Pular para o conteúdo principal

Depois de uma grande vitória, vem um grande teste. Js 7:1-21. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 05/02/12

Essa é uma das palavras mais sérias sobre batalha espiritual na Bíbllia. Esse texto pode nos ajudar a entender algumas lições preciosas a respeito das nossas vitórias e também das derrotas que as vezes nos sucedem.

4 verdades que explicam a derrota de Israel.

1. Depois de dias de vitória que precisamos ter mais cuidado com o pecado. V.1
Depois de Israel passar pelo mar vermelho, murmuraram contra Moisés e fizeram ídolos para adorarem. Depois de derrotar os profetas de Baal no monte Carmelo, Elias fugiu e entrou em um profundo estado de depressão. Davi, o homem segundo o coração de Deus, após ter experimentado grandes vitórias da parte do Senhor, se deixou dominar pelo pecado, cometendo adultério e homicídio.
Nos dias de vitória devemos vigiar, pois o inimigo vai mudar sua estratégia de ataque. Vai nos trazer a falsa sensação de segurança. Lembro-me de um irmão que após uma grande vitória financeira, desanimou da igreja, desistiu de congregar e enfrentou muitas lutas e derrotas em seu ministério. Outro estava lutando contra a enfermidade, venceu a enfermidade, mas foi derrotado pelo divórcio. Conheci outro irmão que depois de lutar tanto na presença de Deus para concluir seus estudos, ganhou muito dinheiro e abandonou a esposa e filhos para viver um relacionamento homosexual com outro homem.

2. Não dependeram de Deus depois da grande vitória. Js 7:3

Depois de uma grande vitória a tendência é ficar independente de Deus. Tendemos a ficar naturais com as coisas de Deus. A obra de Deus e feita na dependência de Deus.

3. Substimaram o inimigo. Js 7:3

Qualquer técnico de futebol sabe que não é inteligente subestimar seu adversário. Muitos de nós temos o péssimo hábito de dizer: "O diabo está debaixo dos meus pés, o inimigo já está derrotado, etc". Nossa fé as vezes chega a ser poética, mas devemos vigiar a todo instante. Jd 1:9
Não podemos pensar que porque vencemos uma batalha, venceremos todas as demais com facilidade. Tem gente que pensa: multipliquei uma célula, agora é moleza! Deixe te dizer uma coisa, Deus está nos usando porque não achou ninguém pior pra usar. Ele escolhe os piores, os menores, os últimos, porque a glória é dele e para ele.

4. Confundiram descanso com falta de vigilância. Js 7:3

Veja bem como Davi pecou nesse sentido.
1 Decorrido um ano , no tempo em que os reis costumam sair para a guerra, enviou Davi a Joabe , e seus servos , com ele, e a todo o Israel , que destruíram os filhos de Amom e sitiaram Rabá ; porém Davi ficou em Jerusalém . 2 Uma tarde , levantou-se Davi do seu leito e andava passeando no terraço da casa real ; daí viu uma mulher que estava tomando banho ; era ela mui formosa . 3 Davi mandou perguntar quem era. Disseram-lhe : É Bate-Seba , filha de Eliã e mulher de Urias , o heteu . 4 Então, enviou Davi mensageiros que a trouxessem ; ela veio , e ele se deitou com ela. Tendo-se ela purificado da sua imundícia , voltou para sua casa . 5 A mulher concebeu e mandou dizer a Davi : Estou grávida . 2Sm 11:1-5

Davi deveria estar na guerra, mas o descanso que se tornou falta de vigilância, o levou ao pecado de adultério e homicídio.
A preguiça tem levado muitos ao fracasso! Poucos dias após a enorme vitória sobre a super protegida Jericó, Israel é derrotado pela pequena cidade de Ai. Era o mesmo povo e o mesmo comandante (Josué). A derrota de Ai foi um fato para toda a vida, para o aprendizado de Israel, mas não foi o fim da história. DEUS ordenou ao mesmo povo derrotado para que se dispusesse e retornasse àquele local para lutar. Não deixe que os traumas desviem seu caminho de uma vida de vitórias. A batalha de Ai não foi o fim de Israel, mas o começo de uma nova caminhada de conquistas. Deus quer que você destrua de vez, reduzindo à cinzas, o inimigo que uma vez te derrotou. Não fuja nem desamine pois, como o Senhor disse a Josué, “não temas, nem te atemorizes... dispõe-te e sobe a Ai”. Js 8:1-2; 13-18; 25-27.
Após terem seguido a orientação de Deus, Josué e todo Israel foram bem sucedidos e venceram a batalha e conquistaram a cidade de Ai. A derrota de Ai foi um fato para toda a vida, para o aprendizado de Israel, mas não foi o fim da história. DEUS ordenou ao mesmo povo derrotado para que se dispusesse e retornasse àquele local para lutar. Não deixe que os traumas desviem seu caminho de uma vida de vitórias. A batalha de Ai não foi o fim de Israel, mas o começo de uma nova caminhada de conquistas. Deus quer que você destrua de vez, reduzindo à cinzas, o inimigo que uma vez te derrotou. Não fuja nem desamine pois, como o Senhor disse a Josué, “não temas, nem te atemorizes... dispõe-te e sobe a Ai”, Ele diz a você ! “Não desista pois eu sou contigo”.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O poder de crer e confessar. Parte 2. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 04/09/16

Entendendo a fé...
1. A fé é um espírito (2Co 4:13)
“Tendo, porém, o mesmo espírito da fé, como está escrito: Eu cri; por isso, é que falei. Também nós cremos; por isso, também falamos...”. 2Co 4:13
Veja que a fé não é questão de fórmula, mas de espírito. Paulo diz que temos o mesmo espírito de fé de Abraão, Moisés ou Davi. Sendo a fé um espírito, ela é contagiosa e por isso pode se espalhar. Você deve se lembrar do dia em que os doze espias foram enviados para espiar a terra de Canaã. Depois de quarenta dias, eles voltaram e dez deles disseram:
“Não podemos conquistar essa terra. As muralhas são muito largas, os gigantes, muito altos, e nós somos muito pequenos”. Mas dois deles, Josué e Calebe, disseram: “Vamos conquistar a terra, como pão, os podemos devorar; retirou-se deles o seu amparo; o SENHOR é conosco; não os temais”. Nm 14:9
Toda a nação acreditou nos dez espias e, por causa disso, morreram no deserto; mas, a respeito de Calebe, o Senhor disse que nele havia um espírito difer…

Destruindo os inimigos das nossas orações. Dn 10:12-13. Parte 2. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 13/08/16

"12 Então, me disse: Não temas, Daniel, porque, desde o primeiro dia em que aplicaste o coração a compreender e a humilhar-te perante o teu Deus, foram ouvidas as tuas palavras; e, por causa das tuas palavras, é que eu vim. 13 Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu por vinte e um dias; porém Miguel, um dos primeiros príncipes, veio para ajudar-me, e eu obtive vitória sobre os reis da Pérsia.” Dn 10:12-13
Por que temos tanta dificuldade para orar?
Eu creio que todos temos ideia de quanto a oração é importante pelo grau de dificuldade que sempre enfrentamos para orar. O nosso inimigo vai lutar de todas as formas para impedir que nossas orações cheguem ao trono do Pai. Ele vai tentar colocar barreiras que vão tentar invalidar nossas orações, para que a nossa oração não seja ouvida pelo Senhor. Precisamos remover então essas barreiras para o êxito na nossa oração.
Guarde essa verdade: O diabo e os demônios não querem que você ore! Eles sempre se oporão a você, pois sabem melhor d…

Ore até que algo aconteça! Is 62:6-7. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 24/07/16

“6 Sobre os teus muros, ó Jerusalém, pus guardas, que todo o dia e toda a noite jamais se calarão; vós, os que fareis lembrado o Senhor, não descanseis, 7 nem deis a ele descanso até que restabeleça Jerusalém e a ponha por objeto de louvor na terra.”  Is 62:6,7
Introdução
Toda ação sobrenatural de Deus é precedida de oração. As chuvas de bênçãos não caem sem que antes nossos joelhos se dobrem. Deus não sarará a nossa terra sem que primeiro seu povo se humilhe e ore fervorosa e perseverantemente. (2Cro 7:14)
Jonathan Edwards, o clássico teólogo do avivamento disse: “Quando Deus tem algo muito grande para realizar em favor da igreja, o desejo dele é que esse seu ato seja precedido por orações extraordinárias do seu povo.”
Muitos cristãos estão vivendo tempos de estiagem e sequidão, porque não oram. Alguém me disse: Pastor Edenir, em minha igreja a reunião de oração está em estado de coma, está na UTI prestes a morrer. Os irmãos andam muito ocupados para ocupar-se com Deus em oração.
Não pode…