20180924

Série de Mensagens Metanoia - Parte 6 - Pr. Edenir Araújo - Fatores que adoecem a mente - Medo - Culto de Celebração - 09/09/18


“Busquei o SENHOR, e ele me acolheu; livrou-me de todos os meus temores.” Sl 34:4

Segundo o doutor Joseph Murphy, você nasceu com apenas dois medos, o medo de cair e o medo de ruídos. Esses medos são perfeitamente normais. Servem como um alerta da natureza para a autopreservação. O medo normal é bom. Todos os demais tipos de medos são anomalias e foram adquiridos em certas experiências ou a nós foram transferidos pelos pais, parentes, mestres e outras tantas pessoas que nos influenciaram quando ainda éramos crianças.
O medo normal é bom, o anormal é muito ruim e destrutivo. Abrigar constantemente pensamentos de medo resulta em estagnação, fuga e derrota. Medos anormais alimentados na mente produzirão uma horrível sensação de pânico e terror.

Todo medo é ruim?

Todo medo que sentimos diz alguma coisa sobre nossas vidas, ele tem uma razão para existir. Antes de superá-lo, podemos aprender muito com ele. Por mais que pareça controverso, o medo é saudável e nos protege. Como por exemplo em situações de alto risco ou perigo iminente, em que o medo pode salvar nossas vidas. Através do medo, podemos encontrar uma indicação de um problema mais profundo ao qual está atrelado.
Apesar de poder nos ajudar em alguns casos, devemos prestar atenção se esse medo está além de uma simples proteção, algo que está ligado à imaginação, ou seja, aqueles momentos em que criamos realidades totalmente desproporcionais ao que é verdadeiro, prejudicando nosso discernimento a respeito de uma determinada situação.
O grande problema está na intensidade do medo. Até que ponto somos limitados pelo medo e deixamos de realizar coisas maravilhosas em nossas vidas por senti-lo em excesso?
Este medo em demasia vai além dos sintomas psicológicos, podendo causar sensações físicas, chegando até a desenvolver transtornos como o estresse, que apresenta vários sintomas como irritabilidade, cansaço constante e até mesmo depressão, além de outros sintomas físicos como dores de cabeça, doenças de pele, entre outros.

O maior inimigo do homem

Alguém já disse que o medo é o maior inimigo do homem. O medo está por trás do fracasso, do isolamento, da estagnação, das relações humanas insatisfatórias, de muitas doenças, principalmente de doenças psicossomáticas como depressão por exemplo. Milhões de pessoas tem medo do passado, do futuro, da velhice, da loucura e da morte.
Mas afinal de contas, como começa o medo? O medo começa com um pensamento na mente. Todo medo tem nos pensamentos o seu start. Pensamentos errados são gatilhos que disparam o medo. Isso significa que temos medo de nossos próprios pensamentos. Uma criança pequena pode ficar paralisada de medo quando um coleguinha lhe diz que um monstro está embaixo da cama. Quando chega a noite e seus pais acendem a luz e lhe mostram que não há monstro algum, ela perde o medo. O medo estava no campo da mente e como a mente não discerne o que é real ou imaginário, a criança estava atormentada. Quando a realidade foi exposta, a criança foi curada de um pensamento sem fundamento. Da mesma forma, quando a realidade nos é exposta, o medo se dissipa, e a coragem toma o seu lugar devido! Como disse o Salmista: “Busquei o SENHOR, e ele me acolheu; livrou-me de todos os meus temores.” Sl 34:4

A maior parte das coisas que você teme não existe realmente, além do campo da sua mente.
Pensamentos são criadores, pense no bem e o bem se seguirá, pense no mal e o mal te perseguirá. Examine seus medos, exponha-os à luz da razão e principalmente da Palavra de Deus e aprenda a rir de seus medos, esse é o melhor remédio. Nada pode perturbar você exceto os seus próprios pensamentos de medo. As palavras ou ameaças de outras pessoas não tem nenhum poder sobre você e quando focaliza o seu pensamento naquilo que é bom e verdadeiro, o poder de Deus renova seus pensamentos e te faz vencedor.

A maioria dos nossos medos não tem fundamento na realidade, eles nada mais são do que um conjunto de sombras sinistras nas nossas mentes, e sombras são desprovidas de realidade, são apenas sombras, nada mais que isso.

O medo paralisa

Daniel Goleman, em seu clássico livro “Inteligencia Emocional”, diz que quando o homem sente medo, o sangue irriga os membros inferiores, como pernas. Isso acontece para facilitar a fuga. Ao mesmo tempo, diz Goleman, o corpo paralisa, imobiliza-se. Assim, em vez de agir para resolver os problemas do presente, a pessoa foge e se esconde. Tanto a raiva como o medo são inimigos da mente, pois diminuem a quantidade de sangue no cérebro e nos fazem entrar em estado de confusão mental. (Livro Inteligência emocional)

Com exceção dos medos normais, todos os medos são decorrentes do pecado. 

O que a Bíblia diz a respeito do medo?

“Porque Deus não nos tem dado espírito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação.” 2Tm 1:7
“13 Tendo, porém, o mesmo espírito da fé, como está escrito: Eu cri; por isso, é que falei. Também nós cremos; por isso, também falamos...”.  2Co 4:13

É importante dizer que o medo não é um sentimento apenas. No texto citado, Paulo diz que o medo é um espírito e devemos resisti-lo. Paulo também nos fala que precisamos manifestar a fé tendo uma mente equilibrada. A palavra “moderação” é “sophronismos” que significa admoestação ou chamado à estabilidade de mente, à moderação e autocontrole. Domine e vença o medo na mente e ele desaparecerá.

Durante todos os dias nós podemos acreditar que Deus está no controle ou ficar atemorizado com medo das tantas adversidades e desafios que nos rodeiam. Neste momento devemos decidir manifestar fé em Deus, na Sua poderosa palavra, ou, doutra sorte, deixaremos o medo sufocar nossos sonhos. Não há neutralidade. Ative a fé pensando corretamente e o medo se irá. Alimente o medo pensando negativamente e a fé te deixará.

Jó nos ensina uma preciosa lição

Fé e medo tem algo em comum, eles fazem você acreditar em algo que não podemos ver, mas que certamente acontecerá. O que você pensa, vai tomar forma e virá sobre você! Foi exatamente isso o que Jó disse.

“25 Aquilo que temo me sobrevém, e o que receio me acontece. 26 Não tenho descanso, nem sossego, nem repouso, e já me vem grande perturbação.” Jó 3:25-26

Se você teme o divórcio, ele ocupa sua mente e certamente isso virá sobre você. Se você teme perder o emprego, não vai demorar muito para você estar desempregado. Se você teme a doença, em breve ela se manifestará. É isso exatamente o que disse Jó.

O medo paralisa as bênçãos, o favor e a cura, etc. Já percebeu como algumas pessoas vivem todos os dias com medo de morrer. O medo é a ante-sala da derrota, é derrota antecipada.

A fórmula para vencer o medo

Na Bíblia encontramos a fórmula perfeita para nos livrar-nos do medo.

“Busquei o SENHOR, e ele me acolheu; livrou-me de todos os meus temores.” Sl 34:4

Durante todos os dias nós podemos acreditar que Deus está no controle ou ficar atemorizado com medo das tantas adversidades e desafios que nos rodeiam. Nessa hora, tomaremos a decisão de manifestar fé em Deus, na Sua poderosa palavra, ou, deixaremos o medo sufocar nossos sonhos. Não há neutralidade.

Ative a fé e o medo se irá. Alimente o medo e a fé te deixará.

O que você está ativando?

Fé e medo tem algo em comum, eles fazem você acreditar em algo que não podemos ver, mas que certamente acontecerá.

No texto de 2Tm 1:7, Paulo nos fala que precisamos manifestar a fé tendo uma mente santa. (Moderação = 1) admoestação ou chamado à estabilidade de mente, à moderação e autocontrole. 2) autocontrole, moderação.)

Ei! Preste atenção!

O que você pensa, vai tomar forma e virá sobre você! Foi exatamente isso o que Jó disse.

Jó nos ensina uma preciosa lição

“25 Aquilo que temo me sobrevém, e o que receio me acontece. 26 Não tenho descanso, nem sossego, nem repouso, e já me vem grande perturbação.” Jó 3:25-26

Se você teme o divórcio, ele ocupa sua mente e certamente isso virá sobre você. Se você teme perder o emprego, não vai demorar muito para você estar desempregado. Se você teme a doença, em breve ela se manifestará. É isso exatamente o que disse Jó.

Será que Deus te criou para viver dessa forma???

O medo é um agente enfraquecedor da fé que atrai para o homem aquilo o que ele teme. Ele leva pessoas a tomarem decisões precipitadas que em menor ou maior grau podem comprometer suas vidas. Há pessoas que pelo medo de errar, não fazem o que sabem, anulando assim todo o seu potencial. Outras, por experiências negativas no passado, têm medo de confiar em outros. Vivem uma vida sem relacionamentos profundos e, portanto, fora do plano de Deus. Pessoas estão solitárias e envelhecendo vivendo uma vida acinzentada, uma vida cada vez mais amarga. Há ainda aqueles que, por medo de fracassar, quando chamados a um desafio ou posição de liderança, fogem da responsabilidade. Os exemplos poderiam ser multiplicados aqui, mas eu quero te dizer: Não temas!

O mais sério é que uma pessoa dominada pelo medo pode chegar ao ponto de deixar de obedecer a Deus e sua palavra. Diante disso, o diabo tenta usar o medo contra nós, e se ele encontra um coração vulnerável, tem nas mãos a matéria prima para fazer acontecer o que aquela pessoa teme.

Penso que como pais, devemos tomar cuidado para não formar filhos medrosos. Isso pode acontecer através da superproteção, ou mesmo por declarações que acabam ministrando um espírito temeroso sobre eles (“o bicho papão vai te pegar...”, “uma hora destas um carro vai te atropelar...”, etc...).

A fé funciona sempre num dos dois modos, positivo ou negativo.

Diante das circunstâncias, sua fé funcionará no positivo ou negativo. O medo é atrair o negativo. Você conhece pessoas que vivem com medo? Essas pessoas estão caminhando na direção errada, na direção oposta daquilo que Deus planejou para elas.

Repetindo: O medo é um espírito que te convida para as coisas ruins.

Reafrimando: Deus não nos deu um espírito de medo! 2Tm 1:7

O medo é um espírito e pode influenciar para algo ruim. (Abrindo um parênteses, o medo é diferente de prudência. O medo é um espírito, enquanto que a prudência é uma consciência de consequência.)

Você terá de decidir alimentar o medo ou a fé a partir de hoje.

Alguém que sentindo uma dor constante no abdômen, poderá expressar medo dizendo: Meus pais morreram de doenças no abdômem, e certamente isso acontecerá comigo. Ou dirá: Eu tenho a saúde que Cristo me deu. Eu sou sarado e essa dor não pertence ao meu corpo. Põe a sua fé em Cristo e Ele porá os seus receios de parte!

Outra pessoa com problemas conjugais pode alimentar o medo dizendo: Meu casamento vai terminar em separação e divórcio. Ou manifestar a fé declarando: Meu casamento está nas mãos de Deus. Meu cônjuge é o melhor de Deus pra mim e eu vou lutar por esse casamento até o fim.

Alguém pode ficar com medo diante do desafio de ofertar pensando: Se eu ofertar esse valor, amanhã vou padecer necessidades. Ou alimentar a fé dizendo: Receba a minha oferta de amor e coragem Senhor, pois sei que coisas maiores o Senhor fará na minha vida e finanças.

O medo paralisa as bênçãos, o favor e a cura, etc. Já percebeu como algumas pessoas vivem todos os dias com medo de morrer.

O medo é a ante-sala da derrota, é derrota antecipada.

Não temas!

Algumas pessoas dizem que a expressão não temas aparece 365 vezes na Bíblia. Eu não sei se isso de fato procede, mas com certeza Deus tem um “Não temas” pra você hoje! Coloque a sua fé em Cristo e Ele afastará os seus medos e receios.

A covardia é o medo aceito; a coragem, o medo vencido. – Legouvé

Medo preocupação e pensamentos ruins permitem que coisas ruins aconteçam.

Eu conheço uma moça que há muito tempo diz : eu vou morrer, eu nunca vou casar... Acredite, ela está solteira e sua vida cada vez está mais difícil. Me lembro de uma pessoa que disse que minha filha Larissa me daria muito trabalho quando completasse 15 anos. Quando completou 15 anos alguém me disse: Não tem algo errado com o cabelo dessa menina?

O medo é como a gravidade, só te empurra para baixo

22 Logo em seguida obrigou os seus discípulos a entrar no barco, e passar adiante dele para o outro lado, enquanto ele despedia as multidões. 23 Tendo-as despedido, subiu ao monte para orar à parte. Ao anoitecer, estava ali sozinho. 24 Entrementes, o barco já estava a muitos estádios da terra, açoitado pelas ondas; porque o vento era contrário. 25 Â quarta vigília da noite, foi Jesus ter com eles, andando sobre o mar. 26 Os discípulos, porém, ao vê-lo andando sobre o mar, assustaram-se e disseram: É um fantasma. E gritaram de medo. 27 Jesus, porém, imediatamente lhes falou, dizendo: Tende ânimo; sou eu; não temais. 28 Respondeu-lhe Pedro: Senhor! se és tu, manda-me ir ter contigo sobre as águas. 29 Disse-lhe ele: Vem. Pedro, descendo do barco, e andando sobre as águas, foi ao encontro de Jesus. 30 Mas, sentindo o vento, teve medo; e, começando a submergir, clamou: Senhor, salva-me. 31 Imediatamente estendeu Jesus a mão, segurou-o, e disse-lhe: Homem de pouca fé, por que duvidaste? 32 E logo que subiram para o barco, o vento cessou.” Mt 14:22-32

Nessa ocasião, Jesus andava por sobre as águas do mar da Galiléia. Os discípulos pensaram tratar-se de um fantasma. Quando Pedro viu que era Jesus, passado o susto, o mesmo se propõe ir ter com Jesus, andando sobre as águas. E Jesus lhe diz: "Vem". E Pedro desceu do barco e começou a andar pisando sobre as águas. Todavia, em dado momento, um vento mais forte soprou, e Pedro temendo, começou a afundar. O medo faz as pessoas afundarem. Em outras palavras, enquanto Pedro andava pela fé, manteve-se firme, mas quando temeu o mesmo fracassou. O mesmo acontece conosco. Diferente disso, é que se andarmos ou corrermos a carreira cristã, olhando firmemente para Jesus, jamais haveremos de fraquejar ou desistir da carreira. Jamais haveremos de parar no meio.

Outro texto que reforça o que estamos dizendo é Mt 25:14-30, essa passagem nos fala da maneira como os servos administraram os talentos do senhor que se ausentou.

“14 Também é como um homem que, ausentando-se do país, chamou seus servos e lhes entregou seus bens: 15 a um deu cinco talentos;* a outro, dois; e a outro, um, de acordo com a capacidade de cada um; e saiu em viagem. 16 O que havia recebido cinco talentos foi negociá-los imediatamente e ganhou mais cinco; 17 da mesma forma, o que havia recebido dois ganhou mais dois; 18 mas o que havia recebido um foi, cavou um buraco na terra e escondeu o dinheiro do seu senhor. 19 Depois de muito tempo, o senhor daqueles servos voltou para acertar contas com eles. 20 Então, chegando o que havia recebido cinco talentos, apresentou-lhe mais cinco talentos e disse: Senhor, entregaste-me cinco talentos; aqui estão mais cinco que ganhei. 21 E o seu senhor lhe disse: Muito bem, servo bom e fiel; foste fiel sobre pouco; sobre muito te colocarei; participa da alegria do teu senhor! 22 Chegando também o que havia recebido dois talentos, disse: Senhor, entregaste-me dois talentos; aqui estão mais dois que ganhei. 23 E o seu senhor lhe disse: Muito bem, servo bom e fiel; foste fiel sobre pouco; sobre muito te colocarei; participa da alegria do teu senhor. 24 Por fim, chegando o que havia recebido um talento, disse: Senhor, eu sabia que és um homem severo, que colhes onde não semeaste e recolhes onde não plantaste; 25 então, fiquei com medo e fui esconder na terra o teu talento; aqui tens o que é teu. 26 Mas o seu senhor lhe respondeu: Servo mau e preguiçoso, sabias que colho onde não semeei e recolho onde não plantei? 27 Devias então entregar meu dinheiro aos banqueiros e, ao voltar, eu o teria recebido com juros. 28 Tirai dele o talento e entregai-o ao que tem dez talentos. 29 Pois a todo o que tem, mais lhe será dado, e terá com fartura; mas ao que não tem, até aquilo que tem lhe será tirado. 30 Lançai o servo inútil nas trevas exteriores; ali haverá choro e ranger de dentes.” Mt 25:14-30

William Taylor alega que o Novo Testamento traz 487 mandamentos de Jesus e que o mais repetido é “Não temais”.

Ouvi a história de uma mulher que comprou uma planta e dia após dia dizia: essa planta não vai sobreviver... Até que um dia a planta morreu. Então ela foi orar e Deus disse, você matou a planta com seu medo e suas palavras... Então ela contou ao marido que de tanto dizer que a planta iria morrer, a planta morreu. O marido disse: Espero que você esteja dizendo coisas boas em meu favor.

Me lembro de uma ocasião em que ouvi de um médico: Edenir, você não vai mais ter os movimentos do braço... Eu havia me acidentado e perdido os movimentos do meu braço esquerdo. De pronto quando ouvi essas palavras, o medo entrou em meu coração, mas o Espírito da fé me levantou e então eu disse: Doutor, Deus já me sarou, já me restaurou em nome de Jesus.

Minha irmã me contou uma história sobre um esquiador que se acidentou e desmaiado, ficou dependurado num galho de árvore. Quando acordou, descobriu que estava dependurado num galho, mas a escuridão o impedia de enxergar abaixo. Tentando se salvar, ele ouvia uma voz que dizia: corta a corda... corta a corda... Mas ele pensava: se eu cortar essa corda certamente vou despencar nesse abismo... nesse precipício... Paralisado pelo medo de despencar, o homem foi congelando até que morreu ali dependurado naquele galho. No dia seguinte, as equipes de buscas encontraram o homem morto, congelado e dependurado a 1 Mt do chão. O medo o matou...

Boas novas

Faça a coisa que receia e a morte do medo será certa. Diga para si mesmo com toda sinceridade: "Vou dominar este medo". E o conseguirá. - Dr. Josephy Murphy

A lei da substituição

A plena libertação do medo está na capacidade de substituir pensamentos de medo por seus opostos. Sua resposta ao medo está em se opor o que quer que você tema. Concentrar-se no bem de maneira otimista ou positiva fará toda a diferença.

Se você tem medo do fracasso, preste atenção e se ligue ao sucesso. Se você tem medo de doença, pense em saúde perfeita fazendo uma autoimagem mental saudável. Se você tem medo de acidente, medite na orientação e proteção de Deus. Se você tem medo da morte, lembre-se de que Jesus é a vida abundante que te alcansou. Ele veio para te dar vida e isso é o que deve ocupar sua mente. Alguém que sentindo uma dor constante no abdômen, poderá expressar medo dizendo: Meus pais morreram de doenças no abdômem, e certamente isso acontecerá comigo. Ou dirá: Eu tenho a saúde que Cristo me deu. Eu sou sarado e essa dor não pertence ao meu corpo.

Outra pessoa com problemas conjugais pode alimentar o medo dizendo: Meu casamento vai terminar em separação e divórcio. Ou manifestar a fé declarando: Meu casamento está nas mãos de Deus. Meu cônjuge é o melhor de Deus pra mim e eu vou lutar por esse casamento até o fim. Alguém pode ficar com medo diante do desafio de ofertar pensando: Se eu ofertar esse valor, amanhã vou padecer necessidades. Ou alimentar a fé dizendo: Receba a minha oferta de amor e coragem Senhor, pois sei que coisas maiores o Senhor fará na minha vida e finanças.

Assim como você pode ativar o medo, você pode ativar a coragem, a ousadia e a intrepidez em nome de Jesus!

Declare as bênçãos dos céus sobre você hoje!!!

Eu sou o que a Bíblia diz que eu sou! Eu tenho o que a Bíblia diz que eu tenho, Eu posso fazer, o que a Bíblia diz que eu posso fazer! Eu sou grandemente abençoado, altamente favorecido e profundamente amado por Jesus!!!

Quero convidar você a fazer uma avaliação de sua vida e observar se há áreas que têm sido comprometidas por causa do medo. Se há, aprenda esta lição: coloque seus olhos no autor e consumador de sua fé. N’Ele está todo o recurso sobrenatural que você precisa para romper estes limites e entrar na herança que Ele prometeu entregar a você. Confie em seu amor. Afinal, o verdadeiro amor lança fora todo medo!

Enfrente o espírito de medo com o Espírito da coragem no campo da mente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As três provisões da chuva abundante. Dt 11:14. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 12/01/20

“ darei as chuvas da vossa terra a seu tempo, as primeiras e as últimas , para que recolhais o vosso cereal, e o vosso vinho, e o vosso ...