Percorrendo todo o caminho. Hb 6:10-15. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 03/04/16

“10 Porque Deus não é injusto para ficar esquecido do vosso trabalho e do amor que evidenciastes para com o seu nome, pois servistes e ainda servis aos santos. 11 Desejamos, porém, continue cada um de vós mostrando, até ao fim, a mesma diligência para a plena certeza da esperança; 12 para que não vos torneis indolentes (preguiçosos), mas imitadores daqueles que, pela fé e pela longanimidade, (crêem e têm paciência) herdam as promessas. 13 Pois, quando Deus fez a promessa a Abraão, visto que não tinha ninguém superior por quem jurar, jurou por si mesmo, 14 dizendo: Certamente, te abençoarei e te multiplicarei. 15 E assim, depois de esperar com paciência (perseverar), obteve Abraão a promessa.” Hb 6:10-14 (RA)

“10 Deus não é injusto. Ele não esquece o trabalho que vocês fizeram nem o amor que lhe mostraram na ajuda que deram e ainda estão dando aos seus irmãos na fé. 11 O nosso profundo desejo é que cada um de vocês continue com entusiasmo até o fim, para que, de fato, recebam o que esperam. 12 Não queremos que se tornem preguiçosos, mas que sejam como os que creem e têm paciência, para que assim recebam o que Deus prometeu. 13 Deus fez a promessa a Abraão e jurou cumpri-la. E, como não havia ninguém maior do que ele mesmo, Deus jurou pelo seu próprio nome. 14 Ele disse a Abraão: “Eu prometo que abençoarei você ricamente e lhe darei muitos descendentes.” Hb 6:10-14 (NTLH)

“Amigos, estou certo de que isso não acontecerá com vocês. Tenho os melhores pensamentos a respeito de vocês — pensamentos sobre a salvação! Deus não perde nada. Deus conhece perfeitamente o amor que vocês demonstraram quando ajudaram alguns cristãos em necessidade, algo que continuam a praticar. Agora, quero que cada um de vocês tenha o mesmo interesse por uma esperança saudável e a mantenham até o fim. Não voltem atrás. Sejam como aqueles que nunca perderam a fé e receberam tudo que foi prometido a eles. Quando Deus fez aquela promessa a Abraão, ele a endossou, pondo a própria reputação em jogo. Ele disse: “Prometo que o abençoarei com tudo que tenho — bênção, bênção e bênção”. Abraão se agarrou a isso e recebeu tudo que lhe foi prometido. Quando alguém faz uma promessa, oferece também uma garantia, apelando para alguma autoridade acima dele. Assim, se houver alguma dúvida a respeito da promessa, a autoridade entra em ação, decidindo qualquer questionamento. Deus, como garantia de suas promessas, deu sua palavra — uma garantia sólida como rocha. Deus não pode quebrar sua própria palavra. E, como sua palavra não pode mudar, sua promessa é também imutável. Nós, que recorremos a Deus para salvar nossa vida, temos todos os motivos para agarrar com as duas mãos a esperança prometida e nunca mais a largar. Essa esperança é uma linha da vida espiritual inquebrável, que vai além de tudo que é visível, até a presença de Deus, onde Jesus está, pois ele se adiantou a nós e assumiu sua posição permanente de sacerdote principal a nosso favor, na ordem de Melquisedeque.” Hb 6:9-20 (A Mensagem)

Introdução
Esta carta ou epístola foi escrita para alguns cristãos hebreus que haviam perdido seu entusiasmo inicial pela fé (Hb 3:6,14; 4:14; Hb 10:23,35). Haviam deixado de crescer e progredir. Estes crentes estavam deixando de frequentar as reuniões cristãs (Hb 10:25) e de serem ativamente leais a seus líderes cristãos (Hb 13:17). Eles necessitavam ser novamente exortados a imitar a fé daqueles que os tinham precedido.

Os Hebreus estavam se esfriando ao ponto de não mais participarem dos cultos.
No Capitulo 10, verso 25, a exortação é para estarmos juntos nos cultos, nas células, reunidos com o corpo não abandonando a nossa congregação, como é costume de alguns, antes admoestando-nos uns aos outros; e tanto mais, quanto vedes que se vai aproximando aquele dia.” Hb 10:25
O grande dia está se aproximando, o dia da prestação de contas. É muito importante permanecermos firmes no propósito que o Senhor nos confiou.
Nós precisamos nos estimular e nos corrigir para não perdermos o foco e para não sairmos do propósito do que Deus tem pra nós. O desejo de Deus é que nós venhamos mostrar o mesmo cuidado até o fim tendo a mesma dedicação e fervor, porque o mais importante na vida é como terminamos e não como começamos.

A maior parte das pessoas começam bem, mas acabam como derrotados e perdedores. Isso é muito ruim.
Para isso não acontecer com você, olhe sempre adiante. Mantenha o seu foco no autor e consumador da nossa fé. Faça como Paulo que decidiu deixar para trás as coisas do passado e olhar sempre para o alvo.
“12 Não que eu o tenha já recebido ou tenha já obtido a perfeição; mas prossigo para conquistar aquilo para o que também fui conquistado por Cristo Jesus. 13 Irmãos, quanto a mim, não julgo havê-lo alcançado; mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, 14 prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.” Fl 3:12-14

Precisamos deixar o passado para trás e olhar adiante!
Alguns ficam pensando... “Ah! como era bom aquele tempo...”.
Na vida cristã nenhum de nós deve viver do passado. 

Três características a serem desenvolvidas na vida cristã.
Ainda que Deus não esqueça tudo de bom que fizemos e que vivemos e que estamos fazendo, devemos continuar fazendo com o mesmo zelo. Ele mostra que na caminhada cristã precisamos desenvolver algumas características como:
·         Constância;
·         Longanimidade;
·         Perseverança. 

A vida cristã não é uma corrida de 100 metros!
A vida cristã é semelhante a uma maratona, mas muitos agem como uma corrida de 100 metros, onde o corredor sai na explosão e em questão de 10 segundos a prova acabou. Na maratona não importa a velocidade que o corredor sai no inicio, ele precisa poupar o fôlego, energia, pois nesta corrida, nesta caminha da fé, o mais importante não é a maneira como você começa, mas da forma que você termina. Nenhum de nós irá chegar ao final de nossa carreira sem a perseverança e paciência. Você precisa levar em conta tudo que Jesus fez e suportou para que você não venha desfalecer. Nesta caminhada não se engane, pois vamos precisar de muita perseverança, muita constância, pois são muitos os que têm ficado ao longo do caminho para traz.
A vida cristã é uma corrida, só que muitos começam como se estivessem numa corrida de 100 metros e cedo já começam a pisar na língua. O mais importante não é sair como um louco no começo, embora a experiência do primeiro amor nos faz disparar, mas para Deus o mais importante é que você não canse ao ponto e parar.

A maior parte das pessoas que eu conheço, começam bem e terminam mal.
Alguns são intensos só na largada, começam bem e com muita ênfase, mas depois ao longo do caminho desfalecem. Na vida cristã tem muita gente boa de arrancada. Pessoas empolgadas, mas devemos nos perguntar: Como será daqui 1 ano? 5 anos? 10 anos?

A vida cristã de todo homem, consiste em três fases ou etapas:
·         Porta (Salvação) - Jo 10:7 – “Jesus, pois, lhes afirmou de novo: Em verdade, em verdade vos digo: eu sou a porta das ovelhas.”
·         Caminho (Vida cristã) - Jo 14:6 – “Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.”
·         Alvo (Recompensa) - Ap 2:26 – “Ao vencedor, que guardar até ao fim as minhas obras, eu lhe darei autoridade sobre as nações...”

A porta é a experiência do novo nascimento, é rápido. O alvo, é o dia que alcançaremos o nosso objetivo. Não será um processo, a hora que chegar chegou. O caminho é o problema. Todo o restante entre a decisão e o alvo se traduz neste caminho, onde a palavra diz que temos que correr a carreira com perseverança e constância.
No dia em que me foi revelado que eu estou a caminho do alvo, sempre que alguém me pergunta: Como você está pastor, eu respondo: “Caminhando sempre, rumo ao alvo!”.

Por que devemos caminhar sempre adiante???
Primeiro porque o Senhor nos deu essa ordenança. Em segundo lugar, porque fomos chamados para testemunhar da bondade e poder do Senhor. 
Muitas pessoas estão nos observando, assim, podemos influenciar para o bem ou mal.
“Portanto, nós também, pois estamos rodeados de tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com perseverança a carreira que nos está proposta... Hb 12:1

Deixe de lado a distração que te desvia do caminho.
Nem todos terminam bem sua carreira, e a verdade a respeito da carreira é que só quem terminar bem receberá o galardão. Muitos podem fazer muito no começo, e desistindo no caminho, terminar sem prêmio. Interessante é que Jesus ao enviar os 70 discípulos às cidades e aldeias para abrir as casas de paz, deu a seguinte orientação: “Não leveis bolsa, nem alforge, nem alparcas; e a ninguém saudeis pelo caminho.” Lc 10:4
Não saudar ninguém pelo caminho, nos fala de não atentar para outras coisas que nos tirem o foco. O caminho precisa ser percorrido e não podemos desistir de seguir por ele. Muitos começam bem, mas logo desanimam. O que importa mesmo para Deus é chegar ao final. É importante começar, mas terminar é o que importa.

Vejamos alguns cuidados que devemos ter com nossa carreira cristã:
1) Cuidado com o desvio do propósito. (Gálatas 5:7)
“Corríeis bem; quem vos impediu de obedecer à verdade?”
Essa é a história de muitas pessoas, que começam bem, até que em algum momento desviam-se e perdem a visão do propósito que é maior. Como os Gálatas, começaram bem, mas não terminaram da mesma forma. Nós devemos permanecer firmes até o fim.
Desejamos, porém, continue cada um de vós mostrando, até ao fim, a mesma diligência para a plena certeza da esperança.” Hb 6:11

2) Cuidado em perder o que já conquistou: o bom passado e o presente.
“Ao vencedor, que guardar até ao fim as minhas obras, eu lhe darei autoridade sobre as nações...”. Ap 2:26
“Venho sem demora. Conserva o que tens, para que ninguém tome a tua coroa.” Ap 3:11
“E não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não desfalecermos.” Gl 6:9
Não importa se já fizemos pouco ou muito, o que verdadeiramente importa é que não podemos parar de fazer, desfalecer, desanimar.
Não se canse, o importante é continuar fazendo porque o fim pesa mais do que o começo.

3) Cuidado com a substituição
Mateus 21:28-31
A parábola dos dois filhos.
“E que vos parece? Um homem tinha dois filhos. Chegando-se ao primeiro, disse: Filho, vai hoje trabalhar na vinha. Ele respondeu: Sim, senhor; porém não foi. Dirigindo-se ao segundo, disse-lhe a mesma coisa. Mas este respondeu: Não quero; depois, arrependido, foi. Qual dos dois fez a vontade do pai? Disseram: O segundo. Declarou-lhes Jesus: Em verdade vos digo que publicanos e meretrizes vos precedem no reino de Deus.” Mt 21:28-31
O mais importante não é a resposta que você dá no inicio, pois tem pessoas rebeldes que no inicio dizem não, mas enquanto você está aqui servindo a Deus, alguns lá fora que já rejeitaram servir a Deus podem ainda algum dia decidir e tomar o lugar (Coroa) de muitos que estão aqui dentro, pois a obra do Senhor não para. Alguns ímpios em algum momento podem se arrepender e decidir fazer. Alguns que hoje disseram sim, não estão pecando, mas na verdade, não estão decididos se vão percorrer o caminho até o fim. Jesus está dizendo que não importa como começa, mas o que conta é o final de tudo isso.

4) Cuidado para não desagradar a Deus
“35 Não abandoneis, portanto, a vossa confiança; ela tem grande galardão. 36 Com efeito, tendes necessidade de perseverança, para que, havendo feito a vontade de Deus, alcanceis a promessa. 37 Porque, ainda dentro de pouco tempo, aquele que vem virá e não tardará; 38 todavia, o meu justo viverá pela fé; e: Se retroceder, nele não se compraz a minha alma. 39 Nós, porém, não somos dos que retrocedem para a perdição; somos, entretanto, da fé, para a conservação da alma.” Hb 10:35-39
Nós não podemos ao longo da caminhada desistir, desanimar, parar no meio do caminho.
Se começamos com glória vamos terminar de glória em glória.

5) Cuidado de não ser esquecido
“Também quando o justo se desviar da sua justiça e fizer maldade, e eu puser diante dele um tropeço, ele morrerá; visto que não o avisaste, no seu pecado morrerá, e suas justiças que praticara não serão lembradas, mas o seu sangue da tua mão o requererei.” Ez 3:20
A chave de não ser esquecido é continuar fazendo. Muitas vezes em nossa caminhada podemos perder o fôlego, desanimar e desejar parar, mas a bíblia todo o tempo nos encoraja. Deus não quer que nós rastejemos pelo caminho, mas Ele quer que continuemos correndo. 

Conclusão
Devemos ter muito cuidado para não terminar mal a nossa carreira e sim cada dia ir correndo para o alvo. Devemos permanecer firmes até o fim para encerrarmos com vitória a nossa vida cristã.
Melhor é o fim das coisas do que o início delas.
“Melhor é o fim das coisas do que o seu princípio; melhor é o paciente do que o arrogante.” Ec 7:8

Comentários

  1. Glória a Deus pela sua vida, pastor Edenir! O Senhor tem te usado poderosamente e isso é só o princípio! (Ec 7:8). Deus te abençoe! Abraços.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O poder de crer e confessar. Parte 2. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 04/09/16

Destruindo os inimigos das nossas orações. Dn 10:12-13. Parte 2. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 13/08/16

Ore até que algo aconteça! Is 62:6-7. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 24/07/16