20180328

A Graça que o cego Bartimeu enxergou. Mc 10:46-52. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 25/04/18


A Graça que o cego Bartimeu enxergou. Mc 10:46-52

46 E foram para Jericó. Quando ele saía de Jericó, juntamente com os discípulos e numerosa multidão, Bartimeu, cego mendigo, filho de Timeu, estava assentado à beira do caminho 47 e, ouvindo que era Jesus, o Nazareno, pôs-se a clamar: Jesus, Filho de Davi, tem compaixão de mim! 48 E muitos o repreendiam, para que se calasse; mas ele cada vez gritava mais: Filho de Davi, tem misericórdia de mim! 49 Parou Jesus e disse: Chamai-o. Chamaram, então, o cego, dizendo-lhe: Tem bom ânimo; levanta-te, ele te chama. 50 Lançando de si a capa, levantou-se de um salto e foi ter com Jesus. 51 Perguntou-lhe Jesus: Que queres que eu te faça? Respondeu o cego: Mestre, que eu torne a ver. 52 Então, Jesus lhe disse: Vai, a tua fé te salvou. E imediatamente tornou a ver e seguia a Jesus estrada fora.” Mc 10:46-52

Seguindo a ênfase que o Senhor nos deu para este ano, eu tenho buscado reler a Bíblia (mais especificamente os evangelhos) buscando sempre identificar sinais da “Graça de Deus”. É tremendo perceber que de fato a mensagem central dos evangelhos é a “Graça de Deus  manifesta ao homem por meio do Seu filho Jesus. “

Como é maravilhoso poder descobrir a “graça”, e crescer na revelação desta verdade tão libertadora.
Sabemos que o inimigo trabalha ferozmente para ofuscar e nos cegar quanto à compreensão da graça (2Co 4:4), mas somos gratos a Deus pela Luz que Ele tem nos dados nestes dias.

Assim, eu quero hoje compartilhar com você a graça que o cego Bartimeu enxergou.

A lei que nos faz “marginais”

A palavra de Deus diz que : “a Lei é a força do Pecado...” 1Co 15:56

Entenda-se por “Lei”  o legalismo religioso que tem como base o mérito. Todas as vezes que nos relacionamos com Deus na base do mérito (no que merecemos ou no que não merecemos) estamos sendo legalistas e estamos debaixo da lei.

Ex:“Se eu fizer, eu vou receber. Se não fizer, não recebo”,  “O que posso fazer para agradar a Deus?”
Agimos como legalistas quando estamos mais preocupados em agir certo do que em crer certo.

A lei nos faz olhar para nós mesmos, para nossa capacidade ou para nossa incapacidade. A cegueira e a miséria sempre foram consequência sobre alguém que, de alguma forma, quebrou a Lei. (Dt 28:28 e 29)

Talvez tenha sido essa força da Lei que tenha mantido Bartimeu por tanto tempo à margem do Caminho (Vs.46), vivendo como um marginal. (Deficiente, incapaz, miserável).

A força da Lei nos tira do Caminho e nos faz viver à margem daquilo que o Senhor realmente tem para nós. (Religiosos marginais)

Criados para ser legalistas

Se essa questão de mérito/merecimentos está enraizada dentro de cada um de nós. Nossa cultura ocidental é totalmente fundamentada na base do mérito/merecimento. Ainda crianças, ouvimos de nossos pais: Se comportar direitinho, ganha um chocolate. Se não ficar de recuperação na escola, no final do ano ganha uma bicicleta. Se obedecer a vovó, mamãe traz balinhas, Etc.

Crescemos com essa Lei, ouvindo que só receberemos o bem se não fizermos nada de errado. Mas a grande questão é: Quem aqui nunca fez algo de errado? Quem conseguiria guardar toda a Lei? Até tentamos guardar algumas, mas em outras falhamos. Tg 2:10

O problema é que sempre somos acusados e condenados por tudo aquilo que não conseguimos fazer. Assim, transferimos essa forma de comportamento para o nosso relacionamento com Deus. Julgamos que o Senhor também trata conosco na mesma base. Se estamos bem, Deus está bem conosco! Se erramos ou falhamos, o Senhor está irado conosco e não nos dará nossa benção.

A Graça de Deus em Cristo Jesus

Mas graças a Deus por Cristo Jesus que veio nos libertar desta Lei (Rm 8:2). Jesus veio para cumprir toda a Lei, a qual nós não podíamos cumprir. Jesus veio para tirar de nós toda condenação da Lei (Rm 8:1). Hoje somos aceitos não pelo que fazemos para Deus, mas por aquilo que Deus fez por nós. Somos aceitos diante de Deus por causa de Cristo, e não por nossa Causa. Somente a obra de Cristo pode nos fazer justos, nos tornar justo diante de Deus.
 
Não há justiça no homem / nada podemos fazer que possa nos tornar justos diante de Deus. Mas Deus hoje nos vê em Cristo, justos, santos e inculpáveis. Pela fé, fomos justificados em Cristo, e podemos hoje ter paz para com Deus (Rm5:1). Mas isso só é possível em Cristo, e foi exatamente essa “graça” que Bartimeu enxergou.

Bartimeu enxergou a Graça

Perceba que Bartimeu vivia debaixo desta condenação da Lei. Mas quando ele ouviu que Jesus passava por ali, imediatamente se pôs a clamar. Não foi um clamor qualquer, foi algo muito forte que nem mesmo os “grandes” apóstolos puderam fazer calar. Bartimeu foi tomado por uma fortíssima convicção de que Cristo poderia resgatá-lo daquela situação deplorável. Bartimeu mesmo cego dos olhos naturais, consciente da sua condição miserável, conseguiu enxergar a Graça que estava disponível a ele em Cristo.

“Sei que não mereço, mas não vou perder essa oportunidade de clamar ao único que pode me libertar da maldição desta lei, e me tirar da margem deste caminho”.

Quantos de nós, ao contrário de Bartimeu, mesmo que enxergando com os olhos da carne, somos completamente cegos para a graça de Cristo. Jesus tem passado à nossa frente diariamente (a cada minuto e a cada segundo) pois Ele está em nós, e perdemos a oportunidade de clamar e receber a graça sobre nossas misérias!

Somos marginais religiosos, escravos das nossas próprias leis interiores e conceituais, e nos privamos da maravilhosa graça disponível a todos os que creem.  (Ex. Filho mais velho da parábola do Filho Pródigo)

Levante-se hoje da margem do caminho, pare de reclamar, e ponha-se a clamar àquele que pode mudar a sua vida, e transformar a sua situação. Creia na obra maravilhosa que Jesus fez na cruz e que está disponível a todos, basta crer.

Alcançado pela Graça

Quando você se dispõe a crer na Graça de Deus, você fatalmente será alcançado por ela. Jesus jamais passaria desapercebido a um clamor de um filho que reconhece a Graça. O clamor de Bartimeu parou Jesus!! (Vs. 49). Jesus interrompeu o seu itinerário, parou toda a comitiva, e voltou a sua atenção ao clamor de um miserável carente, mas com uma grande fé na graça de Deus.

Saiba de uma coisa irmão: Aquele que crê na graça de Deus tem o poder alterar a agenda de Deus. O Senhor nunca vai desprezar ao clamor de conhecedor da Graça, pois quem tem a revelação da Graça terá a revelação de quem é Cristo. Jesus mandou chamá-lo, e os mesmos apóstolos que uma vez o resistiram, agora foram os portadores do evangelho da graça (a boa notícia: O Mestre te chama!! Venha, você foi alcançado pela graça!!!!) Vs. 49

Saltando para a Graça

Quando Bartimeu ouviu que Jesus o chamava, ele imediatamente soube: EU FUI ALCANÇADO PELA GRAÇA!! Tal convicção fez com que literalmente desse um salto no escuro (ainda estava cego), e lançando de si a capa foi na direção de Jesus. Esse salto tem muito a nos falar:

1) confiou totalmente na graça do Senhor
2) Lançando de si a capa, fala de uma dependência total da graça (A minha graça te basta. 2Co 12:9
3) Se tenho a graça de Cristo, não preciso de mais nada!!

O Senhor hoje está de braços abertos para você! Pule para Seus braços hoje!

O Que queres que eu te faça?? (Cheque em branco, Cartão infinit)

Uma vez que você é alcançado pela graça, aquilo que antes te era uma impossibilidade se torna em uma infinidade de possibilidades. Essa pergunta que Jesus fez tem respostas infinitas! É mais ou menos assim: “Peça qualquer coisas que você quiser que eu vou te dar”! Deus que não poupou seu próprio filho, porventura não nos dará com ele  graciosamente  todas (qualquer) as coisas. Rm 8:32

Uma vez que temos a revelação da graça,  nada mais nos é impossível. (Mc 9:32)

Sei que temos medo disso! É como dar um cheque em branco a uma pessoa!

Mas é exatamente isso que a Graça nos faz, nos dá um cheque em branco da conta dos Céus. Alguns religiosos podem achar isso perigoso, dizendo: Nem todos tem maturidade para ouvir isso! Cuidado, isso é pode se voltar contra você!

Mas aquele que pensa que a graça é provisão para o pecado, é porque nunca conheceu a graça de fato. Mas aquele que , como Bartimeu, tem uma revelação real da graça, terá a provisão do Espírito para pedir o que é certo. (I Jo. 5:14)

Quem tem a revelação da graça estará sempre alinhado com a vontade de Deus.

Saindo da Margem e Entrando no Caminho

Após receber a sua benção, Bartimeu não saiu correndo para tirar a forra os anos de cegueira (Aproveitando todas.) Antes, ele seguiu Jesus pelo caminho. (Vs. 52). A revelação da graça não apenas nos dá o que precisamos para nos tirar da miséria, como nos coloca de volta no caminho de onde jamais deveríamos ter saído. Não haveria forma melhor para Bartimeu de recuperar o tempo perdido do que andar com Jesus.

Apelo

·         Será que você hoje é um marginal religioso?
·         Será que você está preso na cegueira espiritual e vive na miséria?
·         Hoje o mesmo Jesus que derramou sua graça sobre Bartimeu, está aqui e quer derramar também a Sua graça sobre você!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sabedoria para prosperar em tempos de abundantes chuvas. Pv 1:1-7; 20-33. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 19/01/20

De 3 meses para cá, eu tenho descoberto uma fonte de vida inesgotável através da leitura do livro de provérbios. Eu penso que propositadam...