20190307

Fé, gratidão e generosidade, os três efeitos de quem se encontra com a graça. Jo 6:1-13. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 03/03/19


“1 Depois destas coisas, atravessou Jesus o mar da Galiléia, que é o de Tiberíades. 2 Seguia-o numerosa multidão, porque tinham visto os sinais que ele fazia na cura dos enfermos. 3 Então, subiu Jesus ao monte e assentou-se ali com os seus discípulos. 4 Ora, a Páscoa, festa dos judeus, estava próxima. 5 Então, Jesus, erguendo os olhos e vendo que grande multidão vinha ter com ele, disse a Filipe: Onde compraremos pães para lhes dar a comer? 6 Mas dizia isto para o experimentar; porque ele bem sabia o que estava para fazer. 7 Respondeu-lhe Filipe: Não lhes bastariam duzentos denários de pão, para receber cada um o seu pedaço. 8 Um de seus discípulos, chamado André, irmão de Simão Pedro, informou a Jesus: 9 Está aí um rapaz que tem cinco pães de cevada e dois peixinhos; mas isto que é para tanta gente? 10 Disse Jesus: Fazei o povo assentar-se; pois havia naquele lugar muita relva. Assentaram-se, pois, os homens em número de quase cinco mil. 11 Então, Jesus tomou os pães e, tendo dado graças, distribuiu-os entre eles; e também igualmente os peixes, quanto queriam. 12 E, quando já estavam fartos, disse Jesus aos seus discípulos: Recolhei os pedaços que sobraram, para que nada se perca. 13 Assim, pois, o fizeram e encheram doze cestos de pedaços dos cinco pães de cevada, que sobraram aos que haviam comido.” Jo 6:1-13
No capítulo 6 do evangelho de João, vemos o episódio da multiplicação de pães e peixes que Jesus realizou e podemos aprender algumas lições importantes.
Atitudes que conduzem à felicidade plena
1. Efeito fé
No exercício da vida cristã, nós precisamos crer. Isso foi o que Jesus disse para Marta, irmã de Lázaro:
“... se creres, verás a glória de Deus?” Jo 11:40b

“todavia, o meu justo viverá pela fé; e: Se retroceder, nele não se compraz a minha alma.” Hb 10:38

Crer é o mesmo que ter fé. Isso é ter uma visão clara do que Deus já fez. Uma multidão seguiu a Jesus porque “tinham visto os sinais...”. Eles não tinham o Espírito, por isso estavam andando baseados nos sinais exteriores. Nós temos o Espírito habitando em nós, assim podemos ver pela fé os milagres que o Senhor está fazendo.

Jesus questiona Felipe

No relato, uma grande multidão seguia a Jesus porque o viram operando milagres. Ao ver tanta gente, Jesus perguntou a Filipe onde compraria pães para dar àquela multidão. Vale ressaltar que a pergunta de Jesus a Filipe fora feita para ver qual seria a resposta deste.
Jesus, sabedor de todas as coisas, já sabia o que iria acontecer. Cinco pães e dois peixinhos era o suficiente para o Mestre realizar o milagre, suprir a necessidade daqueles cinco mil homens, sem contar as mulheres e as crianças.
Da mesma forma que Jesus esperava uma resposta de Felipe diante daquele problema, da mesma maneira que Deus questionou Ezequiel, hoje Ele espera uma resposta de nós também. Essa resposta é a fé!
A primeira coisa que precisamos é ter fé! Coisas maiores VEREMOS!
Nós precisamos ter uma visão clara da realidade espiritual que nos permeia.
“22 São os olhos a lâmpada do corpo. Se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo será luminoso; 23 se, porém, os teus olhos forem maus, todo o teu corpo estará em trevas.” Mt 6:22-23
Bons olhos aqui é ter clareza na mente, é ter fé. (Oftalmos = Olhos da mente)
Quando não se tem visão além do natural, fica-se à mercê das circunstâncias porque só se conhece as circunstâncias.
“... e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” Jo 8:32

A importância de você abrir os olhos

“8 O rei da Síria fez guerra a Israel e, em conselho com os seus oficiais, disse: Em tal e tal lugar, estará o meu acampamento. 9 Mas o homem de Deus mandou dizer ao rei de Israel: Guarda-te de passares por tal lugar, porque os siros estão descendo para ali. 10 O rei de Israel enviou tropas ao lugar de que o homem de Deus lhe falara e de que o tinha avisado, e, assim, se salvou, não uma nem duas vezes. 11 Então, tendo-se turbado com este incidente o coração do rei da Síria, chamou ele os seus servos e lhes disse: Não me fareis saber quem dos nossos é pelo rei de Israel? 12 Respondeu um dos seus servos: Ninguém, ó rei, meu senhor; mas o profeta Eliseu, que está em Israel, faz saber ao rei de Israel as palavras que falas na tua câmara de dormir. 13 Ele disse: Ide e vede onde ele está, para que eu mande prendê-lo. Foi-lhe dito: Eis que está em Dotã. 14 Então, enviou para lá cavalos, carros e fortes tropas; chegaram de noite e cercaram a cidade. 15 Tendo-se levantado muito cedo o moço do homem de Deus e saído, eis que tropas, cavalos e carros haviam cercado a cidade; então, o seu moço lhe disse: Ai! Meu senhor! O que faremos? 16 Ele respondeu: Não temas, porque mais são os que estão conosco do que os que estão com eles. 17 Orou Eliseu e disse: SENHOR, peço-te que lhe abras os olhos para que veja. O SENHOR abriu os olhos do moço, e ele viu que o monte estava cheio de cavalos e carros de fogo, em redor de Eliseu.” 2Re 6:8-17
2. Efeito gratidão
“11 Então, Jesus tomou os pães e, tendo dado graças, distribuiu-os entre eles; e também igualmente os peixes, quanto queriam. 12 E, quando já estavam fartos, disse Jesus aos seus discípulos: Recolhei os pedaços que sobraram, para que nada se perca. 13 Assim, pois, o fizeram e encheram doze cestos de pedaços dos cinco pães de cevada, que sobraram aos que haviam comido.” Jo 6:1-13
Jesus deu graças pelos pães e peixes
Jesus deu graças por aquele alimento, e isso foi a chave que abriu os céus para provisão e abundância. Gratidão é o que se espera dos crentes.
A primeira marca de quem tem um encontro com a graça é a gratidão. Os ingratos não conhecem a graça. Aluízio Silva
Por que você deve expressar gratidão diária?

1. Porque ser grato glorifica o nome do nosso Senhor! Glorificar o nome do nosso Senhor e Salvador deve ser a nossa santa ambição. E no Salmo 50, a maneira como devemos fazer isso é oferecendo a Ele a nossa gratidão.

Aquele que oferece sacrifício de ação de graças me glorifica; e mostrarei a salvação de Deus ao que atenta para seus atos.” Sl 50:23

2. Quem é grato foca no lado SIM da vida, onde as oportunidades estão. Quem é constantemente grato está focando no lado SIM da vida, ou seja, observando as grandes e pequenas bençãos diárias e isto faz toda a diferença. Em vez de buscar mais motivos para reclamar, quem é constantemente grato começa a buscar soluções e encontrar oportunidades. É importante dizer também que o que você foca expande. Quanto mais você for grato, mais receberá dos céus! Agradecer é fazer a graça descer.

3. Agradecer trará mais saúde física, mental e espiritual. Quando olhamos para nossos dias buscando pequenos ou grandes motivos para sermos gratos, áreas específicas do nosso cérebro produzem maiores doses de dopamina e oxiticina, neuro-hormônios responsáveis pela sensação de bem estar e entusiasmo. Pessoas constantemente agradecidas tem mais energia, são emocionalmente inteligentes, demonstram tolerância e paciência, e menos propensas a serem deprimidas, ansiosas ou solitárias.

Gratidão é a primeira expressão de louvor e adoração que devemos apresentar ao Senhor. 
Jesus manifestou gratidão na multiplicação dos pães e peixes. Ele não reclamou da quantidade nem do tamanho dos alimentos, Ele foi grato por aquilo que estava em suas mãos. Certamente, se fossemos nós a orar pela multiplicação, diríamos muitas coisas, pediríamos para Deus multiplicar a quantidade dos alimentos, diminuir o número de pessoas, aumentar o tamanho dos pães e peixes, e talvez nem déssemos graças. Porém, Jesus sempre foi grato ao Pai, e no episódio relatado em João 6, nosso Senhor apenas deu graças para nos ensinar o poder de um coração grato, de um coração contente diante de Deus. Se não há contentamento por tudo aquilo que o Senhor nos tem nos dado, Ele não pode multiplicar, porque isso seria incoerente com a natureza de Deus.
3. Efeito Generosidade
“Então, Jesus tomou os pães e, tendo dado graças, distribuiu-os entre eles; e também igualmente os peixes, quanto queriam.” Jo 6:11
Etimologia da palavra
Generosidade vem de gênese ou gênesis GÊNESE – o começo de tudo. Em Grego, genesis queria dizer “criação, força produtiva, origem”, de genos, “nascimento, família, raça”, da raiz Indo-Europeia acima citada.
Assim que a graça alcançou os irmãos da igreja de Macedônia, mesmo havendo uma dificuldade de contribuição, eles se esforçaram em contribuir para com os necessitados de Jerusalém. Paulo mostrou a necessidade da Igreja encorajando-os e motivando-os a esta prática na solução dos problemas ali encontrados.
“1 Irmãos, quero que saibais como a graça de Deus foi concedida às igrejas da Macedônia, 2 pois a intensidade da alegria e a extrema pobreza deles transbordaram em riqueza de generosidade, e isso em dura prova de tribulação.” 2Co 8:1-2
Por fim, Jesus foi generoso ao distribuir os pães. Que combinação explosiva! Fé, gratidão e generosidade! Que exemplo a ser seguido! Muitas pessoas reclamam do salário, dizem que ele não dá para nada, que é uma miséria, amaldiçoa a todo o tempo o fruto das mãos, em vez de manifestarem fé, gratidão e generosidade assim como nos ensinou Jesus.
Note que Ele tomou cinco pães e dois peixinhos, deu graças, distribuiu, deu sem reservas e assim, alimentou uma multidão com direito a abundância.
Sejamos sempre gratos para que a provisão e abundância das bênçãos do Senhor venham sobre nós!
Agora é importante perceber que o milagre aconteceu enquanto ele distribuía os pães e peixes.
Zaqueu encontrou a graça e decidiu agir com generosidade
“1 Entrando em Jericó, atravessava Jesus a cidade. 2 Eis que um homem, chamado Zaqueu, maioral dos publicanos e rico, 3 procurava ver quem era Jesus, mas não podia, por causa da multidão, por ser ele de pequena estatura. 4 Então, correndo adiante, subiu a um sicômoro a fim de vê-lo, porque por ali havia de passar. 5 Quando Jesus chegou àquele lugar, olhando para cima, disse-lhe: Zaqueu, desce depressa, pois me convém ficar hoje em tua casa. 6 Ele desceu a toda a pressa e o recebeu com alegria. 7 Todos os que viram isto murmuravam, dizendo que ele se hospedara com homem pecador. 8 Entrementes, Zaqueu se levantou e disse ao Senhor: Senhor, resolvo dar aos pobres a metade dos meus bens; e, se nalguma coisa tenho defraudado alguém, restituo quatro vezes mais. 9 Então, Jesus lhe disse: Hoje, houve salvação nesta casa, pois que também este é filho de Abraão. 10 Porque o Filho do Homem veio buscar e salvar o perdido.” Lc 19:1-10
O milagre aconteceu enquanto Jesus distribuía os pães.
“24 A quem dá liberalmente, ainda se lhe acrescenta mais e mais; ao que retém mais do que é justo, ser-lhe-á em pura perda. 25 A alma generosa prosperará, e quem dá a beber será dessedentado.” Pv 11:24-25 (ARA)
O generoso prosperará; quem dá alívio aos outrosalívio receberá. Pv 11:25 (NVI)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sabedoria para prosperar em tempos de abundantes chuvas. Pv 1:1-7; 20-33. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 19/01/20

De 3 meses para cá, eu tenho descoberto uma fonte de vida inesgotável através da leitura do livro de provérbios. Eu penso que propositadam...