Pular para o conteúdo principal

4 personagens do mover de Deus. 2 Sm 6:1-11 - Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 13/02/11

Eu quero compartilhar com você hoje sobre 4 personagens deste texto. Existe aqui um mover da parte de Deus e todas as vezes que há um mover, algumas pessoas tomam posições ou posturas diferentes dentro deste mesmo mover.

introdução:

A arca da aliança que representava a presença da glória de Deus tinha sido roubada pelos filisteus. A respeito da presença de Deus, podemos dizer que Deus se manifesta como Deus onipresente, ou seja, Ele está em todos os lugares ao mesmo tempo, e também se manifesta através de sua glória. A arca manifestava a glória de Deus e agora ela tinha sido levada para a filistéia. Só que na filistéia a arca só causou problemas. Com a chegada da arca na filistéia, ela foi levada para um templo de um Deus chamado dagon. A partir daí muitos filisteus morreram com tumores e até a imagem deste deus chamado dagon amanheceu um dia sem cabeça. Então os filisteus devolvem a arca para Israel, e esta foi levada para a casa de Abinadabe, mas o rei Saul não se importou com a glória de Deus, ficando a arca ali por 20 anos. Mas Davi quando assume o reinado decide trazer a arca para Jerusalém. Neste processo é que aparecem 4 personagens que eu gostaria de observar e mencionar a vocês.

1º Uza. 2Sm 6:6

“E, chegando à eira de Nacom, estendeu Uzá a mão à arca de Deus, e pegou nela; porque os bois a deixavam pender. Então a ira do SENHOR se acendeu contra Uzá, e Deus o feriu ali por esta imprudência; e morreu ali junto à arca de Deus.”

Quando os bois tropeçam, Uzá, um dos filhos de Abinadabe toca na arca e é fulminado por Deus. Porque Deus fulminou Uzá? Alguns poderiam dizer: “Uzá só quis ajudar, não deixando a arca cair. O que era boa intenção, e era pra ser bênção virou maldição. Porque isso aconteceu?

1ª A familiaridade com coisas espirituais matam.

Uzá e Aiô era filho de Abinadabe, a arca ficou 20 anos na casa de Abinadabe. Sem querer forçar o texto, podemos dizer que Uzá se familiarizou com a arca. Talvez Uzá olhava para a arca como uma mobília apenas, do tipo um fogão, uma geladeira. Perdemos o mover e até morremos quando nos familiarizamos com ele.

Porque você acha que Judas traiu Jesus?

Certamente Judas traiu Jesus por ter se familiarizado com ele. Andando com Jesus percebeu que o mestre também sentia dores, de vez em quando corria atrás de uma árvore para suas necessidades fisiológicas. Judas criticou a mulher que derramou um jarro de perfume aos pés de Jesus. Ele dizia: “Isso é um desperdício”. Tudo porque ele se acostumou com a glória de Deus. Acostumamos-nos com os encontros, com o culto, com a célula e a partir daí nos familiarizamos. “Não precisamos mais orar e jejuar no dia da célula, na hora da mesma é só orar. Nos acostumamos até com nossa liderança, pois no princípio quando começamos a caminhar com nossos líderes, tínhamos cuidado no falar, na maneira como expressávamos nossos pensamentos. Hoje muitos dizem: Meu líder é como eu, tem falhas, não merece honra. Esse foi o problema de Uzá.

2ª A religiosidade.

O religioso está acostumado com o que é sagrado. O crente religioso é pior do que o não crente. O não crente respeita o mover de Deus, porque não O conhece. Quando estão diante de uma reunião gloriosa, onde as pessoas estão tremendo ou caídas no chão se contorcendo, eles dizem: “Algo sobrenatural está acontecendo aqui.” Agora por outro lado, muitos crentes religiosos tornam-se zombadores. Diante das manifestações de Deus eles criticam, fazem julgamentos, são juízes de si mesmos e darão conta por toda injustiça que manifestam. Maldito são aqueles que olham para as coisas de Deus e as tornam desprezíveis. Não podemos brincar com as coisas de Deus. Precisamos nos preocupar com isso principalmente com nossos filhos, pois eles estão crescendo neste ambiente de glória e de unção.

3ª Uzá não deveria ter segurado o que deveria cair. 2Sm 6:3

“E puseram a arca de Deus em um carro novo, e a levaram da casa de Abinadabe, que está em Gibeá; e Uzá e Aiô, filhos de Abinadabe, guiavam o carro novo.” 2Sm 6:3

A instrução de Deus para se levar a arca segundo o próprio Davi era seguinte: “Então disse Davi: Ninguém pode levar a arca de Deus, senão os levitas; porque o SENHOR os escolheu, para levar a arca de Deus, e para o servirem eternamente.” 1Cro 15:2

Quem tinha que carregar a arca, era os levitas. Davi estava bem intencionado, mas usou meios não estabelecidos. Aliás o método utilizado por Davi era o método dos filisteus. (1Cro 6:7)

Nas nossas vidas, algumas coisas tem de dar errado cessar. Aquilo que estamos fazendo por nossa própria vontade ou desejo te de cair por terra! Não podemos segurar o que Deus quer derrubar!!! Pare de sustentar situações que Deus reprova, pare de continuar se alimentando do que Deus já vomitou.

Deus não precisa de ajuda, só precisa que seus filhos o obedeçam!

A distância da casa de Abinadabe até Jerusalém era de 20 km, e a maneira sobre como Davi deveria conduzir a arca até lá era a seguinte: “E sucedeu que, quando os que levavam a arca do SENHOR tinham dado seis passos, sacrificava bois e carneiros cevados.” 2Sm 6:13

Aqui vemos algo interessante, pois eu creio que os números na Bíblia nos ensinam muitos princípios. Aqui um deles é que a cada 6 passos eles deveriam sacrificar. Porque 6 passos? 6 na Bíblia aponta para o homem, e quando os homens davam 6 passos, lembravam o seguinte: Somos homens e não podemos fazer essa obra por nós mesmos, vamos sacrificar a Deus pois só o Senhor pode nos dar condições de carregar essa arca.

Eu sei que muitos aqui querem agradar a Deus, mas só podemos reconhecer Jesus como Senhor pelo Espírito Santo!

Deus não precisa de pessoas que ajudem, Deus está precisando de pessoas que o obedeçam. Muitas vezes antes de edificar será preciso demolir.

Deus não precisa de ajudantes, e sim de filhos obedientes!

2º Obede-Edon o Geteu. 2 Sm 6:10-11

Deus não queria matar Uzá, mas isso foi preciso fazer. Davi vendo a tragédia e como um bom sanguíneo deu logo um jeito e mandou a arca pra casa de Obede-Edon. O interessante é que Obede-Edon começa a ser abençoado. Na casa de Abinadabe a arca fica 20 anos e nada acontece, mas na casa de Obede-Edon, milagres acontecem. Aprendemos qui que nada é neutro no reino espiritual. O que determina se algo será bênção ou maldição na nossa vida é a obediência. Obede poderia ter rejeitado a arca, mas ele obedeceu e Deus o abençoou. A relação de Obede-Edon com a arca foi diferente de Uzá. Ele recebeu a arca porque também era um levita. Só quem sabe que é um sacerdote toma para si a glória de Deus.

Se nós queremos a glória de Deus. Devemos ter o espírito de obediência de Obede-Edon.

3º Mical. 2Sm 6:14,16

Quando Davi percebe que a arca estava abençoando a casa de Obede-Edon, ele decide trazer a arca de novo para Jerusalém. E no trajeto Davi se alegra e celebra. Aprendemos que devemos celebrar as nossas vitórias. No texto, Mical uma das esposas de Davi não participou e o desprezou no coração. No verso 20 ela diz: Quão honrado foi o rei de Israel, descobrindo-se hoje aos olhos das servas de seus servos, como sem pejo se descobre qualquer dos vadios.

Mical é o tipo de gente que olha para o mover de Deus e diz: “Pra que isso, não precisa ser tão exagerado.” Essas pessoas estão preocupadas mais com a forma do que com o conteúdo. O texto diz que enquanto ele pulava suas partes íntimas puderam ser vistas.

Não podemos preservar a dignidade e buscar a divindade.

Devemos ser como Davi, não abrir mão da glória.

1º A forma não pode ser mais importante que o conteúdo. A aparência não pode ser mais importante do que a essência.

2º Não podemos receber aquilo que não honramos. 2Sm 6:20 Mical desprezou Davi e não recebeu sua unção. Não podemos ter aquilo que não abençoamos.

3º A conseqüência para os que desprezam o mover de Deus é maldição. 2Sm 6:21 Desprezou e foi desprezada. Mulher não ter filho neste tempo de Davi, era uma mulher maldita.

4º Davi. At 15:16

“Depois disto voltarei, E reedificarei o tabernáculo de Davi, que está caído, Levantá-lo-ei das suas ruínas, E tornarei a edificá-lo.” At 15:16

Porque Deus não diz que vai restaurar o tabernáculo de Moisés ou o templo de Salomão??? O tabernáculo de Davi era apenas uma cabana, mas Deus decide restaurar o tabernáculo de Davi porque Deus não está interessado em palácios, mas em pessoas apaixonadas. É neste lugar que ele vai habitar.

1º Sinceridade apenas, não substitui a verdadeira espiritualidade. Ele não deveria ter carregado a arca em um carro novo. Os levita deveriam ter trazido nos ombros

2º As grandes manifestações de Deus acontecem diante de muita persistência. Algumas pessoas pensam que é só vir ao culto ou receber uma imposição de mãos e pronto. 2Sm 6:13 O texto que quando eles davam 6 passos e sacrificavam. Da casa de Obede-Edon até Jerusalém foram 3333 sacrifícios. Tudo que você paga um preço você atribui valor.

Quero encerrar este compartilhamento lendo o verso 9 deste mesmo texto:

E temeu Davi ao SENHOR naquele dia; e disse: Como virá a mim a arca do SENHOR? 2Sm 6:9

A pergunta de Davi foi como trarei a mim a arca do Senhor? Buscando! Mas como devemos buscar? Com temor no coração.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O poder de crer e confessar. Parte 2. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 04/09/16

Entendendo a fé...
1. A fé é um espírito (2Co 4:13)
“Tendo, porém, o mesmo espírito da fé, como está escrito: Eu cri; por isso, é que falei. Também nós cremos; por isso, também falamos...”. 2Co 4:13
Veja que a fé não é questão de fórmula, mas de espírito. Paulo diz que temos o mesmo espírito de fé de Abraão, Moisés ou Davi. Sendo a fé um espírito, ela é contagiosa e por isso pode se espalhar. Você deve se lembrar do dia em que os doze espias foram enviados para espiar a terra de Canaã. Depois de quarenta dias, eles voltaram e dez deles disseram:
“Não podemos conquistar essa terra. As muralhas são muito largas, os gigantes, muito altos, e nós somos muito pequenos”. Mas dois deles, Josué e Calebe, disseram: “Vamos conquistar a terra, como pão, os podemos devorar; retirou-se deles o seu amparo; o SENHOR é conosco; não os temais”. Nm 14:9
Toda a nação acreditou nos dez espias e, por causa disso, morreram no deserto; mas, a respeito de Calebe, o Senhor disse que nele havia um espírito difer…

Destruindo os inimigos das nossas orações. Dn 10:12-13. Parte 2. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 13/08/16

"12 Então, me disse: Não temas, Daniel, porque, desde o primeiro dia em que aplicaste o coração a compreender e a humilhar-te perante o teu Deus, foram ouvidas as tuas palavras; e, por causa das tuas palavras, é que eu vim. 13 Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu por vinte e um dias; porém Miguel, um dos primeiros príncipes, veio para ajudar-me, e eu obtive vitória sobre os reis da Pérsia.” Dn 10:12-13
Por que temos tanta dificuldade para orar?
Eu creio que todos temos ideia de quanto a oração é importante pelo grau de dificuldade que sempre enfrentamos para orar. O nosso inimigo vai lutar de todas as formas para impedir que nossas orações cheguem ao trono do Pai. Ele vai tentar colocar barreiras que vão tentar invalidar nossas orações, para que a nossa oração não seja ouvida pelo Senhor. Precisamos remover então essas barreiras para o êxito na nossa oração.
Guarde essa verdade: O diabo e os demônios não querem que você ore! Eles sempre se oporão a você, pois sabem melhor d…

Ore até que algo aconteça! Is 62:6-7. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 24/07/16

“6 Sobre os teus muros, ó Jerusalém, pus guardas, que todo o dia e toda a noite jamais se calarão; vós, os que fareis lembrado o Senhor, não descanseis, 7 nem deis a ele descanso até que restabeleça Jerusalém e a ponha por objeto de louvor na terra.”  Is 62:6,7
Introdução
Toda ação sobrenatural de Deus é precedida de oração. As chuvas de bênçãos não caem sem que antes nossos joelhos se dobrem. Deus não sarará a nossa terra sem que primeiro seu povo se humilhe e ore fervorosa e perseverantemente. (2Cro 7:14)
Jonathan Edwards, o clássico teólogo do avivamento disse: “Quando Deus tem algo muito grande para realizar em favor da igreja, o desejo dele é que esse seu ato seja precedido por orações extraordinárias do seu povo.”
Muitos cristãos estão vivendo tempos de estiagem e sequidão, porque não oram. Alguém me disse: Pastor Edenir, em minha igreja a reunião de oração está em estado de coma, está na UTI prestes a morrer. Os irmãos andam muito ocupados para ocupar-se com Deus em oração.
Não pode…