20110207

O Valor dos relacionamentos. At 15:36-41 - Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 07/02/11

Eu quero falar nesta noite sobre o valor de um relacionamento, pois o texto compartilhado fala de um desencontro entre Barnabé e Paulo. Três personagens estão inseridos nessa história, Barnabé, Paulo e João marcos.

Barnabé foi um líder reconhecido, alguém de muita influência no início da igreja, liderou a jovem igreja em Antioquia e, em seguida, fez a primeira viagem missionária de Antioquia com o inexperiente Paulo ao seu lado. Barnabé foi o discipulador de Paulo.

Paulo como você já sabe, é o Apóstolo Paulo que levou a palavra de Deus aos gentios e foi autor das epístolas Paulinas. 13 cartas ao todo.

João Marcos era discípulo de Barnabé, alguém que Barnabé estava cuidando.

Algumas curiosidades a respeito de João Marcos?

· Cl 4:10 diz que João Marcos era sobrinho de Barnabé.

· Atos 12:12 diz que a 1ª igreja cristã se reunia na casa da família de João Marcos.

· João Marcos estava entre os primeiros judeus que se converteram ao cristianismo. Ele estava entre o grupo que era contrário a pregação do evangelho aos gentios. Talvez também por isso, Paulo decidiu não levá-lo junto em sua viagem missionária.

Alguns outros detalhes importantes sobre os personagens desta história.

1º Saulo e Barnabé eram amigos de infância. Dizem os historiadores que barnabé foi o primeiro influenciador de Saulo. Interessante é que Barnabé é que apresenta Saulo para os primeiros apóstolos. At 9:26-27

2º At 11 Barnabé trouxe Paulo de tarso para pastorear a primeira igreja juntos em Antioquia.

3º Nos textos antigos sempre quando havia menção de pessoas os nomes mais importantes apareciam primeiro. At 13:1 Barnabé, Simeão Lucio e Saulo. e no verso 7 a bíblia diz Barnabé e Saulo.

Qual é o pano de fundo dessa história? O cenário é o seguinte:

Barnabé está fazendo um apelo a Paulo para que João Marcos fosse com eles para visitar igrejas onde eles já tinham anunciado a Palavra do Senhor. Paulo não concorda e diz que eles não deveriam levá-lo, pois na última viagem João Marcos havia desistido da missão no meio do caminho. Barnabé e Paulo discordaram duramente e dividiram-se sobre este assunto (Atos 15:39). Eles parecem ter dividido o território em consideração, sendo que Barnabé e João Marcos foram para Chipre (sua pátria ancestral) e Paulo e Silas foram à missão de visitar as igrejas. O que nos chama atenção é a atitude de Barnabé, pois quando Paulo rejeita a companhia de João Marcos, este poderia ter exigido seus direitos por ter investido no ministério de Paulo.

Barnabé poderia ter dito: “Quando você se converteu, eu era uma figura proeminente e fui eu quem abri as portas para você junto aos discípulos de Jesus. Fui eu quem legitimei sua conversão, pois os primeiros discípulos tinham muitos motivos para te rejeitar, porque você foi um perseguidor da Igreja. O seu crescimento se deu por causa do investimento que eu fiz na sua vida.”

Barnabé poderia ter agido dessa forma, mas diante da negativa do apóstolo Paulo, Barnabé apenas diz: Tudo bem Paulo, se você não quer levá-lo, eu volto com ele, não vou ser tropeço em seu ministério. Rompem momentaneamente com o propósito de visitar igrejas entre os gentios, mas não com a aliança e o propósito de edificação do reino.

O foco do meu compartilhamento é a vida de Barnabé, pois a vida e história de Barnabé nos trazem tesouros escondidos de Deus, tesouros que se manifestaram através de relacionamentos.

Os maiores tesouros na vida de um cristão podem ser revelados através de seus relacionamentos.

Que lições podemos extrair para as nossas vidas através dessa história e da conduta de Barnabé.

1º O foco da vida cristã está nos relacionamentos.

Não está no trabalho e nem na execução de tarefas, mas nos relacionamentos. Barnabé deixa claro que o visitar igrejas era menos importante do que o cuidado com João marcos.

Deus está pouco preocupado com o que você faz, mas está muito interessado no investimento que você faz nas pessoas enquanto desenvolve as suas tarefas.

Barnabé deixa claro que a viagem missionária era menos importante do que o cuidado com seu discípulo amado. Barnabé é quem tinha descoberto João Marcos na casa onde a igreja começou e tinha assumido plena responsabilidade por seu crescimento.

Você tem responsabilidade pelo crescimento de alguém nessa igreja?

Provavelmente quando Paulo se manifestou contra Barnabé, passou pela cabeça de Barnabé o esforço que ele despendeu quando ele na Antioquia recebeu a notícia da conversão de Saulo e então resolveu buscar Saulo para ajudá-lo a pastorear a Igreja em Antioquia. Detalhe: A viagem de Antioquia até onde Paulo estava era de três meses pra ir e outros três meses para voltar. Para suas tarefas e durante seis meses investe em uma vida. Para Deus não importa o que você faz se você não faz por e para se relacionar e cuidar de pessoas. Entre realizar uma tarefa e cuidar de uma pessoa cuide dessa pessoa. O que você tem que edificar no reino é seus relacionamentos. Para construir um reino que alcance o coração de Deus é preciso alcançar o coração dos nossos irmãos.

Barnabé é o tipo de pessoa que para tudo o que está fazendo, para investir em um relacionamento de discipulado.

Deus te chamou pra cuidar e estar pessoas. Os tesouros de Deus vão se manifestar quando nós nos interessarmos por nossos irmãos. A vida de Deus se manifesta quando nós arrumamos tempo na agenda para investir em pessoas.

O reino de Deus não é reino de tarefas, mas reino de relacionamentos.

Para Deus não importa quantas tarefas você executa, mas os relacionamentos que você constrói enquanto você executa essas tarefas.

Muitas pessoas dizem: eu me sinto tão parada na igreja, eu não sei o que fazer no reino?

Sua missão prioritária está em ter seu foco no Senhor Jesus, mas você só poderá experimentar plenitude do alto quando você se ocupar com pessoas. O êxito no seu relacionamento com Deus está no êxito de seus relacionamentos com pessoas. Jesus era um homem de relacionamentos.

Nenhum sucesso na execução de tarefas justifica fracassos nos nossos relacionamentos.

A coisa mais importante que barnabé deve ter feito é parar tudo por seis meses para cuidar de Paulo. Paulo influencia até hoje a igreja de Cristo por que um homem chamado Barnabé creu nisso.

Invista e cuide dos seus relacionamentos, pois não tem nada que nos machuca mais do que relacionamentos, e também não tem nada que nos abençoa mais do que relacionamentos. O foco principal da vida cristã está nos relacionamentos.

Quantos relacionamentos você está construindo nesta igreja?

Não conheço gente que sai da igreja por causa de heresia ou questões doutrinárias, mas por causa de relacionamentos desagradáveis. A coisa mais importante que Barnabé fez em sua carreira cristã foi promover pessoas nos seus relacionamentos.

O foco de Barnabé estava nos relacionamentos.

2º O foco da vida cristã começa no relacionamento 1 a 1.

1 pessoa é campo missionário. Às vezes gastamos muita energia tentando alcançar uma multidão do que trabalhar com poucas pessoas. Fazemos muito pela multidão e pouco por umas poucas pessoas. Alguns dizem a áfrica é campo missionário, Brasil, São Paulo, etc. 1 pessoa é importante para Deus. A única citação de festa no céu é no ato de conversão de um pecador. 1 alma vale mais que o mundo todo!

O que eu aprendo com barnabé é que uma pessoa é campo missionário.

Jesus sabia do valor de um relacionamento a dois, pois os dois versículos mais profundos que registram os sentimentos de Jesus são conversas com uma pessoa apenas. À mulher samaritana ele disse: Deus é Espírito, e importa que os que o adoram, o adorem em espírito e em verdade.” Jo 4:24

Na conversa particular com Nicodemus Jesus disse: “Deus amou o mundo de tal maneira, que deu seu único filho para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha vida eterna.” Jo 3:16

Muitos acham que investir em uma pessoa não é algo valoroso.

Uma pequena conversa de Jesus com essas pessoas trouxe grandes resultados. Uma pequena conversa diária ou semanal com uma pessoa, a médio e longo prazo trará grandes resultados e transformará milhares de outras.

Se você acha que não está sendo útil no reino de Deus, comece prestar atenção nas pessoas que está do seu lado. Dê mais atenção à elas, esteja com elas, nem que seja para ouvi-las, abraçá-las, amá-las.

Você pode dizer: “Mas as pessoas não querem estar comigo!”

Isso pode ser um sinal de que você precisa mudar sua maneira de se relacionar. Talvez você esteja sendo uma pessoa intolerante, impaciente, desagradável etc. Se uma pessoa me evita, fico tranqüilo porque isso aconteceu com Cristo, mas se todos se esquivam de relacionar comigo, preciso repensar meus conceitos e certamente mudar meu comportamento.

O foco de Barnabé estava no relacionamento 1 a 1.

3º Sua saúde espiritual e emocional depende diretamente da qualidade dos relacionamentos e do tipo de pessoas com quem você se relaciona.

A nossa saúde espiritual está sendo alimentada ou desnutrida através dos relacionamentos que desenvolvemos. A superficialidade nos relacionamentos está fazendo naufragar muitos Cristãos. Vemos isso acontecer em demasia dentro de nossas igrejas. Perguntamos por educação: Paz do Senhor irmão, como está você? Respondemos com mais educação ainda: “Estou bem, graças a Deus.” Porque as vezes saímos tão tristes dos cultos?

Falta qualidade nos nossos relacionamentos!

Se você não tem 2, 3 ou 5 pessoas cristãs com quem você se relaciona semanalmente de maneira profunda, pessoas para quem você tira sua mascara, então você está doente ou em breve vai adoecer.

Barnabé trabalhava para melhorar a qualidade de seus relacionamentos.

4. Não importa o quanto demore, insista no seu crescimento e de seus relacionamentos, breve o fruto aparecerá.

Barnabé não desistiu de João Marcos, acreditou e na segunda carta à Timóteo, (2Tm 4:6-11) Paulo diz que marcos lhe era útil para o ministério. Toma contigo a Marcos v. 11”. A despeito de sérias dúvidas quanto à sua aptidão para o ministério (At 15:38), aqui Paulo (Cl 4:10) louva Marcos como útil para o ministério, talvez no Evangelho ou talvez para algumas necessidades pessoais do apóstolo. O verso 12 deste mesmo capítulo deixa subentendido que talvez Paulo necessitasse de Marcos para tomar o lugar de Tíquico.

Barnabé investiu em João Marcos e depois de quase 20 anos do episódio narrado no texto de Atos 15 no início dessa palavra, João Marcos escreve o Evangelho de Jesus segundo Marcos.

Qual é a diferença entre o João marcos de antes e o de agora. A diferença era Barnabé. Este homem deixou tudo e investiu em João Marcos e agora este era útil para o mistério.

Vocês acreditam que podemos investir em uma só pessoa. Deixe-me fazer algumas perguntas para avaliar sua saúde nos seus relacionamentos:

· Quem é a pessoa que nas suas horas mais difíceis está ao seu lado?

· Quem é o seu ombro na hora que você chora?

· Quem estoura rojão com você na hora que o seu time ganha?

· Quem é que nas horas difíceis continua ao seu lado?

· Quem é a pessoa para quem você pode se despir e abrir sua vida oculta?

Não há nada mais revelador de tesouros de Deus que um relacionamento de transparência e confiança.

Há grandes lições a serem aprendidas a partir do registro da falha de João Marcos.

1º Deveríamos tomar cuidado com falhas em nossas vidas, porque isso afeta os outros e pode ser motivo para nossa ruína. Se Barnabé não insistisse em perdoar ele, Marcos poderia nunca mais ter sido usado no ministério.

2º Deveríamos ver a necessidade de dar a um discípulo falho uma segunda chance, como fez Barnabé e como fez Paulo mais tarde (Colossenses 4:10 e II Timóteo 4:11). Não há duvidas de que Deus quer que estudemos a vida de tais homens cuidadosamente e aprendamos com eles.

3º Como João Marcos devemos ter um coração de servo e sempre estar disposto a honrar as pessoas que nos amam.

Eu gostaria de encerrar com uma história muito interessante.

Era uma vez um escritor que decidiu morar a beira mar, todos os dias pelas manhãs e principalmente pelas tardes o escritor caminhava a beira da praia. Numa bela tarde o escritor viu que um jovem caminhando na areia apanhava estrelas do mar e as atirava de volta no mar. Ele chegou e perguntou ao jovem: O que você está fazendo? O jovem respondeu: A maré está baixa, o sol está quente e as estrelas estão morrendo desidratadas na areia, por isso, eu estou jogando-as de volta ao oceano. Então o escritor disse: Que isso rapaz? Existem centenas de quilômetros de praia, centenas de milhares de estrelas do mar espalhadas na areia, jogar uma ou outra de volta ao oceano vai fazer alguma diferença no total? O jovem agachou, apanhou uma estrela do mar e levantando-se disse fitando os olhos do escritor: Pra essa eu fiz a diferença!

Voltando para casa, naquela tarde o escritor não conseguiu escrever, naquela noite ele não conseguiu dormir, e na manhã seguinte correu e se juntou ao jovem para atirar as estrelas de volta ao mar.

Nós estamos juntos a mais ou menos uma hora, não imagino qual será os resultados dessa palavra na vida de todos os presentes, mas se fizer a diferença na vida de um eu já me dou por satisfeito, pois como Barnabé pensava eu quero pensar 1 pessoa é um campo missionário.

Deus Abençoe!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário