Provisão completa por meio das promessas do Senhor. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 01/05/16


Introdução

“Deus não é homem, para que minta; nem filho de homem, para que se arrependa. Porventura, tendo ele prometido, não o fará? Ou, tendo falado, não o cumprirá?” Nm 23:19

A manifestação da graça não é parcial ela é conclusiva. Uma vez que o pecador é tocado pela graça no novo nascimento, a plenitude das bênçãos sem medidas podem ser experimentadas dia após dia até que tudo se cumpra.

“tendo por certo isto mesmo, que aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará (desenvolverá) até o dia de Cristo Jesus”. Fl 1:6

Muitos são os tesouros incluídos no pacote das riquezas da graça. Essas riquezas, num primeiro momento estão ligadas à fé em algo que não podemos ver, mas que certamente tem muito valor, pois são bênçãos espirituais. O primeiro tesouro da graça são as promessas de Deus para seus filhos.

“Dessa maneira, Ele nos deu as Suas grandiosas e preciosas promessas, para que por elas vocês se tornassem participantes da natureza divina”. 2Pe 1:4

“Se vocês permanecerem em mim, e as Minhas palavras permanecerem em vocês, pedirão o que quiserem, e Ihes será concedido”. Jo 15:7

É sempre bom lembrar que a graça é conclusiva, ou seja, Deus cumpre o que promete. Ele nos faz a promessa e se encarrega de cumpri-las uma a uma em nossas vidas. Ele não somente nos dá suas preciosas e grandiosíssimas promessas, como também é fiel e justo para trabalhar em nós para cumprir cada uma delas de maneira generosa e amorosa. Cabe aqui também dizer que, todo trabalho é de Deus e o nosso trabalho é ter fé e descansar em Deus.

“Então me disse o Senhor: Viste bem; porque eu velo sobre a minha palavra para a cumprir.” Jr 1:12
Paulo nos lembra de que Ele tem prazer em nos abençoar.

“Pois quantas forem as promessas feitas por Deus, tantas têm em Cristo o ‘sim’. Por isso, por meio Dele, o ‘Amém’ é pronunciado por nós para a glória de Deus.” 2Co 1:20

As promessas devem ser consideradas preciosas

O assunto “promessa” é muito importante dentro da fé cristã, seu objetivo primordial é suscitar a confiança humana na onipotência de Deus. É por isso que por diversas vezes, encontramos em passagens bíblicas juramentos de Deus que confirmam suas promessas, sustentando a fraca confiança humana. Por que é Deus quem promete, temos a certeza de que Ele quer e pode cumprir todas elas. Charles Spurgeon escreveu: “Se meditarmos nas promessas e levarmos em consideração quem é o autor das mesmas, experimentaremos a doçura delas e obteremos o seu cumprimento”.
Quantas promessas a Bíblia nos faz?

Milhares de promessas foram feitas ao homem no decorrer da história da humanidade e muito se tem falado sobre o número total de promessas nas Escrituras, mas na realidade é muito difícil precisar o número de promessas. Ao todo, podemos dizer que o Novo Testamento possui 1.104 promessas, no Antigo Testamento, encontramos mais 7.706. Isso significa que sete em cada oito promessas são encontradas no Antigo Testamento. 

O Grande Doador nos ama tanto que Ele cria, sustenta e cumpre suas promessas sobre as nossas vidas. Mas a referência por excelência do cumprimento das promessas é o Novo Testamento, no qual Jesus, o Messias, inaugura o Reino de Deus, doa o Espírito Santo e nos mostra a ressurreição dos mortos. 
Deus não muda, n’Ele não há sombra de variação, e a imutabilidade de Deus é confirmada na medida em que suas promessas, uma a uma, estão se cumprindo em nossas comunidades e em nossa vida. Da mesma forma acontecerá também no futuro! Por isso, tome para si as palavras do sábio Salomão, rei de Israel, que disse:

“...nem uma só palavra falhou de todas as suas boas promessas, feitas por intermédio de Moisés, seu servo”. 1Re 8:56

É fato, que o Grande Doador nos ama tanto que Ele cria, sustenta e cumpre Suas promessas sobre nossas vidas. Decida crer em Suas promessas e recebê-las! Jo 15:7

Da mesma forma como você tem recebido o cumprimento das promessas de Deus, que você também seja fiel ao cumprir seus próprios compromissos, seus tratos, votos e acordos feitos com seus semelhantes e principalmente com Jesus. O Grande Doador entregou sobre sua vida milhares de promessas. Se Deus se entrega a nós em promessas, devemos entregar-nos a Ele em obediência. Você já observou alguma promessa de Deus que se cumpriu em sua vida? Você crê que as promessas ainda não cumpridas se cumprirão? Creia e experimente o poder da graça agindo sobrenaturalmente. 

Deus te abençoe e agracie sempre!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O poder de crer e confessar. Parte 2. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 04/09/16

Destruindo os inimigos das nossas orações. Dn 10:12-13. Parte 2. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 13/08/16

Ore até que algo aconteça! Is 62:6-7. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 24/07/16