20090831

Palavra do Culto de Celebração 30/08/09 - Disc. Vinicius Cano

O Poder de Governo da Igreja Mateus 18:15-20

"Se teu irmão pecar [contra ti], vai argüi-lo entre ti e ele só. Se ele te ouvir, ganhaste à teu irmão. Se, porem, não te ouvir, toma ainda contigo uma ou duas pessoas, para que, pelo depoimento de duas ou três testemunhas, toda palavra se estabeleça. E, se ele não os atender, dize-o à igreja; e, se recusar ouvir também a igreja, considera-o como gentio e publicano. Em verdade vos digo que tudo o que ligardes na terra, terá sido ligado no céu, e tudo o que desligardes na terra, terá sido desligado no céu. Em verdade também vos digo que, se dois dentre vos, sobre a terra, concordarem a respeito de qualquer cousa que porventura pedirem, ser-lhes-á concedida por meu Pai que esta nos céus. Porque onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, ali estou no meio deles.” (Mateus 18:15-20).

Temos o encargo de levar a mensagem do Evangelho a todas as nações, mas o que nos impede de multiplicar as nossas células? O que nos impede de ter discípulos? O que nos impede de ter uma célula Forte?

Nesta passagem que lemos em Mateus 18, percebe-se que há duas partes bem distintas entre si. A primeira parte nos fala de um caso isolado e especial, mas a segunda parte nos fala de um importante principio da palavra de Deus.

“A terra governa o céu”

“Em verdade vos digo que tudo o que ligardes na terra será ligado no céu, e tudo o que desligardes na terra, será desligado no céu”.

Qual a característica desse versículo?
O ponto em questão aqui é que a ação na terra precede a ação no céu. Não é que o céu liga primeiro, mas a terra é quem define. O que aprendemos é que a terra governa o céu. Só há governo entre os irmãos.

Tudo parte da terra!
Vejamos alguns exemplos no Antigo Testamento do governo da terra sobre o Céu.
Moisés e Josué. (Êxodo 17:9-11)

Deus tem uma vontade mas não quer fazer nada sozinho.
A respeito do governo terreno sobre o Céu, gostaria de compartilhar três princípios básicos do texto de Mateus 18:18-20.

1. Declarando a vontade de Deus.

· Todo tipo de Governo só funciona se estiver sobre um grupo de Leis.
· Essas Leis neste caso é a palavra de Deus.
· Só há eficácia no governo se houver fidelidade no cumprimento das Leis estabelecidas.
· Devemos governar com a vontade de Deus.

2. Harmonia no Espírito Santo.

· Não somente um acordo no pedir alguma coisa, mas unanimidade na terra a respeito de tudo que os crentes irão pedir.
· Ele não quer dizer que duas pessoas concordem primeiro e então peçam a Deus.
· Deus esta dizendo que se concordarmos em tudo (harmonia no Espírito Santo), qualquer ponto particular que lhe pedirem será concedido.
· Temos que andar em Harmonia.
· Esta é a unidade Corpo, ou seja, no Espírito Santo.

3. Estiverem Reunidos em meu nome.

· Porque é importante que nos reunamos em nome de Jesus?
· Porque pessoas são salvas em nossas reuniões?
· Porque pessoas são curadas nas nossas células?
· Porque há poder de Deus em nossos cultos e Encontros?
· A respostas dessas perguntas estão todas no verso 20.
· A presença do Senhor Jesus em nossas células e reuniões é a razão de todo esse mover da igreja de cura, salvação e milagres.
· Deus quer que nós governemos o céu através da Igreja.

20090825

Palavra do culto de celebração 23/08/09 - Pr. Edenir Araújo




OBSERVAÇÕES SOBRE A CEIA DO SENHOR. Lc 22:17-20


"Então Jesus tomou o cálice, deu graças e disse: Tomai-o e reparti-o entre vós. 18 Pois vos digo que não mais beberei do fruto da vide, até que venha o reino de Deus. 19. E tomou o pão, deu graças, partiu-o e deu-lhes, dizendo: Isto é o meu corpo que por vós é dado; faze isso em memória de mim. 20. Semelhantemente tomou o cálice, depois da ceia, dizendo: Este é o cálice da Nova Aliança no meu sangue derramado por vós.”

Propósitos da Santa Ceia

1º Trazer à memória o que Cristo fez por nós. V.19

A ministra de adoração Ana Paula Valadão Bessa, em 1999, compôs uma linda canção onde ela cita o texto do profeta Jeremias, que diz: "Quero trazer à memória aquilo que me dá esperança".
A Ceia do Senhor é uma cerimônia que tem, exatamente, esse objetivo: trazer à lembrança o importante acontecimento do sacrifício de Jesus.O próprio Senhor estabeleceu esta cerimônia para ser assim, porque lemos no v.19 que Jesus disse: "Façam isto em memória de mim". E Jesus mostrou o que devemos fazer: Ele tomou nas mãos dois elementos: o Pão e o Vinho. Disse para pegar o pão como símbolo do Seu corpo, e tomar o suco de uvas, como símbolo do Seu sangue. E distribuiu aos discípulos, orientando-os a comer o pão e a beber do cálice - Jesus estava ensinando: Do mesmo modo como o organismo se nutre de energia, de força, pelo comer e beber, assim também se dá com a nossa fé: ela é revigorada, fortalecida, quando nos apropriamos de Jesus.E convém destacar ainda o seguinte, que Jesus disse: "Façam isso em memória de mim". Esta cerimônia serve para trazermos Jesus à memória, trazermos Jesus à nossa lembrança.E lembrança de que? ...de Jesus menino, na infância, deitado na manjedoura ou a discutir com os doutores da lei no templo? Não. ...a lembrança de Jesus ensinando ou estendendo as mãos para curar os doentes? Não.
Nesta cerimônia, nós lembramos de Jesus morrendo na cruz, com cravos prendendo Suas mãos e com coroa de espinhos comprimindo Sua cabeça, num verdadeiro sacrifício de amor por nós, que pecamos contra Deus. Sim, com esta cerimônia, recordamos a morte de Jesus na cruz, as feridas em Seu corpo e o sangue que foi derramado...E lembramos que tudo isso foi uma prova do amor que Deus tem por nós, livrando-nos da morte e da perdição eterna.Jesus disse para comermos do pão e bebermos do cálice, trazendo isto à memória.Ao invés de ficar pensando tanta coisa ruim, ocupando sua mente com tanta porcaria, vamos pensar nas coisas que são do alto. Amados, vamos fazer isto: Vamos trazer à memória aquilo que nos dá esperança. Pelo sacrifício de Jesus na cruz, temos salvação eterna e paz com Deus nesta vida.Portanto, ao cear, faça isto em memória do Senhor: traga à sua memória o que Jesus fez por você na cruz; Ele te tirou das trevas, te libertou da condenação... Ele te trouxe para o Reino de Deus, onde há segurança e paz.Oh! Amado irmão, ao lembrar que Jesus morreu por você na cruz, oro para que você também se lembre de que deve viver para Ele.

2º Nos fazer enxergar o reino vindouro. 1Co 11:25-26

“Semelhantemente também, depois de cear, tomou o cálice, dizendo: Este cálice é o novo testamento no meu sangue; fazei isto, todas as vezes que beberdes, em memória de mim. Porque todas as vezes que comerdes este pão e beberdes este cálice anunciais a morte do Senhor, até que venha.” 1Co 11:25-26

Este é um outro aspecto da santa ceia, nos fazer enxergar o reino vindouro. Veja que enquanto ceiamos, estamos nos preparando para a volta de Cristo. Cear é dizer: Maranata, ora vem Senhor Jesus! Aqueles que participam do pão e do vinho, estão na verdade se preparando para a volta de Cristo. Estes estão a espera de seu Senhor, prontos para serem arrebatados.

Muitos estão andando errantes, desrregrados, desgarrados, pois não mais enxergam a iminente vinda de Cristo. Vivem de qualquer maneira, não se importando com a volta do Senhor.

"Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos do céu, mas unicamente meu Pai. E, como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem. Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, E não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do homem." (MT 24:36,39)

“Mas o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra, e as obras que nela há, se queimarão.” 2Pe 3:10

Mencionar Mateus 24:45-51

45 Quem é, pois, o servo fiel e prudente, que o seu senhor constituiu sobre a sua casa, para dar o sustento a seu tempo?
46 Bem-aventurado aquele servo que o seu senhor, quando vier, achar servindo assim.
47 Em verdade vos digo que o porá sobre todos os seus bens.
48 Mas se aquele mau servo disser no seu coração: O meu senhor tarde virá;
49 E começar a espancar os seus conservos, e a comer e a beber com os ébrios,
50 Virá o senhor daquele servo num dia em que o não espera, e à hora em que ele não sabe,
51 E separá-lo-á, e destinará a sua parte com os hipócritas; ali haverá pranto e ranger de dentes.

3º Restaurar a condição do corpo de Cristo. 1Co 11:17-22

Deus está nos guardando de sentimentos de mágoa e tristeza com nossos irmãos. A igreja de Corinto era uma igreja dividida por muitas causas, e uma delas era a condição social de seus membros. Aqui Paulo enfatiza a necessidade de relacionar como corpo sem pressa. “pois quando comeis, cada um se apressa a tomar sua própria ceia.” V. 21
Veja que não havia amor no meio daqueles irmãos, pois o amor prioriza o próximo.

4º Mostrar a real condição dos participantes do corpo de Cristo. 1Co 11:27-30

Aqui podemos ver que todos aqueles que participam do corpo de Cristo precisam de cura, por essa razão Paulo escreveu que o homem precisaria se examinar a si mesmo antes de comer do pão e beber do cálice. V. 28

Veja que muitos no dia da ceia, faltam na igreja, e se ausentam porque não crêem que Deus pode perdoar pecados. Estão na verdade lutando com Deus. Outros até vão ao culto, mas dizem: “Eu não vou cear pois não sou digno, estou em pecado.” Parece espiritual, mas é carne pura! É ego não se arrepender não cumprindo assim a vontade de Deus.

Independente do pecado cometido, arrependa-se e participe da Ceia do Senhor para cura e restauração do corpo de Cristo.

20090818

Palavra do culto de celebração 16/08/09 - Pr. Rogério Braga









A NOIVA VENCEDORA



Igreja de Vencedores, Quem a Edificará?



Deus tem um anelo: Edificar a Sua Casa, através da sua igreja.Igreja de Vencedores, Quem a Edificará?Muitos Filhos semelhantes a Jesus.
Mas a Igreja falhou, e tem falhado. Por isto, Deus traz o chamado dos Vencedores, conforme narrado em Apocalipse 2 e 3.
Apocalipse 2 e 3, a palavra vê ao vencedor aparece 7 vezes,
Apocalipse 21:7 O vencedor herdará estas coisas, e eu lhe serei Deus, e ele me será filho.
...v9 ¶ Então, veio um dos sete anjos que têm as sete taças cheias dos últimos sete flagelos e falou comigo, dizendo: Vem, mostrar-te-ei a noiva, a esposa do Cordeiro;
A Bíblia usa de alegorias e ilustrações para nos traduzir verdades espirituais.
Os Vencedores, não são pessoas especiais, são aqueles que trazem o Padrão de Deus Normal em tempos de anormalidade. A Palavra de Deus, usa algumas alegorias e ilustrações para nos traduzir verdades espirituais. Uma Ilustração na Palavra de Deus é sobre a Noiva do Cordeiro, para simbolizar a igreja de vencedores. A mulher em alguns contextos da bíblia serve como uma alegoria para o Reino dos céus, a igreja de vencedores.
Provérbios 31: 10-31
10 ¶ Mulher virtuosa, quem a achará? O seu valor muito excede o de finas jóias.
11 O coração do seu marido confia nela, e não haverá falta de ganho.12 Ela lhe faz bem e não mal, todos os dias da sua vida....
25 A força e a dignidade são os seus vestidos, e, quanto ao dia de amanhã, não tem preocupações.



Algumas características de uma igreja (noiva) vencedora!



1. Ela vale mais do que pedras preciosas.



Raridade desta igreja (noiva) e seu grande valor.
v10 Mulher virtuosa, quem a achará? O seu valor muito excede o de finas jóias.
v10 Como é difícil encontrar uma boa esposa! Ela vale mais do que pedras preciosas!
Deus ama todos os seus filhos igualmente!
2 Timóteo 2:20 Ora, numa grande casa não há somente utensílios de ouro e de prata; há também de madeira e de barro. Alguns, para honra; outros, porém, para desonra.
Diamante é carvão que passou pela pressão e calor:
Todo diamante era carvão, mas nem todo carvão vira diamante.
Compromisso e cumpre até o fim.
Liberdade e sinal de vagabundagem.
Pessoas bem sucedidas tem compromisso com outras.

2. É totalmente consagrada ao noivo.



É uma pessoa da alta confiança do Noivo.
V11 Seu marido confia nela, e não haverá falta de ganho. 12 Ela lhe fará o bem e não o mal todos os dias da sua vida.
v11 O seu marido confia nela e nunca ficará pobre. 12 Em todos os dias da sua vida, ela só lhe faz o bem e nunca o mal.
Como Samuel darão todos os seus dias para Deus.
Têm acesso ao “Cartão Infinit”, um cartão de crédito para clientes especiais de bancos. Clientes da alta confiança do banco, que possuem um crédito ilimitado.

3. É uma igreja forte, digna e de muita fé.



v25 A força e a dignidade são os seus vestidos, e, quanto ao dia de amanhã, não tem preocupações.
v25 É forte, respeitada e não tem medo do futuro.
É possível conciliar força e reconhecimento.
Muitas igrejas e crentes são fortes mas não são dignos. Força tem a ver com poder e dons do Espírito. Quando falamos de dignidade falamos de reconhecimento, uma igreja de vencedores tem poder e reconhecimento de Deus.



A FÉ QUE FORTALECE
Romanos 4:18 Abraão, esperando contra a esperança, creu, para vir a ser pai de muitas nações, segundo lhe fora dito: Assim será a tua descendência.19 E, sem enfraquecer na fé, embora levasse em conta o seu próprio corpo amortecido, sendo já de cem anos, e a idade avançada de Sara, 20 não duvidou, por incredulidade, da promessa de Deus; mas, pela fé, se fortaleceu, dando glória a Deus, 21 estando plenamente convicto de que ele era poderoso para cumprir o que prometera. 22 Pelo que isso lhe foi também imputado para justiça.
A vida cristã normal é viver pela fé. O crente que vive pela fé deveria ser:
Alegre,
Forte,
Plenamente feliz,
Grato pela vida vitoriosa presente, futura!
Entusiasmado, animado!



Porque então ao invés de nós ficarmos cada vez mais fortes devido as lutas, tribulações, desesperanças, etc., que sofremos assim como Abraão sofreu, ficamos mais e mais desanimados? Porque não levamos para Deus! E não deixamos lá no altar nossas causas, problemas, etc.
Sintomas da falta de entrega das nossas causas:
Ira, Murmuração.
Passamos a ver coisas erradas em tudo.
Misturamos as pressões da vida.
Deixamos de enxergar os ataques de satanás.
Perdemos a sensibilidade espiritual.
Deixamos de servir o próximo.
...quanto ao dia de amanhã, não tem preocupações.

As dificuldades, tribulações, ataques do inimigo, etc., na vida cristã, servem para fortalecer ainda mais a nossa fé.
Abraão creu contra a esperança, não enfraqueceu na fé, pelo contrário, fortaleceu ainda mais louvando a Deus!
Quando colocamos tudo no altar, descansamos de fato.

Conclusão:
Apocalipse 21:7 O vencedor herdará estas coisas, e eu lhe serei Deus, e ele me será filho.
...v9 ¶ Então, veio um dos sete anjos que têm as sete taças cheias dos últimos sete flagelos e falou comigo, dizendo: Vem, mostrar-te-ei a noiva, a esposa do Cordeiro;
1. Valer mais que pedras preciosas
2. Consagrado ao Noivo
3. Fortalecidos na fé

20090810

Culto de Celebração 09/08/09

JEJUM DE PALAVRAS NEGATIVAS
Pr. Edenir Araújo

“Põe guarda Senhor à minha boca, e vigia a porta dos meus lábios.”

Muitas pessoas ignoram completamente o poder das palavras. Mas a Bíblia mostra que tudo o que Deus fez ele fez pela sua palavra. Deus criou todas as coisas pelo poder da palavra.
Ele disse: “haja luz e ouve luz”. Ele continuou dizendo e todas as coisas passaram a existir. Jesus era a palavra e fez muitas coisas pela palavra.
Ele ressuscitou um homem morto dizendo: Lázaro, sai para fora desse sepulcro.
Curou o paralítico dizendo: “Eu quero que você seja limpo!”.
Jesus acalmou a tempestade dizendo: “Cala-te, aquieta-te. E cessou o vento, e fez-se grande bonança.”
Pela palavra Jesus também amaldiçoou a figueira de Betânia.
Pela palavra multiplicou pães e peixes dizendo: “Pai graças te dou por esse alimento”.
Também pela palavra Jesus expulsou demônios, perdoou pecados.

Muitas coisas estão acontecendo por conseqüência do que você fala, mas por outro lado muitas coisas não estão acontecendo por que muitas coisas você tem deixado de falar. O objetivo deste tempo de jejum é moldar o nosso falar de acordo com Deus.

A seguir estão algumas orientações a respeito deste tempo de Jejum. No que consiste o jejum de palavras:

1º Não murmurar
“E não murmureis, como alguns deles murmuraram, e pereceram pelo destruidor.” 1Co 10:10

Observe que a murmuração atrai um demônio chamado destruidor. Nm 21:4-6

Quem murmura atrai demônios para si. Os demônios entram quando começamos a murmurar.
Quando você murmura contra o seu cônjuge, demônios entram no seu relacionamento. Quando você murmura contra o seu patrão, os demônios entram no seu trabalho. Quando você murmura contra seu líder, os demônios entram no seu ministério. Diga ao seu irmão serão trinta dias de jejum sem murmuração.

2º Não criticar.
“completai o meu gozo, para que tenhais o mesmo modo de pensar, tendo o mesmo amor, o mesmo ânimo, pensando a mesma coisa.” Fl 2:2

Você fica mais motivado com a crítica ou com o elogio? È claro que o elogio motiva muito mais do que a crítica. Qual a diferença da crítica construtiva e destrutiva? A crítica construtiva é aquela que você faz, enquanto que a destrutiva é a que você recebe.

3º Não amaldiçoar.
“abençoai aos que vos perseguem; abençoai, e não amaldiçoeis”. Rm 12:14

Abençoar é o papel do crente, somos abençoador de vidas. Rm 12:17-21. A maneira de curar um mal que alguém te fez é pagar com o bem.

4º Não falar palavras torpes.
“Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que seja boa para a necessária edificação, a fim de que ministre graça aos que a ouvem.” Ef 4:29

Essa palavra torpe, é “sapri” no grego, que significa “carne de peixe estragada”. Imagine você estragando seus relacionamentos com palavras torpes.

5º Não difamar.
1 Quem, Senhor, habitará na tua tenda? quem morará no teu santo monte? 2 Aquele que anda irrepreensivelmente e pratica a justiça, e do coração fala a verdade; 3 que não difama com a sua língua, nem faz o mal ao seu próximo, nem contra ele aceita nenhuma afronta; Sl 15:1-3

O texto quase que dispensa explicação. Não podemos propagar coisas negativas.

6º Não falar palavras de incredulidade.
“Ora, temos o mesmo espírito de fé, conforme está escrito: Cri, por isso falei; também nós cremos, por isso também falamos” 2Co 4:13
A palavra da fé é contrária a palavra de incredulidade (Pv 18:21). O incrédulo é um pessimista, pois este sempre vai enxergar e enaltecer o problema. Se temos fé temos de expressá-la por palavras.

7º Ser mensageiro de boas notícias. Is 61:1

Somos portadores de boas novas. Fomos chamados para dar boas noticias, falar sobre o plano de Deus para o homem caído. Atos 1: 8 nos fala disso, sobre sermos testemunhas das bênçãos de Deus.

“Põe guarda Senhor à minha boca, e vigia a porta dos meus lábios.”