Pular para o conteúdo principal

Nunca negocie com o inimigo. 1Sm 11:1-11 - Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 24/06/12

"Então, subiu Naás, amonita, e sitiou a Jabes-Gileade; e disseram todos os homens de Jabes a Naás: Faze aliança conosco, e te serviremos. 2 Porém Naás, amonita, lhes respondeu: Farei aliança convosco sob a condição de vos serem vazados os olhos direitos, trazendo assim eu vergonha sobre todo o Israel. 3 Então, os anciãos de Jabes lhe disseram: Concede-nos sete dias, para que enviemos mensageiros por todos os limites de Israel e, não havendo ninguém que nos livre, então, nos entregaremos a ti. 4 Chegando os mensageiros a Gibeá de Saul, relataram este caso ao povo. Então, todo o povo chorou em voz alta. 5 Eis que Saul voltava do campo, atrás dos bois, e perguntou: Que tem o povo, que chora? Então, lhe referiram as palavras dos homens de Jabes. 6 E o Espírito de Deus se apossou de Saul, quando ouviu estas palavras, e acendeu-se sobremodo a sua ira. 7 Tomou uma junta de bois, cortou-os em pedaços e os enviou a todos os territórios de Israel por intermédio de mensageiros que dissessem: Assim se fará aos bois de todo aquele que não seguir a Saul e a Samuel. Então, caiu o temor do SENHOR sobre o povo, e saíram como um só homem. 8 Contou-os em Bezeque; dos filhos de Israel, havia trezentos mil; dos homens de Judá, trinta mil. 9 Então, disseram aos mensageiros que tinham vindo: Assim direis aos homens de Jabes-Gileade: Amanhã, quando aquentar o sol, sereis socorridos. Vindo, pois, os mensageiros, e, anunciando-o aos homens de Jabes, estes se alegraram 10 e disseram aos amonitas: Amanhã, nos entregaremos a vós outros; então, nos fareis segundo o que melhor vos parecer. 11 Sucedeu que, ao outro dia, Saul dividiu o povo em três companhias, que, pela vigília da manhã, vieram para o meio do arraial e feriram a Amom, até que se fez sentir o calor do dia. Os sobreviventes se espalharam, e não ficaram dois deles juntos. 12 Então, disse o povo a Samuel: Quem são aqueles que diziam: Reinará Saul sobre nós? Trazei-os para aqui, para que os matemos.13 Porém Saul disse: Hoje, ninguém será morto, porque, no dia de hoje, o SENHOR salvou a Israel. 14 Disse Samuel ao povo: Vinde, vamos a Gilgal e renovemos ali o reino. 15 E todo o povo partiu para Gilgal, onde proclamaram Saul seu rei, perante o SENHOR, a cuja presença trouxeram ofertas pacíficas; e Saul muito se alegrou ali com todos os homens de Israel. I Samuel 11:1-11


Os moradores de Jabes-Gileade, uma cidade próxima ao rio Jordão ao Sul de Israel, foram intimidados pelos amonitas e com medo resolveram negociar com o inimigo. A proposta do general amonita Naás, era a seguinte, se vocês nos deixarem vazar o olho direito de cada homem de Jabes-Gileade, não mataremos vocês, vocês serão apenas nossos servos. O desejo desse general não era matar, mas escravizar e envergonhar o povo de Jabes-Gileade.

Veja que não é por acaso que o nome desse general é Naás, que significa serpente. Aliás o nome Naás, tem a mesma origem de satanás. Como satanás negociou com Eva, o alvo de Naás era negociar e vencer sem guerrear, subjulgando o povo de Deus.

A serpente, o animal mais sagaz de todos os animais que o SENHOR fez, sempre quis negociar com os homens de Deus.
Veja no caso do próprio Jesus quando foi tentado no deserto, durante as três tentativas de negociação propostas por satanás, o Senhor não cedeu, não negociou com o inimigo.

Para satanás será sempre mais vantajoso evitar o confronto, pois ele sabe que se o crente o enfrentar, ele será derrotado em nome de Jesus.

Faraó, que na Bíblia representa o diabo, um dia tentou negociar com Moisés fazendo a seguinte proposta:

"Então, Faraó chamou a Moisés e lhe disse: Ide, servi ao SENHOR. Fiquem somente os vossos rebanhos e o vosso gado; as vossas crianças irão também convosco. 25 Respondeu Moisés: Também tu nos tens de dar em nossas mãos sacrifícios e holocaustos, que ofereçamos ao SENHOR, nosso Deus. 26 E também os nossos rebanhos irão conosco, nem uma unha ficará; porque deles havemos de tomar, para servir ao SENHOR, nosso Deus, e não sabemos com que havemos de servir ao SENHOR, até que cheguemos lá." Ex 10:24-26

Devemos ter o posicionamento de Moisés. “Nem uma unha ficará!”

Veja que a lição que podemos aprender desde o Édem é que não devemos negociar com Satanás. A orientacão que Tiago nos dá é a seguinte: "Sujeitai- vos, portanto, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós." Tg 4:7

Não negociamos com satanás, não fazemos concessão com as trevas. Não abrimos mão da nossa liberdade em Cristo Jesus.

1Jo 3:8 nos diz que Jesus se manifestou para destruir as obras do Diabo. "Para isto se manifestou o Filho de Deus: para destruir as obras do diabo." Podemos ler também em João 8:36: "Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres." João 8:36

Mas porque o povo de Jabes-Gileade optou por negociar com Naás? Vou te dar ao menos duas razões:

1. Negociaram com o inimigo para sobreviverem.

Não negocie com o inimigo e nem tenha a atitude de simplesmente buscar sobreviver, de auto preservação.

No desejo de sobreviver, muitos negociam com o inimigo dizendo: "Eu não posso dizimar, pois devolvendo o dízimo eu ficarei sem o dinheiro para pagar as contas."
Outros sobrevivem contando uma mentirinha aqui, outra ali. Eles pensam: "Eu não posso contar a verdade para a minha esposa, pois ela nunca vai me perdoar." Assim vão sobrevivendo.
Conheço pessoas que sobrevivem quando ocultam seus pensamentos e sentimentos. Estão ouvindo a voz do diabo que diz: "Não precisa compartilhar seus pecados, muito menos ser transparente com seu próximo pois Deus já te perdoou."

Pessoas estão sobrevivendo com uma vida dupla, negociando com Naás.

Muitos estão sobrevivendo alimentando a sensualidade, o orgulho, a arrogância, achando que estão fazendo o que é correto. Na verdade, Naás está escravizando cada uma dessas pessoas.

O desejo de sobreviver pode ser o maior inimigo da vitória. A vitória é para aqueles que aborrecem a própria vida, que em face da morte não amam a própria vida. A vitória na vida de um cristão autêntico, vem por meio de uma disposição de morrer pela causa. Isso é o que Cristo fez por nós, Ele morreu pela causa, e quando agimos assim, nos parecemos com Cristo.

“Eles, pois, o venceram por causa do sangue do Cordeiro e por causa da palavra do testemunho que deram e, mesmo em face da morte, não amaram a própria vida.” Ap 12:11

Toda pessoa que morre por uma causa legítima é considerado mártir. A igreja no seu início produziu muitos mártires e por causa deles, o evangelho se fortaleceu e se expandiu. Satanás não quer que você morra pela causa, pois ele sabe que quem luta contra ele, renunciando as suas vontades, recebe aprovação de Deus.

"Então, disse Jesus a seus discípulos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me." Mt 16:24

2. Negociaram com o inimigo para evitar a batalha.

Muitos estão contentes e acomodados com uma vida ruim. Desencorajados para novos desafios. Outros nem acreditam que a vida pode ser diferente. O inimigo não quer que você alargue as suas estacas, expanda, cresça. Nós somos como uma mola. Toda mola que estica nunca mais volta a ser do mesmo tamanho.

Naás não quis matar o povo, mas sua estratégia era ferir e subjulgar os homens de Israel fazendo-os escravos.

O texto nos diz que Satanás quer no cegar os olhos.

Veja as consequências do multilamento destes homens de olhos vazados.

Os olhos são a lâmpada do corpo.

"22 São os olhos a lâmpada do corpo. Se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo será luminoso; 23 se, porém, os teus olhos forem maus, todo o teu corpo estará em trevas. Portanto, caso a luz que em ti há sejam trevas, que grandes trevas serão!" Mt 6:22-23

"nos quais o deus deste século cegou o entendimento dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus." 2Co 4:4

· Ser cego de um olho é ter menos luz e menos revelação. (Lc 11:34)
· O soldado usava o escudo na frente de um olho e usava o outro para mirar o inimigo. Com apenas um olho ele expunha toda a cabeça ao ataque do adversário.
· Quem se sujeita a ficar cego de um olho, ainda que tenha uma visão parcial, fica sem a visão estereoscópica, sem profundidade.

Em Apocalipse, O Senhor é aquele que possui os sete olhos e os olhos são o sete espíritos de Deus.

"Então, vi, no meio do trono e dos quatro seres viventes e entre os anciãos, de pé, um Cordeiro como tendo sido morto. Ele tinha sete chifres, bem como sete olhos, que são os sete Espíritos de Deus enviados por toda a terra." Ap. 5:6

Podemos dizer que ter os olhos furados é perder a unção do Espírito!

Deus quer que você seja completo nele, enquanto que o inimigo deseja multilar o homem, torná-lo deficiente. Veja um outro exemplo de multilação na Bíblia.

"Então, disse Adoni-Bezeque: Setenta reis, a quem haviam sido cortados os polegares das mãos e dos pés, apanhavam migalhas debaixo da minha mesa; assim como eu fiz, assim Deus me pagou. E o levaram a Jerusalém, e morreu ali." Jz 1:7

Adoni-Bezeque era rei de Bezeque, uma cidade na província cananéia. Diz o texto que ele multilou e subjulgou setenta outros reis.

Cortar os polegares significa:

· Perder a força para agarrar. Na batalha a espada era a arma mais importante. Uma mão sem polegar não consegue segurar a espada.
· Ser incapaz de fazer movimentos precisos como o de pinça. É uma das coisas que nos difere dos animais, o polegar. Tirar o polegar era uma forma de colocar o homem no nível de um animal.
· Perder o equilíbrio no andar. Um soldado sem equilíbrio é facilmente derrotado.

Nunca pense que um olho, ou um polegar, isso é pouco!

“...pois aquele que é vencido fica escravo do vencedor.” 2Pe 2:19b

“Apanhai-me as raposas, as raposinhas, que devastam os vinhedos, porque as nossas vinhas estão em flor.” Ct 2:15

Como reagir diante da afronta de satanás?

Olhando para Saul, podemos imitá-lo e vencer Naás nos dias de hoje.

Esse foi o dia em que Saul foi confirmado na sua posição de líder sobre a nação. Todos nós temos um dia em que somos confirmados diante do povo, e geralmente, esse dia é o dia da adversidade.

1. Tenha uma santa indignação. V. 6

E o Espírito de Deus se apossou de Saul, quando ouviu estas palavras, e acendeu-se sobremodo a sua ira.

E não vos conformeis com este século, mas transformai- vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus. Rm 12:2

Quando Saul ouviu o que aconteceu, o Espírito do Senhor desceu sobre ele em poder e Saul ficou com raiva. É correto ficar com raiva, quando a nossa raiva é fruto de uma santa indignação.

2. Seja realista. V. 7a

7 Tomou uma junta de bois, cortou-os em pedaços e os enviou a todos os territórios de Israel por intermédio de mensageiros que dissessem: Assim se fará aos bois de todo aquele que não seguir a Saul e a Samuel.

Saul pode ter parecido ameaçador, mas essa foi a maneira de fazer o ovo entender o perigo de negociar com o inimigo. Existem momentos que a nossa pregação consiste em apresentar o plano de Deus, o céu, o paraíso e os benefícios do Reino de Deus. Mas também existem situações onde devemos mostrar o inferno para as pessoas, fazê-los enxergar as consequências do pecado, mostrar a destruição que está por vir sobre os filhos da desobediência.

3. Busque unidade. V. 7b

Você deve sublinhar versículo 7. “Então, caiu o temor do SENHOR sobre o povo, e saíram como um só homem.”

Quando Deus molda-nos juntos como um só, o inimigo sempre será vencido! Esse é o poder da unidade. Precisamos buscar unidade hoje mais do que em qualquer outro tempo. Buscamos unidade no falar, no pensar, no agir.

“Da multidão dos que creram era um o coração e a alma. Ninguém considerava exclusivamente sua nem uma das coisas que possuía; tudo, porém, lhes era comum.” At 4:32

“e o SENHOR disse: Eis que o povo é um, e todos têm a mesma linguagem. Isto é apenas o começo; agora não haverá restrição para tudo que intentam fazer.” Gn 11:6

“Oh! Como é bom e agradável viverem unidos os irmãos!” Sl 133:1

4. Tenha uma atitude perdoadora. V. 12

12 Então, disse o povo a Samuel: Quem são aqueles que diziam: Reinará Saul sobre nós? Trazei-os para aqui, para que os matemos.13 Porém Saul disse: Hoje, ninguém será morto, porque, no dia de hoje, o SENHOR salvou a Israel

Nunca seremos instrumentos úteis a Deus a menos que tenhamos uma atitude perdoadora. Saul demonstrou nobreza e isso conquistou o coração dos homens de Israel.

Em 1 Samuel 11:14, lemos que o reinado de Saul foi confirmado, ofereceram sacrifícios de comunhão com Deus, e então fizeram uma grande festa.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O poder de crer e confessar. Parte 2. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 04/09/16

Entendendo a fé...
1. A fé é um espírito (2Co 4:13)
“Tendo, porém, o mesmo espírito da fé, como está escrito: Eu cri; por isso, é que falei. Também nós cremos; por isso, também falamos...”. 2Co 4:13
Veja que a fé não é questão de fórmula, mas de espírito. Paulo diz que temos o mesmo espírito de fé de Abraão, Moisés ou Davi. Sendo a fé um espírito, ela é contagiosa e por isso pode se espalhar. Você deve se lembrar do dia em que os doze espias foram enviados para espiar a terra de Canaã. Depois de quarenta dias, eles voltaram e dez deles disseram:
“Não podemos conquistar essa terra. As muralhas são muito largas, os gigantes, muito altos, e nós somos muito pequenos”. Mas dois deles, Josué e Calebe, disseram: “Vamos conquistar a terra, como pão, os podemos devorar; retirou-se deles o seu amparo; o SENHOR é conosco; não os temais”. Nm 14:9
Toda a nação acreditou nos dez espias e, por causa disso, morreram no deserto; mas, a respeito de Calebe, o Senhor disse que nele havia um espírito difer…

Destruindo os inimigos das nossas orações. Dn 10:12-13. Parte 2. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 13/08/16

"12 Então, me disse: Não temas, Daniel, porque, desde o primeiro dia em que aplicaste o coração a compreender e a humilhar-te perante o teu Deus, foram ouvidas as tuas palavras; e, por causa das tuas palavras, é que eu vim. 13 Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu por vinte e um dias; porém Miguel, um dos primeiros príncipes, veio para ajudar-me, e eu obtive vitória sobre os reis da Pérsia.” Dn 10:12-13
Por que temos tanta dificuldade para orar?
Eu creio que todos temos ideia de quanto a oração é importante pelo grau de dificuldade que sempre enfrentamos para orar. O nosso inimigo vai lutar de todas as formas para impedir que nossas orações cheguem ao trono do Pai. Ele vai tentar colocar barreiras que vão tentar invalidar nossas orações, para que a nossa oração não seja ouvida pelo Senhor. Precisamos remover então essas barreiras para o êxito na nossa oração.
Guarde essa verdade: O diabo e os demônios não querem que você ore! Eles sempre se oporão a você, pois sabem melhor d…

Ore até que algo aconteça! Is 62:6-7. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 24/07/16

“6 Sobre os teus muros, ó Jerusalém, pus guardas, que todo o dia e toda a noite jamais se calarão; vós, os que fareis lembrado o Senhor, não descanseis, 7 nem deis a ele descanso até que restabeleça Jerusalém e a ponha por objeto de louvor na terra.”  Is 62:6,7
Introdução
Toda ação sobrenatural de Deus é precedida de oração. As chuvas de bênçãos não caem sem que antes nossos joelhos se dobrem. Deus não sarará a nossa terra sem que primeiro seu povo se humilhe e ore fervorosa e perseverantemente. (2Cro 7:14)
Jonathan Edwards, o clássico teólogo do avivamento disse: “Quando Deus tem algo muito grande para realizar em favor da igreja, o desejo dele é que esse seu ato seja precedido por orações extraordinárias do seu povo.”
Muitos cristãos estão vivendo tempos de estiagem e sequidão, porque não oram. Alguém me disse: Pastor Edenir, em minha igreja a reunião de oração está em estado de coma, está na UTI prestes a morrer. Os irmãos andam muito ocupados para ocupar-se com Deus em oração.
Não pode…