Pular para o conteúdo principal

Quem é Deus no Salmo 23? Sl 23:1-6. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 08/05/16

“1 O SENHOR é o meu pastor; nada me faltará. 2 Ele me faz repousar em pastos verdejantes. Leva-me para junto das águas de descanso; 3 refrigera-me a alma. Guia-me pelas veredas da justiça por amor do seu nome. 4 Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal nenhum, porque tu estás comigo; o teu bordão e o teu cajado me consolam. 5 Preparas-me uma mesa na presença dos meus adversários, unges-me a cabeça com óleo; o meu cálice transborda. 6 Bondade e misericórdia certamente me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na Casa do SENHOR para todo o sempre.” Sl 23:1-6

Introdução

O Salmo 23 é o texto mais conhecido de toda a Bíblia. Milhões de pessoas espalhadas por todo mundo sabem décor este Salmo.

Sua mensagem tem sido bálsamo para os feridos, consolo para os tristes, refúgio para os desesperados. Vemos compreendido neste texto, a sublime verdade de que Deus é a nossa completa provisão.

A nossa maior necessidade, não é receber as bênçãos de Deus, mas receber o próprio Deus das bênçãos. O Doador é mais importante do que a dádiva. Só Deus nos satisfaz!

Mas lendo o Salmo 23, nós vemos o salmista apresentando um Deus, assim, cabe´-nos uma pergunta: Quem é Deus no Salmo 23?

Antes de responder, preciso dizer que neste Salmo 23, podemos ver alguns atributos, ou aquilo que é próprio deste Deus dadivoso, deste Deus abençoador.

Quem é Deus no Salmo 23?

1. Jeová Rohi - “O Senhor nosso Pastor”

“O Senhor é meu pastor...” V. 1a

Esse termo significa: “O Senhor é o meu pastor”. O pastor é aquele que alimenta, protege, guia, disciplina e restaura. Deus é quem nos conduz pelas veredas da justiça e nos faz descansar nos pastos verdes.

Ele é o pastor que nos acolhe nos braços e nos dá segurança. : “O Senhor é meu pastor...”

A medida que você medita nesse simples versículo, começa a perceber que o Senhor é (presente do indicativo) o nosso pastor. Um pastor supre as necessidades das suas ovelhas, as alimenta e protege. Mesmo quando cruzamos por caminhos e vales escuros, Ele não nos desampara e ainda nos prepara uma mesa farta no deserto.

Quem é Deus?

2. Jeová Jireh - “O Senhor proverá”

“...nada me faltará.” V. 1b

Esse termo significa “O Senhor proverá”. Davi diz: “O Senhor é o meu pastor, nada me faltará” (v. 1). R

Porque Jesus é o nosso pastor, não teremos falta de nada. Não nos faltará sabedoria, direção, provisão, livramentos, alegria, amor, paz, bondade, paciência, disposição, entusiásmo, santidade, prosperidade, Ele é o Deus da Provisao completa!!!

Em tudo Ele nos dará provisão completa. Agora, bem nesse instante, nesse curto período de meditação sobre Jesus, a fé é transmitida e o seu coração é encorajado pelo fato de Jesus estar com você, ainda que esteja enfrentando alguns desafios.

O nosso pastor é o nosso provedor. Ele é a fonte de todo o bem. Dele procede toda boa dádiva. Quando os nossos recursos acabam, ele continua com seus celeiros abarrotados.

Ele nos abençoa com toda sorte de bênção. Temos não apenas suas dádivas, mas também, sua presença. Esta é de todas, a melhor provisão.

Aquele que não poupou o seu próprio Filho, antes, por todos nós o entregou, porventura, não nos dará graciosamente com ele todas as coisas?” Rm 8:32

“Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele tudo fará.” Sl 37:5

“...tendo por certo isto mesmo, que aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até o dia de Cristo Jesus.” Fl 1:6

Quem é Deus?

3. Jeová Shalom - “O Senhor nossa paz”

“Ele me faz repousar em pastos verdejantes. Leva-me para junto das águas de descanso...”. V. 2

Davi nos diz que o Senhor nos faz repousar e nos dá descanso (v. 2). Deus não apenas nos dá paz, Ele é a nossa paz. Ele é o Príncipe da paz segundo nos ensina o profeta Isaias.

Nós não estamos blindados contra os problemas diversos!

A nossa paz não é ausência de problemas. Ela não é circunstancial.

A nossa paz é uma pessoa divina. O próprio Deus é a nossa paz. Sua presença é que nos faz repousar em paz. Exemplo do Jonatas quando fica com medo de dormir sozinho no quarto.

Ele é o Jeová Shalom, que está conosco nas horas turbulentas da nossa vida, como nossa fortaleza e refúgio.

“Temamos, portanto, que, sendo-nos deixada a promessa de entrar no descanso de Deus, suceda parecer que algum de vós tenha falhado... Nós, porém, que cremos, entramos no descanso...”. Hb 4:1-3a

Deus te criou para o descanso, para a paz. Em que dia o homem foi criado??? No sétimo dia, o dia do descanso!

Devemos estar sempre nesse estado de paz no descanso da fé.

Em Colossenses 2:6, Paulo diz: “Ora, como recebestes Cristo Jesus, o Senhor, assim andai nele”. Cl 2:6

Como recebemos Cristo? Não foi pelo descanso da fé? Será que precisamos nos esforçar para guardar os mandamentos da lei para sermos salvos? Não! Será que tivemos de fazer penitências e procurar agradá-lO com boas obras? Certamente não! Nós tivemos apenas de crer com o coração e confessar com a boca que Ele é o Senhor. Paulo, então, diz que precisamos andar em Cristo da mesma forma que o recebemos, ou seja, crendo e entrando no seu descanso.

Quem é Deus?

4. Jeová Rafá - “O Senhor que sara”

“...refrigera-me a alma.” V. 3a

Davi diz que Deus refrigera a nossa alma (v. 3). Refrigerar a alma nos fala de um fator terapêutico. Ele é quem terapeutiza a nossa alma, cura o nosso corpo e refrigera o nosso coração. Ele é quem sara todas as nossas enfermidades, sejam elas da alma ou do corpo.

É ele quem leva as dores sobre si e abre para nós uma fonte de consolo e refrigério. Nele temos vida, cura, perdão e salvação.

“4 Certamente, ele tomou sobre si as nossas enfermidades e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus e oprimido. 5 Mas ele foi traspassado pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.” Is 53:4-5

Quem é Deus?

5. Jeová Tsidikenu - “O Senhor nossa justiça”

“Guia-me pelas veredas da justiça por amor do seu nome.” V.3b

Davi nos informa que Deus nos guia pelas veredas da justiça (v. 3). Mas, antes disso, ele é a nossa justiça. Só andamos pelas veredas da justiça, porque fomos justificados.

Pelo sangue de Cristo, nossos pecados foram cancelados, nossa dívida foi paga e todas as demandas da lei e da justiça foram plenamente satisfeitas pelo sacrifício substitutivo de Jesus. Cristo, nosso pastor, é também nossa justiça.

Passar o Vídeo medidor de bondade

Quem é Deus?

6. Jeová Shamah - “O Senhor está ali”

“Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal nenhum, porque tu estás comigo; o teu bordão e o teu cajado me consolam.” V. 4

Davi nos fala que Deus não nos abandona jamais, mesmo que cruzemos o vale da sombra da morte (v. 4). Ele é Deus presente, Jeová Shamah. Ele nunca nos desampara. Mesmo que sejamos infiéis, ele permanece fiel. Ele é como a sombra à nossa direita. Ele é quem nos carrega no colo, nos segura pela mão direita, e ao fim, nos recebe na glória. Jesus prometeu estar conosco sempre, até a consumação dos séculos.

Não precisamos temer nada nem ninguém, porque o Deus onipotente é a nossa companhia constante.

“E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século.” Mt 28:20

Davi nos dá um vislumbre do processo irreversível da salvação. Ele deixa claro que mesmo decidindo andar por caminhos tortuosos, ou por caminhos de morte, Deus permaneceria com ele.

Phillip Yancey disse que “não há nada que possamos fazer para esse Deus maravilhoso nos amar mais, e também não há nada que façamos que O leve a nos amar menos”. N’Ele não existem variantes, seu amor é imutável e incondicional.

Quem é Deus?

7. Jeová Nissi - “O Senhor é minha bandeira”

“5 Preparas-me uma mesa na presença dos meus adversários, unges-me a cabeça com óleo; o meu cálice transborda. 6 Bondade e misericórdia certamente me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na Casa do SENHOR para todo o sempre” Sl 23:5-6

Davi nos informa que Deus nos dá vitória sobre os nossos inimigos (v. 5). Ele prepara uma mesa para nós na presença dos nossos adversários. Ele nos honra, derramando óleo sobre a nossa cabeça e nos proporciona profusa alegria, fazendo o nosso cálice transbordar. Deus é a nossa bandeira e nossa vitória.

Nos dias do Rei Davi, toda vez que Israel vencia um guerra, os inimigos capturados eram escarnecidos diante do povo é um banquete era oferecido aos soldados do exercito de Israel.

Jesus é o nosso Rei, e também o nosso General de Guerra, e também o bom soldado que lutou e venceu as nossas batalhas. Por essa razão podemos dizer que em Cristo somos mais que vencedores!!!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O poder de crer e confessar. Parte 2. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 04/09/16

Entendendo a fé...
1. A fé é um espírito (2Co 4:13)
“Tendo, porém, o mesmo espírito da fé, como está escrito: Eu cri; por isso, é que falei. Também nós cremos; por isso, também falamos...”. 2Co 4:13
Veja que a fé não é questão de fórmula, mas de espírito. Paulo diz que temos o mesmo espírito de fé de Abraão, Moisés ou Davi. Sendo a fé um espírito, ela é contagiosa e por isso pode se espalhar. Você deve se lembrar do dia em que os doze espias foram enviados para espiar a terra de Canaã. Depois de quarenta dias, eles voltaram e dez deles disseram:
“Não podemos conquistar essa terra. As muralhas são muito largas, os gigantes, muito altos, e nós somos muito pequenos”. Mas dois deles, Josué e Calebe, disseram: “Vamos conquistar a terra, como pão, os podemos devorar; retirou-se deles o seu amparo; o SENHOR é conosco; não os temais”. Nm 14:9
Toda a nação acreditou nos dez espias e, por causa disso, morreram no deserto; mas, a respeito de Calebe, o Senhor disse que nele havia um espírito difer…

Destruindo os inimigos das nossas orações. Dn 10:12-13. Parte 2. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 13/08/16

"12 Então, me disse: Não temas, Daniel, porque, desde o primeiro dia em que aplicaste o coração a compreender e a humilhar-te perante o teu Deus, foram ouvidas as tuas palavras; e, por causa das tuas palavras, é que eu vim. 13 Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu por vinte e um dias; porém Miguel, um dos primeiros príncipes, veio para ajudar-me, e eu obtive vitória sobre os reis da Pérsia.” Dn 10:12-13
Por que temos tanta dificuldade para orar?
Eu creio que todos temos ideia de quanto a oração é importante pelo grau de dificuldade que sempre enfrentamos para orar. O nosso inimigo vai lutar de todas as formas para impedir que nossas orações cheguem ao trono do Pai. Ele vai tentar colocar barreiras que vão tentar invalidar nossas orações, para que a nossa oração não seja ouvida pelo Senhor. Precisamos remover então essas barreiras para o êxito na nossa oração.
Guarde essa verdade: O diabo e os demônios não querem que você ore! Eles sempre se oporão a você, pois sabem melhor d…

Ore até que algo aconteça! Is 62:6-7. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 24/07/16

“6 Sobre os teus muros, ó Jerusalém, pus guardas, que todo o dia e toda a noite jamais se calarão; vós, os que fareis lembrado o Senhor, não descanseis, 7 nem deis a ele descanso até que restabeleça Jerusalém e a ponha por objeto de louvor na terra.”  Is 62:6,7
Introdução
Toda ação sobrenatural de Deus é precedida de oração. As chuvas de bênçãos não caem sem que antes nossos joelhos se dobrem. Deus não sarará a nossa terra sem que primeiro seu povo se humilhe e ore fervorosa e perseverantemente. (2Cro 7:14)
Jonathan Edwards, o clássico teólogo do avivamento disse: “Quando Deus tem algo muito grande para realizar em favor da igreja, o desejo dele é que esse seu ato seja precedido por orações extraordinárias do seu povo.”
Muitos cristãos estão vivendo tempos de estiagem e sequidão, porque não oram. Alguém me disse: Pastor Edenir, em minha igreja a reunião de oração está em estado de coma, está na UTI prestes a morrer. Os irmãos andam muito ocupados para ocupar-se com Deus em oração.
Não pode…