Total de visualizações de página

Acesse o site da GERAÇÃO DE ADORADORES IGREJA DE VENCEDORES

20110912

A Síndrome de Caim. Parte 2 - Gn 4:1-16 - Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 11/09/11

É a falta de uma boa atitude que tem desmantelado a vida de tantas pessoas. Uma vida de insucessos, seja na área espiritual, emo­cional ou física, começa com o envenenamento da atitude do nosso coração. Por isso, a cura começa também pelo tratamento dessa atitude. Foi a falta de uma atitude coerente com o propósito de Deus que levou Caim à ruína.


Sintomas da síndrome de Caim:


1. Incapacidade de assumir responsabilidades. Veja como o coração de Caim se revela ao apresentar a oferta. Ele não assume responsabilidades. Em vez de reconhecer seu erro ao ofertar, Caim irrita-se e rebela-se. Em vez de agir (atitude), ele reage! Ignoramos a proteção do seu não pela incapacidade de assumirmos nossas responsabilidades.


2. Viver a vida como se fosse uma competição. Ao perceber que a oferta de Abel fora aceita, em vez de ficar feliz com seu irmão, Caim se amargura, fica desgostoso. Caim vê a vida como uma competição. No mínimo, ele precisa empatar com os que vivem a seu lado. Sua oferta precisa ser, pelo menos, aceita como foi a de Abel. Caim anseia pela igualdade. Considera que é merecedor do mesmo tratamento que Deus dá a seu irmão. Quantas famílias e pessoas são destruídas por essa atitude er­rada.


3. Valorização exagerada de si mesmo. Permitir que a vida fosse dominada pela soberba foi a atitude que complicou a vida de Caim. Seu orgulho o impede de tentar ofertar novamente, de modo a ser aceito por Deus. A soberba de seu coração apresenta a parceira das desgraças: a vergonha. Tentar de novo? Reconhecer o erro? Isso é uma vergonha! E assim com Caim.


4. Espírito crítico. A visão exacerbada sobre si mesmo, que Caim nutriu no cora­ção, transformou-o em um crítico frio e maligno. Ele permite firmar em seu coração a mentira diabólica de que ele era melhor que Abel. Caim, porém, sabia a verdade e temia o fato de Abel ser melhor que ele. O problema não era a certeza de ser o melhor, e sim a convicção de ser o pior. Isso o transformou em um murmurador, um queixoso, homem cínico.


5. Rejeição. O Senhor disse a Caim: "Se você fizer o bem, não será acei­to?". Deus não estava rejeitando a pessoa de Caim, e sim os seus atos. Mas Caim não soube separar a rejeição dos seus atos da rejei­ção de sua pessoa. E não percebeu que o que Deus procurava não era o sacrifício apenas, mas seu coração.


6. Não encarar a culpa. Caim não enfrentou sua culpa, e este foi um dos fatores que o levaram a se afastar de Deus. Ele saiu da presença do Senhor para não ter de enfrentar o fracasso. Seu pecado aprisionou-o e trancou-o atrás das garras da vergonha, da decepção, do medo e da culpa. A culpa sempre nos afasta de Deus e das pessoas, porque Sata­nás vem e semeia a vergonha.


7. Fundamentar a vida na mentira. "Caim atacou seu irmão Abel e matou-o. Então, o Senhor pergun­tou a Caim: 'Onde está seu irmão Abel?' Respondeu ele: 'Não sei...' " Deus oferece a oportunidade de Caim tratar o assunto, resolver o problema, mas ele prefere esconder a verdade e entregar-se a uma vida de mentiras. Caim deve ter pensado que a mentira poderia facilitar-lhe as coisas, e assim cai no engano da mentira.

Ao finalizar este compartilhamento, convido você a meditar cuidadosa­mente sobre os motivos ou atitudes do seu coração.


“Bem-aventurados os limpos de coração, porque verão a Deus.” Mt 5:8

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Senhor Cara Legal - Evangelismo com o livrete 11ª Questão

O poder da oração no Espírito