20180207

Descobrindo a bondade de Deus por meio das Escrituras! Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 04/02/18


”Oh! Provai e vede que o SENHOR é bom; bem-aventurado o homem que nele se refugia.” Sl 34:8 (ARA)

Procure descobrir, por você mesmo, como o Senhor é bom. Feliz aquele que encontra segurança nele.” Sl 34:8 (BLH)

De vez em quando alguém diz: “A salvação é individual...”. Creio nisso! Acredito que além disso, não somente a salvação é individual, mas precisamos ter uma experiência individual com o poder e unção  de Deus, com a cura que vem de Deus, com a transformação que só Deus pode provocar em nós, com o perdão de Deus.

Devemos de fato ter uma experiência pessoal com Deus! Dentro do contexto que estamos exaustivamente ensinando, precisamos ter uma experiência pessoal com a bondade de Deus.

A falta de um conhecimento sobre quem Deus é, nos priva da sua vontade, que como ensina Paulo é “boa, perfeita e agradável”.

O homem muitas vezes questiona a bondade de Deus ao olhar o mundo e ver tanto sofrimento. Países da África apresentam milhares de jovens e crianças mutiladas pelas minas explosivas plantadas durante a guerra civil. Países do Oriente mostram o sofrimento de um povo religioso, porém faminto, como por exemplo na Índia. Olhamos para o nosso Nordeste e vemos nossas crianças se alimentando de lagartos (quando conseguem) e comida de gado para não morrerem de fome. Andamos pelas ruas e praças de São Paulo (como se fosse só aqui) e vemos crianças de rua passando fome e buscando uma pedra de crack para fugir de um mundo de sofrimento. Aí surge a pergunta: se Deus é bom porque Ele permite tudo isso?

A resposta é simples: todas essas tragédias não são obra de Deus, mas do inimigo através do próprio homem. É o homem, e não Deus, que com sua ganância por dinheiro e poder, faz seu semelhante sofrer com guerras, fome e abandono. É o homem, e não Deus, quem espanca seus filhos a ponto dos mesmos preferirem fugir de casa, ficando sujeito a violência das ruas. É o homem, e não Deus, que fraudam empresas e órgãos públicos, buscando um enriquecimento ilícito a custa da morte de crianças e idosos que ficam sem atendimento médico e uma aposentadoria decente. Mas vamos deixar uma coisa bem clara: não foi isso que Deus planejou para a humanidade.

Existem verdades bíblicas, ou afirmações que nos fazem conhecer a bondade de Deus.

1. Desde o princípio tudo o que Deus faz é bom.

“1 No princípio, criou Deus os céus e a terra. 2 A terra, porém, estava sem forma e vazia; havia trevas sobre a face do abismo, e o Espírito de Deus pairava por sobre as águas. 3 Disse Deus: Haja luz; e houve luz. 4 E viu Deus que a luz era boa; e fez separação entre a luz e as trevas. 5 Chamou Deus à luz Dia e às trevas, Noite. Houve tarde e manhã, o primeiro dia. 6 E disse Deus: Haja firmamento no meio das águas e separação entre águas e águas. 7 Fez, pois, Deus o firmamento e separação entre as águas debaixo do firmamento e as águas sobre o firmamento. E assim se fez. 8 E chamou Deus ao firmamento Céus. Houve tarde e manhã, o segundo dia. 9 Disse também Deus: Ajuntem-se as águas debaixo dos céus num só lugar, e apareça a porção seca. E assim se fez. 10 À porção seca chamou Deus Terra e ao ajuntamento das águas, Mares. E viu Deus que isso era bom. 11 E disse: Produza a terra relva, ervas que dêem semente e árvores frutíferas que dêem fruto segundo a sua espécie, cuja semente esteja nele, sobre a terra. E assim se fez. 12 A terra, pois, produziu relva, ervas que davam semente segundo a sua espécie e árvores que davam fruto, cuja semente estava nele, conforme a sua espécie. E viu Deus que isso era bom. 13 Houve tarde e manhã, o terceiro dia. 14 Disse também Deus: Haja luzeiros no firmamento dos céus, para fazerem separação entre o dia e a noite; e sejam eles para sinais, para estações, para dias e anos. 15 E sejam para luzeiros no firmamento dos céus, para alumiar a terra. E assim se fez. 16 Fez Deus os dois grandes luzeiros: o maior para governar o dia, e o menor para governar a noite; e fez também as estrelas. 17 E os colocou no firmamento dos céus para alumiarem a terra, 18 para governarem o dia e a noite e fazerem separação entre a luz e as trevas. E viu Deus que isso era bom. 19 Houve tarde e manhã, o quarto dia. 20 Disse também Deus: Povoem-se as águas de enxames de seres viventes; e voem as aves sobre a terra, sob o firmamento dos céus. 21 Criou, pois, Deus os grandes animais marinhos e todos os seres viventes que rastejam, os quais povoavam as águas, segundo as suas espécies; e todas as aves, segundo as suas espécies. E viu Deus que isso era bom. 22 E Deus os abençoou, dizendo: Sede fecundos, multiplicai-vos e enchei as águas dos mares; e, na terra, se multipliquem as aves. 23 Houve tarde e manhã, o quinto dia. 24 Disse também Deus: Produza a terra seres viventes, conforme a sua espécie: animais domésticos, répteis e animais selváticos, segundo a sua espécie. E assim se fez. 25 E fez Deus os animais selváticos, segundo a sua espécie, e os animais domésticos, conforme a sua espécie, e todos os répteis da terra, conforme a sua espécie. E viu Deus que isso era bom. 26 Também disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; tenha ele domínio sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus, sobre os animais domésticos, sobre toda a terra e sobre todos os répteis que rastejam pela terra. 27 Criou Deus, pois, o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. 28 E Deus os abençoou e lhes disse: Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra e sujeitai-a; dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus e sobre todo animal que rasteja pela terra. 29 E disse Deus ainda: Eis que vos tenho dado todas as ervas que dão semente e se acham na superfície de toda a terra e todas as árvores em que há fruto que dê semente; isso vos será para mantimento. 30 E a todos os animais da terra, e a todas as aves dos céus, e a todos os répteis da terra, em que há fôlego de vida, toda erva verde lhes será para mantimento. E assim se fez. 31 Viu Deus tudo quanto fizera, e eis que era muito bom. Houve tarde e manhã, o sexto dia.” Gn 1:1-31

“1 Assim, pois, foram acabados os céus e a terra e todo o seu exército. 4 Esta é a gênese dos céus e da terra quando foram criados, quando o SENHOR Deus os criou.” Gn 2:1,4

No princípio, na criação (Gênesis cap. 1), Deus viu que tudo o que Ele fez era bom, porque Ele é bom. Deus criou tudo e todos com o propósito de serem bons assim como ele é bom. Se alguma coisa errada e ruim aconteceu posteriormente, foi por causa da desobediência do homem e não porque Deus é mal.

2. Deus quer nos mostrar Sua bondade.

“18 Então, ele disse: Rogo-te que me mostres a tua glória. 19 Respondeu-lhe: Farei passar toda a minha bondade diante de ti e te proclamarei o nome do SENHOR; terei misericórdia de quem eu tiver misericórdia e me compadecerei de quem eu me compadecer.” Ex 33:17-18

No texto acima, Moisés pede ao Senhor que lhe mostre a Sua glória (Kabold ou Kabod – Riqueza), mas de maneira surpreendente Deus lhe promete mostrar a Sua bondade (Towb – Ser bom, Ser agradável, Ser alegre, Ser benéfico, Ser amável, Ser favorável, Estar feliz, etc.)

“Deus nos ressuscitou com Cristo e com Ele nos fez assentar nas regiões celestiais em Cristo Jesus, para mostrar, nas eras que hão de vir, a incomparável riqueza de sua graça, demonstrada em sua bondade para conosco em Cristo Jesus.” Ef 2:6-7

3. Deus é bom para com o homem.

“O Senhor é justo e bom e por isso mostra aos pecadores o caminho que devem seguir.” Sl 25:8 (BLH)

Quando o homem decidiu seguir seu próprio caminho, comendo do fruto proibido, Deus mostrou Sua bondade seguindo Sua natureza benigna. 

Saulo de Tarso julgava-se um homem correto ao perseguir a igreja, mas estava errado. Deus foi bom o suficiente para derruba-lo do cavalo e revelar-se a ele de uma forma extraordinária, e ensinando a ele o verdadeiro caminho.

A narrativa bíblica se resume num eterno romance entre um Deus bondoso e apaixonado e um homem caído e solitário.

“16 Indo para Nazaré, onde fora criado, entrou, num sábado, na sinagoga, segundo o seu costume, e levantou-se para ler. 17 Então, lhe deram o livro do profeta Isaías, e, abrindo o livro, achou o lugar onde estava escrito: 18 O Espírito do Senhor está sobre mim, pelo que me ungiu para evangelizar os pobres; enviou-me para proclamar libertação aos cativos e restauração da vista aos cegos, para pôr em liberdade os oprimidos, 19 e apregoar o ano aceitável do Senhor.” Lc 4:16-19

“1 O Espírito do SENHOR Deus está sobre mim, porque o SENHOR me ungiu para pregar boas-novas aos quebrantados, enviou-me a curar os quebrantados de coração, a proclamar libertação aos cativos e a pôr em liberdade os algemados; 2 a apregoar o ano aceitável do SENHOR e o dia da vingança do nosso Deus...”. Is 61:1-2

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sabedoria para prosperar em tempos de abundantes chuvas. Pv 1:1-7; 20-33. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 19/01/20

De 3 meses para cá, eu tenho descoberto uma fonte de vida inesgotável através da leitura do livro de provérbios. Eu penso que propositadam...