20190116

Gratidão, fonte de poder para transformar a vida. 1Ts 5:18. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 30/12/18


“14 Pelo que diz: Desperta, ó tu que dormes, levanta-te de entre os mortos, e Cristo te iluminará. 15 Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, e sim como sábios, 16 remindo o tempo, porque os dias são maus. 17 Por esta razão, não vos torneis insensatos, mas procurai compreender qual a vontade do Senhor. 18 E não vos embriagueis com vinho, no qual há dissolução, mas enchei-vos do Espírito, 19 falando entre vós com salmos, entoando e louvando de coração ao Senhor com hinos e cânticos espirituais, 20 dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, ” Ef 5:14-20

Nos Estados Unidos, dia 24 de novembro é celebrado o Dia de Ação de Graças. Conhecido como Thanksgiving Day, é um dia de gratidão a Deus pelos bons acontecimentos ocorridos durante o ano. Neste dia, os americanos param, as famílias se reúnem em festa, trocam presentes e oram em agradecimento a Deus por tudo que elas têm. Essa cultura de gratidão de fato tem feito a diferença na vida dos americanos.
A palavra “agradecer” está diretamente relacionada ao reconhecimento, em demonstrar seu apreço por alguma atitude ou por alguém, e é uma das formas de retribuição.
É de fato gratificante quando alguém faz algo por você, de forma inesperada. Ou quando você ganha algo que desejava há muito tempo.

Gratidão é...

Gratidão, palavra conhecida por muitos, porém praticada por poucos. A gratidão, é um remédio que cura diversas enfermidades. Gratidão é dádiva dos céus, é oportunidade de sermos parecidos com Jesus.

Agradecer é fazer a graça descer renovando o ciclo das bênçãos ilimitadas deste Deus dadivoso. Por outro lado, reclamar é renovar os problemas. É atrair mais dificuldades e doenças, desânimo e solidão.

A gratidão é a oportunidade de parar, de descansar. A tirania do materialismo, do querer sempre mais, é a manifestação que se opõe a gratidão. É a manifestação da insatisfação. De fato, parece-me que nunca estamos satisfeitos com nada. Estamos sempre querendo mais e mais, e nessa corrida desenfreada por uma casa melhor, por um carro melhor, por mais dinheiro, por mais realizações, nos preocupamos somente com o que está por vir e não paramos para agradecer o que temos recebido. Gratidão é o poderoso calmante da alma que ilumina os olhos da mente nos fazendo enxergar Deus em todas as nossas experiências.

Agradecer é a oportunidade de fazer um inventário mental meditando nos feitos que ao longo dos últimos dias, semanas, meses ou anos nos trouxe benefício. Quem agradece, enobrece a si mesmo fazendo-se parecido com Cristo. E o que pode ser mais precioso do que isso?

Agradecer é a oportunidade de parar, de sossegar, de descansar, de se desprender do envaidecido anseio de conquistar cada vez mais e sentir a segurança de um Deus que nunca. Nos desamparada.

Uma estatística assustadora

“11 De caminho para Jerusalém, passava Jesus pelo meio de Samaria e da Galiléia. 12 Ao entrar numa aldeia, saíram-lhe ao encontro dez leprosos, 13 que ficaram de longe e lhe gritaram, dizendo: Jesus, Mestre, compadece-te de nós! 14 Ao vê-los, disse-lhes Jesus: Ide e mostrai-vos aos sacerdotes. Aconteceu que, indo eles, foram purificados. 15 Um dos dez, vendo que fora curado, voltou, dando glória a Deus em alta voz, 16 e prostrou-se com o rosto em terra aos pés de Jesus, agradecendo-lhe; e este era samaritano. 17 Então, Jesus lhe perguntou: Não eram dez os que foram curados? Onde estão os nove? 18 Não houve, porventura, quem voltasse para dar glória a Deus, senão este estrangeiro? 19 E disse-lhe: Levanta-te e vai; a tua fé te salvou.”Lc 17:11-19

É incrível as tantas lições que podemos extrair desse texto de Lucas 17.
1.  
     Os leprosos foram ao encontro de Jesus... Ao entrar numa aldeia, saíram-lhe ao encontro dez leprosos...” v. 12

2.       Eles clamaram... de longe e lhe gritaram, dizendo: Jesus, Mestre, compadece-te de nós!” v. 13
3
.       Jesus não os curou de pronto, mas deu uma direção a eles... Ao vê-los, disse-lhes Jesus: Ide e mostrai-vos aos sacerdotes...”. v. 14a

4.       Eles foram curados enquanto obedeciam pela fé... Aconteceu que, indo eles, foram purificados...” v. 14b

5.       Somente 1 daqueles homens voltou para agradecer... “15 Um dos dez, vendo que fora curado, voltou, dando glória a Deus em alta voz, 16 e prostrou-se com o rosto em terra aos pés de Jesus, agradecendo-lhe; e este era samaritano. 17 Então, Jesus lhe perguntou: Não eram dez os que foram curados? Onde estão os nove?”. v. 15-17

Dentro dessa estatística temos 90% de inclinação para a ingratidão e 10% para sermos gratos.

O problema da insatisfação

A insatisfação gera ansiedade e se manifesta quando você olha para o futuro desejando as coisas que ainda não tem. A gratidão gera contentamento porque faz você olhar para o passado agradecendo pelo que você alcançou.
Por isso eu volto a dizer que a gratidão é uma oportunidade de descansar por um momento. É a oportunidade que temos de sermos livres da tirania materialista do querer sempre mais.

Chegou o momento de olharmos para trás com bons olhos agradecendo por todas as boas coisas, por todas as dádivas e por todas as experiências que nos proporcionaram alegria e gratidão. E principalmente pelas experiências que nos causaram dor ou sofrimento, afinal de contas...

“Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.” Rm 8:28

A gratidão é evidência de maturidade

Pessoas gratas são pessoas que estão no processo de amadurecimento, são pessoas mais agradáveis e atraentes. Com quem você prefere relacionar? Com uma pessoa grata ou com alguém ingrato?

Não contra mão do crescimento está o ingrato. O ingrato ou insatisfeito é a criança na fé.
Jesus disse que devemos ser como crianças, porém existe um comportamento que as crianças tem que não devemos ter. Crianças não são gratas.

“Conta-se a história de uma mãe e sua filha de 4 anos que passeavam num mercado ao ar livre. A filha olhou fixamente para um monte de laranjas, um vendedor generoso tirou uma da mesa e deu-a à menina. “O que se diz ao senhor simpático?” - a mãe perguntou à sua filha. A pequena olhou para a laranja, e depois estendeu-a bruscamente ao senhor e disse: “Descasca!” Gratidão é algo que não nasce conosco, não está na nossa genética. A prendemos a gratidão exercitando a mesma. E no exercício diário da gratidão, criamos o hábito. O que talvez seja desculpável numa criança de 4 anos é inaceitável e falta de educação numa criança mais velha ou adulto.“

A ingratidão é coisa de gente imatura. A gratidão pode ser aprendida.
No início deste compartilhamento, nós lemos Paulo falando sobre procurarmos a vontade de Deus. Qual é a vontade de Deus.

“Em tudo, dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco.” 1Ts 5:18


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sabedoria para prosperar em tempos de abundantes chuvas. Pv 1:1-7; 20-33. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 19/01/20

De 3 meses para cá, eu tenho descoberto uma fonte de vida inesgotável através da leitura do livro de provérbios. Eu penso que propositadam...