Pular para o conteúdo principal

A Fé Ativada Pela Palavra de Cristo! Rm 10:17. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 15/11/15

“E, assim, a fé vem pela pregação, e a pregação, pela palavra de Cristo.” Rm 10:17

Introdução

O poder do Evangelho consiste em viver cada momento na presença do Senhor abundantemente, para isso, precisamos ter confiança de que todos os nossos pecados foram de fato perdoados. Segundo Isaias, o pecado separa o homem de Deus, afasta-nos das manifestações de poder do Senhor.

Muitos cristãos ainda se comportam como se a responsabilidade de manterem-se perdoados coubesse a eles por intermédio das obras que fazem. É por isso que muitos carregam um perpétuo sentimento de culpa e condenação, associado ao pensamento de que perderam a comunhão com Deus até que confessem todos os pecados.

Como podemos ver através desses relatos, muitos irmãos estão crendo de maneira errada a respeito do perdão de Deus. Mesmo pastores, pregadores e líderes, com títulos e credenciais eclesiásticas ainda estão confusos acerca do ensinamento do perdão.

Se você não entender que os seus pecados foram todos perdoados, dificilmente você receberá toda a graça que lhe está reservada. Mudar a sua teologia é fundamental para que algo novo aconteça. Sua crença e valores determinam o que você vai experimentar.

Como entender o evangelho?

O melhor jeito de entender o Evangelho puro e libertador, é olhar o que os apóstolos pregaram na igreja primitiva. Vamos examinar o que Paulo, o apóstolo da nova aliança, pregou:

Em Listra, costumava estar assentado certo homem aleijado, paralítico desde o seu nascimento, o qual jamais pudera andar. 9 Esse homem ouviu falar Paulo, que, fixando nele os olhos e vendo que possuía fé para ser curado, 10 disse-lhe em alta voz: Apruma-te direito sobre os pés! Ele saltou e andava.” Atos 14:8-10

Observe como o Espírito Santo descreve este homem aleijado:

Primeiro, ele estava sem força em seus pés.
Segundo, ele era deficiente desde o ventre de sua mãe.
Terceiro, ele jamais tinha andado.

O Espírito Santo usou três diferentes descrições para enfatizar que o homem não podia andar e estava enfrentando um problema aparentemente impossível de ser solucionada. No entanto, quando ele ouviu Paulo falando, ficou cheio de fé para ser curado! Ele ouviu a pregação, a pregação pela palavra de Cristo e isso ativou sua fé! Rm 10:17

Ouvir a palavra de “CRISTO” nos liberta!

O homem de Listra ficou cheio de fé porque ouviu a palavra de Cristo! Algumas traduções da Bíblia constam que a fé vem pelo ouvir “a palavra de Deus”. Mas se você estudar a palavra original em grego para “Deus” aqui, verá que não está sendo utilizada a palavra Theos para “Deus”, e sim Christos, que é “Cristo”. Observe que a fé não vem pelo ouvir a palavra de Deus, porque a palavra de Deus abrange tudo na Bíblia, incluindo a lei de Moisés. Não há liberação de fé quando você ouve os Dez Mandamentos sendo pregados. A fé vem somente pelo ouvir a palavra de Cristo. Ouvir a palavra de Cristo é ouvir a pregação e o ensino puro através da nova aliança da graça e da obra consumada de Jesus.

Somente quando Cristo é pregado a fé é transmitida. Você pode pregar qualquer texto do velho testamento, mas deve fazer isso sob a perspectiva de Jesus e de Sua graça. Sim, porque Ele estava lá. Afinal de contas, Cristo está oculto no Antigo Testamento e revelado no Novo Testamento.

Agora voltemos para a mensagem de Paulo e a pergunta que faço é: O que Paulo estava pregando? O que era tão poderoso a ponto de conceder tal fé àquele homem que o levou a crer na cura, mesmo em sua situação impossível? Com certeza Paulo estava pregando o Evangelho de Jesus, a mensagem da graça!

“Tomai, pois, irmãos, conhecimento de que se vos anuncia remissão de pecados por intermédio deste; 39 e, por meio dele, todo o que crê é justificado de todas as coisas das quais vós não pudestes ser justificados pela lei de Moisés.” At 13:38-39

“38 Portanto, meus irmãos, quero que saibam que mediante Jesus lhes é proclamado o perdão dos pecados. 39 Por meio dele, todo aquele que crê é justificado de todas as coisas das quais não podiam ser justificados pela Lei de Moisés.” Atos 13:38-39 (NVI)

“Quero que vocês saibam, meus prezados, que é por causa do Jesus ressuscitado que o perdão dos pecados pode ser prometido a vocês. Ele realiza, naqueles que creem, tudo que a Lei de Moisés nunca pôde realizar. Mas qualquer um que crê no Jesus ressuscitado é declarado bom e justo diante de Deus.” Atos 13:36-39 (A Mensagem)

A antiga aliança estava fundamentada na justificação pelas obras (obediência aos Dez Mandamentos). Você precisava ter um bom desempenho para ser perdoado. Mas a nova aliança da graça é fundamentada inteiramente na justificação pela fé (crer em Jesus Cristo). A exigência não está mais sobre você, e sim em Cristo. Esta é a boa-nova: Todos aqueles que creem em Jesus recebem perdão de todos os seus pecados e são justificados de todas as coisas!

Temos um advogado junto ao Pai que intercede por nós!

“Será que alguém poderá condená-los? Ninguém! Pois foi Cristo Jesus quem morreu, ou melhor, quem foi ressuscitado e está à direita de Deus. E ele pede a Deus em favor de nós.” Rm 8:34 (NTLH)

“Quem pois é que nos condenaria? Ninguém o poderia fazer visto que foi mesmo Cristo quem morreu e ressuscitou por nós, e se encontra sentado no mais honroso lugar junto de Deus, ali intercedendo em nosso favor.” Rm 8:34

Para todo ato de pecado há duas manifestações:

1.      Jesus intercede por nós. Rm 8:34; 1Jo 1
2.      O diabo intercede contra nós. Acusador dos nossos irmãos - Ap 12:10

Podemos imaginar como o homem em Listra respondeu quando ouviu Paulo anunciando que ele poderia ser justificado de todas as coisas se apenas cresse em Jesus. Quando ele ouviu Paulo pregando sobre a boa nova de Cristo, a fé veio e encheu o seu coração. Com lágrimas em seus olhos, ele deve ter ignorado suas pernas defeituosas e rejeitado cada pensamento de enfermidade. Em lugar disso, ele deve ter acreditado com todo seu coração que se cresse em Jesus Cristo, seria perdoado de todos os seus pecados. Ao ouvir a mensagem certamente ele disse: Eu creio!!! E naquele momento, ouviu uma voz forte dizendo: “Levante-se! Fique em pé!” Era Paulo dando uma ordem a ele, e antes que tivesse tempo de hesitar, ele se viu saltando sobre seus pés com alegria e, pela primeira vez em sua vida, ele andou!

O evangelho da graça transmite fé, e quando você ouvir a mensagem da cruz, a boa nova da graça, diga: Eu creio!!! Observe que Paulo não precisou colocar as mãos sobre o homem para curá-lo. Não houve apelo, ninguém foi convidado para ir a frente para receber cura. A fé para ser curado veio sobre aquele homem simplesmente ao ouvir o evangelho de Jesus Cristo.

Quanto mais revelação você tem da obra consumada de Jesus, mais recebe uma liberação de fé para qualquer situação, mesmo as aparentemente impossíveis!

O texto não menciona o nome do homem de Listra, acredito que de propósito. Para que você seja esse homem ou mulher de Pirituba, do Jaraguá, de Franco da Rocha, de São Paulo, etc.

Coloque seu nome no texto, creia e viva o mesmo milagre que esse homem experimentou!!! 

Esse é o poder do ouvir, e ouvir o Evangelho de Jesus.

É desse modo que a fé surge! Quanto mais de Jesus nós ouvimos e cremos, mais de Sua graça recebemos.
Jesus perdoou todos os nossos pecados e venceu todas as nossas lutas quando nos justificou naquela cruz, creia nisso!

O homem de listra creu e foi perdoado e curado! Não sei quem você é e nem o problema que está enfrentando, mas sei que Jesus não mudou, pois nele não há sombra de variação, Ele é o mesmo ontem, hoje e para sempre será! Creia agora e seja perdoado de todos os seus pecados, curado de todas as enfermidades e completamente restaurado em todas as áreas de sua vida em nome de Jesus!

Cabe aqui o apelo que Paulo fez àquele homem:


“Levante-se! Fique em pé!” e sejam muito abençoados!!!

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O poder de crer e confessar. Parte 2. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 04/09/16

Entendendo a fé...
1. A fé é um espírito (2Co 4:13)
“Tendo, porém, o mesmo espírito da fé, como está escrito: Eu cri; por isso, é que falei. Também nós cremos; por isso, também falamos...”. 2Co 4:13
Veja que a fé não é questão de fórmula, mas de espírito. Paulo diz que temos o mesmo espírito de fé de Abraão, Moisés ou Davi. Sendo a fé um espírito, ela é contagiosa e por isso pode se espalhar. Você deve se lembrar do dia em que os doze espias foram enviados para espiar a terra de Canaã. Depois de quarenta dias, eles voltaram e dez deles disseram:
“Não podemos conquistar essa terra. As muralhas são muito largas, os gigantes, muito altos, e nós somos muito pequenos”. Mas dois deles, Josué e Calebe, disseram: “Vamos conquistar a terra, como pão, os podemos devorar; retirou-se deles o seu amparo; o SENHOR é conosco; não os temais”. Nm 14:9
Toda a nação acreditou nos dez espias e, por causa disso, morreram no deserto; mas, a respeito de Calebe, o Senhor disse que nele havia um espírito difer…

Destruindo os inimigos das nossas orações. Dn 10:12-13. Parte 2. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 13/08/16

"12 Então, me disse: Não temas, Daniel, porque, desde o primeiro dia em que aplicaste o coração a compreender e a humilhar-te perante o teu Deus, foram ouvidas as tuas palavras; e, por causa das tuas palavras, é que eu vim. 13 Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu por vinte e um dias; porém Miguel, um dos primeiros príncipes, veio para ajudar-me, e eu obtive vitória sobre os reis da Pérsia.” Dn 10:12-13
Por que temos tanta dificuldade para orar?
Eu creio que todos temos ideia de quanto a oração é importante pelo grau de dificuldade que sempre enfrentamos para orar. O nosso inimigo vai lutar de todas as formas para impedir que nossas orações cheguem ao trono do Pai. Ele vai tentar colocar barreiras que vão tentar invalidar nossas orações, para que a nossa oração não seja ouvida pelo Senhor. Precisamos remover então essas barreiras para o êxito na nossa oração.
Guarde essa verdade: O diabo e os demônios não querem que você ore! Eles sempre se oporão a você, pois sabem melhor d…

Ore até que algo aconteça! Is 62:6-7. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 24/07/16

“6 Sobre os teus muros, ó Jerusalém, pus guardas, que todo o dia e toda a noite jamais se calarão; vós, os que fareis lembrado o Senhor, não descanseis, 7 nem deis a ele descanso até que restabeleça Jerusalém e a ponha por objeto de louvor na terra.”  Is 62:6,7
Introdução
Toda ação sobrenatural de Deus é precedida de oração. As chuvas de bênçãos não caem sem que antes nossos joelhos se dobrem. Deus não sarará a nossa terra sem que primeiro seu povo se humilhe e ore fervorosa e perseverantemente. (2Cro 7:14)
Jonathan Edwards, o clássico teólogo do avivamento disse: “Quando Deus tem algo muito grande para realizar em favor da igreja, o desejo dele é que esse seu ato seja precedido por orações extraordinárias do seu povo.”
Muitos cristãos estão vivendo tempos de estiagem e sequidão, porque não oram. Alguém me disse: Pastor Edenir, em minha igreja a reunião de oração está em estado de coma, está na UTI prestes a morrer. Os irmãos andam muito ocupados para ocupar-se com Deus em oração.
Não pode…