Pular para o conteúdo principal

Quem é o servo fiel? Mt 24:45-51 - Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 05/08/12

45 Quem é, pois, o servo fiel e prudente, a quem o senhor confiou os seus conservospara dar-lhes o sustento a seu tempo? 46 Bem- aventurado aquele servo a quem seu senhor, quando vier, achar fazendo assim. 47 Em verdade vos digo que lhe confiará todos os seus bens. 48 Mas, se aquele servo, sendo mau, disser consigo mesmo: Meu senhor demora-se, 49 e passar a espancar os seus companheiros e a comer e beber com ébrios, 50 virá o senhor daquele servo em dia em que não o espera e em hora que não sabe 51 e castigá-lo-á, lançando- lhe a sorte com os hipócritas; ali haverá choro e ranger de dentes. Mt 24:45-51

Aqui na parábola do servo bom ou mau, sim, bom ou mal por que não são dois servos, mas um só, existe um chamado em comum para todos os cristãos. Esse chamado é para o serviço. Queremos nos parecer com Cristo, e o serviço que devemos prestar ao nosso próximo é o que nos fará parecer com ele, pois Jesus veio para servir.

Os discípulos de Jesus discutiram para saber quem seria o maior no reino de Deus, e a resposta de Jesus a eles foi a seguinte:

"26 Não é assim entre vós; pelo contrário, quem quiser tornar-se grande entre vós, será esse o que vos sirva; e quem quiser ser o primeiro entre vós será vosso servo; 28 tal como o Filho do Homem, que não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos." Mt 20:27-28

É preciso entender que todo crente quer ser usado por Deus, mas além de ser usado, é preciso ser aprovado. A aprovação virá no teste do serviço. Os crentes que dizem serem servos de Deus, precisam passar pelo teste do serviço.

Para ficar mais claro para você, veja a aplicação prática dos personagens da parábola:

· O Senhor aponta para Cristo.

· O servo bom ou mau, são os crentes.

· Os conservos são as pessoas que o Senhor nos confiou. Todos foram chamados para servir. Quem não acompanha ninguém em um nível de discipulado, pode ser chamado de "débil-cristão".

· O sustento a seu tempo nos fala do tempo em que deveremos exercer paternidade. Na versão NTLH podemos ler: "Jesus disse ainda: Sabemos que é o empregado fiel e inteligente que o patrão encarrega de tomar conta dos outros empregados, para dar a eles os mantimentos no tempo certo." Mt 24:45

O servo fiel é aquele que for encontrado servindo aos seus conservos. Se dizemos: Sou servo de Deus, mas não estamos servindo, prestando um serviço ao próximo, não somos fieis a Deus, portanto não somos servos de Deus.

Guarde essa verdade, servir a Deus é servir ao seu próximo, é desenvolver duas linhas de relacionamento, um vertical, do homem para com Deus, e outro do homem para com seu semelhante. ISSO É CRUZ!!! Não há como dizer que sou servo de Deus se não sirvo meus irmãos. Podemos ser até nascidos de novo, filhos de Deus, mas servo de Deus são somente os que servem ao próximo.

Na parábola dos talentos, aprendemos que todos os crentes tem talentos. Na parábola das dez virgens, aprendemos que todos os crentes precisam de azeite adicional. Aqui nessa parábola do servo bom e ou mau, aprendemos que todos os crentes precisam tomar conta de alguém.

Servir pessoas é uma obrigação e um privilégio. Martin Luther King Jr. disse que“quem não vive para servir, não serve para viver”. Nossa vida só terá um significado importante quando entendermos que fomos chamados para servir cuidando de pessoas.

Queremos ser achados fieis pelo Senhor, mas só seremos se estivermos servindo.

Somos despenseiros

O Apóstolo Paulo diz que como crentes devemos servir aos irmãos mais novos na féfazendo o trabalho de um despenseiro. O que faz um despenseiro? Ele cuida da despensa. A despensa é o depósito onde fica armazenado o suprimento diário de uma família.

"Assim, pois, importa que os homens nos considerem como ministros de Cristo edespenseiros dos mistérios de Deus. Ora, além disso, o que se requer dos despenseiros é que cada um deles seja encontrado fiel." 1Co 4:1-2

Sabemos que a igreja é uma família crescente, e nós somos despenseiros de Deus. Ao servo fiel compete abrir a despensa e fazer o cardápio de cada dia. Ele deve separar o que será servido em cada refeição. Esse é o seu trabalho irmão!

Onde estamos investindo o nosso tão precioso tempo e esforços? Em uma carreira, um esporte, um passatempo, fama, dinheiro?

Tudo isso é muito importante, mas pessoas são mais importantes do que todas estas coisas, por que essas coisas passam, mas as pessoas são eternas.

Por isso, eu lhe afirmo que sua carreira, seu crescimento intelectual, suas posses, suas habilidades ou dons não podem fazer de você um servo fiel. O que de fato vai fazer toda a diferença em sua vida, é a disposição para cuidar de seus conservos.

Outro dia li em um adesivo: "Deus deu a vida para cada um, para cada um cuidar de sua vida." MENTIRA DOS INFERNOS!!!

Cada crente vencedor em nossa igreja, foi e ainda é cuidado, e precisa fazer o mesmo por alguém. Aqui na GAIV, todos são cuidados, e todos devem cuidar.

Porque precisamos fazer isso?

Por que devemos imitar Jesus!!!

Como???

SERVINDO E CUIDANDO UNS DOS OUTROS!

Se nós queremos ser relevantes e valorizar as nossas vidas, até porque temos muito pouco tempo para cumprirmos o propósito de Deus para nós, precisamos seguir o exemplo de Jesus, pois o Senhor realmente viveu a vida de uma maneira intensa e sadia. Veja que Jesus nos deixou o exemplo de como viver a vida de maneira relevante. Portanto se queremos deixar um legado (aquilo que alguém transmite ou deixa a outro) devemos seguir os passos de Jesus. pois ele "não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos." Mt 20:28

O servo que for encontrado servindo e dando a sua vida por seus conservos será honrado por seu Senhor, este receberá galardão. O galardão será o governo de TODOS os seus bens.

"Bem- aventurado aquele servo a quem seu senhor, quando vier, achar fazendo assim. 47 Em verdade vos digo que lhe confiará todos os seus bens." Mt 24:46

Fomos chamados para pescar homens, e para isso Deus nos Deus uma rede de relacionamentos. Os discípulos pescavam com redes, e hoje a nossa rede são os relacionamentos. Quando falhamos em cuidar das pessoas que o Senhor nos confia, abrimos um buraco nessa rede. E por causa desse furo na rede que não experimentamos um crescimento maior. (Projeção rede de relacionamentos.

Onde está o buraco na rede??? Na ausência de serviço e cuidado!

Essa é a dinâmica de uma igreja prevalecente: se todos servirem, todos serão servidos. Se todos cuidarem em breve seremos uma igreja de milhares.

Não é difícil imaginar a revolução na sociedade se todos tivessem a atitude de servir e cuidar de alguém. O ensino de Jesus, portanto, é revolucionário.

Uma lição de humildade e serviço

12 Depois de lhes ter lavado os pés, tomou as vestes e, voltando à mesa, perguntou- lhes: Compreendeis o que vos fiz? 13 Vós me chamais o Mestre e o Senhor e dizeis bem; porque eu o sou. 14 Ora, se eu, sendo o Senhor e o Mestre, vos lavei os pés (vos servi), também vós deveis lavar os pés uns dos outros. 15 Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também. 16 Em verdade, em verdade vos digo que o servo não é maior do que seu senhor, nem o enviado, maior do que aquele que o enviou. 17 Ora, se sabeis estas coisas, bem-aventurados sois se as praticardes. João 13:12-17

Afinal, no Reino de Deus, quem não serve não serve!

Qual a sua desculpa para não servir e cuidar de alguém?

1º Sou demasiado pecador – Cristo veio salvar o pecador 1Tm 1:15; Cristo morreu pelos pecados Rm 5:6-8; Tornará pecado como a neve Is 1:18; Ele não nos lançará fora Jo 6:37.

Todos nós somos pecadores, e isso não pode ser desculpa para não obedecermos a Deus. Quando assumimos a responsabilidade de cuidar de outros, diminuímos as chances de continuar no pecado, pois agora tenho de dar conta dos meus filhos espirituais. Muitas vezes quando o pecado me rodeia, penso nos tantos filhos que tenho, minha esposa, meus cinco filhos, meus discípulos, meus pastores, minha célula e as centenas de pessoas, conservos que o Senhor me confiou.

A cura para o seu pecado, o seu crescimento está em cuidar de pessoas.

2º Não tenho tempo – Como pode ser isso? Deus nos deu todo o tempo que temos, precisamos apenas valorizá-lo, fazendo bom uso deste tempo. Estabeleça o alvo de investir e valorizar pessoas. Mas não deixe para amanhã.

É uma loucura dizer "amanhã" quando Deus diz "hoje".

Amanhã pode ser tarde demais! O tempo não espera por ninguém. Ontem é história, o amanhã é um mistério, hoje é uma dádiva, é um presente.

3º Não sei se vai valer a pena, qual Será a minha recompensa? Nossa recompensa vem do Senhor. Aos Hebreus o escritor disse:

“Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam.” Hb 11:6

46 Bem- aventurado aquele servo a quem seu senhor, quando vier, achar fazendo assim. Mt 24:46

4º Ainda é cedo; sou muito jovem! Na mocidade é o melhor tempo para servir o Senhor. Ec 12:1

O Senhor da glória mostrou-se o maior de todos os servos!

“E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz.” Fl 2:8

Servir a Deus cuidando de pessoas é doar-se, e doar-se é ter vida.

Veja exemplo do mar morto e o mar da Galiléia.

Os Dois Mares (projeção)

Na Palestina existem dois mares.

Um é doce, e em suas águas abundam os peixes; bosques e jardins enfeitam suas margens. As árvores estendem sobre ele seus ramos, e avançam suas raízes sedentas para beber as águas saudáveis. Em suas praias as crianças brincam como faziam quando Jesus ali estava. As cristalinas águas de um braço do rio Jordão formam este mar, e tudo que ali vive é feliz só por estar as suas margens.

O Jordão desemboca também em outro mar. Ali não há movimento de peixes, nem canto de pássaros nem o riso das crianças. Uma atmosfera densa paira sobre as águas desse mar que nem o homem e nem a ave bebem jamais. A que se deve esta enorme diferença entre dois mares vizinhos? Não se deve ao rio Jordão; tão boa é a água que lança num como o outro. Também não se deve ao solo que lhes serve de leito e nem às terras que os circundam. A diferença se deve ao fato de o Mar da Galiléia receber as águas do rio Jordão, e não as reter ou conservar em seu poder. Para cada gota que entra sai outra. O dar e receber se cumprem ali em idêntica medida. O outro mar retém com ciúmes o que recebe. Cada gota que ali cai, ali permanece. O Mar da Galiléia dá e vive.

O outro não da nada. Chama-se Mar Morto. Que não sejamos como o Mar Morto retendo tudo, sem dividir nada. Mas assim como o Mar da Galiléia possamos dar e receber para que haja vida e alegria em nossos corações.

Servir é algo contrário à nossa inclinação natural, porque geralmente nós sempre estamos buscando alguém para nos servir. É comum ouvirmos: “estou procurando uma igreja que sirva às minhas necessidades e que me abençoe”, mas é raro ouvir: “estou procurando um lugar onde eu possa servir meus irmãos e ser abençoado”.

Algumas observações a respeito de um servo fiel:

1. Somente são fieis ao Senhor aqueles que amam o Senhor cuidando e pastoreando seus conservos. João 21:15-17

Muitos dizem que amam a Cristo e a Igreja mas só quem serve e cuida de pessoas de fato ama a Cristo.

"15 Depois de terem comido, perguntou Jesus a Simão Pedro: Simão, filho de João, amas-me mais do que estes outros? Ele respondeu: Sim, Senhor, tu sabes que te amo. Ele lhe disse: Apascenta os meus cordeiros. 16 Tornou a perguntar- lhe pela segunda vez: Simão, filho de João, tu me amas? Ele lhe respondeu: Sim, Senhor, tu sabes que te amo. Disse- lhe Jesus: Pastoreia as minhas ovelhas. 17 Pela terceira vez Jesus lhe perguntou: Simão, filho de João, tu me amas? Pedro entristeceu-se por ele lhe ter dito, pela terceira vez: Tu me amas? E respondeu- lhe: Senhor, tu sabes todas as coisas, tu sabes que eu te amo. Jesus lhe disse: Apascenta as minhas ovelhas." João 21:15-17

Jesus ensinou a Pedro que cuidar e servir as pessoas deve ser algo feito por Ele e não porque nos sentimos bem. Não fazemos isso por nós mesmos, e confesso que as vezes nem pelas pessoas, mas por que temos uma convicção de que é o Senhor quem nos pede pra fazermos isso.

A maior parte dos teólogos cristãos concordam que para se estabelecer uma doutrina, se faz necessária a confirmação de determinada ordenança no mínimo em três passagens bíblicas. A santa ceia é um exemplo disso. Jesus ceou com os discípulos, Ele pediu para os discípulos cearem em memória dele, Paulo ensinou sobre a Ceia, a igreja primitiva ceava. A ceia é de fato uma doutrina bíblica. Agora veja que Jesus em dois versículos apenas ordena, 3 vezes para servirmos e cuidarmos das ovelhas do seu aprisco.

Por fim servir é uma evidência do novo nascimento e conhecimento de Deus, mas principalmente de alguém que ama a Deus!!!

Se não temos nenhum amor pelos outros, nenhum desejo de ajudar as pessoas servindo-as dificilmente conseguiremos imitar Jesus! Se nos esquivamos de amar e servir, deveriamos questionar se Cristo está mesmo em nossa vida. Estamos edificando uma igreja onde todos devem ser ministros, e ministros são servos! Ministro é para servir. Jesus veio para servir e para dar.

“Tal como o Filho do Homem, que não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos”. Mt 20:28

2. Somente são fieis ao Senhor os que entendem que não é apenas o pastor ou líder que deve alimentar o rebanho, cada um de nós tem uma esfera de responsabilidade.

Quando ganhamos alguém para Cristo estamos recebendo a incumbência de cuidar e sustentar aquela pessoa espiritualmente, todas as pessoas que vem para Cristo por meio de você, torna-se sua responsabilidade direta. O evangelismo é uma prioridade de todos os crentes, mas não é o único trabalho. O evangelismo é como coletar material para a edificação da Igreja (Ef 4:11-12), ganhar as pessoas é o meio e não o fim. O fim é a edificação da igreja, que inclui tanto coletar o material quanto ajustá-lo na obra do edifício. O nosso ministério básico é dar comida na época certa, ou o sustento a seu tempo como diz v.45.

3. Somente é fiel ao Senhor aqueles que exercem autoridade cuidando de seus conservos.

A parábola não diz que apenas os pastores e líderes tem autoridade sobre outros, precisamos entender que cada membro da igreja possui uma esfera de autoridade. Todos nós recebemos a incumbência do Senhor de cuidar, guardar, proteger e alimentar alguém! Essa é a nossa visão! Cada crente um ministro. Você ministra sobre alguém?

Reflexão

Muitos cristãos estão como o mar morto, absorvendo todo o amor de nosso Senhor misericordioso e Salvador, mas nunca o distribuem.

Lembre-se: a fé sem obras é morta, sem vida e sem utilidade.

Precisamos avaliar nossa adoração ao Senhor fazendo as seguintes perguntas:

· Se todos ofertassem como eu oferto, como seria a igreja?

· Se todos orassem como eu oro, como o reino de Deus seria abençoado?

· Se todos fossem à igreja ou à célula com a frequência que eu vou, como cresceriam espiritualmente?

· Se todos evangelizassem como eu evangelizo, como seria o crescimento da igreja?

· Se todos servissem e cuidassem de pessoas como eu sirvo e cuido, como estaria a igreja?

Precisamos ter um cuidado maior pelas pessoas, pois “pessoas precisam de pessoas”. O convite do Senhor Jesus é para que cuidemos uns dos outros com o desejo de ver coisas boas na vida de pessoas que caminham com a gente. Vale ressaltar que a busca em cuidar dos outros pode causar feridas, mas não desista, pois o cuidado sempre vem acompanhado de cura para a alma. Veja o que escreveu Henri Nouwen: "Não hesite em amar e amar profundamente. Você pode ter medo do sofrimento que o grande amor pode causar. Quando aqueles a quem ama com intensidade o rejeitam, o abandonam ou morrem, seu coração ficará partido. Mas isso nao deve impedi-lo de amar intensamente. A dor que se origina do amor profundo torna o seu amor ainda mais capaz de produzir frutos”.

"Cuidem uns dos outros, para que nenhum de vocês deixe de alcançar as melhores bênçãos de Deus." Hb 12:15a (Bíblia Viva)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O poder de crer e confessar. Parte 2. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 04/09/16

Entendendo a fé...
1. A fé é um espírito (2Co 4:13)
“Tendo, porém, o mesmo espírito da fé, como está escrito: Eu cri; por isso, é que falei. Também nós cremos; por isso, também falamos...”. 2Co 4:13
Veja que a fé não é questão de fórmula, mas de espírito. Paulo diz que temos o mesmo espírito de fé de Abraão, Moisés ou Davi. Sendo a fé um espírito, ela é contagiosa e por isso pode se espalhar. Você deve se lembrar do dia em que os doze espias foram enviados para espiar a terra de Canaã. Depois de quarenta dias, eles voltaram e dez deles disseram:
“Não podemos conquistar essa terra. As muralhas são muito largas, os gigantes, muito altos, e nós somos muito pequenos”. Mas dois deles, Josué e Calebe, disseram: “Vamos conquistar a terra, como pão, os podemos devorar; retirou-se deles o seu amparo; o SENHOR é conosco; não os temais”. Nm 14:9
Toda a nação acreditou nos dez espias e, por causa disso, morreram no deserto; mas, a respeito de Calebe, o Senhor disse que nele havia um espírito difer…

Destruindo os inimigos das nossas orações. Dn 10:12-13. Parte 2. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 13/08/16

"12 Então, me disse: Não temas, Daniel, porque, desde o primeiro dia em que aplicaste o coração a compreender e a humilhar-te perante o teu Deus, foram ouvidas as tuas palavras; e, por causa das tuas palavras, é que eu vim. 13 Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu por vinte e um dias; porém Miguel, um dos primeiros príncipes, veio para ajudar-me, e eu obtive vitória sobre os reis da Pérsia.” Dn 10:12-13
Por que temos tanta dificuldade para orar?
Eu creio que todos temos ideia de quanto a oração é importante pelo grau de dificuldade que sempre enfrentamos para orar. O nosso inimigo vai lutar de todas as formas para impedir que nossas orações cheguem ao trono do Pai. Ele vai tentar colocar barreiras que vão tentar invalidar nossas orações, para que a nossa oração não seja ouvida pelo Senhor. Precisamos remover então essas barreiras para o êxito na nossa oração.
Guarde essa verdade: O diabo e os demônios não querem que você ore! Eles sempre se oporão a você, pois sabem melhor d…

Ore até que algo aconteça! Is 62:6-7. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 24/07/16

“6 Sobre os teus muros, ó Jerusalém, pus guardas, que todo o dia e toda a noite jamais se calarão; vós, os que fareis lembrado o Senhor, não descanseis, 7 nem deis a ele descanso até que restabeleça Jerusalém e a ponha por objeto de louvor na terra.”  Is 62:6,7
Introdução
Toda ação sobrenatural de Deus é precedida de oração. As chuvas de bênçãos não caem sem que antes nossos joelhos se dobrem. Deus não sarará a nossa terra sem que primeiro seu povo se humilhe e ore fervorosa e perseverantemente. (2Cro 7:14)
Jonathan Edwards, o clássico teólogo do avivamento disse: “Quando Deus tem algo muito grande para realizar em favor da igreja, o desejo dele é que esse seu ato seja precedido por orações extraordinárias do seu povo.”
Muitos cristãos estão vivendo tempos de estiagem e sequidão, porque não oram. Alguém me disse: Pastor Edenir, em minha igreja a reunião de oração está em estado de coma, está na UTI prestes a morrer. Os irmãos andam muito ocupados para ocupar-se com Deus em oração.
Não pode…