Total de visualizações de página

Acesse o site da GERAÇÃO DE ADORADORES IGREJA DE VENCEDORES

20150804

Jesus e Seu poder transformador. Jo 2:1-11. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 26/07/15

“1 Três dias depois, houve um casamento em Caná da Galiléia, e estava ali a mãe de Jesus; 2 e foi também convidado Jesus com seus discípulos para o casamento. 3 E, tendo acabado o vinho, a mãe de Jesus lhe disse: Eles não têm vinho.4 Respondeu-lhes Jesus: Mulher, que tenho eu contigo? Ainda não é chegada a minha hora. 5 Disse então sua mãe aos serventes: Fazei tudo quanto ele vos disser. 6 Ora, estavam ali postas seis talhas de pedra, para as purificações dos judeus, e em cada uma cabiam duas ou três metretas. 7 Ordenou-lhe Jesus: Enchei de água essas talhas. E encheram-nas até em cima. 8 Então lhes disse: Tirai agora, e levai ao mestre-sala. E eles o fizeram. 9 Quando o mestre-sala provou a água tornada em vinho, não sabendo donde era, se bem que o sabiam os serventes que tinham tirado a água, chamou o mestre-sala ao noivo 10 e lhe disse: Todo homem põe primeiro o vinho bom e, quando já têm bebido bem, então o inferior; mas tu guardaste até agora o bom vinho. 11 Assim deu Jesus início aos seus sinais em Caná da Galiléia, e manifestou a sua glória; e os seus discípulos creram nele.” Jo 2:1-11

Este mover sobrenatural de Deus foi o primeiro milagre de Jesus e aconteceu em uma festa de casamento. Isso nos leva de volta ao livro do Gênesis, pois como Deus priorizou o casamento, Jesus também o fez. Jesus transformou água em Vinho naquela festa, esse foi um grande milagre, mas existiu um processo para que o milagre acontecesse.
Antes de falar sobre as condições para experimentarmos o milagre, preciso dizer que este primeiro milagre foi de transformação. Jesus não curou um enfermo e nem andou sobre as águas. Ele operou um milagre de transformação!
Eu sei que muitos de nós estamos buscando uma mudança de vida em nosso cônjuge, em nós mesmos ou mesmo na família. Esqueça essa ideia! Deus não vai mudar nada, Ele vai transformar nossas vidas! A transformação da água para o vinho nos fala de uma mudança radical, uma mudança gritante. Isso nos fala de experimentarmos resultados significativos, coisas grandes que chamarão a atenção daqueles que nos conhecem. Eles dirão: Que grande obra é essa? Como Deus está operando em seu casamento! É preciso também dizer que o primeiro milagre de Cristo foi transformação por que esse é o primeiro grande milagre de Deus na vida de todo crente, transformar o velho homem em uma nova criatura. Nascer de novo é um processo de transformação. Não é uma mudança ou disfarce, mas uma transformação.

Embora a festa de casamento tenha sido o lugar onde Jesus operou seu primeiro milagre, foi necessário o desenvolvimento de um processo dentro de algumas condições para que o milagre acontecesse.

1. As talhas estavam vazias

“Ordenou-lhe Jesus: Enchei de água essas talhas. E encheram-nas até em cima.” (v. 7)
As 6 talhas do texto representam o homem. Como podemos concluir isso? Primeiro podemos dizer que as talhas são grandes vasos produzidos a partir do barro. O homem foi feito do pó da terra. As talhas foram cheias de água. A água é um símbolo do Espírito Santo. Só o homem pode ser cheio do Espírito Santo. Em segundo lugar, se o número 7 é o número de Deus, da completude, o número 6 aponta para o homem. Então as seis talhas apontam para o homem.
O milagre de Jesus em nossas vidas, está diretamente ligado ao esvaziamento de nós mesmos. Devemos nos despir de todas as argumentações que nos levem a questionar a vontade e a palavra de Deus. No casamento por exemplo, as razões que ambos os cônjuges sustentam em suas intermináveis discussões, muitas vezes são a causa dos maiores problemas conjugais. Abrir mão das razões e justiça própria nos fala de renúncia, nos fala também de abrir mão dos “nossos direitos”, de nos esvaziarmos de nós mesmos.
Muitos crentes estão de fato carregando um fardo pesado por que estão tentando resolver seus problemas

pelas suas próprias razões, pela própria força. Renunciar a si mesmo se humilhando é o que permite a manifestação do amor e agir de Deus. Vejamos o exemplo de Jesus: “5 Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, 6 pois ele, subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus; 7 antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana, 8 a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte e morte de cruz. 9 Pelo que também Deus o exaltou sobremaneira e lhe deu o nome que está acima de todo nome, 10 para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra, 11 e toda língua confesse que Jesus Cristo é Senhor, para glória de Deus Pai.” Fl 2:5-8
Muitos conflitos que enfrentamos na vida seriam evitados se abríssemos mão das nossas razões dizendo: “Eu não quero ter razão quero ser feliz!”
Existem áreas na nossa vida onde o vinho se acabou, onde não há mais alegria, mas hoje é o dia do milagre. Para o milagre acontecer você precisa se esvaziar!

2. As talhas precisaram ser cheias de água

“Ordenou-lhe Jesus: Enchei de água essas talhas. E encheram-nas até em cima.” (v. 7)

Porque Jesus manda encherem as talhas de água? Será que Jesus não poderia fazer aparecer vinho naquelas talhas? Obviamente que sim, mas o milagre na vida de um cristão geralmente é processual. Antes do milagre as talhas foram cheias de água. A água é um símbolo do Espírito Santo. O Espírito santo precisa ter lugar de honra no coração do cristão antes do milagre acontecer. Este Espírito pode ser recebido de maneira gratuita, pois nos foi dado de graça. Em João 14:1 podemos ler: “aquele, porém, que beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede; pelo contrário, a água que eu lhe der será nele uma fonte a jorrar para a vida eterna.” Jo 4:14
Mas após o novo nascimento, todo cristão deve buscar o Espírito Santo com todas as suas forças. Não podemos perder a oportunidade de sermos cheios da presença e do fogo do Espírito. Jesus pediu para que as talhas fossem cheias, mas o texto diz que os homens fizeram o papel de enchê-las. No processo do milagre, nós devemos nos encher. “18 E não vos embriagueis com vinho, no qual há dissolução, mas enchei-vos do Espírito, 19 falando entre vós com salmos, entoando e louvando de coração ao Senhor com hinos e cânticos espirituais, 20 dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, 21 sujeitando- vos uns aos outros no temor de Cristo.” Ef 5:18-21

Quero te fazer um pergunta: Você já viu algum crente cheio do Espírito, xingando, brigando ou

agredindo o seu próximo? Você já viu algum irmão ou cheio do Espírito falando mal do pastor ou igreja? Crentes cheios do Espírito são sempre vencedores!
A maior parte dos irmãos que aconselhamos e que estão com problemas, não oram, não jejuam, e tão pouco buscam serem cheios de Deus. Para que Deus continue operando, necessário se faz encher-se da água da vida! Encher-se de Deus. É tempo de buscarmos o Espírito de todo coração, alma e entendimento!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Senhor Cara Legal - Evangelismo com o livrete 11ª Questão

O poder da oração no Espírito