20190912

Observações sobre a ceia do Senhor. Lc 22:17-20. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 08/09/2019


Então Jesus pegou o cálice de vinho, deu graças a Deus e disse: Peguem isto e repartam entre vocês. 18 Pois eu afirmo a vocês que nunca mais beberei deste vinho até que chegue o Reino de Deus. 19 Depois pegou o pão e deu graças a Deus. Em seguida partiu o pão e o deu aos apóstolos, dizendo: Isto é o meu corpo que é entregue em favor de vocês. Façam isto em memória de mim. 20 Depois do jantar, do mesmo modo deu a eles o cálice de vinho, dizendo: Este cálice é a nova aliança feita por Deus com o seu povo, aliança que é garantida pelo meu sangue, derramado em favor de vocês. Lc 22:17-20 

Propósitos da Santa Ceia

1. Trazer à memória o que Cristo fez por nós. 

A ministra de adoração Ana Paula Valadão Bessa, em 1999, compôs uma linda canção onde ela cita o texto do profeta Jeremias, que diz: Quero trazer à memória aquilo que me dá esperança.
A Ceia do Senhor é uma cerimônia que tem, exatamente, esse objetivo: trazer à lembrança o importante acontecimento do sacrifício de Jesus.

O próprio Senhor estabeleceu esta cerimônia para ser assim, porque lemos no v.19 que Jesus disse: Façam isto em memória de mim. E Jesus mostrou o que devemos fazer: Ele tomou nas mãos dois elementos: o Pão e o Vinho. Disse para pegar o pão como símbolo do Seu corpo, e tomar o suco de uvas, como símbolo do Seu sangue. E distribuiu aos discípulos, orientando-os a comer o pão e a beber do cálice - Jesus estava ensinando: Do mesmo modo como o organismo se nutre de energia, de força, pelo comer e beber, assim também se dá com a nossa fé: ela é revigorada, fortalecida, quando nos apropriamos de Jesus.

E convém destacar ainda o seguinte, que Jesus disse: Façam isso em memória de mim.
Esta cerimônia serve para trazermos Jesus à memória, trazermos Jesus à nossa lembrança.

E lembrança de que? ... de Jesus menino, na infância, deitado na manjedoura ou a discutir com os doutores da lei no templo? Não. Lembrança de Jesus ensinando ou estendendo as mãos para curar os doentes? Não. Lembrança de Jesus ressuscitado, tendo deixado o túmulo vazio? Não.

Nesta cerimônia, nós lembramos de Jesus morrendo na cruz, com cravos prendendo Suas mãos e com coroa de espinhos comprimindo Sua cabeça, num verdadeiro sacrifício de amor por nós, que pecamos contra Deus. Sim, com esta cerimônia, recordamos a morte de Jesus na cruz, as feridas em Seu corpo e o sangue que foi derramado...

E lembramos que tudo isso foi uma prova do amor que Deus tem por nós, livrando-nos da morte e da perdição eterna.

Jesus disse para pegarmos o pão e bebermos do cálice, trazendo isto à memória.

2. Passar a mensagem de prosperidade e alegria

Pão e vinho, sinônimos de prosperidade e alegria. 

Na cultura Bíblica, o pão sempre apontou para prosperidade. Quando Jesus diz “Eu sou o pão da vida”, estava dizendo que aquele que comer dEle, experimentar dEle, terá vigor, terá saúde, terá ânimo, terá forças para vencer quaisquer desafios neste vida. O trigo é o único cereal que produz uma enzima que caindo na corrente sanguínea se transforma em energia. 

48 Eu sou o pão da vida. 49 Vossos pais comeram o maná no deserto e morreram. 50 Este é o pão que desce do céu, para que todo o que dele comer não pereça. 51 Eu sou o pão vivo que desceu do céu; se alguém dele comer, viverá eternamente; e o pão que eu darei pela vida do mundo é a minha carne.
52 Disputavam, pois, os judeus entre si, dizendo: Como pode este dar-nos a comer a sua própria carne?
53 Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo: se não comerdes a carne do Filho do Homem e não beberdes o seu sangue, não tendes vida em vós mesmos. 54 Quem comer a minha carne e beber o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia. 55 Pois a minha carne é verdadeira comida, e o meu sangue é verdadeira bebida. 56 Quem comer a minha carne e beber o meu sangue permanece em mim, e eu, nele. 57 Assim como o Pai, que vive, me enviou, e igualmente eu vivo pelo Pai, também quem de mim se alimenta por mim viverá. 58 Este é o pão que desceu do céu, em nada semelhante àquele que os vossos pais comeram e, contudo, morreram; quem comer este pão viverá eternamente.” Jo 6:48-58

Amados, vamos fazer isto: Vamos trazer à memória aquilo que nos dá esperança. Pelo sacrifício de Jesus na cruz, temos salvação eterna e paz com Deus nesta vida. Portanto, ao tomar o pão e o cálice, faça isto em memória do Senhor: traga à sua lembrança o que Jesus fez por você na cruz; Ele te tirou das trevas, te libertou da condenação... Ele te trouxe para o Reino de Deus, onde há segurança e paz.

Oh! Amado irmão, ao lembrar que Jesus morreu por você na cruz, oro para que você também se lembre de que deve viver para Ele.

3. Restaurar a condição do corpo de Cristo. 1Co 11:17-22

Deus está nos guardando de sentimentos de mágoa e tristeza com nossos irmãos. A igreja de Corinto era uma igreja dividida por muitas causas, e uma delas era a condição social de seus membros. Aqui Paulo enfatiza a necessidade de relacionar como corpo sem pressa. 

“pois quando comeis, cada um se apressa a tomar sua própria ceia.”  

Veja que não havia amor no meio daqueles irmãos, pois o amor prioriza o próximo.

Veja que muitos no dia da ceia, faltam na igreja, e se ausentam porque não crêem que Deus pode perdoar pecados. Estão na verdade lutando com Deus. Outros até vão ao culto, mas dizem: “Eu não vou cear poisnão sou digno, estou em pecado.” Parece espiritual, mas é carne pura! É ego não se arrepender não cumprindo assim a vontade de Deus.  

Independente do pecado cometido, arrependa-se e participe da Ceia do Senhor para cura e restauração do corpo de Cristo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sabedoria para prosperar em tempos de abundantes chuvas. Pv 1:1-7; 20-33. Pr. Edenir Araújo - Culto de Celebração - 19/01/20

De 3 meses para cá, eu tenho descoberto uma fonte de vida inesgotável através da leitura do livro de provérbios. Eu penso que propositadam...