20190530

Espírito Santo, o Espírito do descanso. Jo 14:16-19. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 26/05/19


“16 E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, a fim de que esteja para sempre convosco, 17 o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê, nem o conhece; vós o conheceis, porque ele habita convosco e estará em vós. 18 Não vos deixarei órfãos, voltarei para vós outros. 19 Ainda por um pouco, e o mundo não me verá mais; vós, porém, me vereis; porque eu vivo, vós também vivereis.” João 14:16-19

“25 Isto vos tenho dito, estando ainda convosco; 26 mas o Consolador, o Espírito Santo, a quem o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo o que vos tenho dito.” João 14:25-26

“26 Quando, porém, vier o Consolador, que eu vos enviarei da parte do Pai, o Espírito da verdade, que dele procede, esse dará testemunho de mim; 27 e vós também testemunhareis, porque estais comigo desde o princípio.” João 15:26-27

“Sem o Espírito de Deus não podemos fazer nada, a não ser acrescentar pecado sobre pecado”. John Wesley

As evidências decorrentes dos ensinos bíblicos mostram que o Espírito Santo não é uma força impessoal. Ele é Deus, a terceira e não menos importante pessoa da trindade. Não há vida cristã autêntica e abundante sem o auxílio do Espírito Santo. O salmista diz que podemos ser como árvores frutíferas (Sl 1), e Jesus disse que somos ramos da Videira que é o próprio Senhor, disse também, que devemos frutificar. Mas o que é o fruto?

Podemos dizer que o fruto é algo que vem de dentro. É produto da vida que vem do solo, da seiva, que passando pela raiz, tronco, galhos e folhas manifesta o seu fruto. Essa vida de Deus que nos fará frutificar em amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, fidelidade, mansidão e domínio próprio, está no Espírito que habita em nós. É o relacionamento diário com este ente querido que nos fará canalizar e expressar a vida de Deus em nossos relacionamentos.

·         O Espírito Santo deve ser para o cristão, a primeira pessoa motivadora que o fortalecerá nas crises relacionais.
·         Ele é quem nos levará pelos caminhos do amor e perdão incondicionais.
·         Antes de mandar a igreja para o mundo, Cristo mandou seu Espírito para a igreja. Essa ordem deve ser seguida; antes de me relacionar com os homens, devo me relacionar com Deus através do Espírito Santo.
·         O apóstolo Paulo disse que só podemos expressar o senhorio de Jesus Cristo pelo Espírito Santo.
·         Sem Ele, não poderemos fazer nada. O homem desprovido da influência do Espírito está sentenciado à frustração. Será impossível ao crente, amar, perdoar, suportar, encorajar, acreditar em seu próximo se o Espírito não estiver atuante nele.
·         Ele torna a fé dinâmica e nos dá compreensão exata da vontade de Deus.
·         A luz só poderá brilhar e iluminar nossa compreensão acerca das coisas espirituais através do Espírito Santo. Como disse John Wesley, “Sem o Espírito de Deus não podemos fazer nada, a não ser acrescentar pecado sobre pecado”.
·         A aceitação de Jesus Cristo como Salvador e Senhor se dá apenas pela ação do Espírito Santo (Jo 16:18).
·         Na hora da tristeza e da angústia o conforto que invade o nosso coração é uma ação direta do Espírito Santo (Rm 5:5).
·         A vida que flui nas palavras que pronunciamos aos aflitos, nos vem soprada pelo Espírito Santo, segundo a promessa de Jesus (Lc 12:12).
·         O arrependimento que envolve nossos corações e nos leva a confessar pecados, é ação do Espírito Santo. Ele é quem nos convence do pecado, da justiça e juízo (Jo16:8).
·         Ele intercede por nós com gemidos inexprimíveis (Rm 8:26). O Espírito Santo é o marco zero do agir de Deus. Ele deve ser tudo para nós. Precisamos do Espírito Santo, tanto quanto nossos pulmões precisam de ar. Aleluia!


Quero concluir essa introdução citando a “benção apostólica” tão anunciada em nossas congregações:

“A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo sejam com todos vós.” 2 Coríntios 13:13

A graça, o amor e a comunhão, são promessas para todos os cristãos. É fato que já experimentamos o amor de Deus quando fomos atraídos e perdoados por Ele. A sua graça nos alcançou, e diariamente somos garantidos para a eternidade por seu sacrifício. Minha pergunta é: Temos também experimentado a comunhão do Espírito Santo?

Não podemos rejeitar absolutamente nada que venha do alto. Cada uma das três pessoas da trindade tem seu meio de agir. Deus Pai nos amou, Deus Filho nos deu sua graça e o Deus Espírito nos oferece comunhão.

Os cientistas descobriram recentemente que uma semente, por menor que seja, ao germinar produz calor. Esse calor interno de uma pequena semente não é perceptível ao toque humano, mas é real. Essa fonte de calor é a combustão de certas matérias carboníferas da semente. Parafraseando, há uma “fogueirinha” em cada planta ou flor que nasce. O homem precisa dessa combustão interior que só o Espírito Santo de Deus pode produzir. Isso fará germinar a semente da palavra produzindo calor para transformar nossos relacionamentos. Tenha um tempo diário com o Espírito Santo, aprenda d’Ele e seja feliz.

Testemunho

Enquanto dirigia pela estrada que nos conduzia a Cidade de Serra Negra no interior do estado de São Paulo, para três dias de descanso, conversava com Deus em meu espírito: “Senhor, qual é o seu plano para nós nestes dias em que descansaremos nesta pousada?”. Eu e minha esposa havíamos sido agraciados com esse passeio por uma família de nossa igreja e agora estávamos indo para o desfrute dessa bênção.

Assim que chegamos na pousada, percebi que me faltou disposição para conhecer melhor o local, pois ficamos muito tempo na estrada e estávamos muito cansados, querendo mesmo um bom banho e algumas horas de sono. Enquanto nos acomodávamos em nosso quarto, um pensamento logo me chamou atenção, lembrei-me de que antes de sair de nossa casa, me senti impelido a levar em minha bagagem o livro de David Yonggi Cho, “Espírito Santo, meu companheiro”. A partir dai uma “santa ansiedade” tomou conta de meu coração e então passei a procurá-lo entre as tantas coisas que minha esposa havia guardado na bagagem (acho que ela pensou que iríamos ficar trinta dias na pousada). Depois de alguns minutos, lembrei-me do lugar exato onde havia guardado o livro e encontrando-o iniciei a leitura do mesmo. Logo nas primeiras páginas, senti a doce voz do Espírito Santo me dizendo: “O seu descanso não está nesta pousada, mas está em me conhecer melhor”.
Nunca havia sentido Deus me tocar ou falar de maneira tão especial. No mesmo instante passei a orar e a presença do Espírito me invadiu. Sua voz quase me fazendo vibrar os tímpanos me trouxe uma paz nunca antes experimentada. Como quem sussurra aos ouvidos, o Espírito Santo me disse:

“Você tem me buscado desesperadamente, mas com motivações erradas. Fui enviado para testificar a respeito do Filho de Deus, Jesus Cristo, o Ungido de Deus, para o fim de edificar uma casa para Deus. Sou uma pessoa e quero antes de responder as suas necessidades, me relacionar com você, essa é a minha necessidade”.

Na labuta de percorrer o caminho, a carreira que me foi proposta, percebi que fui negligente com a pessoa do Espírito Santo, e por não me relacionar com qualidade com Ele, acabei tendo muitos problemas. Recorri a Ele muitas vezes, fui aos seus pés em muitas ocasiões enquanto me achava em aperto. Necessitei desse ente querido a ponto de orar nas madrugadas, subir em montes, participar de campanhas de jejum e oração. Busquei o Senhor intensamente enquanto enfrentava profundas crises. Fiz todas estas coisas, que aos olhos de muitos de meus irmãos, são atitudes saudáveis. Só que no meu caso estavam equivocadas, pois todo esforço que empenhei foi para ter apenas uma resposta de Deus para as minhas necessidades, um produto das mãos do Senhor, apenas isso.

20190523

Descanso, a melhor parte da vida Cristã. Lc 10:41-42. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 19/05/19


41 Respondeu-lhe o Senhor: Marta! Marta! Andas inquieta e te preocupas com muitas coisas. 42 Entretanto, pouco é necessário ou mesmo uma só coisa; Maria, pois, escolheu a boa parte, e esta não lhe será tirada.” Lc 10:41-42

Nós estamos entrando num novo entendimento sobre a como a graça está operando no nosso meio. Antes, nós estávamos preocupados com o que poderíamos fazer para Deus se manifestar, hoje estamos nos conscientizando do que Cristo fez de maneira completa e assim podemos descansar.

Quando temos essa revelação de que Jesus concluiu a obra e que precisamos apenas descansar, a fé torna-se relevante.

Ele verá o fruto do penoso trabalho de sua alma e ficará satisfeito; o meu Servo, o Justo, com o seu conhecimento, justificará a muitos, porque as iniquidades deles levará sobre si.” Is 53:11

No texto, Deus Pai vê o trabalho COMPLETO de Seu Filho Jesus Cristo e se satisfaz.

Saba -
1) estar satisfeito, estar farto, estar cheio, estar empanturrado 1a) (Qal)
1a1) estar farto (de comida)
1a2) estar farto, estar satisfeito com, estar cheio, ter a porção de alguém, ter o desejo satisfeito.

Deus ficou satisfeito com o trabalho de Seu filho.

“Está consumado...”. Jo 19:30

Comentario de Matthew Henry sobre “Está consumado”

A palavra de moribundo com que Jesus entregou seu espírito: Consumado é; isto é, os conselhos do Pai Enquanto a seus sofrimentos estavam agora cumpridos. Consumado é: foram cumpridos todos os tipos e as profecias do Antigo Testamento que apontavam aos sofrimentos do Messias. Consumado é: a lei cerimonial é ab-rogada; agora veio a substância e todas as sombras se dissipam. Consumado é: se deu fim à transgressão e se introduziu a justiça eterna. Seus sofrimentos estavam agora terminados, tanto os de sua alma como os de seu corpo. Consumado é: a obra da redenção e salvação do homem está agora completada. Sua vida não lhe foi tirada pela força; livremente foi entregue.

Isso quer dizer que agora podemos de fato crer receber o que Jesus conquistou pra nós.

Charles Trumbul escreveu no livro “Há vitória em Cristo” que “Cristo fez toda a obra e nós não podemos ousar oferecer-lhe ajuda”. Isso porque toda glória pertence a Ele e não podemos reinvidicar a glória que pertence a Ele.

A vitória é uma conquista ou é uma dádiva?

Se nossa vitória é conquistada então há trabalho e esforço próprio, porém se nossa vitória é dádiva, apenas recebemos pela fé o que nos é dado.

Se creres verás a glória de Deus!

38 Jesus, agitando-se novamente em si mesmo, encaminhou-se para o túmulo; era este uma gruta a cuja entrada tinham posto uma pedra. 39 Então, ordenou Jesus: Tirai a pedra. Disse-lhe Marta, irmã do morto: Senhor, já cheira mal, porque já é de quatro dias. 40 Respondeu-lhe Jesus: Não te disse eu que, se creres, verás a glória de Deus? 41 Tiraram, então, a pedra. E Jesus, levantando os olhos para o céu, disse: Pai, graças te dou porque me ouviste. 42 Aliás, eu sabia que sempre me ouves, mas assim falei por causa da multidão presente, para que creiam que tu me enviaste. 43 E, tendo dito isto, clamou em alta voz: Lázaro, vem para fora! 44 Saiu aquele que estivera morto, tendo os pés e as mãos ligados com ataduras e o rosto envolto num lenço. Então, lhes ordenou Jesus: Desatai-o e deixai-o ir. 45 Muitos, pois, dentre os judeus que tinham vindo visitar Maria, vendo o que fizera Jesus, creram nele.” Jo 11:38-45

Veja que Jesus está dizendo que a fé é suficiente para vencer a morte, o mais forte dos nossos inimigos. Se a morte pode ser vencida pela fé, as outras lutas inferiores também podem. Aleluia!

Agora atente para a incredulidade de Marta, irmã de Lazaro. Cabe aqui perguntar: Porque Marta reagiu com incredulidade diante da orientação de Jesus?

Vamos entender melhor de onde veio a incredulidade de Marta...

38 Indo eles de caminho, entrou Jesus num povoado. E certa mulher, chamada Marta, hospedou-o na sua casa. 39 Tinha ela uma irmã, chamada Maria, e esta quedava-se assentada aos pés do Senhor a ouvir-lhe os ensinamentos. 40 Marta agitava-se de um lado para outro, ocupada em muitos serviços. Então, se aproximou de Jesus e disse: Senhor, não te importas de que minha irmã tenha deixado que eu fique a servir sozinha? Ordena-lhe, pois, que venha ajudar-me. 41 Respondeu-lhe o Senhor: Marta! Marta! Andas inquieta e te preocupas com muitas coisas. 42 Entretanto, pouco é necessário ou mesmo uma só coisa; Maria, pois, escolheu a boa parte, e esta não lhe será tirada.” Lc 10:38-42

A nossa ansiedade traduz-se em incredulidade e vem da agitação do dia a dia.
Marta estava muito ocupada, muitos afazeres, muito esforço para agradar a Deus. Jesus a repreendeu por não descansar diante dele: Marta! Marta! Andas inquieta e te preocupas com muitas coisas. Isso foi uma dura!

A falta de descanso trouxe incredulidade diante do problema. Senhor, já cheira mal, porque já é de quatro dias. Jo 11:39

A principal postura de um crente da nova aliança é o descanso

Entretanto, pouco é necessário ou mesmo uma só coisa; Maria, pois, escolheu a boa parte, e esta não lhe será tirada.” Lc 10:42

20190510

Aquietai-vos! Parte 5 - Como descansar nas tempestades da vida. Jo 16:33. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 05/05/19


23 Então, entrando ele no barco, seus discípulos o seguiram. 24 E eis que sobreveio no mar uma grande tempestade, de sorte que o barco era varrido pelas ondas. Entretanto, Jesus dormia. 25 Mas os discípulos vieram acordá-lo, clamando: Senhor, salva-nos! Perecemos! 26 Perguntou-lhes, então, Jesus: Por que sois tímidos, homens de pequena fé? E, levantando-se, repreendeu os ventos e o mar; e fez-se grande bonança. 27 E maravilharam-se os homens, dizendo: Quem é este que até os ventos e o mar lhe obedecem?” Mt 8:23-27

Ler a Bíblia é realmente muito entusiasmante, porém, quando paramos para visualizar suas histórias ficamos perplexos. No texto compartilhado, Jesus dormia enquanto o barco onde estava era assolado por uma forte tempestade.  A discrição é:

eis que sobreveio no mar uma grande tempestade, de sorte que o barco era varrido pelas ondas. Entretanto, Jesus dormia.” Mt 8:24

Três importantes considerações:

Em primeiro lugar, se Jesus descansou em meio a uma grande tempestade, nós podemos descansar também.

Em segundo lugar, é preciso enfatizar que a expressão “tempestade” aponta para todas as lutas e tribulações que estamos enfrentando, e que estão tentando roubar a nossa paz. “Tempestade” pode ser: Doença, perseguição, mentiras, desemprego, solidão, crise conjugal, crise financeira, frieza espiritual, etc.

Em terceiro lugar, a expressão “Jesus dormia”, não quer dizer passividade ou irresponsabilidade, mas fala sobre estar no controle de todas as situações. “Jesus dormia” quer dizer: Mais importante do que o que acontece COM você, é o que acontece EM você. Não podemos controlar o que nos acontece, mas somos totalmente responsáveis por nossa reação àquilo que acontece conosco. Uma atitude divorciada da vontade de Deus, trará consequências divorciadas das Suas bênçãos. Isso é muito sério!

O maior vilão da vida não é a circunstância difícil, o problema ou adversidade, mas a atitude errada do nosso coração durante a dificuldade.

Voltando ao texto de Mateus 8, eu aprendo que é possível descansar em meio às adversidades da vida.  

Todos os grandes homens de Deus tiveram de enfrentar grandes tempestades!

Todos os grandes homens de Deus mencionados pela Bíblia sofreram situações de adversidades, foram perseguidos, sofreram ataques, etc.

·         Moisés teve de enfrentar Faraó;
·         José teve de enfrentar infortúnios que envolveram a perseguição de seus irmãos, mentiras e injustiças;
·         Neemias foi duramente resistido quando decidiu restaurar os muros de Jerusalem;
·         Davi teve de enfrentar leões, ursos, o gigante Golias;
·         Elias enfrentou Acabe, Jezabel, a incredulidade do povo;
·         Os outros profetas também passaram por muitas tribulações;
·         Calebe e Josué enfrentaram muitas adversidades;
·         Os discípulos e o próprio Jesus enfrentaram grandes lutas e perseguições.

O mais importante é que esses homens creram e passaram por essas adversidades, assim, não se desespere! As lutas e adversidades não são um fim nelas mesmas... Elas produzem para nós os mais poderosos milagres! O aparente caos é a matéria prima para Deus transformar adversidades em milagres. O fato de o mar estar revolto não significa que Jesus não esteja no barco. Descanse!

Cristo no deixou a promessa que neste mundo, passaríamos e venceríamos todas as aflições:
 No mundo tereis tribulações; mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.” Jo 16:33

As aflições são alimentos pra nós!

A princípio algumas lutas são como muralhas intransponíveis, são para nós barreiras e obstáculos, gigantes invencíveis. Mas nós devemos olhar para estes desafios como fez Calebe e Josué. Diante do desafio de tomar posse da herança pela fé, eles disseram:

7 e falaram a toda a congregação dos filhos de Israel, dizendo: A terra pelo meio da qual passamos a espiar é terra muitíssimo boa. 8 Se o SENHOR se agradar de nós, então, nos fará entrar nessa terra e no-la dará, terra que mana leite e mel. 9 Tão-somente não sejais rebeldes contra o SENHOR e não temais o povo dessa terra, porquanto, como pão, os podemos devorar; retirou-se deles o seu amparo; o SENHOR é conosco; não os temais.” Nm 14:7-9

Devemos enxergar as adversidades como alimento e dizer: como pão devoraremos os nossos inimigos! Assim tomaremos as tribulações como alimento e nos fortaleceremos em cada uma delas.

Sua adversidade será transformada em glória, se você entender que a adversidade é...

·         Intransferível. Não se pode querer passar a bola. Mt 16:24 diz que cada um tem de levar a sua cruz.
·         Necessária. Para que haja crescimento, pois depois da provação virá a aprovação. Importa que sejamos aprovados.
·         Alimento. Te fortalecerá para vencer desafios ainda maiores. Nm 14:9b
·         Expositora de caráter. Quando a tribulação cresce, o teu caráter aparece.

Alguém disse: “Todas as vezes que Deus prometer algo a você, colocando novos sonhos em seu coração, prepare-se para enfrentar lutas, pois esse é o único caminho para a sua vitória”. Outra pessoa falou: “Não há pessoa que alcance o topo da montanha sem antes caminhar pelo vale”. E eu te digo: “Quando o inimigo é grande é grande, a fé também é; porque não somos provados menos do que a fé suporta.”

Como descansar em meio às tempestades da vida?

1. Descanse crendo que a tempestade faz parte do plano por Deus.

Sabemos que todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.” Rm 8:28

Muitos conhecem esta palavra, mas não podem dizer “sabemos”, pois não tiveram revelação. Não murmure contra Deus, pois ele apenas está usando esta situação para te abençoar. O que Deus permite, Ele o faz por uma razão e um propósito. E esta razão é sua vontade e a sua vontade é a melhor para nós. Deus prevê desenvolvimentos moleculares tornando-se cancerígenos, e ele pode deter isto ou não. Ele tem um propósito e por ser infinitamente sábio, é correto chamar este propósito de plano.

Satanás é real e causa muitos desprazeres e dores. Mas ele não é a causa primeira nem última. Veja o que Jesus disse:

Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, diz o Senhor, aquele que é, que era, e que há de vir, o todo poderoso.” Ap 1:8

Deus está no controle de tudo!

Assim, quando o diabo atacou Jó com úlceras (Jó 2:7), Jó atribuiu-as a Deus (2:10), e o escritor inspirado concorda:

“e o consolaram de todo o mal que o Senhor lhe havia enviado” Jó 42:11.
Não descansará!

Há alguns dias eu ouvi uma expressão que me chamou a atenção. Alguém me disse: “As pessoas não prosperam, não pelo que elas não podem, mas pelo que elas não sabem”. Muitas pessoas não prosperam e isso não é uma questão de não poderem.

VOCÊ TUDO PODE NAQUELE QUE TE FORTALECE!

“Tudo posso naquele que me fortalece.” Fl 4:13

Para Deus não há impossíveis!

“Porque para Deus não haverá impossíveis em todas as suas promessas.” Lc 1:37

Para você não há impossíveis!

“Tudo é possível para aquele que crê!”. Mc 9:23

2. Descanse crendo que essa tempestade é a bênção disfarçada.

“Porque a nossa LEVE E MOMENTÂNEA tribulação PRODUZ para nós cada vez mais abundantemente um eterno peso de glória.” 2Co 4:17

A tribulação é a ante-sala da bênção! Persevere e não desista!!!

“35 Não lanceis fora, pois, a vossa confiança, que tem uma grande recompensa. 36 Porque necessitais de perseverança, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, alcanceis a promessa. 37 Pois ainda em bem pouco tempo aquele que há de vir virá, e não tardará. 38 Mas o meu justo viverá da fé; e se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele. 39 Nós, porém, não somos daqueles que recuam para a perdição, mas daqueles que crêem para a conservação da alma.” Hb 10:35-39

Creia no refrigério e descanso da mesma forma quando você liga o ar condicionado.

3. Descanse confiando plenamente em Deus.

“Uns confiam em carros e outros em cavalos, mas nós faremos menção do nome do Senhor nosso Deus.” Sl 20:7

O plano de Deus em relação às tempestades da vida é despertá-lo para Deus. Geralmente nós buscamos descanso em nossas possibilidades, isso é racional e humano. Para os crentes espirituais, a tribulação é de fato uma ponte que pode nos aproximar mais de Deus.

O plano de Deus é claro em 2Coríntios 1:9 e Jeremias 17:5:

“portanto já em nós mesmos tínhamos a sentença de morte, para que não confiássemos em nós, mas em Deus, que ressuscita os mortos”. 2Co 1:9

“Assim diz o Senhor: Maldito é o homem que confia no homem, que faz da carne o seu braço, e cujo o coração se aparta do Senhor! Jr 17:5

O objetivo de Deus relativo aos problemas que enfrentamos (entre várias outras coisas boas) é derrotar a auto-confiança em nosso coração para podermos descansar completamente nele.

“1 Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Todo-Poderoso descansará. 2 Direi do Senhor: Ele é o meu refúgio e a minha fortaleza, o meu Deus, em quem confio. 3 Porque ele te livra do laço do passarinho, e da peste perniciosa. 4 Ele te cobre com as suas penas, e debaixo das suas asas encontras refúgio; a sua verdade é escudo e broquel. 5 Não temerás os terrores da noite, nem a seta que voe de dia, 6 nem peste que anda na escuridão, nem mortandade que assole ao meio-dia. 7 Mil poderão cair ao teu lado, e dez mil à tua direita; mas tu não serás atingido. 8 Somente com os teus olhos contemplarás, e verás a recompensa dos ímpios. 9 Porquanto fizeste do Senhor o teu refúgio, e do Altíssimo a tua habitação, 10 nenhum mal te sucederá, nem praga alguma chegará à tua tenda. 11 Porque aos seus anjos dará ordem a teu respeito, para te guardarem em todos os teus caminhos. 12 Eles te susterão nas suas mãos, para que não tropeces em alguma pedra. 13 Pisarás o leão e a áspide; calcarás aos pés o filho do leão e a serpente. 14 Pois que tanto me amou, eu o livrarei; pô-lo-ei num alto retiro, porque ele conhece o meu nome. 15 Quando ele me invocar, eu lhe responderei; estarei com ele na angústia, livrá-lo-ei, e o honrarei. 16 Com longura de dias fartá-lo-ei, e lhe mostrarei a minha salvação.” Sl 91:1-16


Aquietai-vos! Parte 4 - Medo, o bloqueio do descanso. Sl 34:4. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 28/04/19


Na última quarta feira, eu e minha esposa estávamos indo de carro para Poá, quando percebi que o marcador de combustível estava na reserva. Quando aquela luz amarela acendeu, confesso que senti certo medo de ficar sem combustível pra continuar a viajem, uma vez que estava num trecho onde não havia postos de combustíveis.

A tranquilidade e o sossego da viajem, se foram quase que imediatamente por causa do medo. De fato, o medo nos rouba o descanso.

O medo de não ter dinheiro para pagar o aluguel, medo de não passar num determinado teste, medo de fracassar como Pai ou mãe, marido ou esposa, medo de não concluir a faculdade, medo de não pregar bem, medo de ser atacado por um bandido, medo de doenças, etc.

“Busquei o SENHOR, e ele me acolheu; livrou-me de todos os meus temores.” Sl 34:4

Alguém já disse que o medo é o maior inimigo do homem, pois ele nos rouba o descanso. O medo está por trás do fracasso, da doença, das relações humanas insatisfatórias. Milhões de pessoas tem medo do passado, do futuro, da velhice, da loucura e da morte.

Fé e medo tem alguma coisas em comum...

Em primeiro lugar, eles fazem você acreditar em algo que não podemos ver, mas que certamente acontecerá. O que você pensa e sente, cedo ou tarde vai tomar forma e virá sobre você! Foi exatamente isso o que Jó disse.

“25 Aquilo que temo me sobrevém, e o que receio me acontece. 26 NÃO TENHO DESCANSO, nem sossego, nem repouso, e já me vem grande perturbação.” Jó 3:25-26

Se você teme o divórcio, ele ocupa sua mente e certamente isso virá sobre você. Se você teme perder o emprego, não vai demorar muito para você estar desempregado. Se você teme a doença, em breve ela se manifestará. É isso exatamente o que disse Jó.

O medo paralisa as bênçãos, o favor e a cura, etc. Já percebeu como algumas pessoas vivem todos os dias com medo de morrer. O medo é a ante-sala da derrota, é derrota antecipada.

Em segundo lugar, fé e medo, não são apenas pensamentos ou sentimentos, são espíritos. Sim! Todas as vezes que o medo se manifestar, pondere se o que está sentindo é apenas um pensamento ou sentimento.

“Porque Deus não nos deu ESPÍRITO DE MEDO; mas sim de poder, de amor, e de moderação.” 2Tm 1:7 (BL)

Tendo, porém, o mesmo ESPÍRITO DA FÉ, como está escrito: Eu cri; por isso, é que falei. Também nós cremos; por isso, também falamos...”.  2Co 4:13

Você terá de decidir alimentar o medo ou a fé a partir de hoje. O medo pode ter nascido da mente por conta de um pensamento errado, porém, nos textos citados, Paulo diz que medo e fé são espíritos. Paulo também nos fala que precisamos manifestar fé tendo uma mente equilibrada (2Tm 1:7). A palavra “moderação” é “sophronismos” que significa admoestação ou chamado à estabilidade de mente, à moderação e autocontrole. Domine e vença o medo na mente e ele desaparecerá.

Durante todos os dias nós podemos acreditar que Deus está no controle ou ficar atemorizado com medo das tantas adversidades e desafios que nos rodeiam. Neste momento devemos decidir manifestar fé em Deus, na Sua poderosa Palavra, ou, doutra sorte, deixaremos o medo sufocar nossos sonhos. Não há neutralidade. Alimente o medo pensando negativamente e a fé te deixará. Ative a fé pensando corretamente e o medo se irá.

366 vezes a expressão “não temas”.

Por diversas vezes, eu ouvi pregadores dizendo que a expressão “não temas” aparece 366 vezes na Bíblia. Uma para cada dia do ano. Eu creio nisso porque Jesus disse que todos os dias temos uma porção de lutas e desafios (Mt 6:34), Ele também nos ensinou a orar pedindo o pão de cada dia. Pão é alimento que nos sustenta e nos dá forças. E o pão de cada dia são as promessas que o Senhor nos tem feito.

Dizem os estudiosos, que existem por volta de 32.000 palavras de promessas na Bíblia. Segundo a “Concordância Exautiva de Strongs”, a expressão “não temas” que no hebraico é “yare ocorre 305 vezes nas Escrituras, e quando associamos à soma, todos os equivalentes desse termo como uma promessa dos cuidados protetores de Deus para Seu povo, chegamos a 365 promessas de cuidado e livramento. Vamos colocar nossos corações nessa maravilhosa sentença “não temas”.

Vença o medo crendo

“Não temas, crê somente.” Mc 5:36

Nas palavras ditas por Jesus ao chefe da sinagoga, a lição é: Vença o medo crendo!

A maioria dos nossos medos não tem fundamento na realidade, eles nada mais são do que um conjunto de sombras sinistras nas nossas mentes, e sombras são desprovidas de realidade, são apenas sombras, nada mais que isso.

Na Bíblia encontramos a fórmula perfeita para livrar-nos do medo.

“Busquei o SENHOR, e ele me acolheu; livrou-me de todos os meus temores.” Sl 34:4

No amor não existe medo; antes, o perfeito amor lança fora o medo.” 1Jo 4:18

Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou o teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a minha destra fiel.” Is 41:10

Vencendo o medo pelo poder da fé. Sl 34:4. Pr. Edenir Araújo. Culto de Celebração - 16/02/20

Meses atrás , eu e minha esposa estávamos indo de carro para Poá, quando percebi que o marcador de combustível estava na reserva. Quando a...