20120731

Guarde o seu coração para alcançar os objetivos da vida. Pr. Josafá Almeida - Culto de Celebração - 29/07/12

Guarde o seu coração para alcançar os objetivos da vida. Pr. Josafá Almeida - Culto de Celebração - 29/07/12


“Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida.” Provérbios 4:23

O Senhor tem me impressionado com esse versículo “sobretudo o que se deve guardar...”.

E isso é tão sério, pois a ordem é para guardar porque dele procedem as fontes da vida. Isto é, os propósitos e valores que farão ser bem sucedido ou que me farão alcançar os objetivos da vida.

Normalmente, sou uma pessoa que gosta de guardar coisas, isto é, mesmo coisas que não vou precisar eu não gosto de jogar fora, pois me parece que, em algum momento vou precisar delas novamente.

Todo início de ano, no período de férias, minha esposa organiza nossa casa e geralmente, na maioria das vezes, ela sempre encontra algo meu que está guardado sem utilidade, mas que eu achava que precisava guardar por exemplo: Papéis, cadernos, agendas, parafusos, chaves, etc., são algumas das coisas que guardo. Interessante que para mim, essas coisas guardadas são importantes, mas para ela, minha esposa, aquilo é bagunça, ela gosta de chamar de “basculho”, isto é, mistura de bagunça com entulho. E sabe de uma coisa, depois que ela organiza eu considero que aquilo que eu estava guardando não era tão importante assim. Sendo assim, a casa fica em ordem, e eu consigo localizar algumas coisas com mais facilidade.

Eu refleti sobre isso e percebi que na vida nós somos assim também, às vezes guardamos coisas em nossos corações que consideramos importantes, mas que para o SENHOR é basculho. E acabam nos fazendo desviar para a direita ou para a esquerda. Tenho procurado saber de que devo guardar meu coração. Vi que existem coisas que andam perigosamente próximas do meu coração e podem atingi-lo com muita facilidade, pois são coisas que nos assediam constantemente.

1. AVAREZA

Guarde o coração da avareza. Avareza é a incapacidade de dividir, de compartilhar algum bem ou algum dom.. É quando eu guardo algo de valor por que pode ser que me faça falta no futuro.

Dependo, de alguma maneira daquilo e, ao reter, tenho uma certa confiança e descanso. Isso é o que se sente pelo dinheiro. A avareza foi chamada de idolatria também por causa daquilo que os bens produzem em nós em termos de consolo e conforto em relação ao futuro.

"Mortificai, pois, os vossos membros, que estão sobre a terra: a prostituição, a impureza, a afeição desordenada, a vil concupiscência, e a avareza, que é idolatria;" (CL 3:5) – Versão Almeida e Corrigida

Exemplos onde a avareza pode te contaminar: no ambiente de trabalho, pois as pessoas estão ali somente para ganhar dinheiro, o desejo por roupas novas, carros novos, o desejo pela posição de chefia e os valores das pessoas são medidos pelos bens que possuem, mas não é isso que a bíblia nos ensina:

Então, lhes recomendou: Tende cuidado e guardai-vos de toda e qualquer avareza; porque a vida de um homem não consiste na abundância do que possui.

Lucas 12:15

2. IMPUREZA

Guardar da impureza. Tudo aquilo que não é puro deve ser confessado e abandonado.

O mundo em que vivemos é sujo. É imundo mesmo! Ao tocar em pessoas e coisas somos impregnados pelo pó e as manchas que estão por aí. Somos contagiados em nossa maneira de viver, de reagir, pensar, falar, vestir, comprar, vender. Somos influenciados, principalmente, através daquilo que ouvimos e vemos.

Quanta coisa nos vem pelos olhos! No livro de Jó, no capítulo 31:1-9 temos em detalhes o caminho para o pecado do adultério. Ele fala de fixar os olhos em uma donzela (olhar e depois continuar olhando), fala de o coração seguir os olhos, depois, dos pés seguir o coração, e de andar à espreita, esperando o momento de pecar.

Nesse texto de Jó é assim. As coisas que presenciamos, que ouvimos, permanecem por um tempo na mente. Se tivermos um bom filtro funcionando, elas não chegarão ao coração.

Filtro:

ü a nossa consciência, num primeiro momento;

ü depois aquilo que sabemos de Deus (os princípios que recebemos e armazenamos em nosso espírito)

ü depois da consciência; é a própria voz do Espírito Santo.

Lembremo-nos que somente subirá ao santuário do SENHOR aquele que tem as mãos limpas e o coração puro, que sem santificação ninguém verá a Deus.

3. COMPARAÇÃO

Todos nós gostamos de competir. Isso é algo normal no mundo, mas não é a maneira de Deus edificar a sua igreja. Mas qual o problema de permitir o espírito de competição dentro da igreja? O importante não são os resultados?

Veja alguns problemas:

1º problema da competição é que ela faz surgir a inveja. A inveja é do diabo, mas a admiração é de Deus. Deus está vendo nossa reação aos fracassos e sucessos de nosso irmãos. Devemos “Alegrar-nos com os que se alegram; e chorar com os que choram” (Romanos 12:15).

2º problema é que a competição produz sectarismo, uma vez que ela separa os irmãos em vez de uni-los. Tiago 3:16 diz que, onde há inveja e sentimento faccioso, aí há confusão e toda espécie de coisas ruins.

3º problema é que a competição produz o orgulho de se achar melhor. Sempre haverá um grupo que se acha melhor que os demais e a evidência que eles possuem são os resultados superiores. Não se espera que os que vencem uma competição sejam humildes. Eles se vangloriam em suas próprias habilidades. No meio de uma competição não se vê generosidade ou bondade , mas cada um busca intensamente seus próprios objetivos.

A competição é a maneira do mundo de edificar um Império, mas não é a maneira de Deus, pois Deus quer edificar um Reino, ou seja, a Igreja.

4. SOBERBA

Tenha, porém, muito cuidado para não começar a se achar sábio, pois esse é momento da queda.

Isso acontece com o adolescente que se acha mais sábio que os pais, com o aluno que se forma e sai da faculdade, com o aluno que acabou de fazer um curso e adquiriu mais conhecimento bíblico.

Quem se acha sábio é soberbo e Deus resiste ao soberbo. Quando o diabo e os homens me resistem, o Senhor me socorre, mas quando Deus me resiste quem pode me ajudar?

5. PAIXÃO

Paixão é seguir os estímulos dos sentimentos. Quando seguimos esses estímulos, muitas das vezes nos tornamos cegos e obstinados.

"Mortificai, pois, os vossos membros, que estão sobre a terra: a prostituição, a impureza, a afeição desordenada, a vil concupiscência, e a avareza, que é idolatria;" (CL 3:5) – Versão Almeida e Corrigida

Alguns exemplos bíblicos:

ü Davi que se apaixonou por Bateseba em tempo de guerra (2 Samuel 11:1-5);

ü Sansão descobriu o seu coração a Dalila, (Juízes 16:16-18)

16 E sucedeu que, importunando-o ela todos os dias com as suas palavras, e molestando-o, a sua alma se angustiou até a morte.

17 E descobriu-lhe todo o seu coração, e disse-lhe: Nunca passou navalha pela minha cabeça, porque sou nazireu de Deus desde o ventre de minha mãe; se viesse a ser rapado, ir-se-ia de mim a minha força, e me enfraqueceria, e seria como qualquer outro homem.

18 Vendo, pois, Dalila que já lhe descobrira todo o seu coração, mandou chamar os príncipes dos filisteus, dizendo: Subi esta vez, porque agora me descobriu ele todo o seu coração. E os príncipes dos filisteus subiram a ter com ela, trazendo com eles o dinheiro.

6. EXPECTATIVAS NOS HOMENS – Jr 17:5-6

5 Assim diz o SENHOR: Maldito o homem que confia no homem, e faz da carne o seu braço, e aparta o seu coração do SENHOR!

6 Porque será como arbusto solitário no deserto, e não verá quando vier o bem; antes morará nos lugares secos do deserto, na terra salgada e inabitável. (Jeremias 17:5-6)

Você passa por uma situação desagradável de frustração, ouve ou recebe algo, e, ao invés de perdoar, relevar, passar por cima sem considerar como algo importante, pensa e medita naquilo sem colocar diante de Deus.

Aquele simples pensamento ou frustração passa a ser uma fonte de mágoa que se transforma em amargura com raízes que geram frutos e contaminam o ambiente e as pessoas ao meu redor. Depois disso estabelece-se uma fortaleza no meu interior na qual me isolo e de onde olho desconfiado para todas as pessoas.

Enquanto você estiver vivendo em uma congregação, família ou num trabalho formado por gente, devo guardar o coração com uma atitude perdoadora que me fará perdoar antecipadamente as faltas das pessoas.

Devo guardar o meu coração das expectativas confiando no SENHOR. (Ler Jr 17:7-8)

Portanto, não permita que os seus passos sigam o seu coração contaminado pela avareza, embriagado pelas riquezas desse mundo, corrompido pela impureza, pela comparação, soberbo por aquilo que pensa que sabe ou altivo por aquilo que acha que tem, enganado pela paixão, ou ferido em virtude da expectativas em homens.

Você precisa trazer o seu coração diante do Pai das luzes e, diante dele dizer: - Senhor dá-me um coração igual ao Teu! E me ajuda, pois eu preciso guardar o meu coração livre e incontaminado diante desse mundo louco e pervertido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário