20110508

Vá, pelo amor de Deus!!! Lc 10:1 - Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 08/05/11

E depois disto designou o Senhor ainda outros setenta, e mandou-os adiante da sua face, de dois em dois, a todas as cidades e lugares aonde ele havia de ir. E dizia-lhes: Grande é, em verdade, a seara, mas os obreiros são poucos; rogai, pois, ao Senhor da seara que envie obreiros para a sua seara. Ide; eis que vos mando como cordeiros ao meio de lobos. Não leveis bolsa, nem alforje, nem alparcas; e a ninguém saudeis pelo caminho. E, em qualquer casa onde entrardes, dizei primeiro: Paz seja nesta casa. E, se ali houver algum filho de paz, repousará sobre ele a vossa paz; e, se não, voltará para vós. E ficai na mesma casa, comendo e bebendo do que eles tiverem, pois digno é o obreiro de seu salário. Não andeis de casa em casa.” Lc 10:1-7

“E voltaram os setenta com alegria, dizendo: Senhor, pelo teu nome, até os demônios se nos sujeitam.” Lc 10:17

Verdadeiramente quando alguém descobre o propósito de Deus para a sua vida, experimenta um liberar de felicidade e realização. Quem não descobre isso não vive a vida e sim a vida vive a pessoa. Não tira o melhor da vida, mas a vida suga o seu melhor. Seu tempo, sua saúde, seus talentos, seus dons.

Quando eu paro para meditar na palavra que está queimando nos nossos corações há alguns dias, lembro-me também de uma linda promessa de Deus nos fez: “Assim será a minha palavra, que sair da minha boca; ela não voltará para mim vazia, antes fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei.” Is 55:11

Deus fará o que Ele se propôs a fazer!!! Com ou sem você, o plano de Deus se cumprirá. Lembre-se da expressão: “Depois disto o Senhor designou outros setenta...” E se Deus vai cumprir este plano, que seja com a minha participação.

Existem muitas pessoas se gloriando nas suas conquistas de bens, outros na sua inteligência, outros ainda por tantas outras realizações, “Mas o que se gloriar, glorie-se nisto: em me entender e me conhecer, que eu sou o SENHOR, que faço beneficência, juízo e justiça na terra; porque destas coisas me agrado, diz o SENHOR.” Jr 9:24

Este foi o propósito de Cristo, gloriar-se em seu Pai. Nessa terra, Ele decidiu morrer por nós. O sucesso da missão de Jesus foi obedecer a Deus. Satanás não se contentou com a vida de Jesus. Satanás o tentou no deserto para que ele desistisse de cumprir o propósito. Satanás ofereceu a Ele glória, fama e poder, mas o Senhor optou por se diminuir. Fl 2:8 diz que estando ele na condição de homem, humilhou-se e obedeceu até a morte, e morte de cruz.

Agora, veja que o que satanás não conseguiu fazer com Jesus, ele está conseguindo fazer com muitos homens. O enganador está dizendo que sua vida é para ser aproveitada neste mundo, com as coisas deste mundo. Ele está dizendo para muitos crentes que a vida cristã, consiste em ir aos cultos ou às células e ponto. E muitos estão acreditando nisso. Na verdade a serpente está dizendo para os homens: Para quê se envolver mais???

Essa é a razão porque muitos estão paralisados no tocante ao propósito de Deus. Quando o plano de Deus paralisa na sua vida, a vida extrai de você o seu melhor. Suas habilidades, dons, talentos, são gastos na sua profissão, nas artes que você desenvolve, na música que você compõe e canta, nos seus relacionamentos de amizade. Mas tudo isso de fato é um gasto que pode ser proveitoso para a sua vida física e natural, mas não é um investimento para a eternidade.

Jesus disse que a prioridade na vida do crente é o reino.

“Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.” Mt 6:33

Na oração modelo, logo após a introdução desta mesma oração, Jesus expressa seu propósito: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome; Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu...”

Invertemos os valores e passamos a viver em função de nós mesmos. Primeiro o pão, depois o reino. Primeiro o que vestir, depois o reino. Primeiro onde morar, depois o reino. Muito se sentem vencedores por estarem bem de saúde ou prosperando materialmente. Estes dizem: eu estou desfrutando da abundância do reino de Deus. Não é assim!!!

“Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo. Porque quem nisto serve a Cristo agradável é a Deus e aceito aos homens.” Rm 14:17-18

O texto de Lucas 10 nos fala de uma estratégia de evangelismo desenvolvida por Jesus para o cumprimento do propósito da igreja do Senhor. Precisamos enxergar a igreja com os olhos de Cristo, e entender que somos uma força invasora, uma força enviada. A igreja não é uma força contida, reservada, estática, ela sempre está indo adiante. A maior parte dos irmãos que conheço, estão presos em suas congregações, estagnados, esperando que as vitórias venham.

Veja que na grande comissão, bem como neste texto compartilhado, a ordem é: vá!

Sair dos limites físicos, da zona de conforto que nos traz segurança é sempre desconfortável. Queremos sempre que as conquistas venham, mas Deus está na contramão dizendo: vá! Boa parte das igrejas que conheço, gastam seu tempo na TV dizendo: Venham para a campanha dos milagres, venham visitar uma de nossas igrejas. A propaganda é: Venha, venha, venha. Mas Jesus disse: Ide! Parafraseando, Jesus diz para cada um de nós: Vá! Sai andando! Se mexa! Acorda!!!

No Egito, Deus disse: Vá me adorar no deserto. No deserto Deus disse: vá habitar em Canaã.

Para Abrão, Deus disse: Sai de tua casa, do meio da tua parentela, e vá para uma terra que eu te mostrarei.

Em Mateus 28:19, Jesus disse Ide!

Depois do derramamento do Espírito Santo, Ele disse: Vá para a Judéia, Samaria, confins da terra.

No Novo Testamento, a única ordem de Deus para permanecermos é na fé. Sendo assim, continue crendo sem cessar, pois Deus recompensará os que perseverarem até fim.

Sair de onde estamos e ir para a seara é o chamado universal para todos os crentes!

As portas do inferno estão fechadas para o evangelho, mas não prevalecerão contra a igreja, foi o que Jesus disse! Mt 16:18

(Acho que a maior parte dos cristãos evangélicos deveriam se declarar como fazem a maior parte dos católicos. Eles dizem: Sou católico não praticante. O fato é que a maior parte dos crentes deveriam também dizer: Sou evangélico não praticante.)

Há uma inspiração em Lc 10 para irmos em busca do que nos foi proposto! Quando Jesus envia setenta de seus discípulos para precedê-lo, encontrando casas que estivessem abertas para receber a paz de Deus. A primeira coisa a compreender é que estamos sendo enviados pelo Senhor. O versículo 1 nos diz que Jesus designou aqueles discípulos, ou seja, lhes incumbiu de uma missão. Você está acostumado a pensar que só os que tem título de missionário devem cumprir este chamado. Talvez você pense que só as pessoas especiais, superdotadas espiritualmente, podem cumprir este propósito. Mas o que vemos nesse texto não é bem isso. Estes homens não tinham até então nenhuma experiência em pregar o evangelho, mas agora estavam ordenados e respaldados pelo Senhor para saírem em busca dos “filhos da paz”, entrar em suas casas e estabelecer ali uma base do reino de Deus.

Hoje temos um comando do céu para fazer o mesmo. O Senhor está nos comissionando para esta tarefa. Fomos escolhidos e designados para dar frutos (Jo 15:16) e não podemos nos esquivar desse privilégio e responsabilidade.

É interessante que o texto começa dizendo que “depois disto Jesus enviou outros setenta” (Lc 10:1). Isso faz uma conexão com um fato anterior, relatado no final do capítulo 9. Ali nós vemos pessoas que tiveram a oportunidade de servir a Jesus e serem enviadas por Ele, mas não foram porque demonstraram um coração errado. Ao olhar para a resposta que o Senhor deu para cada um, podemos saber por que há gente que não avança.

57 E aconteceu que, indo eles pelo caminho, lhe disse um: Senhor, seguir-te-ei para onde quer que fores. 58 E disse-lhe Jesus: As raposas têm covis, e as aves do céu, ninhos, mas o Filho do homem não tem onde reclinar a cabeça. 59 E disse a outro: Segue-me. Mas ele respondeu: Senhor, deixa que primeiro eu vá a enterrar meu pai. 60 Mas Jesus lhe observou: Deixa aos mortos o enterrar os seus mortos; porém tu vai e anuncia o reino de Deus. 61 Disse também outro: Senhor, eu te seguirei, mas deixa-me despedir primeiro dos que estão em minha casa. 62 E Jesus lhe disse: Ninguém, que lança mão do arado e olha para trás, é apto para o reino de Deus.

Estamos falando de um princípio cujo contexto é o evangelismo, mas você pode aplicar este mesmo princípio para sua necessidade.

Porque existem pessoas que não vencem?

1. Algumas pessoas não estão dispostas a abrir mão do conforto e comodidade (Lc 9:57-58).

57 E aconteceu que, indo eles pelo caminho, lhe disse um: Senhor, seguir-te-ei para onde quer que fores. 58 E disse-lhe Jesus: As raposas têm covis, e as aves do céu, ninhos, mas o Filho do homem não tem onde reclinar a cabeça.

Embora tivesse um discurso entusiasmado, não queria pagar o preço que os demais estavam pagando, seguindo Jesus muitas vezes sem ter nem onde reclinar a cabeça para descansar. Num momento como o que estamos vivendo, debaixo de uma unção de envio e conquista e desafiados a entrar em novas portas com o evangelho, não podemos pensar em nossa comodidade. É hora de fazer um grande esforço para ver a conquista que glorifique ao nosso Deus!

2. Algumas pessoas não estão dispostas a tratar o chamado com a prioridade e a urgência que ele exigia (Lc 9:59-60).

59 E disse a outro: Segue-me. Mas ele respondeu: Senhor, deixa que primeiro eu vá a enterrar meu pai. 60 Mas Jesus lhe observou: Deixa aos mortos o enterrar os seus mortos; porém tu vai e anuncia o reino de Deus.

Ele queria primeiro enterrar seu pai... Entenda, não é que seu pai houvesse morrido e ele pedira ao Senhor para terminar seu funeral. Se fosse isso, certamente Jesus teria permitido. Entretanto, esse homem usou o cuidado de seu pai como uma desculpa par não servir naquele momento. Em outras palavras, ele estava dizendo:

· Senhor, eu estou muito ocupado.

· Senhor, eu não tenho tempo.

· Senhor, eu preciso descansar.

Em outras palavras, “um dia, quando meu pai morrer e eu não tiver mais que me preocupar com ele, te servirei...”

Muitas pessoas hoje vivem assim, estão envolvidas com obras mortas, dando desculpas de uma vida ocupada para não se envolverem no ministério. Têm outras prioridades que não as do Senhor. Não entenderam ainda a expressão:

“buscai em primeiro lugar o reino de Deus e a sua justiça e todas estas coisas vos serão acrescentadas.”Mt 6:33

E por isso, essas pessoas vivem correndo atrás das coisas deste mundo, sem nunca se saciarem.

3. Algumas pessoas estão indispostas e não querem perseverar até o fim (Lc 9:61-62).

61 Disse também outro: Senhor, eu te seguirei, mas deixa-me despedir primeiro dos que estão em minha casa. 62 E Jesus lhe disse: Ninguém, que lança mão do arado e olha para trás, é apto para o reino de Deus.

Ao dizer que lançar mão do arado e olhar para trás é um atestado de indignidade, o Senhor denuncia este coração que não é capaz de ir até o fim num trabalho. Este tipo de alma não serve a Deus. Por isso Jesus mandou outros setenta. A pergunta é: E hoje, você está disposto a ser enviado para estabelecer uma “casa de paz” e perseverar nessa missão até o fim? Ou vai se esquivar por não estar a fim de pagar o preço, dando desculpas de que não tem tempo e está ocupado com muitas coisas em sua vida? Será que você está disposto a pegar nesse arado e ir até o fim dessa missão? O mestre pode contar com sua vida?

Uma vez que Jesus viu com quem realmente podia contar, enviou-os de dois em dois (Lc 10:1). Aqui está um segredo para a nossa estratégia. A meta é que cada duas pessoas de nossa igreja estabeleça uma “Casa de Paz” a partir do próximo mês. É melhor serem dois do que um (Ec 4:9-12). Jesus nunca enviou ninguém sozinho. Já nessa semana, os líderes de célula devem compartilhar este propósito e organizar seus discípulos em duplas para orarem juntos e começarem a fazer uma lista de pessoas que serão abordadas com a proposta de que abram suas casas para receber a paz de Deus. Todo mundo que está firme na fé e não quer ser achado entre os infiéis deve participar. Obviamente vamos dar todo o suporte e cobertura. Cada um receberá o material para ministrar nas “Casas de Paz”, o apoio logístico e espiritual para conquistar seus objetivos e a unção para esta aventura de fé.

Tenho certeza que o fim será semelhante ao dos discípulos que Jesus enviou: “Voltaram os setenta cheios de alegria, dizendo: Senhor, até os demônios se nos submetem em teu nome”. Lc 10:17

Nenhum comentário:

Postar um comentário