Pular para o conteúdo principal

O cristão e a política. Parte 2. Rm 12:1-2. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 20/12/15

1 Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis o vosso corpo em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. 2 E não vos conformeis com este mundo (Não tomem a forma do mundo), mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus. Rm 12:1-2

Introdução

Vivemos um tempo de transição, um tempo de inversão de valores. O certo se tornou errado e o errado se tornou certo. O normal virou anomalia e a anomalia se tornou algo normal. Diante dessa realidade, nós precisamos ter um posicionamento definido sobre o papel da igreja e do cristão no tocante a realidade política e da sociedade para que não sejamos levados de um lado para o outro por todo vento de filosofias e doutrinas esquerdistas comunistas.
Nós não precisamos saber sobre todos os assuntos e ter uma posição definida sobre os mesmos, mas com relação aos temas pertinentes à nossa confissão e prática de fé devemos nos posicionar. Pois quem não se posiciona está dividido. Não é quente e nem frio, está morno a ponto de ser vomitado.

Três pensamentos mais comuns entre os crentes sobre política

No decorrer da história, os cristãos têm debatido frequentemente sobre o papel da igreja na política. Sobre isso, parece haver três posições mais comuns:
1. Em primeiro lugar, há aqueles que defendem que a igreja não deve ter nenhuma atividade política. Esses irmãos defendem que o reino de Deus não é deste mundo e estamos aqui para edificar a nação santa e uma nação deste mundo. Muitos dize: “Política e religião não se misturam”.
2. Um segundo grupo acredita que tanto a igreja como os crentes individualmente possuem responsabilidades sociais e políticas e, portanto, deveriam trabalhar e se empenhar para que as condições de vida no país melhorassem.
3. Há ainda um terceiro grupo que acredita que a igreja deveria fundar partidos políticos e se engajar numa luta revolucionária de transformação da ordem social e política vigentes. Esses cristãos acreditam que o reino de Deus será estabelecido na terra através da igreja, por isso trabalham para que a igreja possa tomar o poder político.

1. Politicamente Correto

O seu coração está dividido; por isso, serão culpados...”. Os 10:2a

“Então, Elias se chegou a todo o povo e disse: Até quando coxeareis entre dois pensamentos? Se o SENHOR é Deus, segui-o; e, se Baal, segui-o. Porém o povo lhe não respondeu nada.” 1Re 18:21

Um povo que diante de desafios não responde nada é um povo que aceita tudo! Nós não devemos responder nada a esse governo esquerdista e maligno, mas devemos dar respostas a Deus!
Evidentemente, existem posições mais ou menos radicais em cada uma dessas vertentes, mas qual delas seria a posição mais bíblica a ser seguida?
Não vou dar essa resposta agora, mas vou te dizer o que o governo quer que você faça.

O governo com suas políticas públicas quer que você seja Politicamente correto!
Você já ouviu falar do politicamente correto? Essa expressão ou o movimento do “Politicamente correto” surgiu nos Estados Unidos para adequar a sociedade num padrão governamental de concessões. Qual o problema disso? O problema é que ser politicamente correto é de certa forma fazer concessões.

Exemplo de ser politicamente correto
·     
    No seu trabalho, você vê um colega que é casado, flertando com uma moça também casada. O que você faz? NADA! Porque você é politicamente correto.
·     Na sala de espera do seu dentista, alguém está ao seu lado, dizendo que vai consultar um feiticeiro e você mesmo ouvindo tudo isso, o que faz? NADA! Porque você é politicamente correto.
·     Alguém te pede para contar uma mentirinha, e você faz o que? NADA! Porque você é politicamente correto.
·   A TV, mostra um beijo gay às 3 horas da tarde e o que nós fazemos? NADA! Porque somos politicamente corretos!
·  Um casal de homoafetivos se beijam na sua frente e o que você faz? NADA! Porque você é politicamente correto.
·     Alguém contesta a nossa fé cristã e o que muitas vezes nós fazemos? NADA!
·     Alguém diz que vai te ajudar a passar no exame da auto escola, mas para isso você precisa pagar um valor por fora. O que você faz? NADA!

A política da boa vizinhança só foi criada para que não façamos inimigos.

O problema da “política da boa vizinhança” na verdade é um regime de concessão. A concessão nada mais é do que “mistura”. E toda mistura é condenada por Deus.

No dia do casamento de Adão e Eva o Senhor disse: “Deixará o homem pai e mãe e unir-se-a à sua esposa”. A direção dada a Abrão foi para separar-se da sua parentela e ir para uma terra desconhecida. O que ele fez? Levou seu primo Ló com ele. Noutra parte da história bíblica, Deus pediu para que Moisés tirasse o povo hebreu do Egito, mas no Êxodo, o “populacho”, que provavelmente era formado por Egípcios descontentes com Faraó ou maravilhados com os milagres feitos através de Moisés, se misturou com os Hebreus. Isso trouxe muitos problemas para Israel. Deus sempre pediu para que seu povo não fizesse aliança com outros povos pagãos, e até no ensino do Novo Testamento, Paulo diz que as trevas não podem associar com a luz. Ele pergunta: “Mas que sociedade pode haver entre trevas e luz?”.

“E não vos associeis às obras infrutíferas das trevas; pelo contrário, condenai-as...”. Ef 5:11a

Ex: Se misturarmos uma gota de Clorofórmio Fecal a um litro d’água, estragaremos toda água.

Ex: Evo Morales, na Bolívia, deu ao Papa um Cristo cruscificado no símbolo do comunismo, na foice e no martelo.

Segundo a Revista Veja, o comunismo matou 135 milhões de pessoas, na sua maioria cristãs. Se somarmos todos os mortos em todas as guerras de 2000 anos para cá, não dá pra alcançar o número de mortos pelo comunismo. A história do comunismo é uma história de genocídio.
Quando Papa aceitou esse presente do Evo Morales, ele deu um tapa na cara de todos os cristãos que foram presos, injustiçados ou mortos na China, Coréia do Norte, URSS, Albânia, Romênia, Polônia, etc. 

Jonh Piper e o Politicamente Correto

Na era do politicamente correto, os cristãos enfrentam diversos tipos de problemas por não se adequarem ao discurso que a sociedade espera seja repetido por todos. O teólogo e escritor John Piper, em artigo recente ao site The Christian Post, abordou uma “verdade inconveniente”, mas que está clara nas Escrituras.
“Se você é um cristão e não tem inimigos, está fazendo algo errado”, é o tema do ensino.
A partir dos textos bíblicos e analisando a sociedade contemporânea, o pensamento cristão não será bem recebido. O texto de Lucas 6:26, aborda essa questão: “Ai de vós, quando todos os homens falarem bem de vocês”. Então Piper avisa os crentes, “Se você não tem nenhum inimigo, sua vida cristã provavelmente não está muito bem.”

A perseguição do Império Romano nos dias dos primeiros crentes

Na época da perseguição contra os cristãos nos dias do Império Romano, Cezar era adorado como Senhor Então, dizem os estudiosos que para se livrarem da morte eles só precisavam aceitar o senhorio de Cezar. A proposta era ser politicamente correto. 

Jesus foi rejeitado pelos seus ensinamentos e criticado até mesmo pelos religiosos em seus dias. Andar no caminho de Jesus, significa andar na contra mão do caminho de outros tantos ideólogos. Ser cristão hoje é ser criticado e escarnecido, chamado de retrógrado, fundamentalista, etc.

Continua...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O poder de crer e confessar. Parte 2. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 04/09/16

Entendendo a fé...
1. A fé é um espírito (2Co 4:13)
“Tendo, porém, o mesmo espírito da fé, como está escrito: Eu cri; por isso, é que falei. Também nós cremos; por isso, também falamos...”. 2Co 4:13
Veja que a fé não é questão de fórmula, mas de espírito. Paulo diz que temos o mesmo espírito de fé de Abraão, Moisés ou Davi. Sendo a fé um espírito, ela é contagiosa e por isso pode se espalhar. Você deve se lembrar do dia em que os doze espias foram enviados para espiar a terra de Canaã. Depois de quarenta dias, eles voltaram e dez deles disseram:
“Não podemos conquistar essa terra. As muralhas são muito largas, os gigantes, muito altos, e nós somos muito pequenos”. Mas dois deles, Josué e Calebe, disseram: “Vamos conquistar a terra, como pão, os podemos devorar; retirou-se deles o seu amparo; o SENHOR é conosco; não os temais”. Nm 14:9
Toda a nação acreditou nos dez espias e, por causa disso, morreram no deserto; mas, a respeito de Calebe, o Senhor disse que nele havia um espírito difer…

Destruindo os inimigos das nossas orações. Dn 10:12-13. Parte 2. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 13/08/16

"12 Então, me disse: Não temas, Daniel, porque, desde o primeiro dia em que aplicaste o coração a compreender e a humilhar-te perante o teu Deus, foram ouvidas as tuas palavras; e, por causa das tuas palavras, é que eu vim. 13 Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu por vinte e um dias; porém Miguel, um dos primeiros príncipes, veio para ajudar-me, e eu obtive vitória sobre os reis da Pérsia.” Dn 10:12-13
Por que temos tanta dificuldade para orar?
Eu creio que todos temos ideia de quanto a oração é importante pelo grau de dificuldade que sempre enfrentamos para orar. O nosso inimigo vai lutar de todas as formas para impedir que nossas orações cheguem ao trono do Pai. Ele vai tentar colocar barreiras que vão tentar invalidar nossas orações, para que a nossa oração não seja ouvida pelo Senhor. Precisamos remover então essas barreiras para o êxito na nossa oração.
Guarde essa verdade: O diabo e os demônios não querem que você ore! Eles sempre se oporão a você, pois sabem melhor d…

Ore até que algo aconteça! Is 62:6-7. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 24/07/16

“6 Sobre os teus muros, ó Jerusalém, pus guardas, que todo o dia e toda a noite jamais se calarão; vós, os que fareis lembrado o Senhor, não descanseis, 7 nem deis a ele descanso até que restabeleça Jerusalém e a ponha por objeto de louvor na terra.”  Is 62:6,7
Introdução
Toda ação sobrenatural de Deus é precedida de oração. As chuvas de bênçãos não caem sem que antes nossos joelhos se dobrem. Deus não sarará a nossa terra sem que primeiro seu povo se humilhe e ore fervorosa e perseverantemente. (2Cro 7:14)
Jonathan Edwards, o clássico teólogo do avivamento disse: “Quando Deus tem algo muito grande para realizar em favor da igreja, o desejo dele é que esse seu ato seja precedido por orações extraordinárias do seu povo.”
Muitos cristãos estão vivendo tempos de estiagem e sequidão, porque não oram. Alguém me disse: Pastor Edenir, em minha igreja a reunião de oração está em estado de coma, está na UTI prestes a morrer. Os irmãos andam muito ocupados para ocupar-se com Deus em oração.
Não pode…