20170711

Carência de unção, a maior tragédia do crente. Parte 2. At 2:4; 39. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 25/06/17

Por que as multidões seguiram Jesus? Por que Jesus atraiu tanta atenção das pessoas por onde ele passava? Certamente havia um diferencial na vida de Jesus que o fez um grande líder e influenciador de sua época. O texto de João 6:1-2 diz que uma numerosa multidão seguia Jesus por causa dos sinais que ele fazia na cura dos enfermos. 1 Depois destas coisas, atravessou Jesus o mar da Galiléia, que é o de Tiberíades. 2 Seguia-o numerosa multidão, porque tinham visto os sinais que ele fazia na cura dos enfermos.” Jo 6:1-2

A causa deste mover não eram os sinais, mas a unção que estava e fluía através d’Ele. Você já parou para pensar na explosão de crescimento que podemos experimentar nas nossas células e igrejas se essa unção se manifestar?

Unção é o derramar desse poder que desce de cima.

Jesus fez promessa em Lucas 24.49, promessa aos discípulos, e disse assim: “... esperem aqui em Jerusalém, até que o poder de cima venha sobre vocês.”

A unção, portanto, é o derramar desse poder que desce de cima.

Unção é também uma imersão no poder de Deus, como um batismo no fogo do Espírito. A palavra “batismo” sugere “mergulho”, onde a pessoa é envolvida pela glória de Deus, é preenchida de maneira plena. Essa unção do Espírito Santo na vida do crente, deve ser perseguida até que a plenitude do Espírito possua a plenitude do homem. Ninguém pode ser 100% feliz na vida cristã se não for cheio e ungido pelo Espírito Santo.

E para quem é a unção do Espírito Santo?

É para todos os que são crentes em Jesus!“Todos ficaram cheios do Espírito Santo e passaram a falar em outras línguas, segundo o Espírito lhes concedia que falassem.” At 2:4

Em Atos 2:39 está escrito:Pois essa promessa é para vocês, para os seus filhos e para todos os que estão longe, isto é, para todos aqueles que o Senhor, o nosso Deus, chamar.” Aleluia!

“A boa saúde de um ministério com jovens começa quando levamos a sério o poder de Deus em nossa própria vida espiritual. Isto é unção. Ela é necessária!”. (Doug Fields, em Um Ministério Com Propósitos - Editora VIDA Pág. 19

Alguém fez uma descrição bastante vívida do apóstolo Paulo: “... um homem de estatura mediana, cabelos crespos, pernas finas e abauladas, olhos saltados, sobrancelhas grossas, nariz comprido e lábios grandes”.
Que importava? O que conta é a unção.

A maior necessidade de nossos dias é Poder do Alto. - C. G. Finney 

“Todo o mundo pode ser comum, mas alguém cheio do Espírito é uma pessoa extraordinária.” - Smith Wigglesworth

Porque você precisa da unção do Espírito?
Deixe-me dar 7 motivos por que você deve desejar receber a unção do Espírito

1. Você deve ser ungido porque ninguém pode cumprir seu ministério pela força natural ou pelo poder humano, mas apenas pelo Espírito Santo.

“E respondeu e me falou, dizendo: Esta é a palavra do SENHOR a Zorobabel, dizendo: Não por força, nem por violência, mas pelo meu Espírito, diz o SENHOR dos Exércitos.” Zacarias 4.6

O ministério verdadeiro será bem-sucedido somente pelo poder do Espírito Santo. Um ministério falso opera no nível do professor escolar, do palestrante, ou do orador motivacional. Decida tornar- se uma pessoa ungida e entre no ministério verdadeiro.

Levante seu ministério pelo poder da unção. Sem a unção você não pode fazer coisa alguma.

2. Você deve ser ungido porque até Jesus Cristo aguardou ser ungido antes de começar o Seu ministério.

“E aconteceu que, como todo o povo se batizava, sendo batizado também Jesus, orando ele, o céu se abriu, e o Espírito Santo desceu sobre ele em forma corpórea, como uma pomba; e ouviu--se uma voz do céu, que dizia: Tu és meu Filho amado; em ti me tenho comprazido. E o mesmo Jesus começava a ser de quase trinta anos, sendo (como se cuidava) filho de José...” Lucas 3.21-23

Este evento marcou o começo do ministério de Cristo. Até a idade de trinta anos, não ouvimos falar Dele. Deste ponto em diante, quando o Espírito Santo (a unção) desceu sobre Jesus, Ele começou a pregar, ensinar e a curar.

Se o próprio Cristo só iniciou sua pregação depois de ter sido ungido, nenhum jovem deve pregar enquanto não tiver recebido a unção do Espírito Santo. - F. B. Meyer

Para melhor identificar Jesus, a Bíblia apresenta um nome especial. Em hebraico era “Messias” e em grego era “Cristo”. Este nome queria dizer “um ungido com óleo” e era um nome reservado geralmente para pessoas de famílias reais. Então Jesus Cristo quer dizer: Jesus, o ungido com óleo, o que significa que Ele é uma Pessoa especial, escolhida para uma função particular.

3. Você deve ser ungido porque até aos apóstolos foi pedido que esperassem pelo Espírito Santo (a unção) antes de começarem seu ministério.

“E, estando com eles, determinou-lhes que não se ausentassem de Jerusalém, mas que esperassem a promessa do Pai, que (disse ele) de mim ouvistes.” Atos dos Apóstolos 1.4

Que tipo de ministério você pensa que terá sem o Espírito Santo?

Mesmo os grandes apóstolos que andaram com Cristo precisavam receber a unção para que fossem bem-sucedidos no ministério.

4. Você deve ser ungido, porque grandes profetas como Eliseu pediram pela unção quando lhes foi dada a oportunidade de pedir o que quisessem.

Eliseu reconheceu que o ministério se realizava apenas por meio da unção. Quando Elias perguntou o que Eliseu queria, ele disse que desejava uma porção dupla da unção que estava sobre ele.

“Sucedeu, pois, que, havendo eles passado, Elias disse a Eliseu: Pede-me o que queres que te faça, antes que seja tomado de ti. E disse Eliseu: Peço-te que haja porção dobrada de teu espírito sobre mim.” 2Reis 2.9

Ele poderia ter pedido muitas outras coisas. Ele poderia ter pedido o bom nome de Elias, o dinheiro de Elias, as propriedades de Elias, ou até a esposa de Elias. Mas depois de anos de caminhada com Elias, Eliseu sabia onde estava o segredo do ministério de Elias. Ele sabia que o segredo estava na unção, então ele pediu uma porção dupla dela. Por que você buscaria outra coisa se os grandes profetas buscavam a unção?

5. Você deve ser ungido porque o rei Saul não foi transformado em “outro homem” até que fosse ungido.

Saul foi transformado de uma pessoa comum em um rei quando foi ungido. Da mesma maneira você se tornará um homem de autoridade (um rei) no reino de Deus quando você for ungido. Você pode usar outros métodos para manipular e controlar as pessoas, mas você nunca se tornará um homem de autoridade sem a unção.

A unção do Espírito Santo o transformará em outro homem.

“Então, tomou Samuel um vaso de azeite, e lho derramou sobre a cabeça, e o beijou, e disse: Porventura, te não tem ungido o SENHOR por capitão sobre a sua herdade?”. 1Samuel 10.1

“E o Espírito do SENHOR se apoderará de ti, e profetizarás comeles e te MUDARÁS EM OUTRO HOMEM.” 1Samuel 10.6

6. Você deve ser ungido porque o rei Davi, o salmista ungido e autor dos versículos bíblicos, atribuiu todas as suas bênçãos à unção santa.

Davi atribuiu quase todos os aspectos da sua vida à unção. Pessoas altamente espirituais reconhecem os efeitos poderosos da unção  em diferentes áreas de suas   vidas.

No salmo 89, encontramos o rei Davi entoando um dos mais belos salmos dentre todos. Nele, ele descreve os poderosos efeitos da unção em sua vida. Ele falou da ajuda, força, estabelecimento, exaltação e autoridade como coisas derivadas da unção.

Se o salmista ungido derivava todas estas coisas da unção, como você espera chegar às mesmas coisas sem a unção? Você pode culpar o rei Davi quando gritou ao Senhor: “não tire o Espírito Santo de mim”.

“Não me lances fora da tua presença e não retires de mim o teu Espírito Santo.” Salmo 51.11

O Espírito Santo (a unção) era a coisa mais preciosa para ele.

7. A unção é essencial porque Moisés recusou-se a continuar o ministério sem ela.

Se até Moisés não daria um passo sem a unção, como você pode ter a confiança de conduzir o ministério sem ela?

No livro de Êxodo, vemos como Moisés recusou conduzir o ministério se Deus removesse Seu poder e unção dele.

Quando Moisés referiu-se à presença, ele estava se referindo à unção e ao poder de Deus.

“Então, disse-lhe: Se a tua presença não for conosco, não nos faças subir daqui. Como, pois, se saberá agora que tenho achado graça aos teus olhos, eu e o teu povo? Acaso, não é por andares tu conosco, e separados seremos, eu e o teu povo, de todo o povo que há sobre a face da terra? Então, disse o SENHOR a Moisés: Farei também isto, que tens dito; porquanto achaste graça aos meus olhos; e te conheço por nome. Então, ele disse: Rogo-te que me mostres a tua glória. Porém ele disse: Eu farei passar toda a minha bondade por diante de ti e apregoarei o nome do SENHOR diante de ti; e terei misericórdia de quem eu tiver misericórdia e me compadecerei  de quem  me  compadecer.” Êxodo 33.15-19

O caminho da unção

Vejamos a seguir, os passos dados por Jesus na direção da unção.

“Então, veio Jesus da Galileia ter com João junto do Jordão, para ser batizado por ele. Mas João opunha-se-lhe, dizendo: Eu careço de ser batizado por ti, e vens tu a mim? Jesus, porém, respondendo, disse-lhe: Deixa por agora, porque assim nos convém cumprir toda a justiça. Então, ele o permitiu. E, sendo Jesus batizado, saiu logo da água, e eis que se lhe abriram os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como pomba e vindo sobre ele. E eis que uma voz dos céus dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo.” Mt 3:13-17

Para tornar mais didático e facilitar o entendimento, vou falar sobre os sete passos dados por Jesus na direção da unção.

Primeiro passo: Dirija-se ao homem de Deus!

“Então, veio Jesus da Galileia ter com João...” Mt 3:13

Deus sempre tem uma unção para os que o buscam. Todavia, Ele concederá por intermédio de algum ministério ou ministro. Infelizmente, muitas pessoas se afiliam à igreja, ministério ou pessoa errada. Ao fazê-lo, acabam não recebendo a unção. Um outro problema é que as vezes, a pessoa que está portando a unção que você necessita é mais jovem que você. Talvez ele seja baixo, quando deveria ser alto. Talvez seu sotaque seja diferente do nosso, e por isso o desprezamos.

João Batista vivia e ministrava distante no deserto. Ele não tinha o padrão de sacerdote naquela época. Ele usava roupas estranhas quando ministrava em público. Sua dieta diária consistia em gafanhotos e mel selvagem. Todavia, ele foi o homem por quem o Senhor foi atraído. Nós devemos ser atraídos para a unção do Espírito independente do estilo da pessoa. Nós devemos ver além do natural. Nós devemos ver além das fragilidades das pessoas que Deus coloca no nosso caminho. Nós devemos ver além das pessoas pouco atraentes, além das fraquezas humanas e apostar na unção que pode receber dessas mesmas pessoas.

Segundo passo: Submeta-se ao homem de Deus!

“E aconteceu que, como todo o povo se batizava, sendo batizado também Jesus...” Lc 3:21

Jesus não somente frequentou o ministério de João Batista, Ele se submeteu a Ele. Quando todos estavam sendo batizados, Ele se uniu a eles e recebeu a Sua bênção. Jesus não ficou como um espectador e comentarista. Ele não se tornou um crítico do ministério de João Batista. Ele foi realmente batizado por João Batista. Em outras palavras, Ele de fato seguiu os ensinos e direcionamentos de João Batista. João era um homem de uma pregação forte e de batismo de águas. Jesus Cristo uniu-se plenamente a ele e participou em tudo. Quando chegou a hora do apelo para o batismo, Jesus foi à frente e participou. Há muitas pessoas que não seguem os ensinamentos e instruções de seus pais espirituais. Essas pessoas frequentam as células e cultos mas não se associam ao ministério da unção, de fato não se submetem ao que está sendo ensinado. Você precisa submeter-se ao que está sendo ensinado.

Terceiro passo: Humilhe-se!

“Quando Jesus veio a João, Ele se humilhou e se juntou às pessoas. E aconteceu que, como todo o povo se batizava, sendo batizado também Jesus, orando ele, o céu se abriu... Lucas 3:21

Jesus uniu-se às pessoas e recebeu Seu batismo como uma pessoa comum. É importante ser humilde na igreja ou no ministério. Pessoas mais maduras e experiêntes ou com maior poder aquisitivo, raramente recebem a bênção. Pessoas com títulos também não estão propensas a receberem a unção. Se tornam orgulhosas e arrogantes, cada vez mais distantes da unção por causa dessa postura. É sempre bom lembrar que a humilhação será o fim de todos.

A questão é se vamos nos humilhar reconhecendo quem somos diante do Senhor ou se seremos humilhados pelo Senhor a exemplo do que aconteceu com Lúcifer.

Deus sempre dá graça aos humildes mas abate os soberbos.

“Deus despreza e humilha os que zombam d’Ele. Aos humildes, porém Ele dá o Seu grande amor.” Pv 3:34

“18 A desgraça está um passo depois do orgulho; logo depois da vaidade vem a queda. 19 No fim das contas, mais vale ser pobre e ter um espírito humilde do que ser rico e ter um coração orgulhoso.” Pv 16:18-19

“Vocês, homens mais jovens, sigam a liderança daqueles que são mais velhos. E todos vocês sirvam uns aos outros com um espírito humilde, pois Deus concede bênçãos especiais àqueles que são humildes, mas se opõe àqueles que são orgulhosos.” 1Pe 5:5

“Antes, ele dá maior graça. Portanto diz: Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes.” Tg 4:6 (ACF)

A chave que abre os portais da unção e nos qualifica para receber qualquer coisa no Reino é a humildade. Jesus disse que a menos que você seja humilde como uma criança pequena, você não pode entrar no Reino. A entrada na unção é concedida por meio da humildade de uma criança. O portal da unção só pode ser aberto com as chaves da humildade e submissão.

Se Jesus não houvesse se humilhado sendo batizado por João Batista, Ele não teria recebido a unção. Se Ele nos deixou o exemplo, por que tantos insistem em caminhar na contramão da unção?

Filipenses 2 diz que Cristo decidiu se humilhar.

Quarto passo: Ore e seja espiritual!

“E aconteceu que, como todo o povo se batizava, sendo batizado também Jesus, orando ele, o céu se abriu.” Lc 3:21

Ore pela unção! Ore pelo Espírito Santo! A oração é um passo importante para receber a unção. Se você orar e pedir a Deus pelo Espírito Santo, Ele O dará a você. Jesus estava espiritualmente envolvido com a ministração de João Batista. Enquanto o restante da congregação provavelmente estava tapando as narinas para não se afogarem, ou preocupados com a temperatura da água, Jesus estava orando. O texto é claro: orando ele, o céu se abriu”. Certamente nosso Senhor orou com todo seu coração, valorizou o momento e honrou o profeta. Assim, os céus se abriram e o Espírito Santo desceu.

Muitos estão no mover, mas o mover não está neles. Conheço muitos irmãos que aparentemente estão participando da unção, mas suas vidas são sempre vazias das marcas que legitimam o poder dos céus. São como garrafas tampadas lançadas ao mar. Elas estão no mar, mas o mar não está nelas, estão fechadas para as águas do mar. Conheço pessoas que há anos estão vazias e fechadas para as águas do Espírito, assim vivem boiando na superfície da fé. Eu sempre oro dizendo para que Jesus me livre desses irmãos. Precisamos tomar cuidado para não esfriar quando estamos ao lado desse tipo de pessoa. Esse crente sempre está desprezando a bênção e a unção de Deus. Lembre-se desse princípio: Você não pode receber o que você despreza!

O exemplo de Esaú e Jacó nos trazem luz sobre desprezar a unção. Não se diz que Esaú foi uma pessoa má. Provavelmente era correto como homem. Pagava suas contas em dia, era um bom vizinho e era também trabalhador. Todavia, foi duramente reprovado pelo Senhor por causa do amor pelas coisas mundanas e pelos prazeres físicos. Jacó errou em enganar, mas Esaú errou muito mais ao desprezar a bênção de Deus. Com sua atitude inconsequente, Esaú nos serve hoje de exemplo do que não devemos fazer quanto à unção. “...e ninguém seja devasso, ou profano como Esaú, que por uma simples refeição vendeu o seu direito de primogenitura. 17 Porque bem sabeis que, querendo ele ainda depois herdar a bênção, foi rejeitado; porque não achou lugar de arrependimento, ainda que o buscou diligentemente com lágrimas.” Hb 12:16-17
Fico pensando sobre o que leva uma pessoa a desprezar a unção?

Depois da oração de confissão de pecados para receber Jesus como Salvador no ato da conversão, a mais importante petição que alguém deve fazer a Deus deve ser pela unção! Jesus nos ensinou a orar especificamente pelo Espírito Santo. Essa é a oração pela unção. O Espírito Santo é a coisa pela qual todo o ministro deveria orar.

“Pois, se vós, sendo maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais dará o Pai celestial o Espírito Santo àqueles que lho pedirem?” Lc 11:13

O Espírito Santo nos ajudará! O Espírito Santo cairá sobre nós! A unção do Espírito Santo transformará o deserto nas várias áreas da nossa vida em campos verdes.

“Pedi ao SENHOR chuva no tempo da chuva serôdia; o SENHOR, que faz os relâmpagos, lhes dará chuveiro de água e erva no campo a cada um.” Zc 10:1

A vinda da unção

“E eis que se lhe abriram os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como pomba e vindo sobre ele.” Mt 3:16


Finalmente, os céus se abriram e o Espírito Santo desceu sobre Jesus. Então começou o ministério poderoso do nosso Salvador Jesus Cristo. O poder que faria os milagres acontecerem chegou. O poder que levantaria os mortos três vezes estava agora presente. O Espírito Santo descera em forma corpórea sobre Jesus Cristo. Ele não era mais alguém que apenas tomara a forma de um homem, Ele era alguém ungido com o Espírito Santo e poder, e saiu fazendo o bem e curando a todos que estavam oprimidos pelo diabo. Que você possa ser ungido pelo Espírito Santo! Que você possa ter a experiência de se tornar uma pessoa ungida! Que você possa andar com Deus e segui-Lo até o dia em que a preciosa substância da unção seja sua.

Nenhum comentário:

Postar um comentário