honrar o profeta, receberá galardão de profeta.

Geralmente os crentes honrar suas necessidades e depois os profetas e a igreja.

Primeiro é o altar e depois as necessidades dos irmãos. O primeiro dinheiro de um salvo é para altar e depois apar a sua casa, carro, escola dos filhos etc.

Elias disse a viúva: Se você obedecer o que diz o profeta, Deus vai te honrar!!!

Ela fez conforme disse o profeta. Então aquela mulher comeu com seu filho, com sua família até o dia que o Senhor mandou chuva outra vez.

2 Consequências na vida do crente fiel a Deus nas finanças:

1. Consagrar seu dinheiro ao Senhor com alegria, manifesta o amor de Deus sobre você. 2Co 9:7

“porque Deus ama ao que dá com alegria.” V.7 Essa palavra no original deve ser melhor traduzida assim: “porque Deus manifesta o seu amor para os que dão com alegria.”

Veja bem, eu tenho 5 filhos, e amo a todos. Mas não manifesto meu amor de igual maneira a todos. Dependendo das obras que eles praticam, serão galardoados, premiados, ou disciplinados, corrigidos.

É assim com Deus!

Veja que Deus não faz acepção de pessoas, ama a todos de igual maneira, mas se agrada daqueles que obedecem. 34 Então Pedro, tomando a palavra, disse: Na verdade reconheço que Deus não faz acepção de pessoas; 35 mas que lhe é aceitável aquele que, em qualquer nação, o teme e pratica o que é justo. At 10:34-35

2. Consagrar seu dinheiro ao Senhor trás a multiforme graça de Deus. 2Co 9:8

“E Deus é poderoso para fazer abundar em vós toda a graça.” v8

“Toda a graça” nos fala de um pacote. Que pacote? Isso é como ir ao supermercado e pegar um kilo de cada coisa. A graça é assim ela contém tudo o que precisamos. Toda a graça fala de salvação, libertação, cura, restauração.

Muitos estão enfermos no nosso meio porque ainda não consagraram suas finanças ao Senhor. A conseqüência disso é que estão deixando seu precioso dinheiro nos hospitais e farmácias.

Muitos casais estão com sérios problemas no relacionamento por que são infiéis ao Senhor nas suas finanças. Daí os problemas financeiros interferem no relacionamento.

2 casos interessantes na Bíblia

Houve um tempo em que Deus ascendeu a sua íra contra Israel. Em 2Sm 24:15 podemos ler: 5 Então enviou o Senhor a peste sobre Israel, desde a manhã até o tempo determinado; e morreram do povo, desde Dã até Berseba, setenta mil homens.

70000 homens morreram devido a desobediência. O mais interessante é que essa praga só cessou quando Davi foi para as terras de Araúna, comprou parte de sua posse e construiu um altar para oferecer sacrifícios ao Senhor. Somente depois de Davi oferecer ao Senhor a praga cessou. 2Sm 24:21-25

Salomão oferece o sacrifício e a glória de Deus desce sobre aquele lugar. 2Cro 7:1-3

Quantos sonhos você tem sonhado e não tem conseguido realizar? A multiformidade da graça vai se manifestar em sua vida quando a seu dinheiro for colocado no altar de Deus.

Se você está passando necessidade é porque Deus quer te abençoar. Se a igreja está em dificuldades é porque Deus quer abençoar a igreja. E Deus está me levantando como levantou Elias para profetizar sobre a sua vida a fim de que você prospere e o nome dele seja glorificado.

Quando nós na igreja temos necessidade é que Deus quer abençoar um grupo de pessoas na igreja.

Continua na próxima semana.

Senhor Cara Legal - Evangelismo com o livrete 11ª Questão

O poder da oração no Espírito